Live do Cafezinho: como trazer a classe média de volta para campo progressista?

Al Jazeera denuncia: Globo manipula agenda política brasileira

Por Miguel do Rosário

09 de setembro de 2017 : 18h25

Assista ao vídeo abaixo, publicado há pouco na Al Jazeera. Assim que alguém souber de uma versão legendada, favor deixar o link nos comentários.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

75 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luciana Carvalho

12 de setembro de 2017 às 23h04

Muito bom!

Responder

Beba Monteiro

12 de setembro de 2017 às 22h20

Meia dúzia de barões da mídia, que controlam os meios de comunicação no país, desde FHC não conseguem eleger para presidente um candidato da elite conservadora e direitófila, e nem consegue destruir Lula, em mais de duas décadas de perseguição, com todo o seu arsenal de factóides. Mas, quando se trata de golpe, a globo que é versada no assunto, sempre logra sucesso. Foi assim em 1964, e agora em 2016. Pois bem, com 2018 na porta e Lula liderando as pesquisas, a grande mídia liderada pela globosta aposta suas fichas no juiz tucano Moro para tirar o ex-presidente da disputa, e assim, quem sabe eleger Dória, Alckimin ou Bolsonaro, alguém com o selo do golpe de qualidade, para manter a agenda entreguista, privatista e demolidora dos direitos sociais. Será que eles esquecem que Lula elege poste??

Responder

Alfredo

11 de setembro de 2017 às 15h44

Sim, desta forma conseguiu anestesiar os espectadores, foram robotizados e qualquer argumento contra é ferozmente atacado.

Responder

Luciano Prado

11 de setembro de 2017 às 09h23

É por isso que se afirma que no Brasil não há liberdade de expressão.
Liberdade de expressão pressupõe voz para todos e para todas as tendências e pensamentos.
O oligopolio das comunicações com o poderio da Globo transforma a população numa boiada condicionada ao berrante.
Os “CBF” são uma prova inconteste da imbecilização “trabalhada”.

Responder

Daniel Oliveira

11 de setembro de 2017 às 08h52

ALTAMIRO BORGES 10/09/17
Antes do depoimento sem provas, porém, Antonio Palocci metia medo na famiglia Marinho e nos banqueiros. Será que houve algum acordo para salvar a Rede Globo e os abutres financeiros?

Responder

Reginaldo Gomes

10 de setembro de 2017 às 21h57

Enquete :
Quem vence o duelo entre “TELEVISÃO X INTERNET?
Resposta: É ridícula a pergunta , é claro que a televisão vence por 10 a zero!!!! Ela está dentro de todas as casas brasileiras , é uma covardia esse duelo.
A televisão é a arma mais poderosa do golpe. A tv que tirou o povo dos movimentos sociais, da esquerda e do debate político.
Mas , como?
A tv produz medo 24h/dia, 7dias/semana. Povo com medo (ou qualquer criatura) fica inerte, paralisado, isento de qualquer pensamento que não seja o causador da ameaça.
A TOTALIDADE DO SUCESSO DO GOLPE É RESULTADO DESSA TÉCNICA FANTÁSTICA DE PRODUÇÃO DE MEDO.
Lembrando: ” inércia é o contrário de movimento; e povo inerte é a forma de se matar todos os movimentos sociais sem dar um único pipôco”

Responder

Marta de Souza

10 de setembro de 2017 às 21h52

todos sabem que a globo é prejudicial ao ser humano

Responder

Rogério Oliveira

10 de setembro de 2017 às 17h15

Já vi um documentário da Aljazeera sobre a manipulação da rede golpe de televisão, muito bom, inclusive, eles tem uma compreensão clara dos absurdos que são praticados por essa corja.

Responder

Fábio Camargo

10 de setembro de 2017 às 12h00

Al Jazzera nada mais faz do que uma narrativa honesta daquilo que todos sabemos há décadas. A Globo é uma organização a serviço do conservadorismo e dos segmentos reacionários. Nesse papel, como bem demonstrou a reportagem apresentada por Richard Gizbert, exerce influencia evidente sobre a opinião pública, buscando moldá-la à seus interesses. Interesses estes alinhados com o poder político e econômico que sempre, de fato, governou o Brasil.
É um câncer no seio da sociedade e, há muito, deveria ter sido extirpado.

Responder

Mario Esteves

10 de setembro de 2017 às 14h45

#BrizolaVIVE

Responder

ari

10 de setembro de 2017 às 10h34

Seria útil que alguém legendasse o vídeo para que muito mais gente tenha acesso à mateéria

Responder

Luciano Lima

10 de setembro de 2017 às 12h24

Quando lula foi presidente eu achei que ele ia abrir concessão para outros canais de TV aberta ,principalmente estrangeira, ou criar um canal estatal para quebrar a hegemonia da globo.

Responder

Alessandro Candido

10 de setembro de 2017 às 11h48

Ei globosta, agora tem internet.

Responder

Alessandro Candido

10 de setembro de 2017 às 11h47

Globosta

Responder

A C

10 de setembro de 2017 às 07h28

Excelente programa chamando os bois pelo nome. O Brasil sofre de racismo estrutural, a GLOBO é a verdadeira detentora do poder. A grande mídia brasileira vende um Brasil “cada vez mais branco” para o exterior. Ou seja, o mair erro da esquerda brasileira foi não ter acabado de vez com a Globo e os seus tentáculos nojentos. A mídia preconceituosa ao serviço de uma elite mal cheirosa e repugnante.

Responder

Mohammad Omar Zafar

10 de setembro de 2017 às 04h51

O pior é a Globo não querer rebater nenhuma das críticas feitas na reportagem ou seja, o mundo sabe que aqui não existe pluridade de idéias na mídia apenas um monopolio, mas como o Brasil em sua maioria ainda é formado por pessoas que ainda pensam conforme o que passa no jornal nacional então eles não tem qualquer compromisso com a verdade.

Responder

Mariza Souza

10 de setembro de 2017 às 02h25

Melhor ignorar os ignorantes q mesmo nada entendendo,continuam a aplaudir O plano de destruir O pais..

Responder

Ester Rodrigues Tiago

09 de setembro de 2017 às 22h25

Assisti e nao vi nada de mais. E a mesma retorica do poder da Globo. Na metade do video o reporter comeca a debater a questao do rascimo dizendo que 50% da populacao brasileira e negra e nao ha representantes na media como atores e ate donos de canais de televisao. (pelo amor de Deus, bem parcial esse documentario, nao somos os unicos do mundo com esse problema, e os EUA e Inglaterra por exemplo. fugiu do assunto. gostei dos primeiros cinco minutos do programa. Parei de assistir quando o documentario comecou a questionar porque se tem mais brancos nas novelas que negro.Concordo, isso e heranca cultural mundial, nao so brasileira, que vai demorar muito tempo para sanar. Para finalizar o reporter esqueceu de mencionar a parceria da globo com outras midias mundiais tambem parciais. porque morando fora do brasil o que se escuta do brasil vem da ‘boca’ da globo. me poupem!!! Nao percam tempo com legendas ….

Responder

    AC

    10 de setembro de 2017 às 07h40

    Ou seja, não gostou que a Al Jazeera chamasse os bois pelos nomes. O fato de o problema existir noutros países não quer dizer que não seja problema. A recusa em aceitar o racismo estrutural é na verdade parte do problema. Não se pode embelezar a pílula argumentando que enfim sempre foi assim….portanto não há nada a fazer! Discordo de si, o programa é muito bom, e esse é o Brasil que temos: Racista, preconceituoso, conservador e cada vez mais evangélico. A elite brasileira merece ZERO respeito e tolerância ZERO. Já chega de de exploração!

    Responder

Cris Dutra

09 de setembro de 2017 às 23h37

Tô aqui pensando como o povo vai achar um jeito de associar o PT, o Lula, o sítio de Atibaia, o pedalinho e o duplex com a Al Jazeera

Responder

Mario Esteves

09 de setembro de 2017 às 23h13

Luiz Henrique Barbudinho você saiu na edição da TV Al Jazeera.
Exatamente no oitavo minuto da reportagem.

Responder

Fernando Hottum

09 de setembro de 2017 às 23h07

não seria possível ao O Cafezinho traduzir textualmente para nós ??? Muito importante esse vídeo.

Responder

Fernando Bentes Monteiro

09 de setembro de 2017 às 23h07

O caráter das tvs em questão são de comércio, ou seja, pelo menos aqui no Brasil a publicidade é quem paga a vida do canal e fora os serviços que elas tem por fora, acho que no Brasil o que deixa claro a todos que aqui residem, que existe neste país uma guerra comercial pelo monopólio midiático, ou seja, lutam para controlar o mercado que é muito lucrativo, em termos de Brasil o lucro desses magnatas é um mix institucional muito complexo, que compreende as áreas da economia, comercial, política, jurídica, acadêmica, artística, religiosa, jornalística, empresarial, de famílias tradicionais e etc, aqui manter o seu bilhão de dólares depende de como vc entra nesse mercado e controla ele com todas as forças do mundo, perde sempre a distribuição de renda e a justiça social.

Responder

Wagner Pacheco Furlan

09 de setembro de 2017 às 23h05

#HouveUmTempo
#emQueEuTinha
#orgulhoDaRedeGLOBO
https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=164856414068486&id=100016323859220

Responder

Gil Leonardo

09 de setembro de 2017 às 22h29

A TV al jazeera com sede no Catar, e um dos poucos canais independentes q existem. Tão independente q os países liderados pela Arabia Saudita (tido como principal patrocinador dos regimes terroristas do oriente medio, a exemplo do Isis) que realizaram um cerco ao país, exigiram p dissolver o cerco, nada menos que a dissolução da TV al jazeera. Precisa dizer mais nada né?

Responder

Cristina Prado

09 de setembro de 2017 às 22h18

Ai! os comentaristas tresloucados que assaltam os blogues civilizados são de doer!

Responder

Francisco Viana da Silva

09 de setembro de 2017 às 22h18

Mohamad Abdull Aziz Diniz, traduza sinteticamente o que diz a matéria da Al Jazeera, para nós. Por genttileza, claro.
Abraços.

Responder

    Alexandre Albuquerque

    09 de setembro de 2017 às 23h23

    Uma crítica demolidora á Globo, com meia hora de duração. Vai da hegemonia dos brancos na tela ás edições criminosas das matérias(com vários exemplos). Aborda a ausência de limites para o número de veículos de um grupo empresarial e o controle acionário por políticos. Fala tb das outras TVs, mais da Record e o abuso do proselitismo religiosos.

    Responder

    Cris Angel

    10 de setembro de 2017 às 00h06

    Ac

    Responder

Diego Araújo

09 de setembro de 2017 às 22h12

Essa esquerda é uma piada! TV da democracia árabe

Responder

Patrícia Rocha

09 de setembro de 2017 às 22h03

Victor Campos Prata Neiva

Responder

Ivone Vale

09 de setembro de 2017 às 21h50

Vocês não estão entendendo nós somos BRAZIL NÓS SOMOS PT

Responder

Marcos Porto

09 de setembro de 2017 às 21h44

Eita quanto baixo nível.

Responder

Marcio Pinos

09 de setembro de 2017 às 21h32

a globo é livre pra falar o que quiser…quem não gostar muda de canal…assiste a cubavsion….ta dificil a ptezada entender que nós somos o Brasil e eles só o pt…

Responder

    Manfredi Locatteli

    09 de setembro de 2017 às 21h39

    ????????????????????????????????????????????????????????????

    Responder

    João Henrique Lopes

    09 de setembro de 2017 às 21h39

    tá, agora volta pra frente da globo, trouxinha

    Responder

    Marcio Pinos

    09 de setembro de 2017 às 21h42

    e tu volta a assistir discurso de maduro na meridiano televisión,telesur tv,cubavisión…tem uns discursos bem atuais de fidel…da pra sonhar com tua ilha favela…kkkkk

    Responder

    Marcio Pinos

    09 de setembro de 2017 às 21h45

    João Henrique Lopes

    Responder

    Fernando Duarte

    09 de setembro de 2017 às 21h47

    O PT ganha nas urnas, já os coxinhas precisam de golpes com o Supremo, com tudo…

    Responder

    Ubiratan Sepulveda

    09 de setembro de 2017 às 21h56

    Responder

    Ubiratan Sepulveda

    09 de setembro de 2017 às 21h57

    Responder

    Sigmar Fredrich

    09 de setembro de 2017 às 22h03

    O Brasil não Márcio, vc está trocando os pinos, desculpe o trocadilho, rsrsrs

    Responder

    Camilo Taxista

    09 de setembro de 2017 às 22h06

    Os defensores do ladrão JÁ CONDENADO, ficam malucos, kkkkk

    Responder

    Marcelo Lima

    09 de setembro de 2017 às 22h45

    Beleza, já apareceu, pode voltar pra TV e ver o lixo da Globo.

    Responder

    Francisco Bronzato

    09 de setembro de 2017 às 22h54

    Responder

    Ubiratan Sepulveda

    09 de setembro de 2017 às 23h04

    Responder

    Hannibal de Sousa

    09 de setembro de 2017 às 23h10

    A separação não é essa, Márcio Pinós, mas entre os letrados e você. Eu creio que a burrice deve ser um fardo insuportável, uma cicatriz indelével que o separa do resto dos homens. Sabe como é: levantar todas as manhãs, olhar no espelho e enxergar o reflexo de um burro. :P

    Responder

    Marcio Pinos

    09 de setembro de 2017 às 23h23

    hannibal….falando por ti pteba….ta fazendo terapia reversa…kkkk

    Responder

    Miguel Vicente

    09 de setembro de 2017 às 23h23

    A “Petezada” é a maioria. Então o Brasil é nosso e não dos golpistas que são minoria!

    Responder

    Marcio Pinos

    09 de setembro de 2017 às 23h26

    kkkkkkk….deu pra ver a prévia das eleições de 2016……mas no mundo paralelo do pt….sim vcs são maioria,cuba é sim primeiro mundo,o socialismo vai dar certo,mesmo que nunca tenha dado,venezuela um exempplo de democracia,elvis não morreu e lula é inocente…sim…ta..

    Responder

    Roberto Moore

    09 de setembro de 2017 às 23h29

    Não. ..Ela é um concessão e tem que dizer a verdade e não manipular a informação

    Responder

    Daniel Nascimento

    10 de setembro de 2017 às 00h47

    Responder

    Rosalete Baldessarini

    10 de setembro de 2017 às 03h40

    o Márcio Pinos é Bolsoneka….kkkkkkkkkkkkkk

    Responder

    Thyago Paiva Neto

    10 de setembro de 2017 às 05h24

    Logico otário vc foi adestrado por ela globo justamente pra ter uma mente como essa sua adestrados

    Responder

    Marcio Pinos

    10 de setembro de 2017 às 11h13

    Rosalete Baldessarini ???traduz isso….não entendi…

    Responder

    Marcio Pinos

    10 de setembro de 2017 às 11h14

    Thyago Paiva Neto quem entende há décadas de adestramento de idiotas uteis é o teu partido…

    Responder

    Ana Maria

    10 de setembro de 2017 às 12h08

    Camilo Taxista Quando o moro for punido por fazer e divulgar grampos ilegais com presidente, (que, segundo li, nos US daria cadeia ou cadeira elétrica), eu voltarei a acreditar na justiça e no funcionamento das instituições.

    Responder

    Ana Maria

    10 de setembro de 2017 às 12h09

    Marcio Pinos Neste caso, o que menos tem é originalidade, pq repete palavra por palavra o discurso que OUTROS criaram para vc propagar. Está na onda um grande Viva a República dos Alcaguetes! Sinônimo da REPÚBLICA DA CLOACA, em que vivemos desde o golpe dos patos de bem que violaram a Democracia, esculhambaram com o país e fazem discursos morais em cima das cinzas. Quando se fala de PROCESSO PENAL, não valem discursos morais, nem interpretações literárias, nem convicções, nem delações. É preciso: PROVAS. Ou vc gostaria de ser condenado e perder sua liberdade com uma frase do tipo “não existem provas, mas a literatura me permite condená-lo”, como aconteceu com Zé Dirceu?

    Quando o moro for punido por fazer e divulgar grampos ilegais com presidente, (que, segundo li, nos US daria cadeia ou cadeira elétrica), eu voltarei a acreditar na justiça e no funcionamento das instituições.

    Responder

    Ana Maria

    10 de setembro de 2017 às 12h14

    Camilo Taxista Enquanto se distrai com a novela do combate `corrupção, a malfadada operação lavajato comeu, só em 2015, segundo li, 2,5% do PIB. Pode devolver os trocados dos corruptos que a conta nunca vai fechar. O povão não come corrupção, como arroz com feijão.

    Responder

    Ana Maria

    10 de setembro de 2017 às 12h17

    Marcio Pinos Alguns brasileiros usam a política como se fosse cachaça. Enchem a cara de política e, como bêbados chatos, saem por aí desacatando, desrespeitando e desafiando a todos, como bêbados chatos.

    Responder

    Ana Maria

    10 de setembro de 2017 às 12h18

    Camilo Taxista Alguns brasileiros usam a política como se fosse cachaça. Enchem a cara de política e, como bêbados chatos, saem por aí desacatando, desrespeitando e desafiando a todos, como bêbados chatos.

    Responder

    Mario Esteves

    10 de setembro de 2017 às 14h40

    Fique sabendo sobre a Seguridade Social neste Video dos Auditores Fiscais da Receita Federal.
    Jamais deixe a Globo queimar os seus neurônios.
    Ela quer te enganar que as reformas trabalhistas e previdenciária são para o bem dos trabalhadores.
    Se o Globo e contra, eu sou a favor.

    Responder

    Leonardo Tavares

    11 de setembro de 2017 às 02h53

    Seu comentário é irrelevante, além de alienado.

    Responder

Victor Jadiel

09 de setembro de 2017 às 21h28

Pqp, essa TV Árabe ela promove o Estado Islâmico, que moral tem para falar em manipulação?

Responder

    Petrus Josephus

    09 de setembro de 2017 às 21h30

    Al Jazeera iraniana? PQP`.

    Responder

    Victor Jadiel

    09 de setembro de 2017 às 21h34

    Não faz diferença, a TV ela é mantida para promover os mulçumanos terroristas.

    Responder

    Victor Jadiel

    09 de setembro de 2017 às 21h35

    Você é um fake, não tem moral para fazer comentários.

    Responder

    Manfredi Locatteli

    09 de setembro de 2017 às 21h40

    Responder

    Victor Jadiel

    09 de setembro de 2017 às 21h40

    E você é mais um fake.

    Responder

    Guilherme Gaspar

    09 de setembro de 2017 às 21h44

    não, não promove.

    Responder

    Victor Jadiel

    09 de setembro de 2017 às 21h57

    Para aliança liderada pelos sauditas, a Al Jazeera, emissora mais importante do mundo árabe, prejudica o apoio aos seus governos. Apesar de ser parcialmente financiada pela monarquia do Catar, a rede é vista como uma das mais independentes do Oriente Médio e é tratada como uma ameaça, por mostrar pontos de vista alternativos. Segundo a Arábia Saudita, a Al Jazeera promove movimentos islamistas populistas, simpáticos aos princípios da Primavera Árabe.

    Além do fechamento da TV, a lista inclui a extradição de pessoas acusadas de terrorismo nos outros países árabes, fim do financiamento a grupos considerados como terroristas pelos Estados Unidos, alinhamento político, militar, social e econômico com as nações do Golfo Pérsico e fechamento de missões diplomáticas no Irã.

    Responder

    Marcelo Lima

    09 de setembro de 2017 às 22h47

    Cara, você tem problemas mentais ou apenas culturais? Que lixo é esse que você tá falando. Aprendeu isso onde, na Globo? Não, nem na Globo da pra aprender tamanha merda.

    Responder

Lima Fonseca

09 de setembro de 2017 às 21h27

Ac

Responder

Deixe uma resposta