Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Padura dá chinelada histórica em repórter da Veja

Por Miguel do Rosário

17 de julho de 2015 : 01h59

Um internauta amigo, Eliseu Oliveira, me avisa, na fanpage do Cafezinho, que o escritor cubano aplicou uma chinelada histórica numa repórter da Veja, durante programa de entrevistas realizado no Roda Viva.

Disse o internauta:

ela afirmou que recentemente visitou Cuba e viu muitas pessoas passando fome, ele “Tem mais gente passando em qualquer quarteirão em SP do que toda Cuba” , logo deve aparecer um video

Se alguém tiver o vídeo, posta aqui, por favor.

***

A propósito, gostei desse artigo de Dines sobre Padura, publicado esta semana no Observatório da Imprensa.

O lobby gosta de Trotsky, mas preferiu esconder Padura

Por Alberto Dines em 14/07/2015 na edição 859

A classe média adulta, letrada e politizada está entusiasmada com o romance “O homem que amava os cachorros”, graças sobretudo ao boca-a-boca, muito mais eficaz e persistente do que as resenhas apertadinhas, burocráticas, rasteiras, publicadas em nossa mídia impressa.

Mas o lobby midiático que atende a este seleto público resolveu dar um gelo no autor, Leonardo Padura. E não por que seja chato, escreva mal ou por que tenha horror a Leon Trotsky, o revolucionário que adorava galgos, assassinado a mando de Stalin e desde 1940 enfiado por ele na lata de lixo da história de onde Padura o resgatou magistralmente.

Explica-se: além de primoroso narrador e um dos melhores e mais criativos escritores da atualidade, Padura é essencialmente cubano, não é “dissidente”, é rigorosamente independente. Critica o que tem de criticar, não se obriga a ser porta-voz de coisa alguma. Quer ser visto e discutido como escritor. Se a qualificação de cubano for indispensável que o qualifiquem assim, afinal Cuba é a sua terra, só sabe escrever quando está em Cuba e sem perdê-la de vista.

Nascido três anos antes de revolução cubana, Padura é principalmente uma amostra dos valores humanos que lá foram mantidos e lá estão sendo estimulados há mais de meio século. Embora o pais esteja ainda distante do que costumamos classificar de “normal” e democrático, Padura não é diferente do americano Paul Auster sobre quem escreveu um brilhante ensaio (Yo quisera ser Paul Auster).

Embora a imprensa do seu país seja prisioneira do regime político, Padura foi repórter investigativo e não perdeu o senso crítico para detectar os vícios que hoje deformam a imprensa internacional.

Para o lobby midiático não convém glorificar Padura, ele representa uma “normalidade” que não deve ser enfatizada. Os princípios e valores que ele encarna (pelo menos nas obras lidas por este observador, “O homem que amava cachorros” e “Hereje” – a ser lançada em Setembro) são inconvenientes porque um escritor cubano não pode ser um humanista, cosmopolita, refinado intelectual – só tem o direito de encarnar o rebelde anti-castrista ou, ao contrário, o burocrata a serviço de uma tirania.

Este Padura ocidental, legítimo herdeiro de Balzac e Tolstoi, derruba os mitos e estereótipos caricaturados ao longo de quase seis décadas pelos propagandistas da Guerra Fria.

Quantas emissoras de TV o entrevistaram? Quantos suplementos culturais e revistas fizeram seu perfil além da abençoada exceção de “Época”? Padura é, sim, um fenômeno literário. Com meia dúzia de escritores deste porte e vigor nossas livrarias voltarão a encher-se sem recorrer a truques de marketing e modismos anti-literários como os tais livros para colorir.

Este quase desconhecido Leonardo Padura foi entrevistado nesta terça feira (14/7) no programa de TV “Observatório da Imprensa”. Você pode assistir à entrevista no canal de vídeo aqui neste portal. Confira.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

216 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

surreal

19 de julho de 2015 às 09h05

Pra desopilar:
https://www.youtube.com/watch?v=OsV7BryRPnk

Responder

surreal

19 de julho de 2015 às 09h05

Pra desopilar:
https://www.youtube.com/watch?v=OsV7BryRPnk

Responder

Oromar Trevizan Lozano Lozano

18 de julho de 2015 às 22h22

Que que é isso? Se fosse bom qualquer um poderia sair quando quisesse.

Responder

Oromar Trevizan Lozano Lozano

18 de julho de 2015 às 22h21

Que que é isso? Se fosse bom não precisava fugir.

Responder

Oromar Trevizan Lozano Lozano

18 de julho de 2015 às 22h21

Vou avisar meu irmão que migrou p/ os EUA pegar um barquinho prá Cuba.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

18 de julho de 2015 às 21h42

Fugindo do inferno.Com a reaproximação diplomática entre Cuba e EUA ,calcula-se que, pelo o menos 40 mil Cubanos serão repatriados à Ilha paraíso. É possível que moderno barco da foto ,finalmente, deixe de operar na travessia do Mar do Caribe.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

18 de julho de 2015 às 17h43

Eis uma moderna ambulância produzida em Cuba com tecnologia própria. Esta maravilha tecnológica não tem nenhum componente dos imperialistas Americanos. Aliás, o Ministério da Saúde do Brasil esta´sondando à importação do modelo.

