Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Walter Sorrentino: “Isolar Ciro foi intento da direita, por que a insanidade política de ajudá-la nisso?”

Por Miguel do Rosário

21 de julho de 2018 : 08h55

“PSB neutro na eleição presidencial é isolamento também, e mesmo que involuntariamente, seria problemático alheamento de tudo que está em jogo para os destinos do Brasil.”

***

Pactuação progressista se impõe, por Walter Sorrentino
20 DE JULHO DE 2018

Por WALTER SORRENTINO

As pressões internas e forâneas inclinam o “centrão” em direção a Alckmin. Surpreendente? Nem tanto. Nunca houve por que subestimar as forças do establishment em grandes pactuações em momentos de crise no Brasil. Um norte sempre claro: garantir os interesses das oligarquias econômicas e políticas sempre que ameaçadas por qualquer processo de mobilização popular.

Não haveria por que ser diferente dada a ofensiva sem escrúpulos com a ruptura do pacto democrático e mantendo Lula prisioneiro político, sem provas, em processo faccioso e no qual não se esgotou o trânsito em julgado.

Confirmado o bloco de forças de Alckmin, Bolsonaro ficará isolado e até poderiam sobrar duas possíveis vagas ao segundo turno, se houver. Mas o fato central, nesse caso, é que a direita se une mais que a esquerda.

Quatro importantes forças de esquerda e centro-esquerda, esperança das forças progressistas e democráticas, pelos interesses do povo, marcharão isoladas num quadro desses? Isolar Ciro foi intento da direita, por que a insanidade política de ajudá-la nisso? PSB neutro na eleição presidencial é isolamento também, e mesmo que involuntariamente, seria problemático alheamento de tudo que está em jogo para os destinos do Brasil. PCdoB, PT e PSOL, cada qual em sua trilha, também marcharão isolados?

Por que? A quem interessa? As respostas não são tão obscuras assim, invocam uma concepção de tática sobre a frente ampla em face da análise concreta da realidade concreta de forças em confronto. Isso por sua vez, indica leituras diversas sobre os riscos que ameaçam a nação brasileira, exigentes de um norte claro para mudar essa rota, a de um projeto nacional de desenvolvimento – enquanto ideário, plano e estratégias maduros para levá-lo adiante. Em distintas medidas, esses partidos e forças o subscrevem. Então, por que isolarem-se?

A incrível força de Lula é um esteio poderoso e pode ser posto a serviço disso. Sabendo que só as forças populares podem sustentar o rumo para, vencendo as eleições, poder tornar realidade Lula Livre.

Ainda face à realidade concreta, se não for possível unir a todos, que estabeleçam uma estratégia comum para garantir presença no segundo turno e ousar vencer. É possível. Uma pactuação progressiva sem vetos de nenhuma espécie.

Por Walter Sorrentino (Médico e vice-presidente nacional do PCdoB)

Artigo publicado originalmente no site do autor.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alberto Lima

23 de julho de 2018 às 10h55

Vou de Ciro Gomes!
Com ou sem Lula e acabou-se!

Responder

Carlos

23 de julho de 2018 às 09h13

Ciro achou que não ser contra a prisão de Lula ia ter apoio da Direita, se ferrou.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Benoit

23 de julho de 2018 às 06h47

Em qualquer lugar do mundo a esquerda estaria contente de ter um candidato como o Ciro e trataria de agir para que ele se tornasse o presidente. Ele tem o melhor programa, tem experiência, tem uma energia inigualável. Se o Ciro fosse de direita a direita estaria felicíssima porque ele viria a ser o presidente do Brasil. Mas o Ciro é o candidato mais viável da esquerda e a direita no Brasil começou a espalhar que o Ciro era de direita. A esquerda brasileira caiu nesse conto mais infantil que existe e começou ela mesma a atacar o Ciro. “Por que o Ciro é de direita? – Sei lá, mas a direita está dizendo que ele é de direita e por isso ele deve ser de direita”. O truque funcionou e a esquerda no Brasil quer agora eleger o “Nada”, que é o apelido de um candidato da direita.

Responder

Aliança Nacional Libertadora

22 de julho de 2018 às 23h19

Talvez com essa união até soltem o Lula……péraí……tem gente aí que quer que o Lula continue preso e agora diz que não…..mesma galera que agora diz querer o Lula Livre….livre….não candidato……só que lá no começo não saiu nas fotos da esquerda…..tava nos EUA…..Urubu arrependido…

Responder

    Marcelo Abb

    23 de julho de 2018 às 07h55

    Meu velho,

    Tenho acompanhado os seus comentários e da sua trupe petista por aqui.

    Numa boa, se o brasil afundar por causa dessa BURRICE de vocês, elegendo Alckmin ou Bolsonaro, eu quero ver o que vocês vão fazer.

    As vezes tenho a sensação que é isso que vocês querem, ver o mar pegar fogo para comer peixe frito. Para depois poder dizer: “viu, eu avisei!”.

