Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Opinião: é preciso acordar

Por Ricardo Azambuja

24 de junho de 2016 : 03h36

(Ilustração: Koz Palma)

 

Por Ricardo Azambuja, colaborador do Cafezinho

Acordei com um desânimo típico de quem recebe as notícias da manhã com senso crítico maturado no dia a dia da política brasileira. A desconfiança com a grande mídia acirra esse estado emocional. Fazer o que se, ao sentar em qualquer mesa de bar e restaurante para o cafezinho matinal ou almoço ou janta, somos estuprados pela programação televisiva em alto e bom som, nos desinformando com segundas intenções. Da janela do carro, do ônibus, a pé, outdoors de revistas completam o desserviço. A constatação de um certo desequilíbrio de forças a favor e contra o golpe me chama a atenção.

Não é um impeachment legal, mas puramente político, como atestou um ministro do Supremo Tribunal Federal em entrevista recente na Europa. Ora, se as ditas pedaladas fiscais não se sustentam como justificativas legais para o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, sendo necessário o ingrediente político, abrimos um precedente à ilegalidade. Torna-se golpe. Quase todos, aqui e no exterior, sabem disso. Mas a mentira é insistentemente reforçada pela grande mídia e por ações jurídico-policialescas apenas contra um lado.

É o que se viu nas espetaculares prisão do ex-ministro Paulo Bernardo e na busca e apreensão na sede do PT paulista, amplamente divulgadas por todas as mídias. Ações planejadas e combinadas, com a intenção de surtir o efeito da desmoralização do partido que estava no poder antes do golpe, influenciar no julgamento do impeachment no senado. Se não, teríamos a prisão de Cunhas e Aécios há bem mais tempo. Não faltam indícios e provas para condená-los de forma espetacular, falta vontade e sobra interesse.

São muitos interesses por trás de tudo, nacionais e internacionais, todos penalizando o trabalhador e as conquistas sociais, rebaixando a soberania nacional a privatizações encomendadas. E os movimentos, as greves, os panelaços, a indignação, onde estão? Limitados às redes sociais e aos blogs? Definitivamente aqui não é a França dos movimentos sociais combativos. Somos reféns de um trauma ditatorial que se perpetua em órgãos de repressão ainda ativos e disfarçados, que matam, torturam e são intocáveis. Nem os crimes da ditadura militar conseguem punição por aqui, ao contrário dos países vizinhos. O povo acomodou-se em seu medo, perdeu a esperança. Representantes do povo acovardaram-se e/ou elevaram seus saldos em conta corrente. A direita cresceu.

Faz muita falta uma esquerda unida e organizada, inteligente, moderna, com propostas arrojadas, que saiba utilizar o marketing a seu favor, sem precisar mentir ou manipular. Basta esclarecer a maioria da população sobre ganhos e perdas. Convocar para ir às ruas gritar por suas verdadeiras necessidades e avanços. Essa seria a maneira de equilibrar o jogo político. No momento, estamos perdendo de goleada.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

renato andretti

24 de junho de 2016 às 18h01

Para que a ESQUERDA.?
Quem precisa da ESQUERDA?
Vejo na cidade, pessoas que representam
a esquerda e agora se mobilizam para as
eleições municipais, falarem…
NOSSA cidade é muito retrograda!
NOSSA cidade é conservadora!
NOSSA cidade é muito católica!
NOSSA cidade é muito familia!
NOSSA cidade é comandada por familias tradicionáis
NOSSA cidade é fria, insensivel…perdeu a capacidade
de bem servir!
MAS.
Não querem pichar, por que afetaria a moral e os bons costumes
Não querem fazer encontro na frente da Igreja dos POLACOS
porque o PADRE não gostou da ultima e chamou a POLICIA.
Não querem fazer na praça da Catedral por que seria na hora
da MISSA de DOMINGO, onde as familias estariam saindo.
Não querem fazer na Igreja da frente de outra praça, a mesma
Igreja em que o Padre dela faz horario nas rádios do Prefeito da
cidade..que tem duas radios ao seu dispor e são as que dominam..
Não querem fazer frente a Prefeitura, porque a responsavel pelo transito
não quis organizar o transito para passeata dos meninos da escola..

Para que precisamos de ESQUERDA?
Na minha cidade..

Por que apareceu na lista outra vez terrenos do GOVERNO para vender
para particulares, mesmo sendo rejeitada em outras listas, e lá esta ela
de novo, até que passe..
E o POVO DA CIDADE..
Ah o POVO da cidade????
90 % é da periferia..

Por que precisamos de ESQUERDA, se não temos nenhum representante
na CAMARA..
O ultimo representante da ESQUERDA, foi preso pelo GAECO vinda da capital
Para tal ato…( o que a vereadora fez, não sei)..
PARA QUE A ESQUERDA ainda perguntam os fracos anseios dos empregados
do escritorio do DEPUTADO da ESQUERDA..
Triste fim…

Responder

Deixe um comentário