Responder

Vanessa Martins Miranda

18 de julho de 2015 às 16h11

Afff, esse senhor Luiz Carlos está completamente descontrolado. Se acalme Senhor. Parece que está vivendo em década errada

Responder

Luiz Carlos Donzeli

18 de julho de 2015 às 15h39

O que ficou marcado nas discussões aqui é que, com comunistas ,assim como na guerra ,a primeira vítima é a verdade .Os caras não mentem, eles deturpam ,criam fatos e versões e transformam em santo um dos maiores assassinos da humanidade .CRUZ CREDO EM CRUZ..DESCONJURO COISA RUIM DOS INFERNOS!

Responder

janio ieso

18 de julho de 2015 às 09h29

Infelizmente estes jornalistas “asnáticos” do pig acreditam que pessoas simples, queanda de onibus,de bicicletas e andam a pé são passa fomes.Coitados destes,precisam defender seus empregos a todo custos, por que que vai passar fome são eles.

Responder

Marcelo Bruno

18 de julho de 2015 às 11h22

Obrigado, Luiz Carlos Donzeli, por mostrar a verdade a esses tapados!

Responder

Marcelo Bruno

18 de julho de 2015 às 11h18

Cuba é um paraíso, as pessoas não passam fome, tem tudo do bom e… Kkkkkkk…. Petistas patéticos…

Responder

Elaine Luz

18 de julho de 2015 às 08h23

Minha gente, uma pessoa que acha que outro está na mendicância por escolha não pode bater muito bem da cachola não… Deixem o bixim…não alimentem o troll…hehehehe

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 20h18

Brasília foi invadida por militantes em cargos de comissão e que nunca trabalharam na administração pública, sendo todos pagos com o o suado dinheiro da população;

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 19h41

A propalada medicina Cubana é ,para a população, nada mais que Pajelanças e feitiçarias ideologizadas.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 19h39

Escritor Cubano que defende Cuba…Hummm? É do sistema.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 19h34

Fui criticado aqui quando disse que a mendicância, em muitos casos no sistema capitalista é quase uma escolha de vida. No Rio, tanto os moradores de rua se recusam a serem abrigados, preferem a liberdade das ruas. Os menores ,quando apreendidos e abrigados, não ficam nenhu mdia no abrigo. É portanto ,sem dúvida ,uma opçãoi.

Responder

Eduardo Martinez

17 de julho de 2015 às 18h27

Não é possível ver o vídeo do Roda Viva da emissora pública TV Cultura porque é privado.

Responder

Aparecido Araujo Lima

17 de julho de 2015 às 15h23

Viajei em 2013 durante 14 dias, percorri 1100 Kms pela Ilha, faltou pouco para chegar a Guantamano, não vi se quer um morador de rua ou alguém com fome no país. A jornalista da Revista da Marginal é maliciosa e ainda mentem triste jornalismo

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 18h16

Muito em breve, Blairo Magi será dono da metade de Cuba.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 18h15

Como eu disse, eis flagrante do momento histórico do encontro do ditador Cubano ,Raul Castro, com o megalatifundiário e rei da soja do Brasil, Blairo Magi. A reforma agrária Cubana esta´sendo feita no sentido contrário da brasileira. Em Cuba, as poucas Terras produtivas estão sendo entregues a produtores de fato e não a militantes mercenários.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 18h11

O mais impressionante não é o evidente e escancarado fracasso do socialismo como experiência, mas o seu renitente sucesso como poesia para incautos e propaganda enganosa. A opinião pública precisa despertar da longa letargia populista e entender de uma vez por todas os truques ideológicos da esquerda.

Responder

Ruy Secco

17 de julho de 2015 às 18h09

Foi lindo… eu vibrei !!!

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 18h09

O socialismo é tão pré-histórico quanto a escravatura. Até agora, conseguiu manter suas aparências de vanguardista, progressista, Mas a esquerda “não detém mais o monopólio do pensamento público no Brasil”. “Não temos mais medo dela”. Esse é o primeiro passo de sua derrocada. Quando as pessoas inteligentes não a temem mais, é questão de tempo até suas mentiras serem desmascaradas.

Responder

    Cristina Dantas

    18 de julho de 2015 às 11h52

    Sr. Luiz Carlos, aspas não são enfeite. Elas têm função.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 14h22

    Quis apenas reforçar os dois fatos narrados e errei em não usar aspas simples no segundo, mas ,não sou jornalista e não me convém alguns penduricalhos gramaticais.

    Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 18h02

Os EUA indiretamente auxiliam a combalida economia Cubana ,pois pagam o preço de mercado ao Petróleo da Venezuela enquanto esta entrega a Cuba por 10 dólares o barril.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 18h00

Na semana passada, na Coréia do Norte, o ditador mandou matar o tratador de um zoológico porque ele denunciou que umas tartarugas morreram por falta de alimentos.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 17h59

Comunas não debatem, ofendem.

Responder

Antonio Borges

17 de julho de 2015 às 14h58

a edição está sofrível pq o vídeo é privado mas segue o que consegui

https://www.facebook.com/antonio.borges.1848/videos/882148145184035/

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 17h58

O ator Mário Lago, comunista até a morte, ensinava aos novatos: Primeiro procure ser preso e “quando sair da cadeia, diga que foi torturado. Sempre.” A pior coisa que podia nos acontecer naqueles “anos de chumbo” era não ser preso. Ser preso dava currículo, demonstrava que éramos da pesada, revolucionários perigosos, ameaça ao regime, comunistas de verdade! Sair dizendo que tínhamos apanhado, então! Mártires, heróis, cabras bons.
Era tudo mentira, mas para um revolucionário comunista, a verdade é um conceito burguês, Lênin ensinou tudo na cartilha.

