Ciro Gomes ao vivo na Band

Freixo: defendo o direito de Lula ser candidato

Por Miguel do Rosário

30 de dezembro de 2017 : 15h14

Em vídeo, Freixo responde às críticas que emergiram com sua entrevista à Folha.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

131 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

lula 2018

03 de janeiro de 2018 às 17h58

Se o lula ão puder ser candidato, vou de bolsonaro mesmo, se é pra acabar vamos acabar. vamos ver como é que fica esse tal de renan calheiros na mão do capitão.

Responder

jeffbeck

02 de janeiro de 2018 às 08h50

O FREIXO É FROUXO….

Responder

Ronaldo Brito

01 de janeiro de 2018 às 19h25

PSOL sempre foi a esquerda que a direita gosta! Representam a classe média metropolitana de São Paulo e Rio!

Responder

Ronaldo de Almeida Bezerra

31 de dezembro de 2017 às 23h21

Além da lamentável entrevista desse rapaz, não vamos esquecer o que os seus seguidores do seu partido discursavam ‘fora tudo, fora todos’ quando indagados, falavam que até Dilma tinha de cair, ele quer enganar quem? prefere criticar o PT quando deveria criticar a direita e são tantos a começar pela globo

Responder

El Bartho

31 de dezembro de 2017 às 13h36

O frouxo me convenceu, se não permitirem que eu vote no LULA, voto no bolçonazi (se é pra f… então vamos lá), agora no pisol JAMAIS.

Responder

    El Bartho

    31 de dezembro de 2017 às 13h38

    Digo bolçonaro….

    Responder

Jota One

31 de dezembro de 2017 às 10h54

Verdade seja dita: o PSOL sempre serviu aos interesses dos partidos de direita.

Responder

Fernando Terra

31 de dezembro de 2017 às 08h36

Que em 2018 o Marcelo Freixo pare de fazer política no Brasil como se estivesse dando uma aula de Sociologia no IFCS. Entregou o Rio para a Universal de bandeja só porque não quis fazer alianças para além do partidão, porque são puros.
Deveria se candidatar na Noruega.
Lembrando que o PSOL não se resume a Freixo.
Freixo é apenas uma das muitas vertentes dentro do PSOl.

Responder

    MANREL

    31 de dezembro de 2017 às 14h33

    SIMPLES, o Freixo é um estúpido, sempre foi.
    Quiz se pavonear por ser entrevistado pela “FALHA DE SÃO PAULO”, deu um tiro no pé,
    FAIOU!

    Responder

angelo agnelo

31 de dezembro de 2017 às 08h34

Ficha Limpa ou Lei Complementar nº. 135 de 2010:
é uma legislação brasileira que foi emendada à Lei das Condições de Inelegibilidade ou Lei Complementar nº. 64 de 1990 originada de um projeto de lei de iniciativa popular idealizado pelo juiz Márlon Reis entre outros juristas que reuniu cerca de 1,6 milhão de assinaturas com o objetivo de aumentar a idoneidade dos candidatos.[1]

A lei torna inelegível por oito anos um candidato que tiver o mandato cassado, renunciar para evitar a cassação ou for condenado por decisão de órgão colegiado (com mais de um juiz), mesmo que ainda exista a possibilidade de recursos.[2]

O Projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados no dia 5 de maio de 2010 e também foi aprovado no Senado Federal no dia 19 de maio de 2010 por votação unânime. Foi sancionado pelo Presidente da República, transformando-se na Lei Complementar nº 135, de 4 de junho de 2010.[3] Esta lei proíbe que políticos condenados em decisões colegiadas de segunda instância possam se candidatar.[4] Em fevereiro de 2012, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a lei constitucional e válida para as eleições subsequentes, realizadas no Brasil após 2010, o que representou uma vitória para a posição defendida pelo Tribunal Superior Eleitoral.[2]

Responder

Nelson Menezes

31 de dezembro de 2017 às 10h10

Um grande palhaço.

