Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Alceu Valença: fundamentos do impeachment são questionáveis

Por Miguel do Rosário

09 de dezembro de 2015 : 10h22

O compositor Alceu Valença, nome sagrado da MPB, e que sempre defendeu posições progressistas no campo da política e dos costumes, deu sua opinião sobre a complexa e perigosa conjuntura que o país enfrenta.

Alceu defende uma reforma política, através de votação numa assembléia constituinte exclusiva, que era a ideia de Dilma, e das alas mais progressistas que debatiam o tema.

Ele critica a influência do dinheiro sobre as campanhas políticas, o que, segundo ele, tiram a “legitimidade do processo democrático”.

Não pode haver posição mais anti-Cunha do que a de Alceu, visto que o deputado acabou por levar adiante uma contra-reforma política, onde procurou fazer a legislação eleitoral se tornar ainda mais reacionária e mais dependente do dinheiro do que é hoje.

Por fim, Alceu alerta para os riscos de um impeachment, explicando que a “reestruturação da nossa economia não passa necessariamente por um processo de impugnação de mandato, cujos fundamentos são questionáveis e o procedimento penoso.”

***

Depoimento de Alceu Valença, em seu Facebook:

“Estamos vivendo tempos nebulosos, fantasmagóricos, onde a ética e o respeito às opiniões contrárias foram relegados a último plano. A política virou a arte da traição. As alianças são feitas a partir de interesses os mais mesquinhos e sem qualquer pudor.

Há anos, venho afirmando que campanhas promovidas com dinheiro de empresas privadas iriam acabar por tirar a legitimidade do processo democrático.

É preciso dar descarga nos dejetos da privada. Doações de milhões? Aliados que não têm nada em comum, a não ser o projeto de poder? Um Congresso que não congrega, que não agrega, me deixa preocupado.

A política para mim era a arte do possível, do diálogo, da procura de soluções. Hoje virou torcida de futebol. Juiz ladrão! Falta! Cartão vermelho! Impedimento!!!

Enquanto isso vamos nos afogando num Vale de lama. Gritos histéricos nos bares, nas salas e nas redes, discussões descabidas. O Brasil não tem saída se não houver uma reforma política votada por uma Assembleia Constituinte exclusiva. As guerras partidárias não podem inviabilzar uma Nação.

O país se encontra parado, no caos.

A reestruturação da nossa economia não passa necessariamente por um processo de impugnação de mandato, cujos fundamentos são questionáveis e o procedimento penoso.

Eu ainda acredito que há representantes públicos dignos de seus encargos e conscientes do espíríto democrático. O oportunismo não engolirá a República.

Dura lex, sed lex, aprendi na Faculdade de Direito de Pernambuco.”

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

61 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Aparecida Jesus Oliveira

10 de dezembro de 2015 às 22h36

Não vai ter golpe DILMA fica

Responder

Antonio Giampietro

10 de dezembro de 2015 às 22h20

Golpe nela…… Golpe de misericórdia

Responder

Aparecida Jesus Oliveira

10 de dezembro de 2015 às 22h18

Não vai ter golpe DILMA fica

Responder

Giovanni Pedroso

10 de dezembro de 2015 às 17h40

Ele votou em Aécio…das duas uma, ou ele é cínico ou muito burro mas o seu texto foi bom.

Responder

Giovanni Pedroso

10 de dezembro de 2015 às 17h40

Ele votou em Aécio…das duas uma, ou ele é cínico ou muito burro mas o seu texto foi bom.