Responder

Gustavo Tenorio Cavalcante

17 de julho de 2015 às 17h34

Lorenzo Barcellos, Renata Oliveira Lamounier

Responder

lfmrodrigues

17 de julho de 2015 às 14h20

CADÊ O VIDEO?!

Estava completo no link https://www.youtube.com/watch?v=JWBpN1ADwwk

O grande momento foi aos 47 minutos..

Pois bem. Depois de assistir até 1:05, deu a mensagem “Este vídeo é privado”. Eu havia acessado pelo canal do Roda Viva e agora simplesmente não está lá. Sumiu!

É normal?

Responder

Sandra Hellen

17 de julho de 2015 às 16h57

Eu vi a chinelada…adoreiiiii…

Responder

Nelson Roberto

17 de julho de 2015 às 16h17

“Fome é uma arma de Destruição em Massa” (LULA)

Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 19h30

    Ao contrário do que afirma o guru de Garanhuns ,isso não corresponde aos fatos. A fome ,tanto a Africana com a de outras regiões miseráveis do Planeta fazem com as mulheres vítimas se tornem hiper férteis. Todos os países Africanos miseráveis estão super povoados.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 19h30

    Não de créditos ao que Lula fala, viu?

    Responder

    Nelson Roberto

    17 de julho de 2015 às 19h43

    Ser de Direita é a arte de inverter a Realidade!!!!!

    Responder

Aaron Swartz Astwarzaturian

17 de julho de 2015 às 15h07

Foi lindo ! Kkk

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h56

Cuba ,na propaganda ,acho ucura pata câncer, e outras enfermidades degenerativas ,tudo por PAJELANÇAS. E a ONU aceita.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h55

Cuba é um presídio com 11500000 encarcerados ,os quais sobrevivem com rações diárias controladas.

Responder

laertix

17 de julho de 2015 às 11h50

viva Cuba.. :D

https://player.vimeo.com/video/24468578

Responder

Nando Leandro

17 de julho de 2015 às 14h40

ACHO QUE TEM MAIS NOS ESTADOS GOVERNADOS JUNTOS PELOS TUCANOS DO QUE EM CUBA OU SÓ EM SÃO PAULO.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h28

Uma das mais nefastas heranças do PT no poder foi a institucionalização — e absolvição — do roubo com motivações políticas, com mensaleiros e tesoureiros corruptos ovacionados como guerreiros e heróis pela militância cega, surda e bem empregada. Por essa ética peculiar, em nome da “causa popular” vale tudo, extorsão, suborno, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, agir como uma máfia para destruir os adversários e se eternizar no poder. Em nome do povo, é claro…
É claro que na maioria desses “roubos políticos”, chamados de “expropriação” no tempo da luta armada de Dilma e Dirceu, os guerreiros, diante de tanto dinheiro e tão fácil, não resistem a cobrar seu próprio pixuléco, como registram as históricas imagens de Waldomiro Diniz, braço direito de José Dirceu, pedindo a sua comissão de uma “doação” do bicheiro Carlinhos Cachoeira ao partido, no início da era Lula. texto de Nelson Motta.

Esse tempo acabou, lugar de ladrão é na cadeia.

Responder

José Pereira Barros

17 de julho de 2015 às 14h22

Vais abestada!Tem reporteres que tem só diploma,mas,formação necas,é impatriotas,faz perguntas sen nexos,etc.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h17

http://luizcarlosovelho.blogspot.com.br/2015/07/a-fonte-do-mal-que-domina-o-brasil.html. Leia em detalhes e de forma simples ,sem filosofismos, como se fabrica o militonto, ou miliciano ou seguidor fanático.

Responder

Alexandre Calmon

17 de julho de 2015 às 14h11

Não sei se tem fome, mas os atletas estão fugindo por algum motivo né !
http://m.esportes.estadao.com.br/noticias/geral,seis-atletas-de-cuba-abandonam-a-delegacao-do-pais-durante-o-pan-de-toronto,1725866

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h07

Léo Pinheiro, presidente da empreiteira OAS comemorou efusivamente com legítimo CHIANTE a derrota de Aécio Neves . Ele sabia que , com a saída dos comunas do poder, a boquinha ia acabar.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h03

Pior que ouvir discursos do Lula, mas muito pior mesmo. são os intermináveis discursos de Fidel, que duram até 10 h de ladainha antiamericana.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 14h00

A fonte dos comunistas: As causas da violência do Brasil nos últimos anos esclarecidas. AS POLÍCIAS SERÃO SEMPRE ACUSADAS DE TRUCULENTAS, VIOLENTA E CORRUPTA, ENQUANTO A MARGINALIDADE DEVE SER ALVO DA PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS E DA TOLERÂNCIA por pertencer à classe subalterna. Se o bandido age à margem da lei é apenas por falta de opções, sendo a marginalidade fruto, pois, da injustiça social e da exclusão burguesa

