Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Ao lado de Heinze e Bia Kicis, Bolsonaro volta a ameaçar as eleições e associa Barroso à pedofilia

Por Redação

10 de julho de 2021 : 14h16

Ao lado do senador Luís Carlos Heinze (PP-RS) e de outros apoiadores do seu governo, Jair Bolsonaro voltou a atacar o sistema eleitoral, defendeu o voto impresso “auditável” e associou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso (STF), a pedofilia.

Num trio elétrico em Porto Alegre, Bolsonaro disse que “vamos fazer o voto impresso e auditável” e apontou para a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), da sua tropa de choque governista na Câmara.

Na sequência ele associou Barroso a pedofilia e voltou a dizer que o magistrado não deveria ser ministro da Suprema Corte. “Ministro esse que defende a redução da maioridade para estupro de vulnerável, é pedofilia o que ele defende”, disparou.

“Ministro que defende o aberto e a legalização das drogas. Com essas bandeiras, ele não tinha que tá no Supremo, mas no Parlamento”, completou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Ugo

10 de julho de 2021 às 20h02

Mais um sucesso de gente a motociata em Porto Alegre….e tem idiotas que acreditam em pesquisas do Datafolha.

Responder

Kleiton

10 de julho de 2021 às 16h50

Mas, e o bozofilho 04 vestido de mulher maravilha e o 02 que “mora” com o primo??

Responder

EdsonLuiz.

10 de julho de 2021 às 16h21

Deliquente político!
É isto que é bolsonaro: um deliquente político.

Levianos, que distorcem ou inventam para atingir quem lhes desmascara, são sempre calhas, sejam os Mitos ou seus seguidores.

É isto que são: deliquentes políticos.

bolsonaro é um deliquente político, só isso.

E ele falava em “nova política”.
Política é política desde Platão e Aristóteles e antes.
Nào existe ‘nova política’.

Existe a boa política, e ela defende projetos, não nomes. A boa política coloca o poder público em favor dos que precisam mais do Estado, busca a responsabilidade fiscal para não desabar um desastre sobre a cabeça dos cidadãos, como o desastre que foi construído a partir de 2007/2008 e que começou a se mostrar em 2013. Esse desatre econômico que foi construído no Brasil no início deste século engendrou a maior recessão de nossa história, criou o ambiente em que bolsonaro se projetou e está tendo consequências até hoje. E vai continuar tendo consequências.

Boa política busca universalizar e melhorar a qualidade da educação, não busca enganar abrindo 3000 universidades piores que escolas de ensino médio e escolas técnicas que não profissionalizam. Essa enganação não leva a aumento de produtividade, e daí não melhoram os salários, que são função da produtividade (em economias saudáveis, capitalistas,portanto). Boa política combate a pobreza, com prioridade ao combate à miséria, e combate a concentração de renda, quando a concentração de renda por si só torna a economia desfuncional.

E qhando não existe a boa política, reina a a má política, da qual estamos sendo vítimas, já caminhando para completar duas décadas.

A má política, a que bolsonaro representa e está dando sequência, deixará consequências mesmo anos depois que ele for retirado do poder. E eu espero que ele não seja sucedido por um ator tão populista quanto ele, mesmo que com discurso diferente.

Não apoie narrativas, apoie projetos.
Ciro 2022, é a minha opção. Ciro não é um interesse particular. Ciro defende um projeto.

Conheça o projeto que Ciro defende.
Considere mudar! Considere apoiar Ciro Gomes.

Eu, que estou lhe pedindo, não sou cirista. Não defendo personalidades, não defendo populistas, não defendo nem cultivo Mitos; defendo políticas com projetos. Só quero um candidato com um projeto para fazer diferente. Precisamos tentar mudar o Brasil!

Ciro 2022!

Responder

Deixe um comentário