Responder

Carlos Roberto da Silva

10 de dezembro de 2015 às 12h47

#13RASIL

Responder

Carlos Roberto da Silva

10 de dezembro de 2015 às 12h47

#13RASIL

Responder

Carlos Roberto da Silva

10 de dezembro de 2015 às 12h47

#13RASIL

Responder

Gugu Mello

10 de dezembro de 2015 às 11h20

Quando fala em “pacificação nacional”, Temer está tratando justamente disso, embora jamais vá admití-lo em público: a Lava Jato é fonte de tensão permanente, especialmente com o “japonês bonzinho” vendendo informações às revistas.
A fonte precisa secar, já que o próprio vice-presidente foi citado nas delação de Júlio Camargo como beneficiário do esquema na Petrobrás, além de Eduardo Cunha e do presidente do Senado, Renan Calheiros, todos do PMDB.
É condição obrigatória para o mandato-tampão de Temer, se vier a acontecer, ter tranquilidade no front político e fazer as reformas econômicas prometidas aos banqueiros. Tranquilidade incompatível com o hiperativismo do juiz Moro e dos procuradores de Janot.
Se Dilma for derrubada — o que, em si, é um grande SE –, eles já terão prestado os serviços desejados: afastar o PT do poder.
Janot cumprirá o que resta de seu mandato de dois anos e será substituído por um novo engavetador-geral. Moro poderá, enfim, pendurar as capas de revistas em seu escritório e desfrutar do título de homem que “reformou” o Brasil — com Temer na presidência, Renan no Senado e Cunha respondendo a um interminável processo na linha daqueles do “mensalão tucano”. A mídia, agora ocupada em vender o impeachment, suspendeu toda a especulação sobre o cenário futuro num eventual governo Temer. Não interessa a ela introduzir a interrogação gigantesca que existe. E se…? Por isso, é preciso fazê-lo. A direita faz de conta que o Brasil não se transformou, que não houve junho de 2013, que milhões de brasileiros não se acostumaram a um novo padrão de consumo e que será possível cortar em Saúde e Educação eternamente para pagar juros aos bancos. Portanto, o PSDB paulista tem a essa altura todos os motivos para barrar, tirar os holofotes ou sumir na mídia com a Operação Lava Jato.
Tem motivos para tirar rapidinho da cadeia o banqueiro André Esteves e o empreiteiro Odebrecht, antes que eles decidam delatar.
O mesmo objetivo teria o vice-presidente Michel Temer, citado pelo delator Júlio Camargo como beneficiário do esquema montado por Fernando Baiano. Há fortes indícios, portanto, de um golpe unindo corruptos do PMDB aos do PSDB para derrubar Dilma, fiadora da Lava Jato. por Luiz Carlos Azenha.

Responder

Silvio Sabá

10 de dezembro de 2015 às 10h58

Carta de Marcela a Temer
https://compasnet.wordpress.com/2015/12/10/carta-de-marcela-a-temer/

Responder

Warner Vanderlei

10 de dezembro de 2015 às 09h24

Juristas ou artistas ?

Responder

Aloísio Linhares

10 de dezembro de 2015 às 00h59

Questionáveis não. Inexistentes.

Responder

Maria Angélica Oliveira

10 de dezembro de 2015 às 00h27

Ele é?

Responder

Maria Angélica Oliveira

10 de dezembro de 2015 às 00h25

A pergunta foi direta, ele é militante na carreira do direito? É especialista em dreito constitucional? Sou bacharel em direito e posso garantir que esta matéria é uma das mais complexa e difícil do curso de Direito! O tema é tão complexo que a Presidente Dilma precisou do apoio de 30 (trinta) Juristas para análise e defesa no processo em questão. Em momento nenhum perguntei se o Cantor , grande Artísta brasileiro , que vive de sua Arte, tinha formação em Direito, perguntei se ele é epecialista em Direito Consitucional. Neste processo contra a Presidente o profissional de direito precisa ser especiliaista na matéria para poder analisar e emitir qualquer opinião.
Qualquer brasileiro tem o direito de se manifestar, tanto contra, quanto a favor, daí emitir opinião quanto a legalidade do processo necessário se faz ser especialista em Direito Contitucional!

Responder

Maria Angélica Oliveira

10 de dezembro de 2015 às 00h25

A pergunta foi direta, ele é militante na carreira do direito? É especialista em dreito constitucional? Sou bacharel em direito e posso garantir que esta matéria é uma das mais complexa e difícil do curso de Direito! O tema é tão complexo que a Presidente Dilma precisou do apoio de 30 (trinta) Juristas para análise e defesa no processo em questão. Em momento nenhum perguntei se o Cantor , grande Artísta brasileiro , que vive de sua Arte, tinha formação em Direito, perguntei se ele é epecialista em Direito Consitucional. Neste processo contra a Presidente o profissional de direito precisa ser especiliaista na matéria para poder analisar e emitir qualquer opinião.
Qualquer brasileiro tem o direito de se manifestar, tanto contra, quanto a favor, daí emitir opinião quanto a legalidade do processo necessário se faz ser especialista em Direito Contitucional!

Responder

Ricardo Angolano

10 de dezembro de 2015 às 00h04

Ser formado em direito não quer dizer que o cara memorizou uma tonelada de informação.
Qualquer pessoa pode ler o pedido de impedimento e pesquisar na literatura jurídica algo que o torne improcedente ou não .