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h57

Gramsci o estrategista comunista que influencia o PT e os intelectuais da esquerda do Brasil pregam que valores culturais devem ser contestados e apontados p/ outros de acordo com a visão das classes dominadas.O mesmo deve ocorrer com valores morais e éticos, de modo a neutralizar as trincheiras burguesas. O JUDICIÁRIO TEM QUE SER CRITICADO EM SUAS DECISÕES LEGALISTAS. AS FORÇAS ARMADAS DEVEM FICAR SOB CONSTANTES CRITICAS E TÊM QUE SER VISTAS COMO DESNECESSÁRIAS, PERDULÁRIAS, IGNORANTES E DITATORIAIS.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h53

A OMS ”desconfia” ,pois é impossível provas na ditadura, que Cuba não permite a emissão de óbitos de crianças com menos de 1 ano com a finalidade de ”embonecar” estatísticas. Assim, ninguém morre ,pois ninguém nasce. É a pedalada legítima.

Responder

Fernanda Alfinito

17 de julho de 2015 às 13h46

Gente!! Alguém acalma esse senhor luiz carlos. Ele nao tá bem não!!

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h17

O liberalismo é a suprema forma de generosidade; é o direito que a maioria concede à minoria e, portanto, é o grito mais nobre que já ecoou neste Planeta. É o anúncio da determinação de compartilhar a existência com o inimigo; mais que isso: com o inimigo que é fraco. É incrível como a espécie humana foi de uma atitude tão nobre, tão paradoxal, tão refinada e tão antinatural. Não será portanto, de estranhar que essa mesma humanidade queira logo se livrar desse compromisso.É uma disciplina por demais difícil e complexa para firmar-se definitivamente na Terra.

Responder

José Eduardo Ramos Semeghini

17 de julho de 2015 às 13h15

Má que tonto… chinelada coisa nenhuma, em Cuba não tem fábrica de chinelos, Fidelito não deixa !

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h15

Repito à exaustão, é impossível uma mortalidade infantil de 4/1000 num país que sequer produz leite; É MENTIRA.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h14

Fontes da ONU são questionáveis e da OEA são inidôneas.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h13

A assembleia geral da ONU era dirigida ,até 2012 ,pelo padre Nicaraguense Ernesto Grdenal, mais comnista que Granmsci;

Responder

Mauro Coelho

17 de julho de 2015 às 13h12

Essa turminha da veja sempre leva no rabo!

Responder

Adib Najar

17 de julho de 2015 às 13h11

Uma imprensa livre como a do Brasil esta sim que boa de pouquíssimos donos !!!!

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h11

Atenção. Usar como fonte a OEA é se desinformar ,pois aquele órgão se tornou um abrigo de velhos comunistas ainda dos tempos de Allende.

Responder

Karla Viana

17 de julho de 2015 às 13h10

A Revista Zóia erra e se mostra cada vez mais incapaz de discernir os fatos.

Responder

Karla Viana

17 de julho de 2015 às 13h10

Revista ZÓIA é burra demais!!! É só arrogância pra zoiar, nada mais. Sabem de nada.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 13h09

Mas, atenção, Raul Castro está fazendo mudanças radicais na econimia, implantando inclusive o capitalismo liberal na agricultura ,onde os produtores poderão negociar livremente seus produtos no mercado Internacioanal.

Responder

Gladiston Reis

17 de julho de 2015 às 12h45

Só poderia ser da Veja quando não é da Globo kkkkkkkkkkk

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h43

Defender ditaduras assassinas deveria ser cominado como crime contra a humanidade, Os ditadores Cubanos mataram mais de 120 m,il inocentes ,sem julgamentos e sumariamente.

Responder

Marcos A. P. Pecci

17 de julho de 2015 às 12h38

É como eu sempre digo… quem lê Veja, relincha!

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h35

No Brasil o ministro da Justiça precisa entender que Dilma só venceu a eleição com a estrutura, o dinheiro e a campanha suja do PT que, segundo a Lava Jato, foi recheada de propina.

Responder

Cristina Dantas

17 de julho de 2015 às 12h33

Moro no centro de São Paulo, tenho que tomar muito cuidado ao andar pelas ruas e avenidas ou posso pisar em alguém que dorme na rua. No Roda Viva não havia entrevistador à altura do entrevistado, mas Veja extrapolou. Ou talvez a mocinha ela seja uma legítima representante da “revista”.

Responder

Cristina Dantas

17 de julho de 2015 às 12h29

A moça (quem?) da ex-revista Veja, em vez de se ater ao autor e sua obra, preferiu atacar Cuba insistentemente. A ponto de dizer, com voz infantiloide e mentalidade idem, que esteve em Cuba, foi ao mercado e não tinha batata! Não tinha BATATA! NÃO TINHA BATATA!!!

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h23

O cidadão Cubano hoje, que quiser mais que os 8 ovos de sua TABLITA, terá´que pagar 10 dólares numa dúzia.—1/3 do salário mensal—

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h22

A jornada de trabalho em Cuba é ”de Sol a Sol” e o salário não passa de 60 dólares/mês.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h21

http://luizcarlosovelho.blogspot.com.br/2015/07/o-maxi-capitalista-brasileiro-em-cuba.html Lula levou para Cuba o maior latifundiário do mundo que, foi recebido com honras pelo ditador Raul Castro. Blairo Magi vai transformar Cuba numa fazendona com mão de obra escrava. Vejam.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h18

Apenas uma imprensa livre e sem amarras pode eficientemente expor fraudes no governo. O poder traz consigo o germe da corrupção, da fraude, da mentira; é natural, é humano, que um governante faça o que lhe for possível para escapar às conseqüências de determinadas decisões que tomou.Ninguém, até hoje, fez esse trabalho de se contrapor ao poder com mais eficiência do que a imprensa livre. Tenho dito!

