Incêndios na Amazonia mobilizam governos do mundo inteiro

Confirmado: o corpo é de Santiago Maldonado. A dor se multiplica entre os latino-americanos. Leia a primeira carta divulgada pela família

Por Tulio Ribeiro

20 de outubro de 2017 : 19h58

Infelizmente a família de Santiago Maldonado confirmou que o corpo é do ativista.

Uma tristeza para toda América Latina e uma vítima provável deste que arruína a Argentina com políticas que retiram do povo a possibilidade de viver dignamente.

“Pudemos olhar o corpo e reconhecemos as tatuagens de Santiago”, declarou seu irmão Sergio. Foram 78 dias de angústia desde que a Gendarmeria invadiu a comunidade mapuche na cidade de Esquel.

Agora Maurício Macri ,sua ministra da segurança Patricia Bullrich e seu grupo de ação “Gendarmería” podem ser acusados de levar literalmente a vida de um Jovem. Sergio Maldonado, ainda reafirmou que a hipótese da família é que a “Gendarmería” é a responsável.

A carta, publicada agora, pela família de Maldonado:

“O corpo encontrado no rio Chubut é de Santiago”.

A incerteza sobre o paradeiro terminou. O calvário de nossa família começou no mesmo dia que soubemos do seu desaparecimento e não terminará até obter justiça.

Muito pouco podemos dizer sobre nossos sentimentos ante a confirmação da identidade de santiago: esta dor não conhece palavras.

As circunstâncias da descoberta do corpo nos geraram muitas dúvidas. Acreditamos que este momento é de avançar com firmeza na investigação e deixar trabalhar sem pressões o juiz Gustavo Lleral. Precisamos saber o que aconteceu a Santiago e quem são os responsáveis por sua morte. Todos. Não só os que lhe retiraram a vida, mas também os que por ação ou omissão colaboraram pelo encobrimento e prejudicaram o processo de busca.

Estávamos certo ao reclamarmos da inércia, ineficácia e parcialidade do Juiz anterior na tramitação de nossa causa. Não tivemos explicação da negativa do governos diante do oferecimento da colaboração de especialistas da ONU, de comprovada experiência internacional. Ninguém pode tirar da nossa cabeça que podiam ter feito muito mais e mais cedo ainda.

Aos meios de comunicação,as organizações sociais, organizações de direitos humanos, grupos, as pessoas que tem nos acompanhado nas marchas por Santiago, pedimos que sigam reclamando por justiça, com mais força que nunca e em paz. As forças políticas que façam o maior esforço para apoiar e garantir todas as ações que nos ajude encontrar a verdade e conseguir a justiça.

A morte de Santiago não deve ser motivo para divisões ou lances de oportunistas. Ninguém tem direito sobre a dor desta família, para estes pedimos respeito.

(notícia em atualização)

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Viviane

22 de outubro de 2017 às 03h24

Canalhas, canalhas, canalhas.
Macri e seus ministros envolvidos

Responder

Rodolfo Miguel Serra

21 de outubro de 2017 às 20h08

Não é uma novidade o acontecido. Conhecemos muito bem as práticas deste governo. Pensar das causas que tem Macri na justiça e que seus amigos do judiciário o absolveram, como ser quando prefeito, a criação de um grupo de extermínio dos moradores de rua, contrabando de autopartes con Uruguay, contas nos paraísos fiscais, comprometido com Odebrecht no lava-jato, fraude nas eleições passadas, enfim, um sem número de sujeiras nas quais segue acreditando que na Argentina só pode morar quem for rico…esse é o governo que lá tem.
O povo sofrendo os abusos nas contas de energia, gás, e outros serviços.
Agora, amém de elevar a dívida externa patamares nunca vistos, foi se transformando num ditador de luvas brancas. Comprando armas aos israelitas e apoiando suas causas deixa as portas abertas para o terrorismo islâmico, sem necessidade alguma.
Considerado no planeta como o presidente que ocupa o terceiro lugar na corrupção política e econômica no mundo que pode se esperar?
Seu governo, formado por amigos de negócios e trabalhando diretamente para as corporações que lideram a economia mundial, pretende ser “modelo de exportação”, só que os argentinos não são iguais aos brasileiros, quando se cansam, e olhem que tem paciência, estouram sem piedade e irão pela sua cabeça. Estimo que isso acontecerá para março, pois o povo hoje esta masticando vidrio mas não engole e este projeto de ditador já tem seus dias contados.
Só esperar.