    PENSEM NO PAÍS, PORRA!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responder

      Marcus Padilha

      23 de julho de 2018 às 13h25

      A mesma cantilena de sempre: A culpa foi do PT, a culpa é do PT, a culpa SERÁ do PT… Se olhem no espelho ao menos uma vez. A culpa é do CIRO. Se ele fosse menos traíra e mais amigo do Lula/PT do que dos lavajateiros o CIRO não teria inviabilizado uma união da esquerda.

      Responder

    Alan Cepile

    23 de julho de 2018 às 10h54

    Fotos? Que fotos? Do Lula abraçando o Renan golpista Calheiros na caravana pelo nordeste?

    Responder

Marianne

22 de julho de 2018 às 20h00

Será que Ciro teria a GRANDEZA de apoiar uma provavel chapa Lula e Manoela ?
A meu ver ( e de muitos eleitores) ele não merece ser vice de Lula..

Responder

    Alan Cepile

    23 de julho de 2018 às 11h04

    Gente, vamos acordar por favor!!

    Lula NÃO será candidato, vcs confiam demais nessa justiça fajuta!

    O suposto poste do PT não vai pegar todos os votos do Lula, as pesquisas estão mostrando isso, inclusive 4% vai votar na direita, fora quem prefere Ciro e até Marina. imagine quando a propaganda eleitoral começar, vão bombardear o poste e a tendência é perder mais votos, Lula tem A SEGUNDA MAIOR REJEIÇÃO, só atrás do bolsonazi.

    A estratégia do PT está totalmente errada pq espera por um candidato que todos sabem (até o próprio PT) que vai ser barrado. É uma tática suicida, o PT só está perdendo tempo pq é complicado algum partido dar um cheque em branco e apoiar um partido que nem candidato tem.

    Agora, o mais deprimente é saber que para o PT é melhor a direita vencer do que a esquerda não petista, mostra que o PT não se importa com o Brasil, se importa somente com o seu umbigo.

    Responder

Marianne

22 de julho de 2018 às 19h55

Torço pela UNIÂO das esquerdas que a meu ver tem grandes chances de derrotar o Alckmin e “A QUADRILHA” do centrão mas quanto ao Ciro acho que ele errou feio e muito, desde que se afastou CLARAMENTE de Lula com comentários e ações (quase?) maldosas…

Responder

Benoit

22 de julho de 2018 às 09h54

Em qualquer país do mundo a esquerda estaria contente em ter um candidato como o Ciro numa situação dessas. O programa dele demonstra capacidade de entender o que está acontecendo com o Brasil, competência e uma energia inigualável.

Responder

Gustavo Corrêa

21 de julho de 2018 às 23h40

Belo artigo! A esquerda precisa se unir, ser apenas um pra ganharmos no primeiro turno lula-ciro seria uma força extraordinária com força o suficiente pra levar no primeiro turno!

Responder

    Marianne

    22 de julho de 2018 às 19h59

    Será que Ciro teria a GRANDEZA de apoiar uma provavel chapa Lula e Manoela ?
    A meu ver ( e de muitos eleitores) ele não merece ser vice de Lula..

    Responder

Regis

21 de julho de 2018 às 22h43

Que projeto de Nação teremos, sem o controle do Pré Sal? Alckmin já avisou que irá privatizar tudo. Bolsonaro, pateta de patente militar, é extrema direita, logo, a favor da privatização. Que país é soberano sem o controle de suas riquezas estratégicas? Logo, do jeito que anda o golpe, não precisaremos nem mais das Forças Armadas. Qual será sua função, em um país de joelhos frente ao Império estrangeiro? Logo os soldados brasileiros estarão lavando o banheiro nas bases militares dos EUA implantadas em nosso solo.
Rússia e China tem governo no controle de suas riquezas estratégicas, por isso são respeitadas internacionalmente. Aqui, a elite do atraso, sempre lambe as botas do Império, e nas férias vão à Miami fazer compras e visitam Walt Diney para ver o Mickey e o Pateta.

Responder

Stalingrado Lula da Silva

21 de julho de 2018 às 18h58

O candidato da esquerda é Lula.
A direita colocou-o na cadeia e quer deixá-lo mudo, como se isso fosse retirar sua força política.
Ciro tem o direito de postular sua candidatura, mas querer se intitular o salvador da pátria é brincadeira.
Lula será impedido de disputar, como todos sabem, mas abrir mão de sua candidatura seria ser derrotado antes da disputa.
Lula elegerá seu sucessor, conforme atestam todas as pesquisas.
#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

Alan Cepile

21 de julho de 2018 às 18h48

Pq ajuda-la??

Pq o PT prefere a direita a ver a esquerda não petista no poder.

Não se importa com o Brasil, se importa com estar no poder, o resto fo%#-se.

Responder

Ultra Mario

21 de julho de 2018 às 16h07

O Ciro é velho da política, tem experiência de sobra em diversos cargos, sabe governar e sabe proteger o seu governo. E o mais importante, tem ambições enormes para o povo brasileiro porém com o conhecimento técnico de como fazer, daonde vem o dinheiro pra fazer, etc.

