Como reconquistar o eleitorado do Sul? Bate papo com Mabel Teixeira

São Paulo 23/08/2016 Presidente Dilma durante " Ato Contra o Golpe" organizado pelo "Povo Sem Medo" na Casa de Portugal. Foto Paulo Pinto/AGPT

Não desista. Por Denise Assis

Por Redação

24 de agosto de 2016 : 11h46

Presidente Dilma Rousseff durante  “Ato Contra o Golpe” organizado pelo “Povo  Sem Medo” na Casa de Portugal (Foto: Paulo Pinto/AGPT)

por Denise Assis

O anúncio feito pela presidenta, Dilma Rousseff, de que irá ao Senado defender-se das acusações que lhe imputam, e foram utilizadas pela Câmara dos Deputados, para tirá-la do poder, ignorando os 54 milhões de votos que a levou ao Planalto, causou mal estar nos que engendraram o seu afastamento.

Chegaram mesmo a dizer que sua ida à sessão que a julgará, “dará legitimidade ao processo”. Ora, a persistirem neste raciocínio, os que a acusam estão assumindo que toda a tramitação é ilegítima, e que necessita de sua presença para materializar aquilo que todos nós sabemos que não existe, ou seja, o dolo. Assim concluiu a equipe de peritos chamados pelo próprio Senado, para avaliar as tais “pedaladas fiscais” e a assinatura de decretos que, conforme os técnicos não existiram.

O que está por trás destas “advertências”, na verdade, é a vontade de que isto não aconteça. Dilma desistindo, eles, os senadores, continuarão com a encenação de que estão seguindo um rito previsto na Constituição, quando todos nós sabemos que o impeachment sim, é uma figura que está na Carta Magna, mas para torná-lo factível é preciso que o presidente da República tenha cometido “crime de responsabilidade”, ou “falta grave”. Do contrário ele é apenas um pretexto para se tirar o poder de quem foi colocado lá pelo povo, e não por manobras que tornam o cargo de presidente ilegítimo.

Observem que o argumento é tão frágil quanto inverídico e aponta justamente para o contrário. Dilma não indo, empresta ao processo um ar de “normalidade conveniente”.

O que temem estes senhores que usurparam o seu poder, é que ao comparecer ao Senado, a presidenta leve consigo um número considerável de pessoas, deixando evidente que há, sim, uma expressiva parcela da população que a apóia, está ao seu lado e deseja a manutenção do seu mandato, não se deixando manipular por uma mídia golpista, por um Judiciário omisso e conivente, e por um congresso corrupto, que se esconde atrás de sua saia, empurrando-a para a fogueira, a fim de que deputados corruptos salvem as próprias peles.

Como vão explicar que a ópera bufa que encenam, não será aplaudida por unanimidade, tal como querem fazer crer? Como irão justificar para os correspondentes estrangeiros (certamente eles irão cobrir o julgamento), que a vilã tem seguidores, que a defendem e nela acreditam?

O desassombro de Dilma, que por esta vida já trilhou caminhos tão arriscados quanto o que se avizinha, tem tirado a noite de sono de muitos desses senhores. E se a conhecemos, em toda a sua determinação e coragem, a presidenta irá, sim, ao Senado, deixar claro que não faz o jogo deles, que quer entrar para a história pela porta da frente, onde a colocaram os 54 milhões de brasileiros que a elegeram. Siga firme, Dilma. E que em todo o seu cortejo, haja alguém acenando e lembrando que você não se sentará naquele plenário, só. Estaremos com você, torcendo para que a sua força seja a nossa força, para impedir que nos surrupiem o direito de escolher por quem queremos ser governados.

Denise Assis é Jornalista

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

CABALD2010

26 de agosto de 2016 às 15h13

Dilma voçe foi para o Brasil a pior gestora que tenho notícia, na minha existência, com sua perspicácia e inteligência, não tem condições de gerenciar nem um condomínio como síndica, quanto mais uma nação, a sua falta de tato, experiência e competência, colocou a vida de milhares de brasileiros em risco, tornou a vida de milhões de trabalhadores um inferno, com a quebradeira que instalou no país, se voçe tem alguma honra, ou mesmo vergonha na cara, utilize seu discurso pra pedir sinceras desculpas a quem voçe fez tanto mau , o povo brasileiro.

Responder

Dilma Coelho

24 de agosto de 2016 às 21h21

DILMA NO SENADO: UM FILME DE FRANK CAPRA
O paralelo entre Dilma e o filme de Capra é surpreendente. Espero mesmo que ela o assista e se
inspire com essa obra-prima. “Mr Smith goes to Washington”
– André Calixtre – http://cartamaior.com.br/?/Edi
PS: quem quiser assistir ao filme, está em cartaz no NETFLIX.
DILMA, VOCÊ É UMA MULHER VITORIOSA. 99,9% NÃO CHEGAM AOS SEUS PÉS.
SÓ ACÉFALOS NÃO PERCEBEM O SEU VALOR.

Responder

João Bosco

24 de agosto de 2016 às 13h24

Vá, Presidenta. E enfrente os calhordas que se locupletam com o dinheiro público, seja com os gordos salários e gratificações que recebem, seja com as mutretas que fazem nos orçamentos ou nos conchavos das obras públicas. Eles que assumam a responsabilidade pelos crimes que estão cometendo nesse processo asqueroso e nojento. E que o castigo pra eles venha a cavalo. Um país governado por traidores, com um parlamento entranhado de corruptos e com uma justiça parcial e conivente com toda a bandalheira deles jamais será respeitado, jamais entrará no grupo de grandes países do mundo. Esses pulhas são tão pequenos quanto o cérebro deles.

Responder

Dilson Magno

24 de agosto de 2016 às 13h06

“Não Desanime, a História Começa dia 29”
https://www.youtube.com/watch?v=HAZM7Nvic8I

Plano para tirar a Amazônia do Brasil – Soberania nacional ameaçada!
https://www.youtube.com/watch?v=H1S7Au0JY68&t=0s

Responder

Leandro Torreal

24 de agosto de 2016 às 12h52

Dilma tinha que ser atriz de hollywood.
ela sabe dramatizar uma morte (política) como ninguém.
merece o oscar da cara de pau!
parabéns, Dilma.
vc merece.
ainda mais pelo excelente trabalho de fraude fiscal e estelionato eleitoral em 2014!
esse foi seu maior papelão!

Responder

Deixe uma resposta