Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

O vídeo do evento na UFRJ em defesa da soberania

Por Miguel do Rosário

28 de outubro de 2017 : 17h47

Os leitores do Cafezinho devem assistir esse vídeo, de um evento importante que aconteceu nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, com a nata do pensamento progressista.

O primeiro a falar, depois dos agradecimentos dos anfitriões, é o desembargador Lédio Rosa, amigo do reitor da UFSC “suicidado” há algumas semanas pelo fascismo judicial. A fala dele começa aos 11:00 e vai até os 30:00.

Lédio faz uma denúncia emocionada, indignada, contra o fascismo que vitimou um de seus melhores amigos, o reitor Luiz Carlos Cancellier. O desembargador descreve, em detalhes, como foi a prisão do reitor, submetido a uma humilhação brutal deliberada. A polícia avisou à imprensa com antecedência, para causar um impacto fulminante na vida dos réus, e produzir um espetáculo.

Depois vem Celso Amorim.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

SERGIO GUIMARAES

30 de outubro de 2017 às 12h02

Parabéns ao comentário meu nobre deputado!!!

Responder

Varley

29 de outubro de 2017 às 01h49

Excelente happy

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?