Responder

Ricardo Angolano

10 de dezembro de 2015 às 00h02

Alceu… Canta meu filho…

Responder

Miguel Candia

09 de dezembro de 2015 às 22h45

aaaah nao , mais um artista nao. Entao exponham um artista que é a favor do impiti…

Responder

Maria Lucia

09 de dezembro de 2015 às 22h02

#DilmaFica

Responder

Bet Mercaldo

09 de dezembro de 2015 às 22h00

Dilma fica

Responder

Jorge Santos

09 de dezembro de 2015 às 17h12

>>>>>>> Não vai ter golpe <<<<<<<
Vai ter Dilma até 2018.
Vai ter Lula em 2018.
Vai ter Lula em 2022.
Vai ter Lula em 2026.
<>
Quiçá… vai ter Dilma em 2026. \o/
Agora, podem reservar os Domingos todos para gastar sola de sapato “manifestando”.
#DILMAFICA
#FORAGOLPE

Responder

Jorge Santos

09 de dezembro de 2015 às 17h05

FORA GOLPE! FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!FORA GOLPE!

Responder

Savida On Line

09 de dezembro de 2015 às 18h48

#DilamaFica ! #Dilma13 !

Responder

Luiz Eduardo Buscacio De Oliveira Oliveira

09 de dezembro de 2015 às 17h02

é pra isto que serv3em as comissoes, ir adiante ou parar

Responder

Kleber Silva

09 de dezembro de 2015 às 16h39

#naovaitergolpe #dilmafica #foracunha #mimimicheltraidor

Responder

JoséLuiz Dos Santos

09 de dezembro de 2015 às 16h24

#EstouComDilma
#NaoVaiTerGolpe
#ForaCunha
#CunhaNaCadeia
#NãoPassarão
#DilmaFica

Responder

    Milton Hackbart

    09 de dezembro de 2015 às 22h20

    #nãovaitergolpe #vaiterlutasim #Dilmafica #foraEduardoCunha #EduardoCunhaNaCadeia

    Responder

Ic Alcoforado

09 de dezembro de 2015 às 16h16

Excelente análise.

Responder

Washington Teixeira Cutrim

09 de dezembro de 2015 às 15h44

Essesaí é um bosta! Kkkkkkkkk

Responder

Ricardo Araujo

09 de dezembro de 2015 às 15h25

Responder

Rita Macias

09 de dezembro de 2015 às 15h23

Dilma fica!!
Fora Cunha!!

Responder

Nagila Maria

09 de dezembro de 2015 às 15h14

Responder

Maria Angélica Oliveira

09 de dezembro de 2015 às 13h58

O que ele sabe de direito constitucional para questionar?

Responder

    O Cafezinho

    09 de dezembro de 2015 às 14h42

    É formado em Direito, e, sobretudo, é um cidadão que tem o direito democrático de questionar.

    Responder

    Amarilia Teixeira Couto

    09 de dezembro de 2015 às 17h56

    O Cafezinho Boa,Miguel!

    Responder

      Jorge Santos

      09 de dezembro de 2015 às 17h02

      “O q

      Responder

    Jorge Santos

    09 de dezembro de 2015 às 17h04

    “O que ele sabe de direito constitucional para questionar?” kkkkk
    .
    .
    São essas pessoas que estão “fundamentando” o golpe. Por isso é “tão bem fundamentado”. E ainda se acham os cientistas políticos e jurídicos!

    Responder

    Cibele Santos

    09 de dezembro de 2015 às 19h42

    E só pode dá opinião quem for formado em Direito é??

    Responder

    Cibele Santos

    09 de dezembro de 2015 às 19h42

    E só pode dá opinião quem for formado em Direito é??

    Responder

    Theresa Souza

    09 de dezembro de 2015 às 20h44

    Alceu é FORMADO EM DIREITO pela DIGNÍSSIMA FACULDADE DE DIREITO DE RECIFE UMA DAS MAIS CONCEITUADAS VIU Maria Angélica? Um ser humano e tem todo o direito de opinar! Ora faça-me o favor de ler antes de tentar ofender uma pessoa com reputação ilibada e impoluta

    Responder

    Alessandra Macedo

    09 de dezembro de 2015 às 21h14

    Basta saber que Cunha não tem moral para deflagar qualquer ação contra a Presidenta Eleita Democraticamente e sem nenhuma condenação que dê motivos ao “impítima”!

    Responder

    Nathália Farias Barbosa

    09 de dezembro de 2015 às 21h24

    E pq ele não saberia sobre Direito Constitucional???? Como é que vc sai falando algo que não sabe??

    Responder

    Jorge Menezes

    09 de dezembro de 2015 às 21h55

    Agora toda vez que alguém quiser se manifestar sobre o país onde mora e onde paga impostos deverá antes pedir autorização a Maria Angélica Oliveira.

