Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Réu preso 7 meses por Moro é absolvido em 2ª instância

Por Miguel do Rosário

23 de setembro de 2015 : 16h56

Mesmo com o mérito da decisão judicial sendo para prisão em semi-aberto, o réu Carlos Charter ficou sete meses em regime fechado.

Agora ele foi absolvido em segunda instância. Ou seja, não precisava ter sido preso um só dia.

O mais importante, porém, é que o Tribunal Federal Regional analisou, pela primeira vez, o mérito da Lava Jato.

E decidiu que não havia provas para condenar o réu.

Se não sucumbir à violência fascista que tenta usar o judiciário como instrumento de vingança política, o TRF poderá impor novas derrotas ao medievalismo de Sergio Moro.

***

Sérgio Moro sofre primeira derrota e réu da Lava Jato é absolvido por lavagem

Tribunal Regional Federal absolveu um funcionário do doleiro Carlos Charter – foi no posto de gasolina dele que começou a operação

Por FILIPE COUTINHO, no site da Época.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região reverteu na segunda-feira (21), pela primeira vez, uma condenação do juiz Sérgio Moro na operação Lava Jato. Esse foi o primeiro recurso que chegou ao tribunal contra condenações de Moro sobre o mérito do esquema de lavagem de dinheiro. Por maioria, a 8ª Turma decidiu absolver André Catão, funcionário do doleiro Carlos Charter.

O julgamento é simbólico porque Charter, junto com o doleiro Alberto Youssef, está na origem da operação. O nome Lava Jato, aliás, é uma referência ao posto de gasolina usado por Charter para lavar dinheiro – Catão era o gerente. Eles foram o primeiro alvo da Polícia Federal quando a operação foi deflagrada, em março do ano passado, e tinha como foco lavagem de dinheiro – ainda não havia na ocasião suspeitas da extensão do esquema na Petrobras.

Até agora, a Justiça vinha mantendo a grande maioria das decisões provisórias do juiz Sérgio Moro, como a manutenção de prisões preventivas. A decisão do TRF-4 foi a primeira que analisou o mérito da operação – ou seja, se as provas colhidas na investigação eram suficientes para uma condenação.

O voto vencedor foi do desembargar federal Leandro Paulsen, revisor do caso. “Esse é o primeiro mérito, senhor presidente, da Operação Lava Jato que abordamos”, disse antes de anunciar seu voto, proferido no fim de agosto. Nesta terça-feira, o desembargador Victor Laus acompanhou Paulsen, formando maioria pela absolvição de Catão.

Para Paulsen, não ficou comprovado que André Catão, na condição de funcionário, se beneficiou do esquema. “Não há nenhum elemento que aponte qualquer enriquecimento por parte dele, e sim alegações no sentido de que é uma pessoa de modesto poder econômico”.

Para o desembargador, André Catão apenas cumpriu suas tarefas como funcionário de Charter. No caso específico, Catão e Charter foram condenados por lavar dinheiro do tráfico de drogas. “Ele é uma pessoa que realizava os atos materiais de depositar numa conta e em outra, e o que temos aqui são dois ou três depósitos nestes autos apenas e tão somente. Há uma escuta telefônica que procura vincular essa pessoa aos fatos, ele não nega que fez os depósitos, mas afinal de contas fazia parte das atividades profissionais dele diárias realizar operações financeiras.”

O entendimento de Paulsen diverge da decisão de Moro. Ao condenar Catão, Moro afirmou que era “pouco plausível” que Catão, gerente financeiro do posto desde 2003, não soubesse da “utilização do estabelecimento comercial para a lavagem de dinheiro e para a prática de crimes financeiros”. Ele foi condenado a quatro anos, em regime semiaberto, por lavagem de dinheiro.

Mesmo contrariando Moro, o desembargador Leandro Paulsen elogiou o trabalho do juiz na condução da Lava Jato. “O magistrado analisou cada caso, analisou as provas e decidiu com a independência que lhe é peculiar. Então, estamos em um caso bem trabalhado, um caso que vem sendo analisado com cuidado desde o início.”