Responder

Katia Silva

31 de dezembro de 2017 às 08h36

Vai PSOL, seguir o caminho do PV

Responder

João de Paiva

31 de dezembro de 2017 às 03h48

Não adianta querer dourar a pílula, Miguel do Rosário. Não adianta defender o indefensável e explicar o inexplicável. Em vez de você se desgastar, tentando explicar e defender o que nem o próprio Marcelo Freixo consegue, limite-se ao trabalho jornalístico, dando espaço ao deputado psolista.

Irônico e curioso que Freixo busque a blogosfera progressista para explicar a patacoada e tente se recuperar da ‘casa de caboclo’ que um jornal do PIG/PPV lhe armou. Mas na hora de conceder entrevista, esse PSOL e a ‘esquerda festiva’ escolhem os inimigos, os veículos do PIG/PPV; apenas para chorar as pitangas esses “esquerdistas” psicodélicos recorrem à blogosfera progressista. É por isso que sempre digo e escrevo: partidos como o PSOL e o PSTU são a esquerda que a direita ama e sempre pediu a Deus.

Responder

Nelson Ficanha

31 de dezembro de 2017 às 05h45

Adoro café, sei quem é Lula de verdade,

Responder

Ana Pessoa

31 de dezembro de 2017 às 03h38

Não confio nesse Freixo!!!

Responder

Lou Salomé

31 de dezembro de 2017 às 03h01

Quer defender o direito do Lula ser candidato? Faça isso direito cara.

Responder

Thiago Horta

31 de dezembro de 2017 às 02h33

Freixo, o fato mais grave foi ter dito que Bolsonaro é honesto.

Responder

Nórci Coelho

31 de dezembro de 2017 às 01h43

Vê se cresce e deixa de ser oportunista. Vá ler deixa de ser analfabeto político. Ou é ignaro ou mal intencionado, não tem escapatória.

Responder

Luciano Bonotto

31 de dezembro de 2017 às 01h33

Sai o vacilão. Ele queria mesmo é que todos se juntassem ao grande Pessol.

Responder

Vitor Costa

31 de dezembro de 2017 às 01h23

Até simpatizo com ele mas vai ser oportunista assim lá longe.

Responder

Evandro Miranda Cardoso

31 de dezembro de 2017 às 01h23

Freixo tá ouvindo tocar bumbo e pensa que é gaita de fole…

Responder

Carlos Malheiros Moreira

31 de dezembro de 2017 às 01h11

Quem não nasceu para ser rei nunca será magestade. Candidato e ser um Marino Silvar,

Responder

JoApaS

30 de dezembro de 2017 às 22h50

Freixo “froxo” é o típico “SEM NOÇÃO”: do BRASIL REAL bem como do BRASIL OFICIAL.. !!
Coitado, tá completamente por fora de tudo da REALIDADE BRASILIS..!!
E pior, arrastando consigo o BOULOS pro mau caminho, ou seja, enfiando-o pela PORTA dos FUNDOS da POLÍTICA NACIONAL !

Responder

Alexandre Kombi Lopes

31 de dezembro de 2017 às 00h47

Tem um pessoal na esquerda que é um pé no saco, policia o tempo todo. Gente chata do caralho.

Responder

Angela Sá

31 de dezembro de 2017 às 00h35

Freixo, tá bom entendi tudo, mas quem milita em mesmo espaço sabe como a banda toca. Foi mal.

Responder

Jean Carlos

31 de dezembro de 2017 às 00h21

FROUXO!!!!

Responder

Maria Luísa Perpétuo

31 de dezembro de 2017 às 00h09

Ficou pior…

Responder

Renata Rocha

31 de dezembro de 2017 às 00h00

Decepção com Freixo.

Responder

Julia Joyce

30 de dezembro de 2017 às 23h05

Esmeraldo Cruz

Responder

Rogério Freitas

30 de dezembro de 2017 às 23h04

Já era PSOL, já era freixo. Já sabíamos o que vcs eram. Só um movimento neoliberal pequeno.burgues. Falta assumir o golpismo.

Responder

Jorge Carlos Do Nascimento

30 de dezembro de 2017 às 22h59

A inveja ainda mata um diabo!