    Responder

    Talita Seródio

    09 de dezembro de 2015 às 22h08

    Essa perdeu a oportunidade de ficar quieta.

    Responder

    Elcina Sousa Miller

    09 de dezembro de 2015 às 22h28

    Pois coloquem as xícaras na mesa e vamos tomar ” O cafezinho? ”
    Se quiser, serviremos com coxinhas, apesar de não combinar muito bem!
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

    Elcina Sousa Miller

    10 de dezembro de 2015 às 01h52

    Excelente resposta, Maria Lúcia ! Mostrou com fotos , os comentários daqueles que , em poucas palavras e com conhecimento e autonomia para falar sobre o assunto , esclarecem os fatos sem necessidade de fazer um lonnnnngo discurso !

    Responder

    Elcina Sousa Miller

    10 de dezembro de 2015 às 01h56

    Em todos os Países do mundo, Jorge Menezes, paga-se impostos!!!!!
    O que tem a ver uma coisa com a outra? Kkkkkkkkkk
    Para ter o direito de se expressar, não precisa pagar impostos !

    Responder

    Elcina Sousa Miller

    12 de dezembro de 2015 às 23h55

    Este tipo de publicação eh a cópia perfeita da canalhice dos coxinhas. Mas é compreensível , são derrotados , frustrados, invejosos e não toleram a invencibilidade da inatingivel, poderosa e soberana Dilma Roussef, né mesmo?
    Tantas derrotas entaladas na goela prejudica os neurônios . Se transformaram em insanos mentais.
    Uiiiiiiiiiiii como incomodamos!
    Haja ” sofrença ! “

    Responder

    Elcina Sousa Miller

    12 de dezembro de 2015 às 23h56

    ( Renato Rafael )

    Responder

André Pinto Molina

09 de dezembro de 2015 às 13h23

Fora Cunha

Responder

Eduardo Maia

09 de dezembro de 2015 às 13h22

Mais um jurista.

Responder

Janaina Pereira

09 de dezembro de 2015 às 13h01

Como diz uma música de Alceu: “mas o palhaço quem é? Qua qua qua …”

Responder

Gugu Mello

09 de dezembro de 2015 às 12h55

Talvez ainda mais emblemático fato que a decisão de Fachin escancarou à luz do dia é a incompetência e incapacidade do Procurador Geral da República em coibir os desmandos que Cunha vem sistematicamente impondo a todos nós. É justamente pela omissão e inércia da Procuradoria Geral da República que o Supremo Tribunal Federal está sendo chamado a barrar as medidas inconstitucionais de um criminoso internacional que inacreditavelmente ainda se encontra à frente de uma instituição de tamanha importância. Tantas e tão graves quanto as denúncias criminais que recaem sobre Cunha são as suas claras tentativas de atrapalhar as investigações. Apenas o fato de suas manobras terem adiado pela quinta vez consecutiva os trabalhos da comissão de ética onde ele próprio está sendo julgado, já seria motivo mais do que suficiente para que o presidente da Câmara não só fosse afastado de suas funções como estivesse devidamente sob a guarda da PF.

A inércia de Janot em relação a Cunha atenta contra o Estado Democrático de Direito quando permite que um cidadão visivelmente descontrolado e movido por razões nada republicanas faça da Câmara dos Deputados o seu escritório particular para a conspiração de um golpe de Estado. – blog Diário do Centro do Mundo.

Responder

    Maria Rocha

    09 de dezembro de 2015 às 13h19

    JaNOTamos q não é questão de incompetência, nem incapacidade. A sua MOROsidade tem motivos obscuros e provando mais uma vez q ele só é célere qdo se trata do PT.

    Responder

    Gugu Mello

    09 de dezembro de 2015 às 17h16

    Nunca esqueçamos, de quem fez a diferença, aquele que foi literalmente para a Direita o ¨ponto fora da curva ¨: – Ministério Público Suíço !!

    Responder

    Gugu Mello

    09 de dezembro de 2015 às 17h16

    Nunca esqueçamos, de quem fez a diferença, aquele que foi literalmente para a Direita o ¨ponto fora da curva ¨: – Ministério Público Suíço !!

    Responder

Diego

09 de dezembro de 2015 às 10h37

Vamos pras ruas combater os golpistas Cunha/PSDB e EI:

https://www.youtube.com/watch?v=guenvBJ_UlE

Responder

Diego

09 de dezembro de 2015 às 10h35

Para combater os golpistas Cunha/PSDB e EI:

https://www.youtube.com/watch?v=guenvBJ_UlE

Responder

Deixe um comentário