Coletiva de Rodrigo Maia (ao vivo) sobre medidas contra a crise

Senadores condenam violência sofrida por Cid Gomes no Ceará

Por Redação

21 de fevereiro de 2020 : 15h03

Da Redação | 20/02/2020, 10h45 – ATUALIZADO EM 20/02/2020, 12h55

Cid Gomes deixou a UTI nesta quinta-feira
Por Roque de Sá/Agência Senado

Agência Senado — Senadores se manifestaram nas redes sociais para condenar a violência sofrida pelo senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) na tarde de quarta-feira (19) em Sobral (CE). Cid foi atingido por um tiro de arma de fogo durante um protesto de policiais militares por reajuste salarial. O senador deixou a UTI nesta quinta-feira (20) e foi transferido para Fortaleza. Segundo o boletim médico divulgado às 8h40, Cid Gomes evoluiu “sem intercorrência nas últimas horas, mantendo-se hemodinamicamente estável e com padrão respiratório normal”.

O senador Major Olímpio (PSL-SP) sugeriu ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que formasse uma comissão de senadores para mediar as manifestações e conflitos envolvendo os policiais militares no Ceará.

— O momento é de serenidade, de mediação, negociação. Eu me coloquei à disposição do presidente do Senado e fica aí a decisão dele de enviar essa comissão o mais urgente possível. Isso pode acabar em grande tragédia nacional —, afirmou o senador em vídeo divulgado no Twitter.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), disse estar acompanhando com preocupação o estado de saúde do senador Cid Gomes.

— Presto minha solidariedade e manifesto o desejo de rápida recuperação. Que o poder público possa garantir a segurança do senador e de toda a população do Ceará.

O líder da Minoria, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que o que acontece em Sobral é grave.

— É inaceitável em qualquer hipótese atuações que empreguem o terror à população. Estamos aguardando mais informações e torcendo pela saúde de Cid.

Já o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) disse que os problemas do Brasil não serão resolvidos pela força, seja usando um trator ou uma pistola.

— Precisamos resgatar nossa capacidade básica de dialogar e buscar soluções concretas. Desejo saúde plena para o senador Cid Gomes e paz para o povo do Ceará.

O senador Humberto Costa (PT-PE) considerou inaceitável a agressão sofrida pelo senador Cid Gomes.

— É um ato que merece o nosso total repúdio para que não volte a se repetir. Ao tempo em que desejo a ele uma pronta recuperação, torço para que as autoridades responsáveis conduzam uma rigorosa apuração dos fatos e a pronta identificação dos responsáveis.

Para a senadora Katia Abreu (PDT-TO), Cid Gomes se arriscou ao extremo.

— O que estamos vendo não é polícia e sim milícias causando terror na população. Quem anda encapuzado não tem nada a perder.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

21 de fevereiro de 2020 às 16h18

Se a polícia faz o que faz e age como milícia, é porque tem as costas largas. São protegidos pela magistratura e pelo ministério público. Associação de juízes federais pede à PGR que denuncie Cid Gomes. Os juízes, instigados e seguindo a picada aberta pelo marreco, não fazem outra coisa senão fazer política partidária. A que ponto chegamos. Promovem a injustiça desbragadamente, e depois ainda se exige de Cid Gomes se porte racional e polidamente. Querem o quê? Que ele espere a decisão da justiça pra debelar o motim? Quaquaraquaquá.

https://www.oantagonista.com/brasil/associacao-de-juizes-pede-a-aras-denuncia-contra-cid-gomes/

Responder

Andressa

21 de fevereiro de 2020 às 15h51

Cadê os comentários Cafezinho…?

Primeiro liberam os dos amigos e depois que a matéria saiu de moda os dos outros…??

Engraçado heim…

Responder

    Redação

    21 de fevereiro de 2020 às 16h53

    Basta não xingar ninguém que libero. Não tem mistério.

    Responder

      Uok

      22 de fevereiro de 2020 às 05h53

      Sei…estranhamente sumiram dezenas de comentários nos últimos dias….

      Responder

Deixe uma resposta