Responder

Fernando Carneiro

30 de dezembro de 2017 às 22h58

Frouxo…

Responder

Wal Weissmann

30 de dezembro de 2017 às 22h56

É patético…..
Lamentável….

Responder

Maria Jose Rego

30 de dezembro de 2017 às 20h52

Senhor Freixo, discordo do senhor. Eu prefiro a esquerda unificado antes mesmo do golpe. O senhor já demonstrou muitas vezes que não gosta do Lula inclusive nem o quis em seu palanque quando candidato a governador. Que pena!

Responder

Jotage

30 de dezembro de 2017 às 20h42

Sr. Freixo, nem todo o papel higiênico do mundo vai deixar sua bunda limpa.
O vídeo só confirma a imundície: Ele acha que o Lula deve ser candidato, mas não vota nele. Deve preferir o Bolsonaro ou mesmo o Temer.

Responder

Maria Aparecida Sacconi Ferreira

30 de dezembro de 2017 às 22h34

já era cara, não tem como remendar uma entrevista tão desastrosa

Responder

gonzales

30 de dezembro de 2017 às 20h12

Esse pessoal do PSOL, são uns golpistas, eles nunca falaram que houve um golpe, ajudaram a direita quando a Dilma mais precisava de apoio, ajudaram a direita promovendo greves nas universidades, nos correios e outras instituições, eles dizem que Temer é ilegítimo por ter 3% de apoio, não por ter havido uma fraude no impeachment, se Temer é ilegítimo por ter 3%, o mesmo eles pensavam em relação a Dilma, além disso eles dão mais entrevistas a imprensa tradicional queos veículos alternativos, lembrando da conversa a portas fechadas que Freixo teve com diretores da Globo na eleição contra Marcelo Crivela, sobrinho do bispo concorrente da Globo.
Isso porque, segundo o psol,; PT, PSDB, PMDB, PP é tudo igual. Psol é um partido golpista.

Responder

Francilene Torres Mourão Rodrigues

30 de dezembro de 2017 às 22h11

Diante de tudo que ocorre na politica essa divisao de votos no primeiro turno é idiota. A democracia foi ferida e se a esquerda estivesse realmente unida ,usaria inteligencia e votaria em Lula pois o mesmo É o favorito a ser o presidente do Brasil.A união da esquerda é fundamental.

Responder

Vilma Correia Barbosa Barbosa

30 de dezembro de 2017 às 21h43

Voto Lula! Voto PT!

Responder

Irance Esteves

30 de dezembro de 2017 às 21h39

Nunca vai ganhar no Rio!!! Desagregador da esquerda! Tem espaço na folha, no globo, no PIG!!!

Responder

José Cordeiro Neto

30 de dezembro de 2017 às 21h39

DEFENDO O PEOJETO DO DEPUTADO JOSÉ MEDEIROS: RÉU NÃO PODE SER CANDIDATO…

Responder

Elyane Feytosa Alves

30 de dezembro de 2017 às 21h30

É hora de união de direita e esquerda! É hora de jogar esse lixão podre do golpe pra fora! Depois a gente limpa a casa!

Responder

Vera Lúcia Campos Costa

30 de dezembro de 2017 às 21h29

Infelizmente agora tá correndo atrás do prejuízo que causou ao PSOL, a Boulos e a si próprio. Muito mais do que a Lula. Infantil

Responder

Reinaldo Ferreira

30 de dezembro de 2017 às 21h22

Independente das posições politicas e do jogo de partidos é claro que as diversas correntes mais à esquerda tem que se unir AGORA! Não dá para esperar mais. Se ficarmos com rusgas pequenas impedindo a união então faremos o jogo da casa grande. PT, PCdoB, PSOL, PST, etc. devem marchar juntos agora.

Responder

Antonio Pascoal Cardoso Rabelo

30 de dezembro de 2017 às 21h19

E a Direita rindo e agradecendo que nem hienas.
PQP!!! Como a esquerda é individualista, heim???

Responder

Mario Bueno

30 de dezembro de 2017 às 21h04

Tá foda, pt fazendo umas lambanças, psol sempre com esse papo de frouxo…. Ou fecha o bonde de uma vez ou para de vender peixe podre, bando de filho da puta, ja tô puto, vai rodar todo mundo

Responder

Mara Andréa Silveira Alves

30 de dezembro de 2017 às 20h59

Pilantra!

Responder

George Leal

30 de dezembro de 2017 às 20h57

Candidato do Psol deve ser #NildoOuriques

Responder

jose carlos vieira filho

30 de dezembro de 2017 às 18h47

Defende o direito, ou vai lutar por êle com todo o país?
Essa pequena diferença separa os homens dos ratos.

Responder

Antonio Passos

30 de dezembro de 2017 às 18h36

Mais um que falou bobagens e se deu mal. Tadinho, ele foi mal interpretado, não teve intenção de dividir. Pois pra mim é um Frankenstein de esquerda criado pela Globo. Tem que correr atrás é do Bolsonaro, pelo menos empatar com ele, antes de querer falar pela esquerda.

Responder

Andréia Assunção

30 de dezembro de 2017 às 20h35

Coitados, não aprendem! Só estão fazendo perder eleitores! Os 1% que tinham! Não aprendeu nem com as eleições do Rio! Oh dó! Vão ter que comer muito angu pra chegar lá viu!

Responder

    Alexandre Pessoa

    30 de dezembro de 2017 às 23h42

    Senhora aprendemos muitos com as eleicoes no RJ, pois enfrentamos a mafia do PMDB de Cabral e companhia limitada.

    Responder

      Rai

      31 de dezembro de 2017 às 12h41

      Enfrentou a máfia do Cabral que causou estrago regional, mais apoia a máfia da lava jato que está fazendo estrago nacional! Ou seja vocês não aprenderam nada! Me poupe!

      Responder

Terezinha Correa

30 de dezembro de 2017 às 20h34

Se ele for candidato eu e minha familia votaremos nele.Ele jamais daria essa miseria de aumento no salario minimo.O povo é ingrato

Responder

João Alexandre

30 de dezembro de 2017 às 20h34

O convencimento venceu a manipulação da mídia golpista.
A esquerda não pode ser ingênua ou subestimar os canalhas da mídia. Já demonstraram isto construindo um golpe e tirando uma candidata de esquerda com 54 milhões de votos.

Responder

Andréia Assunção

30 de dezembro de 2017 às 20h32

Vai te foder Frouxo!

Responder

João Brasil

30 de dezembro de 2017 às 20h30

filhote da pequena burguesia igual ao bolsonaro. Falsos Moralistas da classe média…

Responder

Luzeneide Fernandes

30 de dezembro de 2017 às 20h26

Esse FDP não teve cacife nem para se eleger a prefeito, imagine eleger o Boulos a presidente da Republica..Se manca seu merda !!

Responder

Adriano Simões

30 de dezembro de 2017 às 20h12

Responder

Graça Eloy

30 de dezembro de 2017 às 20h08

Não compro essa sua conversa…falso

Responder

Sonia Laura

30 de dezembro de 2017 às 20h00

Está difícil, O Cafezinho, de tentar consertar… Vai dar, não…

Responder

Luiz Lopes

30 de dezembro de 2017 às 19h49

Pode ser !!!
Tá em qual “campo” !?

Responder

Jose Srur

30 de dezembro de 2017 às 19h38

Na política não tem ingênuo assim como num bordel não tem virgem. Trata-se de um cabo Anselmo , um Aloisio Nunes( que como motorista delatou Maryguella), ou seja um direita com uma roupagem de nova esquerda.

Responder

Paulo Angeli Angeli

30 de dezembro de 2017 às 19h38

Cara idiota.Vem agregar e nao o contrario.Nosso inimigo e outro.

Responder

Barbara Ribeiro

30 de dezembro de 2017 às 19h37

No mínimo tinha que ter gravado a entrevista na íntegra em se tratando de um veículo de comunicação fascista !!!

Responder

Isaias Gonzaga Oliveira

30 de dezembro de 2017 às 19h28

Acho que Freixo tem apoio apenas do Milton Temer e Michel Temer.

Responder

Arthur Bloise

30 de dezembro de 2017 às 19h24

Me poupe….

Responder

Hugo Freitas

30 de dezembro de 2017 às 19h22

Freixos quis limpar sua barra depois das críticas que sofreu nas redes sociais lê-la esquerda consequente. Agora ele vem falar da candidatura divisionista do Boulos. Na entrevista ele posou de inventor dessa candidatura. Freixo, como livre pensador que é, como de resto são os psolistas, se arvorou a dono da verdade e de um estalo na cabeça lançou a candidatura Boulos dividindo ainda mais a esquerda, mostrando claramente que o PSOL não vai se incorporar a uma luta de frente única contra o golpe.

Responder

Paulo Filipe

30 de dezembro de 2017 às 19h12

Esse cara nunca passou segurança. É o tipo de cara que fala uma coisa e faz outra.

Responder

Paulo Filipe

30 de dezembro de 2017 às 19h11

Vocês perceberam que esses caras que ficam em cima do muro , todos são queimados pois eu penso que no fundo eles gostariam de ser isso mesmo que eles relatam nessas entrevistas, senão teriam cuidado na hora de falar.

Responder

Izabel Carvalho

30 de dezembro de 2017 às 19h10

Ele precisa repensar suas falas, querendo se mostrar mais á esquerda em relação ao PT contribui com a direita e presta desserviço ao pais nesse momento critico .

Responder

Paulo Garcia Rosa

30 de dezembro de 2017 às 19h04

Entre o PT e o PSOL,Golbery votaria no último.

Responder

Thiago Nabuco

30 de dezembro de 2017 às 18h56

Mas apoiar o direito de um candidato é o MÍNIMO que se pode fazer. A questão não foi o Lula, foi só que segregar a esquerda é o que se faz desde que ela chegou no país.

Responder

Teresa Andrade

30 de dezembro de 2017 às 18h56

esquerda que divide não interessa

Responder

Paulo Rezende

30 de dezembro de 2017 às 16h49

AÍ O CARA VOTA EM MIM E NO BOLSONARO PORQUE NÃO IMPORTA O QUE A GENTE PENSA, VÊ OS DOIS COMO HONESTOS E CORAJOSOS.
Peça desculpas públicas aso torturados, às famílias e amigos dos mortos pela ditadura, enaltecidos por esse fascista a quem ele se compara. Na verdade, só conhece a teoria, não imagina a dor da tortura!

Responder

Humberto Barbosa

30 de dezembro de 2017 às 18h45

Nossa constituição deveria impor limites às candidaturas , o q evitaria os políticos carreiristas e profissionais !

Responder

Celia Cambraia

30 de dezembro de 2017 às 18h42

Responder

Fabiane Espín

30 de dezembro de 2017 às 18h39

Para mim só mais um pseudo esquerdista que se revela. Esse povo joga do lado da direita.

Responder

Mirian Clemen

30 de dezembro de 2017 às 18h36

Meu voto é do Lula, e se ele não concorrer, meu voto será de que concorrer no lugar dele. #MeuVotoéDoPT

Responder

Berenice Franco

30 de dezembro de 2017 às 18h35

Está cheio de “esquerdistas” que ainda estão nos berçários da maternidade….da vida.

Responder

Caio Fabricius Nazareth

30 de dezembro de 2017 às 18h33

É um pau mandado mesmo… Putz

Responder

Luiz Junior

30 de dezembro de 2017 às 18h29

Coxinha

Responder

Maciel Oliveira

30 de dezembro de 2017 às 18h28

Por que sempre que alguém diz “a esquerda tem que se unir”,é sempre em torno – ou sob as asas – de Lula? Como se Lula fosse o Sol da esquerda em volta do qual todos devessem orbitar… Por que quem prega a união da esquerda e, em última instância, a defesa de Lula, não cobra do próprio Lula que ele se rencocilie com os princípios da esquerda,em vez de se empenhar em promovê-lo como algo que ele já não é mais,a saber,um líder cuja pauta seja tão diferente dos que hoje estão aí? Ou dá pra acreditar que alguém que se alia a Renan Calheiros está mesmo preocupado com o PAÍS?

Responder

Eliane Cavalcante

30 de dezembro de 2017 às 18h24

Não confio nele, ser radical nesse momento só vai piorar a vida do povo.

Responder

Nelzi Costa

30 de dezembro de 2017 às 18h23

Não confio, neste senhor!

Responder

Celina Pereira Massiere

30 de dezembro de 2017 às 18h12

PSOL,a esquerda que a direita gosta. Agora o Chico Alencar é contra o indulto. Isso é pauta da globo. Pauta de direita. Esse é o PSOL.

Responder

Myguel Macyel

30 de dezembro de 2017 às 18h11

Poxa, tinha que ser agora essa entrevista? Não dava pra esperar? Na moral, é esquerda que atrapalha… O PSOL no congresso costuma ajudar, mas fora dele é cada bola fora…

Responder

    Evalson Alves

    30 de dezembro de 2017 às 18h49

    Penso da mesma forma, no Congresso existe nobres combatentes, eles sabem a podridão da política pois estão na batalha lá dentro todo dia. Mas os que estão fora são horríveis.

    Responder

Jucimara Delfim Lopes

30 de dezembro de 2017 às 18h08

Além de F R O U X O , é mentiroso! Ave!!!

Responder

Ivan Silva

30 de dezembro de 2017 às 18h05

quem leva a sério esse frouxo fala asneiras

Responder

Stela Mota

30 de dezembro de 2017 às 18h02

Não convenceu. Quando a vaidade está em primeiro lugar, o povo não tem lugar. PSOL muita vaidade e pouca capacidade.

Responder

Julio Cezar

30 de dezembro de 2017 às 17h55

Izabel Arístocles Carvalho

Responder

Cristiane Amaral Bertolino

30 de dezembro de 2017 às 17h55

Se o sionista do Freixo fosse de esquerda ele não teria espaço da Folha de S.Paulo! Cadê o espaço no mesmo jornal para Lula? Tinha de ser do P$OL!!!!

Responder

Sergio Andrade

30 de dezembro de 2017 às 17h51

Não aguentou a pressão! Ainda bem.

Responder

Eduardo Arães

30 de dezembro de 2017 às 17h48

INFILTRADO.

Responder

Carlos Ribeiro de Freitas

30 de dezembro de 2017 às 17h48

Jura!!!!

Responder

Auri Mainetti

30 de dezembro de 2017 às 17h46

Forçado…

Responder

Wanda Irineu

30 de dezembro de 2017 às 17h42

Tirou a máscara , apenas isso !!

Responder

Maria Ap Stella

30 de dezembro de 2017 às 17h35

Não votaremos em quem não concorda com a política desempenhada por Lula sr. Freixo, Boulos ou qualquer outro!!!! LULA e PT 2018!!!!

Responder

Aylson Manoel

30 de dezembro de 2017 às 17h32

Carlos Fernandes

Responder

Márcia Bernal

30 de dezembro de 2017 às 17h32

O fato é que o PSOL definiu a disputa de espólio. Tb avalia que Lula nao será candidato. Tb projeto para economia do país não teve e continua sem ter. Tb vive de palavras de ordem e amassar barro que dá frutos nunca amassou. E as eleições de 2018 só vão consolidar o projeto hoje em curso. O video está uma fofura só que hoje o que está na pauta é a soberania do Brasil e não fortalecimento das esquerdas a partir destas eleições.basic.

Responder

Jair Galvão

30 de dezembro de 2017 às 15h30

Algumas considerações sobre a entrevista para o Jornal Folha de São Paulo (29/12/2017) concedida pelo Deputado Estadual pelo Rio de Janeiro, Marcelo Freixo do Psol.
Em conversas com alguns COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS do Psol, tenho falado que para além de palavras de ordem o partido precisará apresentar para a sociedade um projeto de nação para o país e um Programa Político.
Penso que um partido político que se reivindica do campo da esquerda socialista precisa dizer que tipo de socialismo defende, e, indicar pistas de como alcançar tais objetivos. Um partido não pode viver de palavras de ordem, pois serão o seu conteúdo e os seus objetivos que mobilizarão o povo para o processo de transformação. Portanto, é a forma, projeto de nação e o conteúdo, programa político, elementos traçados coletivamente que mobilizarão a militância para que se alcance os objetivos.
Contudo, a entrevista de Marcelo Freixo ao Jornal Folha de São Paulo (29/12/2017 – ver: https://www.esmaelmorais.com.br/2017/12/freixo-unir-a-esquerda-pra-que/ ) demonstra, por parte do Psol, mais que a falta (espero que seja momentânea) de um projeto de nação, falta mesmo um projeto de partido, pois que, um partido político de esquerda que escolhe um candidato à presidência da República pelo “arregalar” dos olhos da companheira de uma de suas lideranças deixa muito a desejar, pelo menos se pensamos em um partido de esquerda.
A entrevista de Freixo diz muito mais dele próprio que do Psol (e o digo por conhecer alguns COMPANHEIROS do partido), se não vejamos, em dado momento da entrevista afirma o Deputado: “liguei pro Boulos (Guilherme Boulos, um dos líderes do MTST) e marquei num botequinho bem “vagaba” perto da Av: Paulista…”. Não sabe o Deputado do Partido SOCIALISMO e Liberdade, que são nesses “botequinhos vagabundos” que muitos dos companheiros do MTST, mas, não só eles, “bebem seus pesadelos e destroem seus sonhos” e o fazem por não terem condições de frequentarem os bares e restaurantes da zona sul carioca, por exemplo.
O que chama a atenção nas palavras do Deputado, reproduzidas acima, mais que seu desconhecimento de um botequinho de esquina, é o uso de expressões que desdenha dos seus frequentadores.
Sobre as manifestações de 2013, diz o Deputado: “reconstruir uma esquerda que definitivamente “não entendeu [os protestos de] 2013” pode significar seguir caminhos separados”. Pena que o Deputado na entrevista, não fale o que pensa sobre “2013”. Será o discurso da antipolítica que marcou aqueles protestos, que encanta o Deputado? As manifestações de 2013, Deputado, pariu em 2014 o mais reacionário Congresso Nacional desde a Assembleia Nacional Constituinte de 1988.
Creio que para o Psol ou qualquer outro partido do campo socialista, se firmar enquanto opção capaz de disputar a “gerência” do Estado, já que não vislumbro qualquer sinal de um partido socialista revolucionário no horizonte atual da esquerda brasileira, deva considerar as consequências do “Lulismo”, por seus erros e por seus acertos, ao Psol, acrescentaria outro elemento para reflexão, refiro-me aos seus devaneios sobre as manifestações de 2013.
A propósito de Guilherme Boulos, acompanhei recentemente um debate promovido pela Boitempo, intitulado pós-impeachment e precariado, entre André Singer, Tatiana Berringer, Guilherme Boulos e Ruy Braga, naquele debate felizmente as palavras de Boulos destoam das palavras de Freixo no que diz respeito à unidade da esquerda, o representante do MTST enumera três desafios a serem superado pela esquerda brasileira (conferir o debate: https://www.youtube.com/watch?v=JBBHmlFK5W0) de tal modo, creio eu, que por mais encantador e/ou profético que sejam os olhos da companheira de Marcelo Freixo, que nas palavras dele: “Os olhos dela são meio que termômetro. Falei do Boulos, e arregalaram. Pensei: “Opa, ali tem caldo”. o Guilherme não será o candidato de Freixo, talvez seja do Psol.
Espero mesmo, que a fala do Deputado Marcelo Freixo, seja tão somente o eco de um cacique em formação, que apesar de ter um “penacho” não tem arcos e flechas, para o bem não só do Psol, mas, da própria esquerda.
Jair Galvão
Fortaleza/CE 29/12/2017

Responder

    Mar

    30 de dezembro de 2017 às 19h36

    Então quer dizer que você admite que seu partido não tem um projeto de nação para o país?! Parabéns pela honestidade. Agora me permita uma reflexão, mesmo assim vocês lançam em toda eleição um candidato a Presidência do Brasil, qual a lógica disso? Como vocês pretendem governar um país da dimensão do Brasil sem um projeto?Mesmo assim vocês atacam o único partido de esquerda que apresentou um projeto para nação que foi aprovado QUATRO vezes nas urnas? Mesmo assim vocês apoiam o judiciário golpista que tenta a todo custo destruir este projeto? Como pode apoiar um judiciário que destrói nosso país em prol de interesses escusos?
    Desculpe, mas nesta eleição sei um ativista contra PSOL. O PSOL tem que apanhar nas urnas para aprender a defender os interesses do povo e não de uma casta privilegiada.
    Votar no PSOL para quê, para beijar a mão do Aécio? Para frequentar jantares dos jornalistas da globo? Vote no candidato do PSOL e você terá parlamentares defendendo os privilégios do judiciário e da mídia golpista!

    Responder

      gonzales

      30 de dezembro de 2017 às 20h22

      Suas palavras me representa ao que penso sobre psol, um partido golpista, como diz Rui Costa Pimenta: ” É uma esquerda pequeno burguesa”, não tem ideia da realidade do povo, só mais um partido do tipo eleitoral, esse pessoal do psol acreditam que os seus discursos vão mudar o mundo.

      Responder

Helio Mendes

30 de dezembro de 2017 às 17h29

Todo cuidado é pouco, a mídia chapa branca vai fazer de tudo para rachar a esquerda, ou alguém pensa que é coincidência essa mesma mídia que foi parte importante no golpe, hoje está dando tanto espaço para políticos de esquerda, a intenção é essa, pegar algumas declarações e usarem para rachar a esquerda, só assim eles levarão vantagem.

Responder

Mariuza Bezerra

30 de dezembro de 2017 às 17h28

Não me convenceu

Responder

Roque Lorenzon Jr.

30 de dezembro de 2017 às 17h27

Não adianta mais desculpas.
Se entregou.

Responder

Lucio Valente

30 de dezembro de 2017 às 17h26

Era melhor que não falasse nada. O conserto é pior que a entrevista, que obviamente foi feita para dividir e não para construir, não por acaso para a Folha

Responder

Lello Pereira

30 de dezembro de 2017 às 17h26

Vem se explicar mas não vejo EMPENHO nem VONTADE de mudar este quadro. No fundo, dá na mesma. Seguimos com os golpistas baixando salários, vendendo o país, muito juntinhos e unidos se preparando pra não largar o osso em 2018.

Responder

Tainá Reis

30 de dezembro de 2017 às 17h26

Deixa o cara ser candidato. Se o povo for inteligente, NINGUÉM vai votar nele msm

Responder

    Wagner Soares

    30 de dezembro de 2017 às 17h36

    Conceito de inteligência passa por votar no candidato q vc acha q é o melhor? É isso?

    Responder

Emiliana Carvalho Herrmann

30 de dezembro de 2017 às 17h21

Pateta

Responder

Jorge Schroeder

30 de dezembro de 2017 às 17h20

também, vem cá, o Freixo ao dar entrevista para a folha golpista esperava o quê mais??? ingênuo???

Responder

    Roque Lorenzon Jr.

    30 de dezembro de 2017 às 18h08

    Os chefes dele os think tanks norte americanos mandaram ele dizer isso.
    Ele os patrões dele pensaram q conseguiriam como fizeram no pós segunda guerra em TD mundo criar uma esquerda fake p confundir e dividir o povo.
    Mas o povo mudou e acordou.
    Se fuderam completamente.
    E só p registro pouco tempo atrás o outro fake o Willis disse q na Venezuela oq se tem lá é uma ditadura (onde sempre estão ganhando no VOTO suas ELEIÇÕES).😂😂😂😂

    Responder

Juju Maestri

30 de dezembro de 2017 às 17h19

Se nem a esquerda consegue se unir. Aí dificulta né! Tem q unificar e não dividir

Responder

    Prudencia Santos

    30 de dezembro de 2017 às 18h08

    A direita toda parelha p nos fu… e a esquerda um grita e o outro não ouve.

    Responder

Pedro Nunes

30 de dezembro de 2017 às 17h18

Agora a merda já foi feita, burguesinho de merda.

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com