Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

PSB X PT: Dividir para conquistar

Por Miguel do Rosário

20 de outubro de 2012 : 16h09

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]

O Globo não disfarça mais. Com direito a chamada na capa do jornal impresso e do site, página 3 inteira, o jornal anunciou hoje a venda de um produto de valor, por enquanto, totalmente duvidoso.

[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (no alto à direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

A ânsia do Globo reflete, a meu ver, uma tentativa desesperada de ofuscar a derrota acachapante que a oposição brasileira enfrentará este ano. Para jogar uma cortina de fumaça sobre esse fato, vende meia dúzia alianças entre PSDB e PSB, que no conjunto nacional se dilui perante milhares de alianças entre PSB e PT, como um indício definitivo de que os dois partidos caminharão juntos como adversários da candidatura de Dilma Rousseff em 2014.

Confira a capa do site do Globo de hoje:

Nota na capa do jornal impresso:

Fác-símile da página 3:

Link para a matéria.

Não vou dizer que é impossível, porque em política tudo é possível, mas eu diria que é extremamente improvável uma aliança entre PSB e PSDB contra o PT em 2014. O que há é o desejo legítimo do PSB de crescer, e um certa postura, bastante astuta (no bom sentido), de usar o antipetismo para ganhar apoio midiático e vencer eleições.

A matéria do Globo dá importância desmedida ao encontro, e o início do texto traz uma penca de inverdades:

BRASÍLIA e UBERABA — Inflados pelas vitórias no primeiro turno de Marcio Lacerda, em Belo Horizonte, e de Geraldo Júlio, em Recife, os padrinhos das duas candidaturas, respectivamente Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), prováveis adversários do PT em 2014, unem-se para medir forças com a dupla Lula e Dilma Rousseff neste segundo turno em capitais e grandes cidades

Vamos às inverdades:

  1. Se tem alguém inflado, é Eduardo Campos, cujo partido experimentou um extraordinário crescimento este ano. Aécio Neves viu sua influência minguar em Minas Gerais, perdendo votos e prefeituras, e o PSDB saiu menor da eleição. Márcio Lacerda ganhou não por causa de Aécio, e sim porque era um prefeito bem avaliado, que recebia elogios da Dilma até pouco tempo. Marcio Lacerda é do PSB, legenda que compõe a base aliada do governo federal. Sua vitória em BH, apesar das circunstâncias locais específicas, não é nenhum trunfo maravilhoso para o PSDB.
  2. O PSDB será o principal adversário do PT em 2014. Jogar o PSB nesse balaio é outra forçação de barra. PSB será, sim, o principal aliado do PT em 2014. Mas irá vender caro esse apoio, porque é assim que a banda toca. Legendas apoiam umas às outras em função da partilha do poder, num jogo político complexo que tem, todavia, a força do eleitor por trás.
  3. PSDB e PSB unem-se em algumas cidades neste segundo turno. Mas o PSB tem um número muito maior de alianças com o PT do que com o PSB. A reportagem deveria trazer números precisos sobre quantas alianças o PSB fez com o PT  e quantas fez com o PSDB, para contar uma história mais verdadeira.
  4. A troco de quê o PSB iria se juntar, em 2014, a um partido em declínio, tachado de direita, como o PSDB?  Mais ainda, Campos seria imbecil de ser vice de Aécio? O destino das legendas que se tornaram subsidiárias do PSDB, como PPS e DEM, estão praticamente aniquiladas do cenário político. Por que o PSB, justamente no momento em que registra seu melhor momento, afirmando-se como uma alternativa de centro-esquerda, gozando das regalias de ser um importante aliado do governo federal, iria cometer o suicídio político de se unir aos tucanos?
  5. No entanto, Eduardo Campos é esperto o bastante para manipular a mídia. Uma só brincadeira ao lado de Aécio Neves, numa cidadezinha de Minas, já lhe valeu presença na grande imprensa. Daqui a pouco, todavia, voltará a aparecer ao lado de Lula, e assegurará, pela milésima vez, que estará junto com Dilma em 2014.
Se você entrar no site nacional do PSB, será uma incondicional defesa do governo Dilma, talvez ainda mais assertiva do que se encontra no portal do PT. E há poucos dias, o vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, disse em alto e bom som:
 

Ou seja, os socialistas estão ligados na estratégia da direita brasileira, de dividir para conquistar. Será preciso, no entanto, prestar bastante atenção, por parte de petistas e socialistas, para não caírem no jogo de provocações que a mídia deverá deflagrar a partir de agora.