Responder

    Marcelo Lopes

    17 de julho de 2015 às 13h44

    Não existe imprensa livre. Isso é mito. Existe interesses livres.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h47

    Não existe nas ditaduras comunistas. No Brasil, são mais 1000 emissoras de rádios e 10 redes de TV privadas que disputam, entre si, um público consumidor de mais de 100 milhões de pessoas .Mas, no Brasil também, até a CUT tem um canal de TV. O Sr. esta´confundido imprensa livre com panfletária. São coisas diferentes.l

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h49

    Claro que ,como todas as atividades que precisam autorização governamental, como é o caso das concessões de canais, há interesses escusos e facilitações políticas. Mas, nada pior que a imprensa amordaçada como a de CUBA.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h50

    Aliás, e a propósito, 1 h de Net discada em Cuba custa 20 dólares. E o usuário é vigiado pela GESTAPO dos Castros.

    Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h04

Sabe-se ,agora, com certeza. a causa da expressiva queda demográfica em CUBA; ”é que, dado ao amontoado em que vive a população —média de 10 pessoa por barraco— ,não há como os casais copularem, a menos que se faça como os animais ,em plena rua e na frente de todos.

Responder

Adalberto De Lima Pereira

17 de julho de 2015 às 12h02

RAPAZ ISSO FOI NA JAGULAR BEM FEITO

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 12h00

Se a imprensa é amordaçada ,toda notícia favorável é, por antecedência e lógica MENTIROSA e ,quem propaga mentira é mentiroso.

Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 11h57

Alguém aí sabe o milagre da baixa mortalidade infantil em Cuba que ,pela propaganda é igual a da Dinamarca? Qual o milagre ,se em Cuba, a produção de leite não atende nem 10% da população e os idosos e crianças dependem de ajuda dos capitalistas otários. Eu sei o nome do milagre: MENTIRA. Pedalada estatística.

Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 12h45

    Bom dia, o senhor tem a fonte de onde tirou essas informações?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h47

    A fonte é a lógica. E aonde não há imprensa não há, portanto, minhas afirmações são logicamente verdadeiras.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h48

    E mesmo as tenho sim, mas não vou me dar ao trabalho de provar o que o mundo sabe que é verdade.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h50

    O vídeo acima, de 11 de dezembro de 1964 foi uma confissão do geconídeo do povo Cubano na Tribuna da ONU. AO VIVO.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h52

    Sr.Diogo, o senhor acredita, de fato, numa mortalidade ibfantil de 4/1000 num pais que não produz leite e depende de doações humanitárias para obter este precioso alimento; Pelo amor de Deus, o Sr. acredita nesta taxa?

    Responder

    Adriano França Fernandes

    17 de julho de 2015 às 12h55

    Kkkkk o mundo sabe? O que TODAS as intotuições internacionais falam é o oposto, senhor. Talvez vc esteja lendo aquele astrólogo falido do Olavo, ou algum calunista imbecil da nossa mídia horrenda. Se informe em fonte neutra ideologicamente e com trabalho reconhecido na área. Pelo menos para não passar vergonha falando tanta asneira.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 12h56

    “… Não vou dar ao trabalho de provar…” A lógica do está certo quem grita mais alto não deveria funcionar para uma pessoa que devido o adiantar da idade deveria se mostrar mais sabia o senhor não concorda?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h57

    A minha idade não me torna um imbecil fanatizado.l

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h58

    Tenho horror as ditaduras assassinas .Abomino-as.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h58

    Não faça comparações com a ditadura de 64 do Brasil que, tinha data e hora certa para acabar e se assumia como uma ditadura.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h59

    A desgraça são ditaduras como a CUBANA que seus fanáticos insistem em falar em democracia.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 13h03

    Sua idade deveria trazer sabedoria mas pelo visto toda regra tem exceções. É triste perceber que a internet está hoje cheia de pessoas distribuindo opiniões e não dados concretos. Escrever qualquer coisa é fácil quero ver provar concretamente o que se escreve.

    Responder

    Nelson Rocha Dos Santos

    17 de julho de 2015 às 13h04

    Quanta besteira!!
    É mais um desinformado!!

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h04

    A internet, ao contrário do imaginavam os ditadores, veio para desmascarar os falsos profetas e os salvadores da pátria,

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 13h05

    Falsos profetas e salvadores da pátria assim como o senhor?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h06

    Em Cuba, os pescadores ,assim como qualquer infeliz que habita a Ilha é proibido de ter um barquinho.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 13h06

    Prove.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h06

    Talvez! Os fatos se encarregarão de mostrar e desmascarar.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 13h08

    Escrever besteiras é fácil meu senhor! Prova-las é mais difícil né?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h22

    E eles ,assim como os cônjuges traídos exigem provas; com fotos detalhadas do ato. Paixão é paixão ,dizia o poeta.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h25

    Seu curso Olavo de Carvalho on line está mesmo em dia. Se o senhor está habituado a acreditar no qualquer pessoa escreve eu não estou. Ao contrário estou habituado a pesquisar, usar fontes, verificar e provar os dados que encontro por aí.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h28

    O senhor assim como a maioria dos que defendem essas idéias esdrúxulas está acostumado a diálogos ofensivos, aqueles onde quem ofende mais é o detentor da verdade não é? Quando alguém questiona seus argumentos sem ofende-lo o senhor não sabe o que fazer não é?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h30

    nunca li um artigo inteiro de Olavo de Carvalho ,mas , o r parece entendido em olavismo

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h32

    E eu não ofendo, fui chamado velho e reagi. Sou velho ,mas não sou comunista e não cultivo salvadores da patria e jamais me deixei influenciar pelo Marxismo e, embora sempre fui operário, jamais fui a uma assembleia de sindicato.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h33

    E insisto; Em Cuba a população inteira passa fome.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h34

    Pois é… O senhor não argumenta, apenas coloca suas “verdades” e espera pacientemente que algum desinformado acredite. Na hora em que precisa provar seus argumentos tenta me ofender. Volto a afirmar que em um diálogo bem estruturado com alguém que não está disposto a agredir e ser agredido o senhor não tem participação.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h36

    O senhor que nunca participou de uma reunião de sindicato se beneficiou dos avanços conquistados ou rejeitou todas as melhorias que o sindicato trouxe?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h36

    Se o senhor insistir que em Cuba não se passa fome, aí sim, isto é uma ofensa irreparável; assim o senho me animaliza.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h37

    Consegui ficar no mesmo emprego por mérito e jamais me beneficiei de prebendas.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h38

    Quando o sindicato conquistava melhorias para os empregados o senhor as rejeitava não?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h38

    Sindicatos só trouxeram enganaçã e hiprinflação

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h38

    No Brasil a população pobre pobre é vítima do sindicalismo predador.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h39

    O senhor rejeitava ou não as conquistas do sindicato de sua categoria?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h39

    O Sr. não sabe o que é um trabalhador que vence via mérito.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h41

    Nunca fui contemplado com nada do sindicalismo. Meus reajustes salariais eram espontâneos e por conta do empregador.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h41

    E o senhor ainda não respondeu a minha simples pergunta. Vou repeti-la: quando o sindicato de sua categoria conquistava benefícios para sua classe o senhor dizia ao RH de sua empresa que não concordava com essas melhorias e abria mão de bom grado delas?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h42

    E as demais conquistas estavam na CLT.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h43

    Não me recordo de ”conquistas” vindas do sindicato. N omeu tempo, sindicato era um órgão assatencilaista.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h45

    Na década de 80, Lula conseguia rejustes os quais eram repassados de imediato para os preços, oque deu origem a maior crise econômica de todos ostempos no Brasil ,onde a inflação bateu os 87%/mês.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h45

    Senhor Luiz, é uma pena que seus olhos estejam fechados para a realidade. Só para informá-lo em Nova York existem proporcionalmente mais pessoas passando fome que em Havana.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h45

    De formas direta posso dizer; nhunca fui beneficiado por sindicatos.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h47

    Isso é uma grossa e deslavada mentira. Um indigente Novaiorquino se alimenta incomparavelmente melhor que um pobre um moserável Cubano;

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h48

    Não me venha com discursos ”manjados” de curachas terceiromundista.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h49

    Em Nova Iorque qualquer mendigo dispõe de ovos e presuntos à vontade. Em Cuba isso é só para a elite do partido.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h51

    Desabrigados em Nova Iorque é milionário em Cuba;

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h52

    Não vi Havana ser citada em nenhuma das três matérias.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h52

    64000 equivale a 0.003% da população, ou zero estat´tisitico

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h53

    A fome dói em qualquer lugar do mundo meu caro. Em Nova York os moradores de rua enfrentam invernos com temperaturas abaixo de zero. Mas a sua cegueira não lhe permite ver isso.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 14h53

    E nem verá! Não pode. Se for só para dizer que tudo lá é superiro aos EUA. Coisa de doidãso mesmo

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h56

    O pior cego é aquele que vê mas prefere acreditar em outra coisa.

    Responder

    Diogo Alves

    17 de julho de 2015 às 14h57

    A fonte da última matéria é a Organização das Nações Unidas (ONU), orgão fundado pelos EUA que tem sua sede em Nova York.

    Responder

    Beatriz Helena Ribeiro

    17 de julho de 2015 às 17h33

    Diogo Alves, meu caro, não desperdice o seu precioso tempo, algumas pessoas fazem questão de não ver e não ouvir, mas falam muito, principalmente do que desconhecem.

    Responder

    Gislaine Pereira

    17 de julho de 2015 às 17h46

    Bela aula Diogo Alves, mas este senhor usa tapa olho e não pode enxergar, tem os ouvidos danificados e não pude ouvir. Esta enfermo por conta de uma doença incurável chamada teimosia ignorante, essa doença não tem cura, nem os melhores médicos e cientistas de Cuba conseguiram achar a cura. Infelizmente seu fim será assim , na internet cuspindo falácias.

    Responder

    Luci Andrade Oliveira

    17 de julho de 2015 às 19h32

    Pergunta pra um cubano pobre se ele gostaria de ser pobre em NY.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 19h36

    Todos os 11 milhões , com certeza ,se lhes dessem esta chance iriam para N.Iorque.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 19h37

    Com eu ja´disse, em Cuba é proibido ao cidadão comum possuir barco ,por precário que seja, pois com qualquer câmara de ar os cidadãos tentam atravessar os 160 km do Mar do Caribe.

