Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Cafeína desta semana discute sequestro de Eduardo Guimarães e sequestro dos direitos sociais

Por Miguel do Rosário

23 de março de 2017 : 01h14

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fernando

23 de março de 2017 às 19h39

Déjà vu
Mas é real!

Repressão já aconteceu no passado e está perigosamente acontecendo agora, falta pouco para coisa pior.

A imprensa alternativa sempre foi um importante veículo de comunicação, na ditadura militar brasileira foi censurada, perseguida e muitos jornais, revistas e periódicos foram fechados.

Jornalistas que investigavam e ousavam revelar a verdade, foram presos, interrogados e torturados.

Um dos fatos ou talvez o mais relevantes, foi o caso do jornalista ValdimIr Herzog diretor de jornalismo da TV Cultura, por “presunção de culpa” foi preso e interrogado por sua ligação com o PCB.

O que difere, mas pode ocorre agora, foi a tortura e morte de Vladimir, que assim como outras vítimas foi “suicidado”.

Sua “misteriosa” morte impulsionou fortemente o movimento pelo fim da ditadura militar brasileira.

Será que será necessário ocorrer fatos trágicos como os do passado para ter mobilizações mais concretas para combater este “estado de exceção” que estamos vivendo agora.

Temos hoje as redes sociais para podermos expressar e pressionar, mas pelo discurso de Temer, teremos que lutar:

“As redes sociais tem hoje um poder extraordinário então é preciso combatê-los, eu vou combate-los”

https://www.facebook.com/fernandooedson/videos/1380770495294611/

Alguns dos jornais, revistas e periódicos importantes da época.

Revista Pif-Paf – Millôr Fernandes – 1964

Jornal Pasquim – Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe (Jaguar) – 1969

Jornal Opinião – Fernando Gasparian – 1972

Jornal Movimento – 1975
Raimundo Rodrigues Pereira e outros

Responder

Maria Alcina Torgo

23 de março de 2017 às 13h56

é crime de abuso de autoridade

Responder

Deixe um comentário