Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) concede entrevista. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Vanessa Grazziotin: Plebiscito é a melhor saída para o Brasil

Por Redação

02 de agosto de 2016 : 09h46

por Vanessa Grazziotin, na Folha (via Vermelho)

Recebi o honroso convite da Folha para escrever neste espaço às terças feiras, com absoluta liberdade de expressão, e aqui estou.

Preliminarmente, registro minha satisfação em colaborar com um dos mais tradicionais jornais do país que, tal qual o meu partido, o PCdoB, se aproxima de um século de existência. Ninguém sobrevive tanto tempo sem méritos.

Mas, vejam só, quis o destino que eu inaugurasse esta coluna justamente no dia em que o relator do processo de impeachment, o senador Anastasia (PSDB-MG), apresenta seu parecer à Comissão Especial.

Assistiremos a um episódio triste da nossa história, pois é pouco provável que o voto do relator não seja pela pronúncia da presidenta Dilma Rousseff, mesmo diante das mais robustas evidências de que não há materialidade do fato, não há dolo e tampouco indício de autoria ou participação da presidenta nos alegados crimes de responsabilidade.

Dos 21 membros da Comissão Especial, apenas cinco votaram contra o afastamento da presidenta. Apesar dessa enorme desproporção temos conseguido demonstrar que o processo não tem base legal. É um golpe!
Sobre as tais “pedaladas”, razão maior da denúncia, tanto a perícia do Senado quanto o Ministério Público Federal concluíram que não há crime. É assunto encerrado! Também não há qualquer ilegalidade nos decretos de suplementação orçamentária, prática reiterada e aceita pelo TCU.

Não é à toa que, apesar de toda a carga midiática, a maioria do povo brasileiro, segundo o Datafolha, não crê que o processo de impeachment se dê dentro dos requisitos legais e constitucionais.

O próprio usurpador, Michel Temer, confirma essa versão ao afirmar que o processo contra a presidenta é eminentemente político — o que não tem qualquer respaldo em nossa Constituição. Tal fato revela oportunismo e falta de apreço às nossas leis, instituições e à democracia.

Como se vê, a discussão no âmbito desse surreal processo é toda em cima de fumaça! Querem inventar crimes em situações não tipificadas pela lei.

A política, portanto, é a real razão desse golpe. Querem mudar o projeto que vem sendo implantado nos últimos 13 anos, o que trará graves e perversas repercussões para os trabalhadores e para a nossa gente mais humilde. Por isso, a efetivação do presidente interino é o pior de todos os cenários. E diferentemente do que alguns imaginam, não trará estabilidade política.

É diante desse quadro, complexo e grave, que defendo a realização de um plebiscito para decidir da antecipação das eleições presidenciais. É com essa bandeira que alcançaremos os votos necessários para barrar esse golpe, que tanto fere, envergonha e prejudica nossa nação e nosso povo.

Vanessa Grazziotin é senadora pelo PCdoB-AM

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fernando Santos

03 de agosto de 2016 às 00h52

Dilma te que voltar e governar até 2018. o que deve ser feito é uma assembleia constituinte:reforma politica, tributária, judiciário e tudo mais.. Plebiscito se acontecer nunca mais voto na esquerda..sempre irei anular o voto…plebiscito é história para esquerdista punhos de renda!!

Responder

thiago

02 de agosto de 2016 às 13h25

Bandidos que ainda defendem o Pt, você são a escória do país. O processo de destruição da maldita esquerda no Brasil só começou! E vocês não vão me calar, tentaram me censurar para que eu parasse de postar as verdades que vocês não querem ler, estou incomodando né?! Continuarei assim, nem que eu tenha que me cadastrar me mil formas, até o dia que este blog nojento vai acabar e eu estarei aqui para rir! Bandidos

Responder

YorkshireTea

02 de agosto de 2016 às 12h33

Honroso escrever para a falha? Plebiscito para dar o golpe em dois tempos? Vocês que defendem isso estão completamente malucos. Quer dizer, a Dilma é apeada por um golpe. Aí, se voltar, tem de dar um golpe contra seu próprio mandato, convocando um plebiscito para ser substituída antes do término legal previsto para seu mandato? É isso? Vocês estão completamente loucos! Se houver algum plebiscito convocando eleições, tem de ser para o Legislativo, que é formado por uma maioria de golpistas salafrários.

Se, nessas hipotéticas eleições, for ungido um candidato mais a esquerda, como vai fazer para governar com um congresso de merda, desse aí? Vocês estão malucos ou aderiram ao golpe em dois tempos.

Responder

Joao Carlos Santos

02 de agosto de 2016 às 11h49

Eu também acho, sempre achamos. Agora, essa Lei do impeachment precisa
ser mudada. Olha a crise política criada por essa lei, usada, para fins políticos.
O Crime de responsabilidade, foi utilizado de modo fraudulento.

Responder

Deixe um comentário