Paulo Gala e Fausto Oliveira comentam riscos de “livre comércio” com a China

Pesquisa Ibope confirma que impeachment foi golpe

Por Miguel do Rosário

15 de novembro de 2017 : 11h50

Clique nas imagens para ampliar.

Um relatório com 165 páginas de uma pesquisa Ibope, feita há poucos dias e divulgada hoje, comprova que o impeachment foi mesmo um golpe.

Uma das perguntas é sobre a posição do entrevistado sobre o impeachment: você foi a favor ou contra?

50% responderam que foram a favor, outros 50% disseram que foram contra, que não sabem ou não responderam.

Ou seja, o impeachment jamais foi um desejo hegemônico da sociedade brasileira.

No Nordeste, por exemplo, 58% responderam que foram contra o impeachment, contra apenas 35% a favor.

No geral, 42% dos entrevistados afirmaram categoricamente que sempre foram contra o impeachment.

Entre a população mais pobre, que ganha até 1 salário, a maioria também respondeu que foi contra o impeachment.

É interessante notar que a manipulação midiática em favor do impeachment convenceu sobretudo a população mais jovem, com menos de 34 anos. A partir dos 35 anos, a opinião dos brasileiros seguiu dividida.

Por outro lado, é possível que nesta conta aí tenhamos muitos ex-coxinhas, que apoiaram o impeachment na época e que hoje, diante das consequências desastrosas do golpe, dizem que não o apoiaram.

A pesquisa mostra que os brasileiros não estão mais sendo enganados tão facilmente pela Globo. 64% dos entrevistados discordaram “totalmente” da frase “o pior da crise econômica já passou”.  A maioria esmagadora também considera que inflação, juros e desemprego aumentaram.

 

A maioria dos brasileiros acha que o governo deve intervir na economia, para debelar a crise, reduzir a distância entre ricos e pobres e ajudar a reduzir a pobreza. A maioria da população também rejeita o neoliberalismo, com suas teses de Estado Mínimo.

Somando-se esses dados àqueles – também presentes na pesquisa – que mostram a profunda desconfiança da população em relação aos políticos, a gente vê como essas “reformas” de Temer representam um sequestro da vontade popular.

E aqui, na tabela abaixo, a gente vê que a população já entende que o impeachment representou um golpe contra os seus próprios interesses. Perguntados se o impeachment significou melhora ou piora em relação ao governo Dilma, apenas 6% responderam que foi uma “melhora”, contra 52% que afirmaram que foi uma “piora”.

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »