Coletiva de Rodrigo Maia (ao vivo) sobre medidas contra a crise

Manifesto de intelectuais e professores à candidatura de Jandira Feghali para prefeita do Rio de Janeiro

Por Theo Rodrigues

20 de setembro de 2016 : 00h07

Publicamos abaixo, em primeira mão, Manifesto de intelectuais do Rio de Janeiro em apoio à candidatura de Jandira Feghali para a prefeitura da cidade.

Organizado pelas professoras Gisele Cittadino e Carol Proner, o Manifesto reúne pesquisadores de diferentes universidades do Rio de Janeiro.

O Manifesto lembra o destacado papel de Jandira no combate ao impeachment e suas propostas de valorização da vida das mulheres e dos trabalhadores.

Leia abaixo o Manifesto na íntegra:

 

Manifesto de intelectuais e professores à candidatura de Jandira Feghali para prefeita do Rio de Janeiro

O processo de “impeachment sem crime de responsabilidade” será lembrado historicamente por seus protagonistas, os algozes do Estado Democrático de Direito e também os combativos parlamentares que ousaram desafiar os interesses e denunciar o inédito golpe.

Jandira Feghali, que já acumula experiência de sete mandatos, foi a voz mais aguerrida na Câmara dos Deputados durante o processo de impedimento, devolvendo lucidez ao colegiado nos momentos sumamente antidemocráticos e desequilibrados.

Entre os feitos na trajetória como parlamentar, reconhecida como “cabeça do Congresso”, destacam-se projetos feministas de base popular, um feminismo consciente da realidade das mulheres brasileiras que sofrem discriminação e preconceito diariamente, entre os quais se sobressaem a autoria da lei que garante cirurgia reparadora de mama, a relatoria da lei para conceder licença maternidade à mãe adotante e a relatoria da lei para coibir a violência doméstica contra a mulher (Lei Maria da Penha).

Ao mesmo tempo, na última década Jandira defendeu as políticas públicas de transferência de renda e de combate à pobreza, em especial aquelas criadas para empoderar a mulher brasileira.

É dessa sensibilidade social que o Rio de Janeiro precisa. Temos orgulho de apoiar uma candidata que tem uma biografia irretocável e que está disposta a emprestar a experiência de uma vida inteira em benefício de uma cidade que precisa urgentemente ser tratada com carinho para superar as profundas contradições. E esse carinho se traduz em passe livre social, ampliação do horário das creches, atenção para as crianças com necessidades especiais, medidas de combate ao racismo, ao machismo, à LGBTfobia, implementação de programas de ampliação de renda para mulheres, enfim, uma série de políticas públicas construídas por uma mulher que sabe que o amanhã virá porque temos uns aos outros.

Estamos convencidos que a cidade do Rio de Janeiro será muito beneficiada tendo Jandira Feghali como prefeita e Edson Santos como vice, representando a aliança de amplos setores sociais que apoiam a candidatura e a defesa do maior legado social e inclusivo que o Brasil já conheceu.

………………..

Gisele Cittadino (PUC-Rio)

Carol Proner (UFRJ)

 

Adair Rocha (PUC-Rio/UERJ)

Adalberto Moreira Cardoso (IESP/UERJ)

Aline Alves (UFRJ)

Ariadne Jacques (FACHA)

Bruno Sobral (UERJ)

Celso Henrique D. V. de Figueiredo (IFHT/UERJ)

Charles Pessanha (UFRJ)

Clara Araujo (ICS/UERJ)

Claudio de Souza Pereira Neto (Advogado)

Daniel de Souza (Produtor)

Denise Assis (jornalista)

Dulce Pandolfi (CPDOC/FGV)

Eduardo Corrêa  (UERJ)

Eleonora Ziller (UFRJ)

Eliana Maria Vinhaes Barçante (UNESA/UFRJ)

Elias Jabbour (UERJ)

Emir Sader (UERJ)

Flávia Vinhaes Santos (Cândido Mendes/IBGE)

