Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Uma análise cruel e pessimista de Christian Lynch

Por Miguel do Rosário

08 de agosto de 2015 : 18h33

Reproduzo abaixo uma análise cruel de Christian Edward Cyril Lynch, professor de Ciência Política no Iesp.

Cruel mas realista.

Claro que a política é dinâmica, e tudo pode mudar se houver iniciativa do governo e mobilização popular.

Dilma, infelizmente, continua perdida. Inaugurando casas em Roraima, como se fosse candidata a vereadora ou prefeita, ao invés de montar um gabinete de crise de alto nível, com os maiores especialistas do país em política, marketing, comunicação. Podia convidar inclusive consultores de outros países, para tentar reverter a crise montante.

Quando fará uma profunda mudança ministerial, trazendo nomes com prestígio social, como fez com Renato Janine Ribeiro, na Educação?

Quando iniciará uma grande ofensiva de comunicação?

Se perder o timing, contudo, se demorar, não vai adiantar mais.

***

O impeachment e a novíssima República

7 de agosto de 2015

Por Christian Edward Cyril Lynch, no blog Do Alto da Torre

Vejam o cenário. Na “sociedade civil”, a maior impopularidade presidencial desde o Hermes da Fonseca. Dólar disparado. Desemprego em maré montante. Os mais pobres, tornados indiferentes à sorte da Dilma.Do lado do mercado, os industriais fluminenses e paulistas clamam por paz e governabilidade para pôr fim à crise. Ou seja, compram a tese de que a causa principal da crise econômica é política.

Do lado do governo… O Dirceu preso de novo. O Lula afirmativo por frente e negativo, exausto, por trás. Na Casa Civil, o ministro que é braço direito da presidência pede arrego aos tucanos e é esnobado. Os ministros dos partidos que rompem do governo ficam nas pastas. A Dilma cada vez mais catatônica, muda, desprestigiada, impotente. A costumeira inépcia governamental ajuntada à paulatina desagregação que marcha ao colapso. Nenhum dos expedientes costumeiros parece surtir nenhum efeito para reverter a marcha dos acontecimentos. No Jaburu, o suposto coordenador do governo, o vice Temer, reconhece a gravidade da crise e pede cavalheirescamente a paz e a concórdia, posando de estadista sóbrio e ponderado, para cujas mãos a presidência do Brasil poderá passar segura.

No congresso, sob a batuta de Cunha e Renan, o presidencialismo de coalizão arruinado, com os partidos deixando de temer represálias do governo, votando sandices só pra desmoralizar o Executivo. Votação de 400 votos contra 10! Até o PT abandonando a Dilma no ajuste fiscal, com o líder do governo não controlando mais nada nem ninguém. Parecem dizer – este governo não é de esquerda, não nos representa. Partidos clientes, como o PDT e o PTB, rompem com o governo, e este… Apatetado. Enquanto isso, o Cunha limpa a pauta da votação das contas para colocar as do governo Dilma em julgamento e manda fazer a triagem dos pedidos de impeachment adequadamente embasados. Vai esperar o 16 de Agosto, para ver as ruas do país se encherem contra o governo, o PT, etc, e gritarem pelo impeachment.

E depois dessa, já sabemos o resto do script que tentarão seguir, que é o mesmo de 1992. Dando certo, convocarão outras manifestações, até que, pela unânime aclamação dos povos, o governo colapsado virá abaixo, impedido ou por renúncia. Depois, será o “governo de união nacional” em torno do Temer, em coalizão do PMDB com a direita, os tucanos emplacados em cargos centrais, e tal. Em três meses, a poeira assentada. E depois, quem sabe, o parlamentarismo, para garantir o ascendente do Legislativo – leia-se, da classe política – contra o Judiciário e o Ministério Público, de um lado, e a polícia federal, de outro.

Será a novíssima República – e que república!

****

Christian Edward Cyril Lynch é professor assistente do Departamento de Direito Público da Universidade Federal Fluminense (UFF) e pesquisador bolsista da Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB). Reside atualmente na cidade do Rio de Janeiro. Seu eletrônico é clynch3@hotmail.com.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fábio Brito

09 de agosto de 2015 às 19h28

É um cenário muito bem possível, diante da situação que vemos.

Faço uma outra, e também sombria, análise acerca do momento atual ao observar as últimas movimentações das peças no tabuleiro de xadrez, faço algumas considerações a respeito da atual política no Brasil. Leiam, comentem, e, se gostarem compartilhem o link, obrigado.

O FUTURO INCERTO DO BRASIL. ENTRE O GOLPE JURÍDICO-MIDIÁTICO-PARLAMENTAR, ESPERADO, E A GUERRA CIVIL, POSSÍVEL.

“Quando me desespero, e me angustio, eu me lembro que durante toda a história o caminho da verdade e do amor sempre ganharam. Tem existido tiranos e assassinos e por um tempo eles parecem invencíveis, mas no final, eles sempre caem – pense nisso, SEMPRE.”
?Mahatma Gandhi

https://rebeldesilente.wordpress.com/2015/08/09/o-futuro-incerto-do-brasil-entre-o-golpe-juridico-midiatico-parlamentar-esperado-e-a-guerra-civil-possivel/

Responder

Fábio Brito

09 de agosto de 2015 às 18h52

Ao observar as últimas movimentações das peças no tabuleiro de xadrez, faço algumas considerações a respeito da atual política no Brasil. Leiam, comentem, e, se gostarem compartilhem o link, obrigado.
O FUTURO INCERTO DO BRASIL. ENTRE O GOLPE JURÍDICO-MIDIÁTICO-PARLAMENTAR, ESPERADO, E A GUERRA CIVIL, POSSÍVEL.
“Quando me desespero, e me angustio, eu me lembro que durante toda a história o caminho da verdade e do amor sempre ganharam. Tem existido tiranos e assassinos e por um tempo eles parecem invencíveis, mas no final, eles sempre caem – pense nisso, SEMPRE.”
?Mahatma Gandhi
https://rebeldesilente.wordpress.com/2015/08/09/o-futuro-incerto-do-brasil-entre-o-golpe-juridico-midiatico-parlamentar-esperado-e-a-guerra-civil-possivel/

Responder

surreal

09 de agosto de 2015 às 11h00

Os exploradores dos pobres e traidores do Brasil se acham maioria por estarem abraçados a mídia porca e a justiça injusta, o medo desses, da transformação do Brasil em país soberano, com menos desigualdades e cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres, os fazem tremerem, porque na verdade os brasileiros querem a justiça verdadeira e maiores oportunidades, o povo brasileiro considerado minoria por eles, na verdade é a grande maioria e a sua vontade é o verdadeiro devir. Chega de alienação.
A pátria dos traidores é o dinheiro sujo, não importa de onde vem, é dinheiro manchado com o sangue do povo brasileiro.
https://www.youtube.com/watch?v=1phd2VxUnW4
https://www.youtube.com/watch?v=L3VTSxWTvjI
https://www.youtube.com/watch?v=Bi15bR4GXo0

Responder

José Carlos

09 de agosto de 2015 às 00h50

… no momento o que mais me preocupa é ver os ratos abandonando o barco, isto é um mau sinal …

Responder

marco

08 de agosto de 2015 às 20h46

Um dos maiores defeitos,quase que generalizados em todo o ANALISTA,FILÓSOFO,CIENTISTA SOCIAL,INTELECTUAL,PSEUDO INTELECTUAL,E SEMELHANTES,é que sempre em suas abalizadas análises,sempre e invariavelmente,não incluem o POVO,senão para saudá-los quando os acontecimentos transcorrem normalmente.Ai então,se assiste grandes e ruidosas manifestações a saudar a força do povo.Com relação aos vários comentários lidos nos últimos tempos,invariavelmente tais ingredientes,estão na ordem do dia.Exceto temores com manifestações de membros da direita burguesa,representados sempre,por legiões de pequenos burgueses,que mais barulho faz,do que são numerosos de em nenhum desses comentários e analises,se verifica nenhuma iniciativa de convocar O POVO,par manifestar-se em grandes marchas pelo país afora,com o propósito de salvaguardar o que se tem.Acho que estas pessoas,deveriam ter esta preocupação,pelo que representam na sociedade e pela notoriedade e confiabilidade que detém.E além de tudo,dispõe de espaços de publicidade,que nós simples mortais,não possuímos!Façamos como o Velho Marinheiro,das praias da Bretanha,AVANTE!

Responder

Carlos Hums

08 de agosto de 2015 às 20h41

E o pior de tudo isso é que o maior presidente da história estará preso pela lava jato que tem como tese principal a de que doação para o PT é propina e para o PSDB é amor.

Responder

Deixe um comentário