    Responder

    Paulo De Tarso Ramos

    18 de julho de 2015 às 00h03

    Sabia q emCuba as pessoas pescam e tem portos nas cidades? Consequentemente ha barcos. Inclusive ha sim barcos e farois. Se o senhor visse quantos medicos Cuba exporta para todo o mundo, se o senhor descesse d seu pedestal divino neoliberal e conversasse com os medicos q estao atendendo os pobres, ou os funcionarios q trabalham com eles. Mas eh mais facil aceditar no Superman americano, Globo e Veja.
    O senhor acha q as conquistas trabalhistas como 13o salario, ferias, jornadas d trabalho humanitarias, seguro desemprego, licenças sao conquistas d quem? Dos capitalistas ou dos sindicatos e classe trabalhadora organizada? O senhor perde seu tempo nesta pagina tentando vociferar contra algo q, so eatá provando, n tem conhecimento algum.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h10

    Barcos e faróis há sim, Os faróis antigamente eram balizadores de ancoragem ,mas no Castrismo são vigilantes dos poucos barcos de pesca que ousam passar das 10 milhas. E os médicos Cubanos são ,a rigor, enfermeiros , pois não há nas Escolas de medicina sequer estetoscópios. Ultra som é um luxo. A medicina Cubana, da qual é possível tirar algo de bom ,infelizmente serve mais à propaganda do comunismo.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h14

    Exceto o13º, todos os direitos trabalhistas foram adicionados à ”CARTA DEL LAVORO” que no Brasil de Vargas transformou-se na CLT. O 13º foi de Jango e as férias de 30 dias foi promulgada pelo General Geisel num aditivo ao pacote de abril de 1977.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h17

    Os tais direitos mencionados pelo Sr. são ,na verdade, um forte componente do chamado custo Brasil, os quais, somente agora o governo PT está fazendo reformas e flexibilizações, reforma que, no linguajar das assembleias de sindicatos são taxadas de neoliberais e supressão de direitos.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h19

    Em Cuba, repito, não há este problema, pois não há sindicalismo e nem jornada de trabalho regulamentada, uma vez que a jornada é de Sol a Sol e, aí de quem reclamar: MASMORRA MEDIEVAL.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h21

    Se o Sr. acompanha o noticiário, sabe que, na operação lava jato, a participação de sindicalistas é majoritária.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h29

    Se eu não ler a VEJA e o Globo ,quem teria que ler? Seria o Granma de Fidel?

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 00h31

    Já ,Antonio Castro, filho de Fidel, está ancorado no Mar Egeu com seu Iate de 45 metros de 50 milhões de reais num Hotel paradisíaco com uma comitiva de 15 puxas sacos em 15 suítes de 3 mil reais a diária.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 01h02

    E quem está aderindo ao liberalismo é o Raul Castro .Eu apenas estou aplaudindo e desejando-lhe boas vindas. Só isso

    Responder

    Diogo Alves

    18 de julho de 2015 às 11h02

    Como disse antes, o senhor gosta mesmo é de escrever livremente, mas na hora de mostrar suas fontes…

    Responder

Lucio Mendes

17 de julho de 2015 às 11h56

E duro de inveja e vem como uma historia boba dessa, não houve nada no roda viva isso e conversa de petista idiota

Responder

    Lana Adib

    17 de julho de 2015 às 12h01

    Eu acho que o idiota é você

    Responder

    Lucio Mendes

    17 de julho de 2015 às 12h02

    Se vc. idiota eu seria petista, meu se liga praga

    Responder

    Adriano França Fernandes

    17 de julho de 2015 às 13h01

    Rsrs claro, estão todos alucinando.
    Não aconteceu nada…. (Ps- galera, não dá pra discutir com Revoltado OnLine, o médico pediu pra não contrariar)

    Responder

Luiz Carlos Donzeli

17 de julho de 2015 às 11h54

Em Cuba ,todos os 10990000 habitantes passam fome. Um cidadão viver com meio k de arroz e 8 ovos por mês ,francamente ,nenhum mendigo de São Paulo passa por tamanha privação. Os demais 10 mil que compõe a população, trata-se da cúpula governista que habitam o paraíso,

Responder

    Adriano França Fernandes

    17 de julho de 2015 às 12h52

    Não. O senhor está enganado reproduzindo alguma propaganda anti-Cuba. Lá não há fome, há alguma limitação sim, mas fome não. É o único país da AL em que não há fome. Querer comparar uma situação de restrição com a desgracenta é degradante fome de milhares de mendigos tratados como lixo na horrenda São Paulo é gesto de desonestidade flagrante ou ignorância pétrea. Nunca é tarde para sair dessa posição ridícula.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h53

    Bom ,dependendo do que o senhor chama de fome, não há que discutir mesmo.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h54

    Os mendigos paulistas , na maioria, assim o são por livre escolha e, nas ruas, em liberdade plena se alimentam normalmente. Na liberdade, ate´a mendicância é um direito.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 12h56

    Se ,mesmo que fosse verdade,—E NÃO É— que os Cubanos não passam fome ,isso seria uma animaliz ação do ser humano.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h01

    Os cracudos ,assim o são porque são livres para escolherem.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 13h02

    Aliás ,São Paulo atingiu uma marca inédita na queda da criminalidade ao baixar a taxa para menos de 10/100mil.

    Responder

    Osvaldo Alencar

    17 de julho de 2015 às 15h07

    Um ilustre internauta deste post diz que os mendigos da capital paulista são mendigos por livre e espontânea escolha. Ou não tem nenhum neurônio ou nunca leu absolutamente nada! Quem é mendigo por escolha própria, se a vida não lhe impuser esse castigo? É fanatismo exacerbado ou algum delator…

    Responder

    Heriberto Gurgel

    17 de julho de 2015 às 16h43

    Não, não é um ilustre, e sim um enegurmeno com bosta na cabeça.

    Responder

    Jo Jabaquara Vieira

    17 de julho de 2015 às 20h46

    Os mendigos de S.P; temos um prefeito cria do Barão das Elites petista que recebem dinheiro até pra comprar crak..

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 21h38

    Nenhum morador de rua do Rio aceita ser albergado por conta do serviço social . E ,por pior que sejam os albergues eles têm ,cama ,comida e algumas roupas essenciais e ainda recebem visitas médicas. O que eu disse foi isso.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 21h40

    E os bolsões da pobreza existem em todas as nações do mundo, o que não tem nada a ver com Cuba, que tem uma população inteira de miseráveis.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    17 de julho de 2015 às 21h40

    Qto ao prefeito de São Paulo ,bem ,aí com os comunistas…

    Responder

    Osvaldo Alencar

    18 de julho de 2015 às 12h08

    Nunca vi tanta estupidez vindo de uma só pessoa. Nem procurei saber de quem se trata. Além de não merecer, demonstra completa falta de noção das coisas que acontecem no mundo. Deve ser, está escrito, um semianalfabeto, certamente.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 14h36

    A dívida externa de Cuba, estimada em 31 de dezembro de 2011 era de $21,02 bilhões. Mas ,porém ,contudo ,entretanto e coisas tais, ”desde 2010 o governo não divulga dados sobre sua conta corrente e dívida externa” e as reservas de divisas são tratadas como segredo de Estado. Ou seja, tudo o que se diz e sobre dívida, reservas e inflação é CHUTE.

    Responder

    Luiz Carlos Donzeli

    18 de julho de 2015 às 14h37

    E agora eles alardeiam aos quatro ventos que decobriram a vacina contra o câncer de pulmão> BLEFE MENTIRA

    Responder

Yuri Amorim

17 de julho de 2015 às 11h31

A pobreza do repertório da jornalista da Veja é gritante, expressa em suas muitas derivações monotemáticas da mesma pergunta. Tenho vergonha desses jornalistas que incorporam acriticamente a posição editorial dos veículos que representam. A única preocupação dela durante toda a entrevista foi como ocupar o espaço concedido para representar a sua pré-determinada agenda específica. Não estava nem um pouco interessada na pessoa formidável (e educadíssima, aliás) do Padura. Azar o dela!

Responder

Oscar Oliveira

17 de julho de 2015 às 11h30

Tem muito mais mendigos,em New York e em São Paulo que em Havana,como entender essa mídia? Veja o absurdo!?

Responder

Eliseu Oliveira

17 de julho de 2015 às 11h26

A chinelada esta próxima aos 47 minutos

Responder

Dorgeania Márcia

17 de julho de 2015 às 09h10

Coisa boa! Veja é cara lisa!

Responder

Henrique

17 de julho de 2015 às 05h57

Já o Ali Kamel deu uma chinelada histórica em em Miguel do Rosário ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

    Robson

    17 de julho de 2015 às 10h38

    O bumbum do Miguel , e de outros blogueiros chinelados por Ali Kamel, deve estar doendo até hoje !

    Responder

Paulo Yukio Onishi

17 de julho de 2015 às 08h18

Responder

Regina Célia Machado

17 de julho de 2015 às 06h27

Padura é genial, mas não foi uma chinelada só, foi um festival de chineladas, tão sutis tão finamente elaboradas que é difícil perceber, o vídeo está inteiro até os comerciais mas aí vai https://www.youtube.com/watch?v=JWBpN1ADwwk

Responder

Raul José Chaves

17 de julho de 2015 às 05h44

Cadê o vídeo?

Responder

Junior Silva

17 de julho de 2015 às 05h43

Eu vi a chinelada, o nome da jornalista é Nathalia Watkins. Pior é que ela não se deu por vencida e insistiu nas insinuações, mas sem sucesso…

Responder

    zuleica jorgensen

    17 de julho de 2015 às 17h54

    Assisti a entrevista no Dines. Padura é inteligente, refinado, fala bem, tem múltiplos interesses, o que tornou a entrevista muito interessante.
    A guria da Veja, pobrezinha, não sabe o que é passar fome. Ela vê gente morando em casas pobres, vestindo roupa simples e barata, sem carros, sem luxo, já afirma logo que passam fome. Para ela o mundo que come é só glamour, roupas caras, carros do ano, essas coisas. É uma pobre coitada….

    Responder

Larissa Pereira

17 de julho de 2015 às 05h01

Graziele Pescheron Carneiro tudo doido

Responder

Larissa Pereira

17 de julho de 2015 às 05h01

Graziele Pescheron Carneiro tudo doido

Responder

Deixe um comentário