Bate papo com Joana Mortágua, deputada portuguesa!

Rússia disposta militarizar “parceiros” da América Latina

Por Tulio Ribeiro

04 de dezembro de 2017 : 18h43

(crédito imagem: Telesur)
Frente aos embates indiretos com os EUA, que se apresentam em locais diversos como a península coreana, a Ucrânia, e a Síria dentre outro, a Rússia vai sendo obrigada a inserir América Latina na nova guerra fria.

A explicação que mais parece convincente é que a decisão de investir na venda aos parceiros latino-americanos de seu sistema de defesa aérea não se reporta apenas na questão econômica, mas principalmente geopolítica. Moscou já firmou diferentes acordos de cooperação militar na região como: Venezuela, Nicarágua, Cuba, Bolívia e México.

Em maio deste ano, Anatoli Punchuk, sub-diretor do serviço federal de cooperação militar russo, manifestou que ¨o país está disposto a fornecer poder bélico , tecnologia, produção em parceria e manter equipe militar em solo latino-americano.”

Reforçando este objetivo, o próprio Punchuk, coordena a presença da Rososboronexport (companhia russa) no evento Expodefesa 2017 em Bogotá de 4 a 7 de dezembro onde se pretende fechar contratos do S-300: ” ainda é cedo, mas existe etapas distintas por países da região em fase de conclusão.¨

Entretanto a maior notícia do ano nesta seara, foi a declaração da Rússia que tem interesse na reabertura da base militar em Cuba, confirmada pelo Almirante Vladimir Shamanov, chefe de defesa do país asiático.

Tulio Ribeiro

Flávio Túlio Ribeiro Silva é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

44 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mary Kate

11 de Março de 2018 às 17h44

ai…ai…santas ingenuidades que não veem o verdadeiro interesse dos russos que obviamente não é “militarizar” a américa latina , tampouco tê-la como aliada….

Responder

Inacio Ferreira Dantas

05 de dezembro de 2017 às 12h15

maravilha RUSSIA nota mil para voces

Responder

Robert Silva

05 de dezembro de 2017 às 11h14

Sim. O ideal seria fechar a ESG (Escola Superior de Guerra) para poder fazer frente a qualquer tentativa de destruir nossa soberania. Por incrível que pareça os militares são o grande entrave para o Brasil se tornar soberano. Os militares brasileiros estão ainda vivendo a antiga Guerra Fria dos anos 60.

Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h48

    Coitados. Nunca chegaram a nada. Nem defesa sabem fazer. Mas, que existam, como galinhas, galos, porcos e arvores. hehehe !!!

    Responder

augusto2

05 de dezembro de 2017 às 10h42

Adelante, Putin.
E lembrando que os sistemas de defesa e misseis russos são incompativeis com os sistemas americanos.
Em outras palavras: a) nao dá para o pentágono ‘desligar’ eletronicamente o armamento fornecido… nem colocar sensores de comunicaçao ali dentro
b) são sistemas á parte, tem menos condicionantes c) sao muito mais baratos e mais ao alcance dos orçamentos latino americanos d) Egito, turquia, Irã e muitos outros que nao queriam (?) armas russas no passado ja mudaram radicalmente de opinião…
A dominaçao global do império d norte, como disse agora o ministro alemao, está lentamente virando História.

Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h50

    As guerras nao mais sao travadas com armas meu caro. Depois de um Trump, atirar no pe virou suicidio. Yes we can Obama.

    Responder

Mar

05 de dezembro de 2017 às 00h47

Eis que o Brasil estava construindo sua independência: fortalecendo sua defesa comprando caças de ultima geração com a tecnologia e tudo, investindo na industria naval, o grande físico Othon trabalhando no desenvolvimento de tecnologia nuclear e aí aparece a lava jato e um bando de idiotas vestidos com a camisa da CBF dançado em volta do pato e acaba com tudo e nos entrega nas mãos dos EUA. E pensar que poderíamos não depender nem dos EUA nem da Russia e andar com nossas próprias pernas. Lamentável!

Responder

    Inacio Ferreira Dantas

    05 de dezembro de 2017 às 12h18

    perfeito bem lembrado esses bando de idiotas, que só sabem fazer um O quando senta na privada

    Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h50

    Sonhar, sonhar sonhar. Todos podemos…

    Responder

Robin

04 de dezembro de 2017 às 20h25

E o Brasil vai pra um caminho que, se agora, em uma guerra contra a Venezuela, o máximo que conseguiria, seria um empate, daqui a mais dois anos, perderia feio… não é bom nem tentar!

Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h52

    E a Venezuela quer la lutar contra o Brasil. Por que? pra que? Pra salvar o Brasil do Temer, ou seria pra ganhar visto de entrada? hehehe !!!

    Responder

Andre Coutinho

04 de dezembro de 2017 às 22h21

Tmj !!!

Responder

jose carlos vieira filho

04 de dezembro de 2017 às 20h12

Nós já estamos atolados até o pescoço na tal nova guerra fria, que de nova ou fria não tem nada.
Vejamos:
Macri, Temer.
Paraguay, Perú, Equador, Venezuela, Honduras.
Lava Jato destruindo países por toda a área (Condor II?)
Não se trata de venda de armamento, mas, de criar capacidade de defesa de aliados na região. Países que não são derrubáveis por golpes (tirando México da lista).
Caso o Moreno seja neutralizado no Equador (e o ideal seria uma neutralização do estilo Máfia/CIA), veja um mapa da região.
Imagine nos países citado, e inclua Cuba, sistema de armas simples, móveis e facilmente camuflados conforme no vídeo anexo:
https://www.youtube.com/watch?v=jYBhfXqIn_Q

Responder

    jose carlos vieira filho

    04 de dezembro de 2017 às 20h47

    Complementando, refiro-me a Cuba, Nicarágua, Venezuela, Equador(?), Bolívia.
    Não esquecer que há representante e venda UAZ no Chile e Paraguay.

    Responder

Almir Vagner Pereira Nogueira

04 de dezembro de 2017 às 22h11

Triste! Mais uma vez o mundo vai viver em suspense! O que os EUA, Rússia e China deviam fazer é trocarem seus interesses políticos pela paz da humanidade.

Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h54

    Sao tres paises tao distintos. Os Estados Unidos e o bicho papao, A Russia a pseudo esquerda, mas que no osso eh uma ditadura mafiosa. E a China que escraviza os seus em nome da mais descarada e terrivel ditadura capitalista travestida que ja vimos…

    Responder

Yorkshire Tea

04 de dezembro de 2017 às 19h46

Apenas lembrando que a Rússia é governada por Putin, e Putin, de esquerda, só tem os anos na KGB. A Rússia tem um governo de centro-direita.

Responder

    Joachin

    04 de dezembro de 2017 às 21h27

    Добро пожаловать!

    Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h46

    A Russia nao tem nada de esquerda. Nunca teve, se e que um dia pretendeu….Tudo que fez foi oprimir os povos e o seu proprio. O resto e conversinha de mano.

    Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h55

    Bem Dito !!

    Responder

André Carvalho

04 de dezembro de 2017 às 19h44

Conforme aqui mesmo analisado em outra oportunidade, não é possível não haver um equilíbrio de forças na concertação dos países na geopolítica mundial contemporânea. É mais do que necessário haver contrapontos ao poderio decadente norteamericano. Rússia e China, observando o que vem acontecendo na América Latina (Brasil, Argentina, Paraguai, Honduras…) não poderiam ficar inertes. E estão tomando atitudes corretas!

Responder

Fausto Amaral DE Barros

04 de dezembro de 2017 às 21h42

A Rússia está ciente de que os BRICS voltarão a ser fortes à partir de 1° de Janeiro de 2019.

Responder

Julius Cesares

04 de dezembro de 2017 às 19h36

Quem não esta ouvindo os tambores da guerra deve estar surdo.
A crise econômica de 2008, pivot to Asiae as agressões da OTAN(NATO) movendo-se a oeste acendeu o pavio.

Responder

    Correção

    04 de dezembro de 2017 às 19h54

    movendo-se a oeste

    Responder

    Correção

    04 de dezembro de 2017 às 19h54

    movendo-se a leste

    Responder

    Michael

    04 de dezembro de 2017 às 21h46

    Correto.
    James Baker ” NATO will not move one inch further east”

    e o pacto foi quebrada faz tempo.

    Responder

Cornelis

04 de dezembro de 2017 às 19h28

Putin disse recentemente que a indústria nacional Russa deve estar preparada para mudar para produção militar.
Imaginemos agora um cenário hipotético em que um presidente brasileiro precise que a indústria nacional brasileira deva estar preparada para produzir para a guerra.
Se pensarmos um pouco é óbvio e notório, em se tratando de assuntos sérios, que este pais chamado brezzeww, principalmente o pais dos golpistas de agora, é uma piada das mais ridículas da história da humanidade.

Responder

    Eloiza

    04 de dezembro de 2017 às 19h41

    Vergonhoso.
    O básico de história as pessoas não sabem.
    Ainda confundem Comunismo com Social democracia,
    Hegel com Engels e por aí vai. E isso, na maioria da vezes partindo da ‘dita classe média’ , “dita letrada”

    Responder

José Das Couves

04 de dezembro de 2017 às 21h25

Pô… como a gente faz pra ser parsa dos russos??

Responder

    Maria das Graças de Souza

    04 de dezembro de 2017 às 21h36

    Também quero saber…
    RSRSRS

    Responder

fernando

04 de dezembro de 2017 às 19h24

tomara que a Rússia reabra a base em Cuba, e tb cria bases aéreas e navais na Venezuela, Bolívia, Nicarágua!!!

Responder

    Eloiza

    04 de dezembro de 2017 às 19h43

    Vergonhoso.
    O básico de história as pessoas não sabem.
    Ainda confundem Comunismo com Social democracia,
    Hegel com Engels e por aí vai. E isso, na maioria da vezes partindo da ‘dita classe média’ , “dita letrada”
    Esperar o que dessa parcela de Brasileiro parceiros do GOLPE

    Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h56

    Sim Fernando. Ai e que a grama vai ficar bacana. Grande desejo de Natal.

    Responder

Acm Nascto

04 de dezembro de 2017 às 21h23

Demorou…

Responder

Manoel Furtado Neto

04 de dezembro de 2017 às 21h18

Os Russos são bem-vindos. Aliás, já era hora dos russos se mexerem. As ingerências dos americanos em cada canto do mundo não tem resposta nem resistência. O Brasil nunca teve projeto de afirmação nacional muito menos de imposição de sua economia. Sem isso, não se pode falar em soberania. As forças armadas brasileiras são meramente guarda presidencial que se volta contra o povo, sempre que o presidente se acha vulnerável. Por que temos q aprender inglês e não russo?

Responder

Sillhouette Madeleine

04 de dezembro de 2017 às 21h02

Que venha!

Responder

    Sebastião alves

    04 de dezembro de 2017 às 22h51

    Que nome lindo.

    Responder

Antonio Ravazio Junior

04 de dezembro de 2017 às 21h01

Oque Seria de nós sem os Russos!!

Responder

    Geronimo Oliveira

    07 de dezembro de 2017 às 16h59

    VC esta brincando ne? hahahaha !!

    Responder

Rogerio Antonio

04 de dezembro de 2017 às 20h53

Que venham

Responder

Roberto Oliveira

04 de dezembro de 2017 às 20h51

Sejam bem vindos!!! A Venezuela disponibiliza de muito petróleo, por isso a cobiça dos EUA.

Responder

Hugo Lima

04 de dezembro de 2017 às 20h46

Comunicado na página do Exército Brasileiro está convocando reservistas para se apresentarem imediatamente.

Pra bom entendedor …. se vc for esquerdopata é melhor ir arrumando as malas. Cuba e Venezuela os espera de braços abertos e muita miséria.

EXERCÍCIO DE APRESENTAÇÃO DA RESERVA (EXAR)
* Obrigatório para Homens e Mulheres que foram para a reserva nos últimos 5 anos.
* A apresentação deve ser presencial para quem está no 5º EXAR.
* Para quem está na 1ª até a 4ª, a apresentação pode ser on-line no site http://bit.ly/exarnet

Responder

    Eduardo Alexandre Jorge Izidoro

    04 de dezembro de 2017 às 22h00

    Ô, idiota. O exercício de mobilização é anual, mané.

    Responder

      Wladimir

      04 de dezembro de 2017 às 21h01

      Esperar o que de um bolsominion, só poderia escrever asneiras.


Deixe uma resposta