Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Faria nega derrota de Bolsonaro nas eleições municipais e fala sobre reeleição em 2022

Por Redação

02 de dezembro de 2020 : 09h01

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), rechaçou a tese de que o presidente Jair Bolsonaro saiu derrotado nessas eleições municipais. Pelo contrário, Faria acredita que o chefe continua imbatível e que o presidente têm chances de conquistar a reeleição em 2022.

Para justificar sua tese, Faria ressalta o desempenho do Governo Bolsonaro durante a pandemia.

“Não tem nenhum ponto que desabone o governo. Não há uma denúncia de corrupção. Na pandemia de covid, não faltou dinheiro para estados e municípios, não faltou dinheiro para as empresas, não faltou para os desempregados. Não faltou para nada”, disse ao Correio Braziliense.

Em outro momento, o ministro disse que a tese do fracasso eleitoral de Bolsonaro é um equívoco, pois o chefe do executivo não participou de nenhuma campanha e classificou Celso Russomano e Marcelo Crivella como moderados.

“Quem foi o candidato de extremo, do Bolsonaro, que perdeu? Russomanno (Celso Russomanno, candidato à prefeitura de São Paulo pelo Republicanos) é moderado. Crivella (Marcello Crivella, candidato à reeleição do Rio de Janeiro) é moderado. É uma leitura que ainda não consegui fazer, essa que a imprensa tentou colocar. Óbvio que, se você lê muitas vezes a mesma coisa, acaba seguindo o caminho. Mas a maioria dos partidos que compõem hoje a base do governo na Câmara e no Senado, muitos migraram e votaram”

Por fim, Faria acredita que o Centro não terá candidatura forte para 2022 e que o presidente Jair Bolsonaro é um nome natural para a disputa.

“Nem o mais forte, é o natural, colocado. Bolsonaro não foi feito de um dia para o outro. Ele ficou quatro anos fazendo o nome dele. E para fazer um líder, no Brasil, não é rápido. Acho difícil, entrando em 2021, até 2022 surgir um nome para contrapor. Existe briga de direita com esquerda, que vai continuar. O Brasil tem essa rivalidade. Não sei os nomes que virão da esquerda. Mas acho muito difícil o centro fabricar um nome. Trazer um nome fora da política. Não tenho nada contra os outsiders, mas não vejo isso ocorrendo em 2022”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Kleiton

02 de dezembro de 2020 às 09h15

É exatamente como ele disse, fez bem Bolsonaro a não se meter nas eleições municipais.
O pais confirmou a virada para direita e…..se Bolsonaro é presumivelmente de direita, é atualmente o Presidente da República, provavelmente será candidato a reeleição, tem e terá uma base de eleitorado de pelo menos 30%, tá aumentando a presença no NE e do outro lado não há hoje ninguém viável para enfrenta-lo…

Amanhã é outro dia mas por hoje é isso aí.

Responder

aderlande

02 de dezembro de 2020 às 09h13

kkkkkkk.Coitado.Quer continuar sugando,mas a teta secou.kkkkk

Responder

Deixe uma resposta