Responder

Pascualet

21 de outubro de 2017 às 13h17

Me solidarizo com tristeza com a família e amigos de Santiago Maldonado. À caçada desses malditos fascistas neoliberais.
Estaremos juntos nessa luta.
Meus profundos sentimentos…

Responder

HOCUS POCUS

21 de outubro de 2017 às 12h06

Tem eleições amanhã para renovar parte do congresso ,começará amanhã a queda do filinho do papai.Um pateta ,babaovos dos states ao ponto de perguntar a CIA sobre os antecedentes do secretário de segurança que ele queria nomear quando era prefeito de BS AS(O VÍDEO ESTÁ NA INTERNET) ” se eles não sabem,quem irá saber !!!!!” foi a resposta do IMBECIL.
Argentina já foi um país de gente mais solidária e inteligente.Lá também a onda da imbecilidade mundial chegou.

Responder

Marcelo Magalhães

21 de outubro de 2017 às 11h55

Déja Vu!

Responder

Andréa Rosana Fetzner

21 de outubro de 2017 às 10h31

Caramba! Tudo de novo!

Responder

Antonio Lisbôa Antonio

21 de outubro de 2017 às 01h07

Seria o momento de cruzar os braços por três dias em toda a América Latina. Sim ao Raul Seixas, não aos veículos da Folha.

Responder

João Junior

21 de outubro de 2017 às 00h15

O avanço do neoliberalismo continua fazendo vítimas por toda a América Latina. No Brasil, na Argentina, na Venezuela e na Colômbia os traços mais marcantes do dia, desse jeito cruel e desumano de política e economia. A cada dia está mais claro que a resposta a essa realidade cruel está no capital, na mais marxista das hipóteses históricas, que é a capilaridade do capital e na forma como se entranha no estado e na sociedade, aparelhando desse modo o Estado para a burguesia, combinação contra quem o indivíduo pode pouco ou nada. A corrupção que destituiu Dilma, persegue Lula, censura a arte e condena os pobres a permanecer na mais absoluta pobreza no Brasil, que tenta pôr o chavismo contra a parede na Venezuela, que matou Santiago Maldonado e que tenta expulsar índios de suas terras na Colômbia, e por toda a América Latina, na verdade, é a ponta de lança da atuação burguesa contra o cidadão (individualmente), e contra o povo (coletivamente). É preciso mais que argumentos para convencer e clareza para explicar, para despertar os que dormem.

Responder

wilson de souza rocha

20 de outubro de 2017 às 23h18

vai começar a caçada aos nativos da america do sul, são os colonizadores mostrando suas garras, se nos rebelarmos nos matam, simples assim, se nos calarmos voltamos para a escravidão.

Responder

a.ali

20 de outubro de 2017 às 23h12

retrocesso, tb. na AL, na mais pura concepção da palavra!

Responder

Zibinho Meireles

20 de outubro de 2017 às 22h59

O povo da América Latina tem o direito de saber quem esteve por detrás da trágica morte do jovem argentino Santiago. Esclarecimento já! A ditadura Macri disfarçada de democracia desaparece com os seus desafetos políticos.

Responder

Anderson Cardoso

20 de outubro de 2017 às 23h42

O fascismo volta a rondar a América do Sul.

Responder

Martha Ferraz de Mattos

20 de outubro de 2017 às 23h42

Responder

Victor hugo

20 de outubro de 2017 às 21h29

a A POPULAÇÃO ARGENTINA TEM QUE TOMAREM AS RUAS,EXIGIR A RENUNCIA DESSE GOVERNO FANTOCHE IMPOSTO PELOS ESTADOS UNIDOS,GOVERNO BANDIDO E CRIMINOSO ,TAL QUAL O VERME,QUE NOS COMANDA E NOS ENCURRALA NO PRECIPICIO,TAMBEM ,FANTOCHE E LACAIO IMPOSTO PELOS ESTADOS UNIDOS. A AMERICA LATINA TEM QUE REAGIR E EXPULSAR ESSES GOLPISTAS BANDIDOS DE NOSSAS TERRAS.

Responder

enganado

20 de outubro de 2017 às 21h28

Mais um crime pendurado em algum prego na Casa do TERROR=Branca/USraHell!!!!!

Responder

Viviane

20 de outubro de 2017 às 20h54

Militares contra movimento social só dá isto.
Vamos prender o Macri

Responder

Helton

20 de outubro de 2017 às 20h49

O pig nem pública ,para proteger o macri amigo do Temer.
Valeu cafezinho.
Justiça

Responder

Irance Esteves

20 de outubro de 2017 às 22h16

Una monstruosidad!! JUSTICIA por SANTIAGO!!!

Responder

Paulo Follador

20 de outubro de 2017 às 22h12

Lá como cá, em todo o lugar tem PM de Alckmin!

Responder

Deixe uma resposta