Cafezinho & Cinema: conversa com Ducca Rios, diretor de Meu Tio José

Após instalação da CPI, mais de 380 vídeos de canais bolsonaristas ‘evaporaram’ do YouTube

Por Redação

10 de maio de 2021 : 16h42

Cerca de 385 vídeos de 34 canais bolsonaristas sobre o tal “tratamento precoce” sumiram do YouTube após a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia no Senado Federal.

Ainda de acordo com o levantamento feito pelo Novelo Data e divulgado pelo Congresso em Foco, o processo de exclusão dos vídeos foi feito entre o dia 14 de abril e a última quinta-feira, 6.

O “jornalista” e comentarista pró-governo, Alexandre Garcia, omitiu 109 vídeos nesse intervalo de tempo. Já a ex-apresentadora da TV Brasil, Leda Nagle, que atualmente possui um canal de entrevistas no YouTube, também excluiu 23 vídeos nas últimas semanas.

Ex-comentarista da Rede Globo, Garcia atualmente é colunista na CNN e até neste domingo tinha 1,89 milhão de inscritos e apagou 502 vídeos em uma semana, ou 43% da sua base de videos. Já Leda Nagle tinha 1,06 milhão.

“A maioria dos vídeos apagados tem ligação ao “tratamento precoce” contra covid-19, o coquetel de medicamentos composto por cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina defendido por Bolsonaro que é ineficaz contra o tratamento da doença. “Exija a HIDROXICLOROQUINA do seu médico” e “HIDROXICLOROQUINA está funcionando sim!” ambos sumiram do canal de Alexandre Garcia em 18 de abril”, diz o Congresso em Foco.

Para conferir a lista completa, clique aqui.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta