Cafezinho 2 minutos: Posse de Bolsonaro e alegações finais contra Lula

Assista aqui a entrevista com Wadih Damous sobre Tacla Durán

Por Miguel do Rosário

05 de novembro de 2017 : 17h26

Pouco antes das 19:30, vamos divulgar aqui, neste post, os links da entrevista com Wadih Damous. Atualize para assistir.

Mas você pode assistir diretamente em nossas páginas do Youtube: https://www.youtube.com/c/MigueldoRosário.

Ou em nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/OCafezinho/

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

gustavo

07 de novembro de 2017 às 00h46

Agradeço imensamente à explanação de WADIH e MIGUEL. Concordo com absolutamente tudo que foi abordado. Impressionante o que o Judiciário se transformou, não somente a Justiça Federal, mas também toda a Estadual. Precisam urgentemente de freio.

Responder

Jesus Francisco Girardi

06 de novembro de 2017 às 11h25

Miguel e Wadih Damous, temos que averiguar a advogada Cata Preta que foi responsável pela maioria das delações iniciais da Lava jato e fugiu para os EUA.

Responder

Jorge Moraes

06 de novembro de 2017 às 02h37

Pequeno erro do ótimo deputado Wadih, a mãe de Mariguella não descendia de escravos “banto”, e sim de escravos “hauçá”. Mais para registro. Abração ao Miguel e ao Deputado Damous!

Responder

    Augusto Guimarães

    06 de novembro de 2017 às 09h11

    Um grande erro. Não existe escravo banto e nem hauçá. Ambos são grupos étnicos africanos, que no Brasil, tiveram a experiência da escravidão.

    Responder

JOAO CANDIDO PORTINARI

06 de novembro de 2017 às 01h29

Poucos são os brasileiros de hoje que têm na memória que Carlos Marighella foi quem fez o discurso de despedida a meu pai, junto a seu túmulo, no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro, em 07 de fevereiro de 1962.

Responder

Wilson Lobo

06 de novembro de 2017 às 00h56

A Lava jato e o MPF e 13° Vara de Curitiba fazem de Tacla Duran como o herói do processo da obra prima de Kafka, um absurdo . Muito sul real . Vemos que quem deveria estar na prisão seria a quadrilha instalada no STF e principalmente o Juizeco Sérgio Moro e quadrilha de Curitiba . Porquê também estão neste feriado galinhando em Porto de Galinhas com nosso suado dinheiro . Canalhas !!!

Responder

Lidia Pena

05 de novembro de 2017 às 23h10

Espetacular a entrevista do Wadih Damous! Incentivo à nossa luta, força para fazer reviver nossa combalida esperança em momento de tanto retrocesso. Obrigada, Wadih! Valeu Miguel! Vamos compartilhar no site do SOS Brasil Soberano.

Responder

jose carlos vieira filho

05 de novembro de 2017 às 22h13

Miguel, seu sitio foi derrubado durante na transmissão.
Mas, outro assunto:
https://www.globalresearch.ca/washington-corruption-is-unparalleled-in-history/5616418
leia com atenção, a lava-jato usa os mesmos trampos.
precisa desenhar?

Responder

Zibinho Meireles

05 de novembro de 2017 às 22h05

Moro é o Sérgio Fleury que matou Marighella, do momento.

Responder

Roque

05 de novembro de 2017 às 22h03

Os métodos hollywodianos empregados nas prisões com TV e
toda aquela propaganda de armamentos com aqueles brucutus segurando
armas usadas em guerra…..tudo operação de quem fez algum treinamento
nos estados unidos….as tabelas com a mídia….típico tática de cia101.

Responder

Zibinho Meireles

05 de novembro de 2017 às 22h00

Vamos desmoralizar esses golpistas da Lama Jato. O tapete está sendo levantado por Wadih e Paulo Pimenta.

Responder

Grol

05 de novembro de 2017 às 20h06

faz 3 minutos de intervalo ai a cada meia hora

Responder

Eva

05 de novembro de 2017 às 20h02

A lava jato e os anúncios começaram acho que antes das eleições
e foi instrumento utilizado pela mídia golpista para dar golpe. Era para perder a eleição
como não perdeu deram o golpe
Com o golpe dado , a troca de regime, temos todos os processos decorrentes
do fascismo ao entreguismo trilionário do patrimônio nacional.

Responder

ANA VIRGILIO

05 de novembro de 2017 às 19h48

Vamos lutar, amigos.

Responder

Sonia Montenegro

05 de novembro de 2017 às 19h34

Som e imagem legais!!!

Responder

marcelo

05 de novembro de 2017 às 19h18

KLM ¿? Era pra ser kkkkkkkkk

Responder

marcelo

05 de novembro de 2017 às 19h15

O teste fundou, KLM

Desde as 18 esperando aqui,,, van que van.

Responder

Deixe uma resposta