O advogado Marcelo Moura, que defende Catão, disse que seu cliente ficou sete meses preso provisoriamente, em regime fechado, enquanto a decisão no mérito era em semiaberto. Catão já está solto. “Ele teve uma punição mais gravosa do que a própria condenação. Foi a primeira vez, no mérito, que um tribunal analisou a Lava Jato e, de forma técnica, apontou ilegalidades nas decisões”, afirmou.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

93 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Diego

27 de setembro de 2015 às 15h39

SÓ PRA RELEMBRAR: ZELOTES R$ 565 BILHÕES

http://democraciapolitica.blogspot.com.br/2015/09/os-misterios-da-operacao-zelotes.html

Responder

Arimar Romualdo da Silva

25 de setembro de 2015 às 14h57

como isto me decepciona vendo outro julgamento global

Responder

Maria Rocha

25 de setembro de 2015 às 09h38

“pouco plausível” seria um comentário banal, mas pouco plausível serviu ao sr.moro de argumento para condenar, mais um, sem nenhuma prova.

Responder

Wilson Trajano Siqueira Trajano

25 de setembro de 2015 às 04h13

Quem paga a conta

Responder

Mazola de Novais

25 de setembro de 2015 às 02h58

Isso que esta acontecendo no estado do paraná é a mesma coisa que aconteceu no passado com o PC DO B, Eles enquanto nao estinguiram o PC DO B E cassaram todos os integrantes eles nao sossegaram, querem fazer a mesma coisa com o PT.

Responder

Messias Franca de Macedo

24 de setembro de 2015 às 18h36

“Sérgio Moro não é um juiz! Ele é um personagem à procura do autor.” A afirmação foi proferida pelo advogado Paulo Sérgio Leite Fernandes, decano dos criminalistas do estado de São Paulo

https://www.youtube.com/watch?v=2waWqNhK29s

Responder

Diego

24 de setembro de 2015 às 17h59

SÓ PRA RELEMBRAR:

http://caixadoistucanodefurnas.blogspot.com.br/

Responder

Carlos Eduardo Costa

24 de setembro de 2015 às 16h34

Agora vai ser uma festa, com o aparelhamento do judiciário nos níveis mais altos e com toda a politicagem na esfera estadual, vão limpar a barra de todo mundo envolvido com a bandalheira palaciana!!!

Responder

Edson Barbosa

24 de setembro de 2015 às 14h52

Esse juizinho não presta! Foi ele que livrou todos os ladrões que roubaram o Banestado!!! Cade o dinheiro do Banestado seu juizinho de quinta???
E a comissão do doleiro e delator profissional Youssef? Vão pagar 2% do que for recuperado pro delator profissional!!! O cara já é delator desde o tempo do escândalo do Banestado e continua a fazer seus esquemas. Logo estará nas ruas de novo para servir ao PSDB, ou melhor, continuar a servir o PSDB e toda essa corja da elite branca ignara cujo sonho é continuar a sempre servir os colonizadores…
Esse juizinho é um embuste, uma vergonha nacional! Assim como essa imprensa podre que temos!
VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Jorge Vasconcelos de Brito

24 de setembro de 2015 às 15h41

Moro, toda ação motivada por preconceitos pode levar a injustiça.

Responder

Celso Junqueira

24 de setembro de 2015 às 11h14

Se o TRF decidiu que não há provas para condená-lo, ele não pode ficar preso nem no regime semi-aberto.

Responder

Ermindo Castro

24 de setembro de 2015 às 13h08

tem coisa ai!!! fiquem de olho !!!

Responder

Helder Faria

24 de setembro de 2015 às 12h56

Olha a pose dele, engomadinho bonitinho. Vai sair na próxima novela da Globosta?

Responder

jean

24 de setembro de 2015 às 09h23

pagamos economicamente até hoje, pela incompetência da elite colonia,l que não compreendeu o prejuízo de utilizar a mão de obra escrava – hoje a elite, ainda com prática colonial, manipula o judiciário para frear a democracia inclusiva – acredito que um dos maiores entraves de nosso pais é uma casta que é utilizada para frear os interesses da maioria – funcionário publico estadual e federal – que absorvem parte significativa dos recurso do estado – existe algo errado quando se educa filho para fazer concurso – pela lógica capitalista o dinheiro esta no fato de ser empreendedor não funcionário público –

Responder

Milton Quadros

24 de setembro de 2015 às 11h39

E terão várias assim, cancelando a delação premiada associada ao condenado. Além da delação, tem que ter a prova material, sem

Responder

José Flávio Coutinho

24 de setembro de 2015 às 11h34

Moro, não tem qualificação nem pra ser juiz de concurso de miss.

Responder

Cló Vis Martins

24 de setembro de 2015 às 11h04

Pelo raciocínio do artigo, prisão preventiva só cabível se o juiz garantir que o réu será condenado ao final… Totalmente equivocada (mal-intencionada) essa visão: prisão preventiva não tem relação com o conteúdo do julgamento futuro.

Responder

Alberto Cerqueira

24 de setembro de 2015 às 09h44

Quando a Globo começa a premiar e mostrar….desconfio!

Responder

Alexandre Costa Maia

24 de setembro de 2015 às 08h39

Significa que o forno está aquecendo para assar um monte de pizzas.

Responder

Sol Corot

24 de setembro de 2015 às 06h00

Como o juiz gosta de holofotes e da midia!!!!!!

Responder

Icléa Alves Simões

24 de setembro de 2015 às 04h38

Se acha…

Responder

David Rosa

24 de setembro de 2015 às 03h39

Pela maioria dos comentários e por algumas opiniões de total desinformação e cegos pelo culto a um partido, isso me leva a crer que esse seja uma pagina de humor… é?

Responder

Minos Adão Filho

24 de setembro de 2015 às 03h24

Sérgio Moro paladino da ética e da moral, será ? Receber salário acima do limite dos ministros do STF, R$ 34,700, reais. O salário do juiz Moro com as manipulações é hoje de R$ 77.000, mil reais, pode ser até legal, afinal os salários manipulados quem faz são eles mesmo. Mas é imoral. cadê a ética senhor Moro.

Responder

    Asdrubal Caldas

    27 de setembro de 2015 às 01h29

    Cuidado em, o Moro não vai se sujeitar a ficar vendo gente que não sabe de nada falando besteiras sobre ele. Depois que ele abrir um processo não adianta ficar com chororo

    https://www.youtube.com/watch?v=bRqfo7an8tY

    Responder

Nilda Pais

23 de setembro de 2015 às 23h40

O Moro está prestando serviço à CIA e ao Mossad. Destruindo reputação e as empresas Nacionais para as Multis nos tratar como escravos. Não me representa. Por que ainda não prenderam o tesoureiro do PSDB, o Agripino, o Aécio, o CU nha???

Responder

    Asdrubal Caldas

    27 de setembro de 2015 às 01h28

    Cuidado em, o Moro não vai se sujeitar a ficar vendo gente que não sabe de nada falando besteiras sobre ele. Depois que ele abrir um processo não adianta ficar com chororo

    https://www.youtube.com/watch?v=bRqfo7an8tY

    Responder

Sidney Oliveira

24 de setembro de 2015 às 02h36

Responder

Sidney Oliveira

24 de setembro de 2015 às 02h34

Responder

Sidney Oliveira

24 de setembro de 2015 às 02h31

E aí Moro?!
Até quando?!

Responder

Sidney Oliveira

24 de setembro de 2015 às 02h27

Juiz honestíssimo…

Responder

Tutatys Di Vulcano

24 de setembro de 2015 às 01h19

ptista e o CHORÃO, tudo igual

Responder

Marcelo Zanchini Zanchini

24 de setembro de 2015 às 01h15

petista parece a magda

Responder

Wagner Damasceno

24 de setembro de 2015 às 00h40

A casa desse cara está para cair….

Responder

Paulo Cesar Matias

24 de setembro de 2015 às 00h23

É, e aí?!

Responder

Romeu Goes

24 de setembro de 2015 às 00h11

E aí Moro?

Responder

Ilza Sobral

23 de setembro de 2015 às 23h23

CACHORRADA!

Responder

Fabio J Trindade

23 de setembro de 2015 às 23h20

NO PARANÁ ?

Responder

Ritalo Santiago

23 de setembro de 2015 às 22h57

Normal.

Responder

Irion

23 de setembro de 2015 às 19h55

E esse desembargador Leandro Paulsen é respeitadíssimo, um sujeito extremamente inteligente e simples (não é pavão…), uma autoridade em matéria tributária, tem alguns livros que são referência para quem atua na área. Devia dar umas aulas (sobre Direito Penal) ao juiz tucano de Curitiba…

Responder

Wilton Cézar

23 de setembro de 2015 às 22h52

Da forma como está sendo conduzida a investigação, com certeza mais “culpados” serão inocentados. É a “JUSTISSA DO MORO”.

Responder

Marcelo Henrique

23 de setembro de 2015 às 22h49

Dia que vi esse Moro recebendo prêmio da mão do dono da Globo, ficou claro quem ele é.

Responder

Moema Barreira Costa

23 de setembro de 2015 às 22h18

O que vai ter de INDENIZAÇÕES a serem pagas!! Se preparem, povo!

Responder

    Luís CPPrudente

    23 de setembro de 2015 às 21h47

    Só que o Ministério Público Federal, não o grupo do moroso dr Sergio Tucano Moro, tem que processar o juiz que fez todas essas lambanças, juntamente com os promotores públicos e policiais federais que atuam em consonância com o juiz de Guantânamo.

    Responder

Diego

23 de setembro de 2015 às 19h09

Por que o Moro não pode ser processado? O que impede?

Responder

Adriana Araujo

23 de setembro de 2015 às 22h09

Judiciário politico.

Responder

Jorge Luiz Nascimento Marins

23 de setembro de 2015 às 22h06

A maioria deles estão preso pelo simples capricho do Dr. moro.

Responder

Rinaldo Costa

23 de setembro de 2015 às 22h06

E agora como fica? O cidadão terá de ser indenizado. Moro vai tirar de seu salário? Mais uma vez o contribuinte arcará com a despesa alem claro da perda de credibilidade no judiciário

Responder

Alexandre Carvalho

23 de setembro de 2015 às 22h02

Agora ele vai ter direito a uma bela idenização…

Responder

Nair Carraca Da Costa

23 de setembro de 2015 às 22h00

Juiz atrelado com a mídia não é falta de decoro.?

Responder

Jefferson James James

23 de setembro de 2015 às 21h50

Juiz pirotécnico

Responder

Edilson José Stocco

23 de setembro de 2015 às 21h47

Cadeia pros corruptos. Fora PT, fora Lula, fora Dilma, fora corruptos.

Responder

    Luís CPPrudente

    23 de setembro de 2015 às 21h48

    Zzzzzzzzz!

    Responder

Edilson José Stocco

23 de setembro de 2015 às 21h43

Se ficou preso é porque merecia. Corrupto tem que ir para a cadeia.

Responder

Amario Loblein Loblein

23 de setembro de 2015 às 21h37

EU NÃO DISSE, SERÁ ASSIM COM TODOS OS PETRALHAS, ELES DOMINAM TODOS OS TRIBUNAIS SUPERIORES, JÁ DIZEM ISTO, QUE NOS TRIBUNAIS SUPERIORES ELES NÃO TEM PROBLEMA QUE O PROBLEMA SERIA A POLÍCIA FEDERAL; AGORA É TAMBÉM O MORO..

Responder

Daulto Bitencourte Garcia

23 de setembro de 2015 às 21h37

Maravilha a justiça colocando corrupto na rua. Parabéns aos desembargadores da a 2ªstancia

Responder

Eliézio Teixeira Dos Santos

23 de setembro de 2015 às 21h32

Parece que no Brasil não existe o crime de prevaricação e o direito de Abeas Corpus.

Responder

Maria Das Graças Figueiredo Lacerda

23 de setembro de 2015 às 21h31

Tadinhos devia soltar todo mundo. São tão pobres. Honestos. Quem prova propina? Este partido roubar, matar é meu do coração pode TUDO.

Responder

Marcos Tadeu

23 de setembro de 2015 às 21h29

Sete meses. 210 dias na masmorra. Belo judiciário, bela democracia, belo juiz, belos promotores. Mas não tem problema. A não ser que ele seja do PSDB.

Responder

Maria Das Graças Figueiredo Lacerda

23 de setembro de 2015 às 21h28

O aparelhamento do judiciário é real. O Mori não é nomeado por apadrinhamento é concursado. Competente. Deus te acompanhe.

Responder

Paulo Costa

23 de setembro de 2015 às 21h28

Dia 03/10/15 todos juntos barrar de uma vez por todas esse golpe.

Responder

Carlos Gonçalves

23 de setembro de 2015 às 21h24

Não vai sobrar um preso. Essa lava jato é Fake!

Responder

Mardete Sampaio

23 de setembro de 2015 às 21h20

Esse é apenas o primeiro. Mas, Moro já conseguiu desequilibrar as empreiteiras, a economia o governo. Grande cara!

Responder

Irion

23 de setembro de 2015 às 18h10

Pois é! Essas decisões forçadas de juízes pavãos que querem aparecer, na mídia, quem paga a indenização por danos morais depois é o Erário. Não caberia uma ação regressiva? Ou a viúva vai ter que arcar com essas barbeiragens?

Responder

    Asdrubal Caldas

    27 de setembro de 2015 às 01h33

    Cuidado em, o Moro não vai se sujeitar a ficar vendo gente que não sabe de nada falando besteiras sobre ele. Depois que ele abrir um processo não adianta ficar com chororo

    https://www.youtube.com/watch?v=bRqfo7an8tY

    Responder

Cicero Magalhães

23 de setembro de 2015 às 20h55

“O advogado Marcelo Moura, que defende Catão, disse que seu cliente ficou sete meses preso provisoriamente, em regime fechado, enquanto a decisão no mérito era em semiaberto. Catão já está solto. “Ele teve uma punição mais gravosa do que a própria condenação. Foi a primeira vez, no mérito, que um tribunal analisou a Lava Jato e, de forma técnica, apontou ilegalidades nas decisões”, afirmou.”

Responder

Paulo Grazioli

23 de setembro de 2015 às 20h54

Mas todos sabemos que todas as irregularidades da operação foram feitas para que tudo acabasse em nada, tudo isso é para difamar o PT, ter base para os jornais atacarem. Se o Moro não prendeu o Alberto no passado quando os acusados era do PSDB no caso banestado, hoje então nenhum vai ficar preso.

Responder

Cicero Magalhães

23 de setembro de 2015 às 20h53

“O mais importante, porém, é que o Tribunal Federal Regional analisou, pela primeira vez, o mérito da Lava Lajato.

E decidiu que não havia provas para condenar o réu.

Se não sucumbir à violência fascista que tenta usar o judiciário como instrumento de vingança política, o TRF poderá impor novas derrotas ao medievalismo de Sergio Moro.”

Responder

Miguel Vaquer Filho

23 de setembro de 2015 às 20h50

Começou a federação.

Responder

Sandra Francesca de Almeida

23 de setembro de 2015 às 20h47

E quem devolverá a ele os 7 meses privados de liberdade?

Responder

    Asdrubal Caldas

    27 de setembro de 2015 às 01h36

    E quem devolverá o Brasil inteiro, e não destroçado como se encontra, para os brasileiros?

    Responder

Helio Siqueira

23 de setembro de 2015 às 20h47

Lamentável. O cidadão não se elege nem pra síndico. A própria reportagem omite o nome, quando deveria estar na primeira página. Merece ser ressarcido pelo tempo que ficou preso e por danos morais.

Responder

Oliveira Nunes

23 de setembro de 2015 às 20h41

sabe nada

Responder

Frederico Freder

23 de setembro de 2015 às 20h30

O primeiro de dezenas? será? seria uma desmoralização.

Responder

Izabel Cristina Kröger

23 de setembro de 2015 às 20h28

É Sr. Moro a Justiça começa ser feita.O que o Sr. tem a dizer?

Responder

Robson André Costa Lopes

23 de setembro de 2015 às 20h27

E agora?

Responder

Itanei Paulo Martins

23 de setembro de 2015 às 20h24

e com certeza a globo ficará calada mais uma vez……

Responder

Andre Campolina

23 de setembro de 2015 às 20h23

L Gustavo R Gonçalves

Responder

Maria Lucia Freire

23 de setembro de 2015 às 20h21

O que vai acontecer é que todos que foram presos, sem provas e processo adequado, como é o caso do Lava Jato, poderão pedir
Indenização ao Governo . Agora, os funcionários da PF que extrapolaram em suas funções responderão a processo administrativo??????

Responder

Marcelo Figueiredo

23 de setembro de 2015 às 20h20

O juiz praticamente disse que o Moro é um incompetente.

Responder

    Asdrubal Caldas

    27 de setembro de 2015 às 01h40

    Vai aprender a ler seu otário. Onde esta escrito que o juiz disse que o Moro é um incompetente? Ah para oh!!!

    Responder

Marcos Mujalli

23 de setembro de 2015 às 20h19

Para servir de noiva para os detentos

Responder

Jandher Campana

23 de setembro de 2015 às 20h19

Juiz incompetente, e custa um absurdo.

Responder

Marcos Portela

23 de setembro de 2015 às 20h15

PANELINHA não, PANELAÇO, MORO e sua GANG do PARANÁ, condenaram SEM PROVAS o ex-tesoureiro do PT, enquanto várias DENÚNCIAS veiculadas em REDE NACIONAL, contra a ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA do PSDB e DEM, são ENGAVETADAS pela mesma GANG do PARANÁ, JUSTIÇA CORRUPTA, pensaram que o GOLPE seria FÁCIL.

PRÓ-IMPEACHMENT ou PRÓ-CORRUPÇÃO? Verdadeira ZONA, PIRATAS do JUDICIÁRIO e BANDIDOS do PSDB e DEM, financiados pela QUADRILHA dos SONEGADORES da MÍDIA e BARÕES do HELICOCA, mais uma vez tentam ROUBAR meu VOTO e os de MILHÕES de BRASILEIROS.

NÃO é BRINCADEIRA NÃO, são BILHÕES de REAIS movimentados pela QUADRILHA MAÇONICA dos SONEGADORES da MÍDIA, MARAJÁS do JUDICIÁRIO, CORRUPTOS do PSDB/DEM e NARCOTRAFICANTES do HELICOCA, não é de se estranhar o grande empenho do CARTEL da MÍDIA (Globo, Veja, IstoÉ, Época, Folha, Estadão…) em querer DESESTABILIZAR o GOVERNO.

Bravo POVO e DIRIGENTES brasileiros, que RESISTEM ao COVARDE ATAQUE das MAZELAS CRIMINOSAS DA MÍDIA, dos MARAJÁS da JUSTIÇA e dos CORRUPTOS do PSDB e DEM, que por TEMEREM enfrentar o LULA em 2018, tentam TOMAR o PAÍS de ASSALTO.

Responder

    Asdrubal Caldas

    27 de setembro de 2015 às 01h41

    Cuidado em, o Moro não vai se sujeitar a ficar vendo gente que não sabe de nada falando besteiras sobre ele. Depois que ele abrir um processo não adianta ficar com chororo

    https://www.youtube.com/watch?v=bRqfo7an8tY

    Responder

Carlos Henrique

23 de setembro de 2015 às 17h11

Tem que pedir indenização e esta será a primeira de DEZENAS que o Poder Público terá que pagar……

Responder

    João Padilha

    23 de setembro de 2015 às 17h29

    Se o Poder público tiver que idenizar…..lá vai mais dinheiro dos nossos impostos….

    Responder

Mara Lima

23 de setembro de 2015 às 20h09

Quem vai acabar indo pra prisão é esse juiz de quinta…

Responder

Isadora Vieira Brat

23 de setembro de 2015 às 20h07

Dá tanto desgosto saber que temos essa justiça midiática, corrupta, circense, imunda!

Responder

Maria Dirce

23 de setembro de 2015 às 17h06

Com certeza seu advogado vai pedir indenização pró réu, por ser preso 7 meses sem provas!!!!

Responder

Sonia Kemp

23 de setembro de 2015 às 20h03

quem vai pagar , nos os idiotas que , menos eu que apoia esse cara, agora devia pedir indenização nao pro estado mas pro agente que o deixou preso

Responder

    Carlos Henrique

    23 de setembro de 2015 às 17h43

    Deveriam obrigar o Juiz de oitava categoria a pagar…a TODOS que sairão assim que forem julgados, como este que foi absolvido.

    Responder

Deixe um comentário

Por que devemos confiar nas Urnas Eletrônicas? Viaje no Universo Profundo com o Telescópio James Webb O Xadrez para Governador do Ceará