*

Merval Pereira não larga o mensalão. Mesmo com duas pesquisas importantes registrando uma reviravolta nas eleições de São Paulo, a maior cidade do país, e onde acontece a disputa mais emocionante entre governo e oposição, o colunista do Globo prefere elocubrar sobre os votos no STF.

Ancelmo Gois, um jornalista pelo qual tenho apreço, tem se comportado como verdadeiro sabujo dos interesses do Globo, quando o assunto é mensalão. Ele tem agredido o ministro Lewandowski, sistematicamente. Hoje, outra notinha idiota, com único objetivo de queimar o juiz perante os frequentadores do metrô ipanema.

A zona sul carioca, que nunca pareceu dar bola para os terríveis problemas sociais brasileiros, como sempre se alvoroça obedientemente quando se trata de campanhas moralistas, tendo o Globo como principal açulador destes movimentos. Confiram a nota de hoje no Globo:

Na verdade, o Globo procura reunir e apoiar, há tempos, os movimentos antipetistas que pipocam na zona rica do município, mas a maioria dos cariocas da região, pelo que conheço deles, prefere curtir uma praia tranquilamente do que se envolver nesse tipo de atividade para-política.
[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

spin

21 de outubro de 2012 às 19h34

Aqui em GO o psb é controlado por um grande empresário, o Jr Friboi, que tem proximidade com Marconi Perillo. A união de psb com psdb é o abraço do afogado, pois em Go quem fez sucesso foi a dobradinha PT x PMDB

Vejam essa: Dizem que Serra virá com bala de prata contra Haddad, uma calúnia da grossa, com ajuda da Globo. Graças a inclusão de milhões de brasileiros no mundo do consumo a familglia marinho acabou de embolsar a bagatela de 2 bilhões de reais através da novela avenida brasil, isso segundo a Forbes. Grana que daria para resolver a vida de milhões de brasileiros via Bolsa Familia, que a Globo combate, como combateu a CPMF, a cotas através de ação no STF via DEM do ACM…A Globo não desiste de destruir o lulismo. Vai vir jogo sujo por estes dias

Que grande escandalo é esse que não enriqueceu ilicitamente os réus, se bem que aquele que tinha 5 milhões para pagar a taxa de sucesso, foi absolvido, estou falando de Duda Mendonça, tem coisa ai.

Por defender e justificar a ditadura militar, esse rábula do Marco Aurelio Mello deveria sofrer um processo de impeachment. Essa declaração bate com a de Eliane catanhede, que disse q Lula não será derrotado na democracia, portanto so um golpe via STF para abater Lula, assim como abateram Genoino, Dirceu,..

Responder

Elson

21 de outubro de 2012 às 07h48

Miguelito, mais uma vez você mata a cobra e mostra ela morta, eu também penso que seria burrice extrema por parte de Eduardo Campos aliar-se à um partido em decadência e cuja agenda política lembra aquelas implementadas por governo europeus e norte americano. Isso seria um suicídio eleitoral, queimar a bandeira do socialismo em nome de um projeto de poder.
A não ser que aconteça um tsunami econômico até 2014, Campos e PSB vão com Dilma e Lula. Apesar de ter crescido nestas eleições, o PSB ainda não tem musculatura para enfrentar a máquina política do PT.
Quanto as manifestações do pessoal da casa grande por conta do julgamento do mensalão só se pode dizer que são patéticas, pois elas só mostram como nossas elites são mesquinhas, quando crimes contra pobres são cometidos, crianças e idosos morrem em filas de hospitais, professores são reprimidos quando buscam melhorias e políticos de direita são flagrados roubando o erário público ninguém sai às ruas para protestar, enfim, é um bando de hipócritas.

Responder

rildoferreiradossantos@gmail.com

20 de outubro de 2012 às 22h43

Tudo isso é apenas a tentativa de cooptar o pernambucano pra jogar no time dos contras. Não vai longe como você mesmo disse.

Responder

zuleica jorgensen

20 de outubro de 2012 às 16h57

A notinha reproduzida do Ancelmo Goes, além de idiota é de uma burrice abissal: se Lewandowski rejeitou a tese de quadrillha, é claro que teria que julgar todos os supostos integrantes de uma suposta quadrilha de uma vez só. Ou não?
Esse povo da Globo, na ânsia de enfiar mensalão goela abaixo do leitor, fala qualquer bobagem, mesmo que seja uma bobagem de proporções gigantescas.

Responder

migueldorosario (@migueldorosario)

20 de outubro de 2012 às 17h09

PSB X PT: Dividir para conquistar http://t.co/KTdMhq92

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina