Haddad no Pânico

” Os EUA montaram esquadrões da morte no meu país” : coronel hondurenha

Por Tulio Ribeiro

17 de dezembro de 2017 : 00h39

Por certo, não é a primeira vez que os Estados Unidos faz soar o alarme em ‘nuestra America’, com seus atos contra o desenvolvimento e a democracia em nossos países. O objetivo é impedir que nossa região possa romper a corrente de fornecedora de força de trabalho e matéria-primas baratas para manter a lucratividade da sua economia.

A diferença é que desta vez a História se passa no tempo presente, ao contrário da Argentina, Chile e Brasil dentre outros, que tiveram seu processo histórico inundado de tortura, crimes e assassinatos no passado, gerada por interesses da nação hegemônica. Deste modo, a situação de Honduras, ainda cabe mudar o final.

A ex-encarregada de Assuntos Internos da Polícia Nacional de Honduras, Maria Luísa Borja, acusou o presidente Juan Orlando Hernández de criar esquadrões da morte, que operam e executam assassinatos e crimes, com números que ascendentes desde que foram oficializado o toque de recolher. Segundo a policial, JOH criou um novo organismo para comandar 11000 policiais com a doutrina criada na década de 80 e usada em 2009 no golpe que retirou o então presidente Manuel zelaya do poder.

A ex-coronel foi taxativa ao indicar a Embaixada e o Departamento de Estado dos EUA com ” apoiador do golpe que mantém o corrupto narcotraficante Hernández no executivo”. Apontou ainda que os Estados Unidos estão por trás da convulsão social que vive o país:

” A Embaixada dos EUA, não só fornecia armas aos esquadrões da morte , mas também pagavam as casas onde levavam as pessoas para torturar e/ou executar. Tudo pago pela Embaixada. Eles estão envolvidos em assassinatos, torturas e crimes que se realizam no governo de Juan O. Hernández.”

As declaração vai de encontro a do militar Aldo Rodolfo Oliva Rodríguez, da Polícia Nacional, quando entrevistado pela UNE TV em 5 de dezembro. Naquele momento, implicou a presidência e os EUA em assassinatos :

“Desde a casa presidencial partem ordens assassinatos seletivos no país. tenho os documentos . esta situação não pode perdurar. Esta é a parte nebulosa da maior potência do mundo. Os Estados Unidos estão intervindo nesta situação porque não querem que Salvador Nasralla seja presidente”

A situação de Honduras se deteriora desde que o atual presidente , usando uma fraude eleitoral na votação de 26 de novembro, tenta se manter no poder. Nestes momentos difíceis que passamos no Brasil, o povo de Honduras e da Argentina nos mostram o caminho de luta contra as adversidades. Afinal, os problemas dos latino-americanos são semelhantes, apenas apresentam datas diferentes.

Tulio Ribeiro

Flávio Túlio Ribeiro Silva é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mar

17 de dezembro de 2017 às 14h44

O Brasil tem que acabar com o pacto dos golpistas com os EUA, enquanto é tempo. Não demos nenhuma procuração ao PSDB, PMDB, Moro, MP e PF para fazer acordos com os EUA em nome do povo brasileiro. Não queremos o beijo da morte dos EUA.

Responder

Janaina Siqueira

17 de dezembro de 2017 às 08h07

Responder

Vera Gerez

17 de dezembro de 2017 às 02h55

Isso é muito grave. Alerta máximo! O maior Império de todos os tempos depois de destruir tudo o que pode pelas bandas do Oriente agora voltou-se vigorosamente contra nossa América Latina.

Responder

Wagner Martins VI

17 de dezembro de 2017 às 02h52

A diferença que nestes país existem Homens de bem que tem amor a patia. Aqui no Brusil, só bocó

Responder

    Anna Maria

    17 de dezembro de 2017 às 14h44

    Não é verdade. Os brasileiros são valorosos e lutadores. É injusto com tantos, inclusive os que perderam o olho com bala de borracha.

    Responder

    Reinaldo Santos

    17 de dezembro de 2017 às 20h57

    Medo!

    Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com