Flávio Martins (Diretor da Faculdade de Direito da UFRJ)

Geraldo Nunes (UFRJ)

Gisele Araújo (UNIRIO)

Hélio de Mattos Alves (UFRJ)

Heloisa Toledo Machado (UFF)

Inês Patrício (UFRJ)

Isabel Alencar (UFRJ)

Ivana Bentes (UFRJ)

João Feres Junior (IESP/UERJ)

João Ricardo Wanderley Dorneles (PUC-Rio)

José Roberto Meyer (UFRJ)

Julio Francisco Caetano Ramos (Advogado)

Larissa Ormay (IBICT)

Laura Cardoso (Professora aposentada da UFRJ/ pesquisadora da FLACSO)

Laura Tavares (UFRJ)

Leonardo Nolasco-Silva (UERJ)

Lia Faria (UERJ)

Lívia Sampaio (UFBA)

Luis Manuel Fernandes (PUC-Rio)

Luis Martins (UFRJ)

Malvina Tuttman (UNIRIO)

Marcelo Oliveira (CAARJ)

Marcio Tenenbaum (Advogado)

Marcos Rocha (UNIFESO)

Marcus Ianoni (UFF)

Maria Antonieta Tyrrell (UFRJ)

Maria Cecília Nóbrega (UFRJ)

Maria Lucia Teixeira Werneck Vianna (UFRJ)

Maria Luiza Bierrembach (Advogada, Procuradora aposentada).

Maria Luiza Quaresma Tonelli (Advogada)

Marilia Baracat (Advogada)

Marília Salles Falci Medeiros (UFF)

Marilson Santana (UFRJ)

Marta Skinner (Professora aposentada da UFRJ)

Máximo Augusto (UFRJ)

Milton Reynaldo de Freitas (UFRJ)

Nasser Ahmad Allan (Advogado)

Nilson Alves de Moraes (Departamento de Saúde Coletiva (DSC) – UNIRIO)

Norberto O. Ferreras (UFF)

Oswaldo Munteal (UERJ)

Paulo Gracino Junior (IUPERJ)

Paulo Roberto Peres (UFRJ)

Rafael Bandeira (IFRJ)

Raymundo de Oliveira (UFRJ)

Renecéya Mara de Mello Assis (Escola de Idiomas Madrid)

Ricardo Tanscheit (PUC-Rio)

Roberto Medronho (UFRJ)

Rodrigo Ribeiro (CEFET)

Rogério Dultra (UFF)

Rogerio Medeiros (professor aposentado da ECO-UFRJ)

Rosana dos Santos Alcântara (Advogada)

Sady Bianchin (FACHA/UNESA)

Talita Tanscheit (IESP/UERJ)

Tarso Genro (Ex-governador do RS)

Theófilo Rodrigues (PUC-Rio)

Vanda Davi (Advogada)

Wilson Ramos Filho (UFPR)

Zora Motta (Arquiteta)

Theo Rodrigues

Theo Rodrigues é sociólogo e cientista político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcelo Dantas

20 de setembro de 2016 às 19h43

“””””””””””””””intelectuais”””””””””””””””
“””””””””””””””professores”””””””””””””””

Responder

JDB

20 de setembro de 2016 às 18h11

Só uma pergunta: onde foi tirada essa foto? Em uma universidade pública?

Responder

JDB

20 de setembro de 2016 às 18h06

Por isso precisamos da Escola Sem Partido. Pseudointelectuais e pseudoprofessores unidos para aliciar e alienar os estudantes universitários.

Responder

Isso Mesmo

20 de setembro de 2016 às 13h37

É isso ai mesmo Marcelo. A Jandira e o Freixo vão morrer na praia. Vai ser pior ainda se der zebra, o Flavito Bolsonaro emplacar uns 10% e ir para o segundo turno. “Chuuuuuuuupa petralhas”. Uma esquerda burra, vaidosa e desunida, igual na eleição pra presidente da câmara.

O discurso de união fica só nas palavras. A união está sendo demonstrada pelas pessoas que estão nas ruas, blogueiros e leitores, intelectuais, enfim, por TODOS, menos pela classe política que parece ainda estar mergulhada nessa vil politicagem da pior espécie.

Sinceramente, fica difícil desse jeito. Do jeito que está, vai chegar uma hora em que a caravana vai passar e não vai demorar muito para os atuais partidos de esquerda com vícios políticos começarem a ser vistos como um peso para as lutas sociais e progressistas. Assim que a ala da esquerda mais flexível (a nova esquerda por assim dizer) conseguir embarcar e ganhar confiança, pode ter certeza que os partidos do PT, PC do B, PSoL e cia vão seguir direto para o “escanteio da história”.

Cuidado eim.

Responder

Marcelo

20 de setembro de 2016 às 11h14

Por que a esquerda não se une? O Rio de Janeiro é uma cidade estratégica e ficam com suas candidaturas dividindo o eleitorado. Aff…

Responder

    Terceira Onda ?

    20 de setembro de 2016 às 11h15

    Assim como SP ^^ a nossa esquerda nunca se une

    Responder

Alex Magalhães

20 de setembro de 2016 às 10h06

Como se faz para assinar o Manifesto? Seria bom abri-lo para novas adesões, que podem mostrar a força dessa candidatura.

Responder

marco

20 de setembro de 2016 às 09h56

Ainda que mereça o meu aplauso ,por concordar com os manifestantes,penso que o eleitor não está nem ai,para esse tipo de manifesto.Salvo pequenas exceções.Isso porque,o CULTO À RIQUEZA,e por consequência os ricos e seus representantes,acena para todo mundo,o espetáculo que é,ser RICO.Qualquer ser humano,se indagado no seu íntimo,tem o desejo de ficar rico.Mesmo que se saiba ser a riqueza,cheia de pecados,como nos alertam várias religiões,até a máxima de que somente os pobres entrarão no REINO DOS CÉUS,é uma ENGODO DOUTRINÁRIO,construído pelos RICOS,como consolo aos pobres e que mesmo os mais sábios,sabendo desse engodo,qualificam as coisas boas da vida,sempre com os adjetivos do tipo,Um Rico espetáculo,um rico país,uma rica performance ,uma rica,etc,etc,etc, e que induz à todos,constatar que o que vale mesmo,é a RIQUEZA.E por consequência,todos querem compartilhar,ficando RICOS.Enquanto persistirem tais conceitos,vamos continuar assistindo, a submissão ao ricos,mesmo que estes o sejam,às custas dos pobres.E que querem ficar ricos.Se me perguntassem onde isso não existe,sugiro pesquisarem aqui pertinho,nas tribos indígenas do Amazonas,onde riqueza,não existe,existe ali,a bem aventurança de simplesmente,viver.

Responder

    Terceira Onda ?

    20 de setembro de 2016 às 11h15

    No caso o leitor esta aí para seu texto que não disse nada ?

    Responder

      marco

      20 de setembro de 2016 às 17h19

      Ora Terceira Onda.Meus textos,são para cérebros simples como o meu.Não é para cérebros privilegiados,como o do senhor!

      Responder

        João Luiz Brandão Costa

        20 de setembro de 2016 às 19h03

        Então os guarde para si. E não fatigue muito seus 8 neurônios elaborando textos mais complexos. Pode dar um peripapo, e aí, nem as geleias idiotas, como essa.
        .

        Responder

          marco

          20 de setembro de 2016 às 19h56

          Sr.João,quero corrigi-lo,eu somente tenho um neurônio e meio,e não oito.Ainda assim,vou obedecer sua censura.

Marlo Nardes

20 de setembro de 2016 às 07h26

Estou torcendo por ela, essa guerreira . Pena que sou do Mato Grosso do Sul e não vou poder votar nela.

Responder

Deixe uma resposta