Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Foto: Alan Santos/PR.

Análise Ipespe: expectativa de vitória de Lula chega a 59%, mas Bolsonaro se recupera

Por Miguel do Rosário

25 de fevereiro de 2022 : 11h09

A pesquisa Ipespe, que entrevistou telefonicamente 1.000 pessoas entre os dias 21 e 23 de fevereiro, e  custou R$ 42 mil (pagos pela XP), mostra a consolidação da expectativa de vitória do ex-presidente Lula, que voltou a oscilar 1 ponto para cima e atingiu 59%.

Outros 29% acreditam na vitória de Bolsonaro, 3% tem esperanças de que o novo presidente será Sergio Moro, e apenas 2%  botam fé em Ciro Gomes.

Na estimulada, houve variações mínimas. Lula se mantém isolado na liderança, com 43%, mesmo índice da pesquisa anterior. Nos últimos meses, Lula tem oscilado de 43% a 44%.

Bolsonaro ganhou 1 pontinho e foi para 26%. Desde o início do ano, o presidente já cresceu 2 pontos. A melhor performance de Bolsonaro foi atingida em maio de 2021, quando ele pontuou 29%.

Sergio Moro ficou estagnado em 8%,  muito longe de seus 18% do início de 2020, logo após sair do governo, e abaixo dos 11% que pontuava no início de sua nova caminhada, em novembro de 2021, após voltar dos Estados Unidos.

Ciro Gomes oscilou 1 ponto para baixo em relação à última pesquisa, de duas semanas atrás. Tinha 8% e agora tem 7%. A melhor performance de Ciro na Ipespe aconteceu em setembro e outubro, quando pontuava 11%.

Na pesquisa espontânea, começa a se notar uma dinâmica preocupante para a oposição, que é o crescimento lento, mas constante, de Bolsonaro desde o final do ano passado, embora este ainda não tenha ultrapassado a marca psicológica de 25% a 26%, que é o seu máximo. Hoje ele tem 25% .

Nas projeções de segundo turno, o ex-presidente Lula vence com larga margem todos os seus adversários. Contra Jair Bolsonaro, o petista vence por 54% X 32%, vantagem de 22 pontos.

Contra Sergio Moro, a vitória de Lula seria de 52% X 31%, margem de 21 pontos.

Ciro Gomes seria o adversário mais fácil para Lula, porque o venceria com margem de 26 pontos: 51% X 25%.

Num eventual segundo turno entre Ciro e Bolsonaro, o pedetista venceria por 47% X 35%, margem de 12 pontos.

A Ipespe apurou que a rejeição ao governo Bolsonaro permanece alta: 63% dos brasileiros a desaprovam, contra 31% que a aprovam. Não seria ilógico supor que esses 31% de aprovação constituam a margem superior até onde as intenções de voto de Bolsonaro podem chegar.

O apoio à democracia continua crescendo: segundo a pesquisa, 69% dos brasileiros responderam que preferem a democracia a qualquer outra forma de governo.

Entretanto, o brasileiro médio continua muito conservador em termos de costumes, com 58% favorávis a redução da maioridade penal, 58% contra a legalização do aborto e 69% contra a liberalizaçào do uso de drogas. É interessante notar, contudo, que a maioria de 54% dos brasileiros se posicionam contra o porte de armas.

Conclusão

Parodiando Mark Twain, aqueles que preveram a “morte política” antecipada de Bolsonaro foram excessivamente otimistas. Com essa Ipespe, agora temos várias pesquisas mostrando a resiliência do presidente, cujas intenções de voto pararam de cair e vem registrando lenta mas firme recuperação desde o final de 2021. Isso é mais um fato a reforçar a necessidade, por parte dos líderes da oposição, a trabalhar com muita prudência, evitando movimentos que desviem o foco do principal: derrotar Jair Bolsonaro.

Acessar a íntegra da pesquisa aqui.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Querlon

25 de fevereiro de 2022 às 11h24

“Num eventual segundo turno entre Ciro e Bolsonaro, o pedetista venceria por 47% X 35%, margem de 12 pontos.”

Como alguém lendo isso consegue levar a serio essas “pesquisas”…?
Ou fingem de levar a serio para levar a frente a narrativa da derrota de Bolsonaro para todos ou quase…?

Serà que ainda funcionam esses joguinhos sorrateiros…? Eu acho que nao…

Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil