Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Prefeito do Rio defende Dilma Rousseff

Por Miguel do Rosário

15 de outubro de 2015 : 13h09

A presidente Dilma Rousseff acaba de receber mais um suporte extremamente importante.

Importante sobretudo porque veio de um dos quadros mais respeitados do PMDB nacional, o prefeito Eduardo Paes, que gerencia a segunda maior cidade do país.

Junto com Pezão, Eduardo Paes é o nome mais forte do PMDB a nível nacional, sendo inclusive cotado como candidato a presidente da república em 2018.

Tem um prestígio, no partido, infinitamente maior do que Eduardo Cunha.

Em 2016, Eduardo Paes quer eleger o seu sucessor, Pedro Paulo, o qual deverá enfrentar dois fortes adversários: Marcelo Freixo, do PSOL, e Romário, do PSB.

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e o prefeito da capital, Eduardo Paes, são os principais fiadores de Dilma Rousseff dentro do PMDB, e responsáveis diretos pelo clima de apaziguamento que tomou conta da legenda nas últimas semanas, após a reforma ministerial.

Paes defendeu que a presidenta “conclua o mandato com tranquilidade e que permitam a ela governar”.

E classificou a discussão sobre possível impeachment da presidenta como “absurda” e “forçação de barra sem sentido”.

***

Na Agência Brasil.

Eduardo Paes diz que há “clima de radicalização política” em Brasília

Vinícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse hoje (15) que a crise econômica no país está sendo agravada por um “clima de radicalização política” em Brasília e afirmou que os políticos precisam de maturidade e tranquilidade.

“O que tenho visto em Brasília parece briga de criança no jardim de infância. Desculpe a expressão, com todo o respeito, não estou querendo generalizar”, disse Paes, que questionou: “E o povo? E as pessoas? E os governantes que têm contas para pagar? E a recessão?”.

O prefeito pemedebista disse considerar “absurda por si só” a discussão sobre um possível impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff e classificou a hipótesse uma “forçação de barra sem sentido”.

“Impeachment é um instrumento da democracia, é possível. Não há nada demais com isso. Agora, quando se força a mão no impeachment sem nenhum crime de responsabilidade é que me parece exagero”, disse o prefeito ao participar da assembleia plenária do Conselho Empresarial da América Latina, que acontece hoje e amanhã no Rio de Janeiro.

Eduardo Paes defendeu que a presidenta “conclua o mandato com tranquilidade e que permitam a ela governar”. “A gente tem que permitir que as coisas sejam apuradas, que as pessoas se defendam e que a vida ande. O país não pode parar por causa disso”.

Edição: Denise Griesinger

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

77 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Onécia Maciel

18 de outubro de 2015 às 20h10

Todos é farinha do mesmo saco kkk

Responder

Joaquim Gomes

16 de outubro de 2015 às 15h35

que cena patética…

Responder

Jorge M Sardinha

16 de outubro de 2015 às 01h19

Política é isso, o amigo de hoje é o traidor de amanhã ou vice-versa…

Responder

Saulo S. Santos

16 de outubro de 2015 às 01h11

Farinha do mesmo saco.

Responder

Gilberto de Faria

15 de outubro de 2015 às 23h35

A Lei de responsabilidades fiscal foi criada no ano de 2000, durante o mandato de FHC.

Responder

    Luis Augusto de Moraes

    17 de outubro de 2015 às 18h58

    VOCÊ QUER DIZER O QUE COM ISSO ,QUE FHC É ILIBADO MORALMENTE ,SQN, O PRIMEIRO ATO DELE COMO PRESIDENTE FOI MATAR A INVESTIGAÇÃO SOBRE CORRUPÇÃO ,UMA LEI DE ITAMAR FRANCO E BRECAR AS CPIs DA CORRUPÇÃO CONTRA SEU GOVERNO!!!

    Responder

Fernando Hottum

15 de outubro de 2015 às 22h59

Esse prefeito é aquele do sumiço das cinco vigas, que têm 40 metros de comprimento, 60 de largura e cerca de 20 toneladas, retiradas de um terreno cedido à Prefeitura do Rio e, até hoje, as autoridades não identificaram os responsáveis pelo crime??? Assim vai o PT, aceitando esse tipo de apoio.

Responder

Roberto Paschoal

15 de outubro de 2015 às 22h38

nois e carioca fio kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Responder

Juni Or

15 de outubro de 2015 às 22h22

Essa associação com os bandidos do PMDB é a ruína do PT.

Responder

Maria Luiza de Azevedo

15 de outubro de 2015 às 21h56

Eu concordo, por sinal deveriam fazer durante seus devidos governos. Mas a gente não pode ficar calado com tantos presos do PT, e o povo não sabe o que irá acontecer com tanta inflação crescendo, corrupção nunca vista, a Petrobras, Vale do rio Doce, e agora estão cogitando o BNDS e os político não podem e nem irão fazer nada. Isso é Brasil!

Responder

Francisco Cardoso Sandonato

15 de outubro de 2015 às 21h35

Deixa vim as eleições , para presidente , que esse cara de pau , mude postura . Ele vivia metendo , o malho no lula , mas logo que , o nosso eterno presidente começou , a investir pesado no rio , ele logo mudou de postura. Isso é um almofadinha.

Responder

Marciano Brito

15 de outubro de 2015 às 20h32

é porque o CUnha dele já afundou. Até um dia desses o Traíra do PAES detonava Dilma e se agarrava a CUnha.

Responder

Marcelo Nicolau

15 de outubro de 2015 às 20h09

Esse tipo de apoio que criou essa situação. amais teríamos tido um prefeito desse baixo nível, violento e truculento sem o apoio de Lula a ele e ao Cabral.

Responder

Marcos Tradução

15 de outubro de 2015 às 19h43

Depois do tombo que ele tomou quando quis o impeachment do Lula a qualquer custo, aprendeu a lição :)

Responder

Eliane Barroso

15 de outubro de 2015 às 19h42

Esse é um grande mascarado …ex-tucano com alma de tucanos!

Responder

Pepita Prado

15 de outubro de 2015 às 19h36

Grande merda esse Eduardo Paes!

Responder

Paulo Roberto Junior

15 de outubro de 2015 às 19h15

Tomar cuidado!!! Ele é do PodreMDB

Responder

Henrique Novaes

15 de outubro de 2015 às 18h52

Agora ela vai lá falar q ele é o melhor prefeito das galáxias.

Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 20h00

    Das galáxias é o seu querido governador ???

    Responder

    Henrique Novaes

    16 de outubro de 2015 às 20h06

    Eu até iria responder, mas ai vi que além de ser Dilmista, vc é carioca. Pra completar o fracasso, só falta torcer pro Botafogo.

    Responder

Maria Oliveira

15 de outubro de 2015 às 18h00

Dilma 13

Responder

Osvaldo Luiz Ribeiro

15 de outubro de 2015 às 17h48

Izabel Ribeiro, isso explicaria a declaração de Ciro Gomes?

Responder

Regis Serpa

15 de outubro de 2015 às 17h30

E… por onde anda o Cabral Filho, ex-governador do Rio?

Responder

Alexandre Rosses

15 de outubro de 2015 às 17h12

Concordo plenamente, este é o tipo de gente que eleva o país.

Responder

Jackson David Boldrini

15 de outubro de 2015 às 17h10

Depois das olimpíadas faz como o Campos fez.

Responder

Jackson David Boldrini

15 de outubro de 2015 às 17h09

Defesa de ex tucano carioca, é como Pmdebista aliado carioca. Oportunista e traidor.

Responder

Nôni Simon

15 de outubro de 2015 às 17h06

hein, com aquela história do Lula conclamar o PT para apoiar o Cunha, EU estou retirando meu apoio ao Governo. Não dá mais prá aguentar tanto conchavo em nome pura e simplesmente da manutenção do poder. Quem votou na Dilma votou justamente contra esse tipo de situação política, na qual estávamos submetidos há anos. Estou ficando enojada.

Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h09

    Onde leu isso?

    Responder

    Nôni Simon

    15 de outubro de 2015 às 17h10

    está no PIG, mas foi disseminado por várias páginas de esquerda, peraí q vou postar

    Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h11

    Pig? E você acredita no Pig?

    Responder

    Nôni Simon

    15 de outubro de 2015 às 17h13

    acredito não, mas, como disse, está em várias páginas. Fiz um questionamento sobre esse assunto na página Instituto Lula, estou aguardando a resposta (se é q vão me responder)

    Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h14

    Calma, eles publicam tantas mentiras, melhor aguardar, não devemos agir como os coxinhas que acreditam em tudo que o pig publica

    Responder

    Nôni Simon

    15 de outubro de 2015 às 17h16

    ó, a manchete q encontrei em muitas páginas, como já disse, é esta aqui
    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,por-dilma–lula-aciona-pt-em-busca-de-acordo-para-salvar-mandato-de-cunha,1779797

    Responder

    Nôni Simon

    15 de outubro de 2015 às 17h20

    e O Cafezinho já fez uma coluna sobre o assunto, alegando q não é verdade – li hoje – mas ninguém prova nada, e o que acontece nos bastidores nós, os comuns, não sabemos. O fato é q o assunto está posto, e eu estou ficando cansada e enojada desse jogo político; aliás, o segundo mandato da Dilma deixou muito a desejar desde o começo, com a composição do Ministério, e completou a desgraça nesta última reforma ministerial. Sei não, não adianta tapar o sol com a peneira :(

    Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h25

    Querida vamos aguardar, nada de acreditar antes de saber se é verdade

    Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h25

    Minha cara, com esse congresso o que mais Dilma poderia fazer?

    Responder

    Nôni Simon

    15 de outubro de 2015 às 17h29

    governar com o apoio dos 54 milhões de votos q ela recebeu nas urnas, dados justamente para que não houvesse a perpetuação desse sistema político podre. Fazer as reformas políticas e fiscal, nem cogitar a Kátia Abreu para o Ministério, entre muitas, muitas outras ações. Se assim fosse, a oposição não teria aberto as asas ao ponto de dominar o Executivo. De qualquer sorte, agradeço muito sua atenção por aqui e sim, vou esperar alguma manifestação do I. Lula, que considero confiável. Vamos vendo. Abraço.

    Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h37

    Amiga, o povo não governa, sem apoio do congresso adeus governabilidade. Acho que hoje, mas do que nunca está provado que quem manda de fato é o congresso e sem o apoio dele, o país não anda

    Responder

    Nôni Simon

    15 de outubro de 2015 às 17h55

    pelo jeito, o ex Governador do RS pensa como eu
    http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/10/tarso-genro-acordo-com-cunha-e-entregar-a-alma-ao-diabo/

    Responder

    Gilberto de Faria

    15 de outubro de 2015 às 23h36

    Responder

Raphael Castilla

15 de outubro de 2015 às 16h59

qualquer apoio tá valendo?

Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h11

    Porque qualquer apoio? Pelo que sei é uma apoio super importante, não gosto dele, mas no momento o apoio dele é importante sim

    Responder

Cosme Henrique

15 de outubro de 2015 às 16h57

Não dá para confiar em Dudu Malvadeza!

Responder

Maria Sant'Anna

15 de outubro de 2015 às 16h49

Meu prefeito, viva Eduardo Paes.

Responder

Carlinhos Souza Prado

15 de outubro de 2015 às 16h46

Depois das pedaladas vem aí as motocadas

Responder

Marcelo Mota

15 de outubro de 2015 às 16h45

Por favor, nada de confiar no Dudu Paes e no Pezao, sem apelação!

Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 16h51

    Verdade

    Responder

    O Cafezinho

    15 de outubro de 2015 às 17h06

    tem de confiar sim. isso é política. o PT tem de parar de ser arrogante, isso é que nos levou à crise.

    Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 17h08

    O Cafézinho confiar, desconfiando, pois o Dudu não é de confiança mesmo não

    Responder

    Pepita Prado

    15 de outubro de 2015 às 19h37

    Pois é, o PT confiou no Collor, no Maluf, na Marta….

    Responder

    Marcelo Mota

    15 de outubro de 2015 às 21h17

    Café, que se faça política, ponto. Mas que não se comemore efusivamente alianças com o PMDB do RJ como “amigos”. Se a crise política tivesse descampado para algo pior, eles já se articulavam para afastar a presidente dos méritos da realização das Olimpíadas, por exemplo. Isso aí é corja de última qualidade, estilo Eduardo Cunha…
    Que se faça política, mas sem ilusões, mas a presidente não é tola.

    Responder

    Marco Brito

    16 de outubro de 2015 às 11h49

    O Cafezinho Menos, alguns são arrogantes, outros desconfiados, e eu seguro. Seguro morre de velho, já diz o ditado popular. O governo é de coalizão e o PMDB é o maior partido da base, nesse sentido vocês tem razão, tem que conversar, dialogar, fazer política, dentro dos princípios e nos contornos do Projeto Popular-Democrático para o Brasil. Confiar é outra história. O bom é que se desconfie de todos e de tudo. O Paes não está entre os piores do PMDB, mas devemos ficar sempre atentos. O Pezão titubeou nas eleições, não tinha claro quem apoiava, e chegou a flertar com Aécio. Todo cuidado e critério é pouco, e isso não é arrogância O Cafezinho, mas prudência. Saudações Petistas Socialistas Fraternas!

    Responder

Arimar Romualdo da Silva

15 de outubro de 2015 às 16h37

mala

Responder

Zelina Silvano

15 de outubro de 2015 às 16h30

Não deixa de ser engraçado. Esse cara era um calo e tanto.

Responder

Iasmin Moris

15 de outubro de 2015 às 16h24

Eita, minha Presidenta CORAÇÃO VALENTE. Vai dar a volta por cima.

Responder

Simone Dos Santos

15 de outubro de 2015 às 16h22

O RJ recebeu muitos investimentos do governo federal, nada mais justo que tanto o prefeito e governador, dêem apoio a nossa presidenta!

Responder

Marcelo Escobar

15 de outubro de 2015 às 16h17

Com essa história de olimpíada imagina quanto não sobra…

Responder

    Simone Dos Santos

    15 de outubro de 2015 às 16h27

    O Rio está recebendo muitos investimentos e está um verdadeiro canteiro de obras, e isso fica…se há desvios ou não, é outro problema e cabe ao tribunal de contas investigar. Agora a inveja, é uma M

    Responder

Haroldo H Da C Lima Lima

15 de outubro de 2015 às 16h17

Parece que o problema não são as pedaladas (ou outras desculpas que possam aparecer, pois da oposição só não se pode esperar o melhor para o povo), mas o fato de ela ser mulher e ter vencido um menino mimado…

Responder

Marilda Zaninelli

15 de outubro de 2015 às 16h14

E farinha do mesmo saco…

Responder

Deixe um comentário