Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Cresce escalada repressiva na Argentina: polícia invade partido e prende candidatos da frente de esquerda sem ordem judicial

Por Tulio Ribeiro

22 de outubro de 2017 : 17h00

    Diante do processo eleitoral parlamentar, a polícia “Bonaeresnse” na cidade de Mar del Plata invadiu o escritório do Partido dos Trabalhadores Socialistas (PTS). Os policiais prenderam dois candidatos a deputados estaduais por estarem em reunião com fiscais do partido. A medida é totalmente ilegal, já que não estavam fazendo boca-de-urna e se encontravam no interior do partido, portanto a polícia precisaria de ordem judicial.

    A ordem partiu de uma denúncia anônima ao numero 911, segundo policiais, vindo de uma vizinha por “desconfiar de um suposto crime” eleitoral. A ação foi violenta e contou com 20 militares, que imobilizaram os partidários e aplicaram golpes até conseguirem prender-los.

    Foram presos 6 militantes dentre eles Gustavo Vincini e Libertad Martiñez Larrañaga que ambicionam ser parlamentares estaduais. “É uma injustiça, repudiamos e queremos que tenha consequências a todos, incluso a Governadora Vidal e todos envolvidos(…) toda cidade está consternada porque não existe precedentes que num dia de eleição, em um lugar do partido que esteja aberto com atividades ligadas a eleição, se passe isto”, declarou Alejandro Martinez, do PTS.

    Myriam Bregmand, da Frente de Esquerda, refutou totalmente a ação ilegal e cobrou responsabilidade para a Governadora de Buenos Aires, Maria Eugenia Vidal aliada de Presidente Maurício Macri.

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

38 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luis Rehbein

26 de outubro de 2017 às 13h42

Não fosse o nome do País, achei que era no Brasil. Aqui no dia seguinte a revelação das gravações de Romero Jucá, Sarney, Renan e Sérgio Machado, explicando porque iam dar um golpe e derrubar a Dilma, Moro dá ordem para busca e apreensão no diretório do PT e não do PMDB. que até hoje não teve nem tesoureiro indiciado apesar de Temer ser o mais delatado. Aécio, segundo lugar em citações em delações, com seu colega Serra com 23 milhões na Suíça, vê seu partido 100% impune. Moro jamais cogitou intimar o tesoureiro do PSDB, seu partido amado, para explicar os centenas de milhões de propina que engordaram a campanha do Serra e do Aécio (2010 e 2014). Mas os tesoureiros do PT estão todos presos.

Responder

Boaventura Oliveira

23 de outubro de 2017 às 23h42

Isso é parte da política liberal Argentina.

Responder

Renato

23 de outubro de 2017 às 16h49

Queria dizer o quanto fico bem informado sobre as questões da Nuestra America graça ao Cafezinho e a coluna internacional

Responder

Antonio José Silva

23 de outubro de 2017 às 12h44

É o modus operandi da Direita….lá como cá, tudo igual !!!

Responder

Felipe

23 de outubro de 2017 às 09h50

Ué , na Venezuela pode é na Argentina não pode ? Pobre diabos esses esquerdopatas !

Responder

    Antonio

    23 de outubro de 2017 às 21h06

    Ocorreu fato análogo na Venezuela?

    Responder

Elaine Maria Santos

23 de outubro de 2017 às 09h52

Triste. Democraticamente colocaram anti democratas no poder. Macri é o “Mineininho” argentino.

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

23 de outubro de 2017 às 07h16

Agora entendi o Sidnei Chinelo: ele vai votar no Bostanaro. Perdoem-no, pois é mais um comedor de capim que não viveu sob o regime militar. Ditadores são assim mesmo, eles não respeitam leis e a truculência faz parte de seu modus operandi. Se o Maduro faz o que fizeram na Argentina, estas criaturas condenam. Se a direita ditatorial faz o mesmo, eles aplaudem. Coxinhas não tem consciência própria, apenas seguem o que a mídia lhes ordena.

Responder

Inalberg Lopes

23 de outubro de 2017 às 03h09

Não vejo a hora de começarem a fazer a limpeza aqui tb!

Responder

Helio Siqueira

23 de outubro de 2017 às 00h59

É golpe! Essa praga de golpismo está se espalhando!

Responder

Francisco Rezende

23 de outubro de 2017 às 00h55

Macri o amiguinho do golpista

Responder

Vitor Maia Silva

23 de outubro de 2017 às 00h47

Uma onda de estabilidade política na america do Sul.

Responder

HOCUS POCUS

22 de outubro de 2017 às 21h15

A influencia de usa em Argentina é muito mais forte de que no Brasil.O embaixador yankee é figura importante em todo o que tenha relação com política,ainda mais com a ascensão do pateta Macri. Figura servil e carente de inteligência ele foi levado ao poder pelo desgaste da esquerda e a terrível campanha da mídia tradicional contra o governo anterior.
Argentina hoje está povoada de pessoas que não sofreram o martírio da ditadura ,o que os leva a ser presa fácil da conversa dos velhos “neoliberais” .

Responder

Luis

22 de outubro de 2017 às 20h30

Não tenho dúvida que tem o dedo sujo da CIA.

Responder

Fausto Amaral DE Barros

22 de outubro de 2017 às 22h13

A pressa dos escravagistas é notada em toda a América do Sul. Por que será?!…

Responder

Sidnei Chinalia

22 de outubro de 2017 às 20h15

Será verdade a imprensa que é esquerdista tá é como sabe fazer desinforma

Responder

    Mateus Estevão Orban

    22 de outubro de 2017 às 21h24

    Poderia tentar redigir seu comentário? Ele esta completamente inelegível, mas suspeito que a sua escrita seja um reflexo de sua mente.

    Responder

    Hozana Costa Costa Rodrigues

    23 de outubro de 2017 às 01h05

    Mateus Estevão Orban Tombei! kkkkkkkkkkkkkkkkkk Taca pau!

    Responder

    Hozana Costa Costa Rodrigues

    23 de outubro de 2017 às 01h06

    Cheirou alguma coisa,comeu merda ou você nasceu assim mesmo? Vai te informar criatura! Pára de ser idiota e pagar mico nas redes!

    Responder

    Sidnei Chinalia

    23 de outubro de 2017 às 08h23

    Pagar mico é defender bandido. E se estão putos com temer bem basta lembra Los que ele está lá porquê quem elegeu ele foram quem votou em Dilma votou também temer. Pois sim temer é ilegítimo pois com eleições sob suspeita de fraudes e urnas eletrônicas smartmartic coisa que só tem no Brasil e país de primeiro mundo usam voto impresso.coisa que anda em tramitação no TSE e porquê tanto pt,psdb e pmdb não querem tão com medo de algo será que temem Bolsonaro 2018.

    Responder

    Mirela Maria

    23 de outubro de 2017 às 10h03

    Sidnei Chinalia manda beijin pra xuxa, ô,sem vergonha,mau caráter. o temer é todo teu, junto com os narcotraficantes do psdb e o “programa” de “governo”que VOCÊ, mau caráter, apoia.,Não se faça, não cola! PS.: teu milico vadio, assassino,misógino, vai morrer com a boquinha cheia de estrume

    Responder

    Diego DC

    23 de outubro de 2017 às 12h37

    Cara…se tivessem prendido o pessoal da Direita sem mandado judicial, como você ficaria? Sabe aquele ditado: “não faça para os outros o que não gostaria que fizessem com você”? Então… aplique-o na vida.

    Responder

    Sidnei Chinalia

    23 de outubro de 2017 às 19h21

    Direita uai mas o lula não é de esquerda é de direita.segundo Luís Carlos prestes secretário geral do PCB. E pq começo de conversa eu também sou esquerdista é filiado a partido de esquerda. É esquerdista que vive como burguês tem é que se tirado do nosso meio e mau caráter e vocês

    Responder

M Lúcia Lemos

22 de outubro de 2017 às 20h15

Retrocesso não …..

Responder

Carlos Massaro

22 de outubro de 2017 às 20h08

Direitista é tudo assassino e ladrão mesmo

Responder

Fauzi Achoa

22 de outubro de 2017 às 17h46

Lá como cá a direita avança, e, quando no poder, se mostra hitleriana. Só uma grande frente pode pará-los.

Responder

Arlete Nieviadomski

22 de outubro de 2017 às 19h17

Será que tudo vai começar de novo? Mais prisões, mais mortes, mais retrocesso? A America Latina não merece isso!

Responder

Luiz C. Zanin

22 de outubro de 2017 às 19h12

#ForaMACRI!!

Responder

Milton Nóbrega

22 de outubro de 2017 às 19h10

é a democracia da direita.

Responder

Deixe um comentário