Me enlouquece pensar que um cara desses tem que correr sozinho, mas enfim, a gente não pára.

Responder

Ediverte

21 de julho de 2018 às 12h49

Ótimo!
Parabéns!
Ciro e o único candidato de esquerda viável!
A posta no lula e perigosa!
Não para o PT, se for impedido, este será o slogan da campanha de sua bancada!
Se não for, beleza!
Aposta q pode, pode sim eleger bonsonaro!
Não é problema do PT!
É nosso problema!
Nada contra a estratégia partidária, mas q o PT lembre “se a esquerda perder legítima o fim, do nosso pequeno projeto de nação!”
É PT será comprado por isso, e se acontecer só adia o fim do PT por quatro anos!

Responder

Glauber Tocha

21 de julho de 2018 às 12h37

Tá chegando a hora! Lula ou nada! Levante das tochas! Queima de vampiros!

Responder

    Jessé Guimarães

    21 de julho de 2018 às 23h46

    Pelo visto vai ser nada.Creio que a esquerda pode estar cometendo um crime contra o Brasil. Eu nunca vi tanta insanidade política.

    Responder

      Adrian

      22 de julho de 2018 às 12h27

      Baile tático da direita em cima da esquerda. Lamentável.

      Responder

      Marcelo Abb

      23 de julho de 2018 às 07h58

      Também nunca vi tamanha burrice política.

      A direita já se articulou.

      Alckmin terá mais tempo de TV, mais dinheiro, mais bancada, mais prefeitos, mais governadores, mais deputados…

      E nós?

      Vamos continuar apostando no JESUS CRISTO INÁCIO LULA DA SILVA?

      Vamos continuar achando que Lula PRESO, condenado em segunda instância, será a nossa salvação?

      Acordem para a vida, porra!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      União agora em torno de Ciro, em 2022 vocês voltam com a merda de candidato que quiserem!

      Responder

Claudio Mesquita

21 de julho de 2018 às 12h30

Que fixação pelo Ciro tem um certo pessoal aqui. O artigo só menciona o Ciro uma vez e a maioria dos comentários se dedica a desanca-lo. Sempre os mesmos clichês, porque o Ciro é de direita, está negociando com o centrão, e por aí vai.
Ninguém se lembra que o Lula na caravana pelo nordeste subiu no palanque com o Renan.
Periga eu ser chamado de cirista assim como o Miguel, a quem respeito muito desde muito tempo, sempre fazendo análises sensatas, procurando trazer uma discussão equilibrada sobre a situação trágica que estamos vivendo.
Estou com a Manuela, que sempre tem apoiado Lula, e disse uma frase que me parece ser o mote do Miguel também: “A gente não tem o direito de não ganhar essas eleições”.

Responder

Marcos

21 de julho de 2018 às 11h19

O autor parece chateado pela manobra do seu partido de lançar uma pseudo candidatura e retirá-la no último minuto para apoiar Ciro Gomes ter fracassado totalmente.

Responder

    Aliança Nacional Libertadora

    22 de julho de 2018 às 19h01

    Como certeza…..tive a mesma impressão……com a candidatura de quem se recusa a ser um “puxadinho”…..pode sumir……não indo pro segundo turno…..será obrigado a pleitear um puxadinho…..seja no governo do Lula ou no do PT no Ceará……. triste para quem só precisava falar pouco mas muito……e não o contrário….

    Responder

alexandre de oliveira gomes

21 de julho de 2018 às 10h36

Sinceramente, essa lerdeza da esquerda está me deixando é mais desesperançoso.
Por mais que gritem por união, ninguém se move.
São as mesma pautas e ninguém se une. Todo mundo quer ser protagonista.
Período de campanhas vai ser menor, menos tempo de TV e ninguém parece preocupado com a força que a direita vem adquirindo.
Já me imagino obrigado a votar em Alckmin para não votar em Bolsonaro no segundo turno (isso se esse quadrúpede não levar no primeiro).

Responder

    Nostradamus ( Consultores políticos & cia.)

    21 de julho de 2018 às 11h37

    Jogue-se nos braços do povo! Confie no velhinho de peito aberto! Pare de tremer de medo que o alquimista não vai ganhar nada muito menos o atirador. Aquele tem a pele do Temer colada ao corpo e este já repugna as criancinhas e suas vovós. Está tudo certo com a esquerda! Ciro é Ciro. Lula é Lula. Quem tem que ser hospitalizado com brotoeja é o pessoal da direita que já está endoidando e vai baixar hospício após a próxima pesquisa eleitoral !!! Lula livre! Grita Ciro! Levante das Tochas! Vamos queimar essa vampirada! É só verem a luz do fogo que vão se cagar-se todos!

    Responder

      Nostradamus

      23 de julho de 2018 às 09h24

      Vão cagar-se – corrigindo o texto anterior. E aproveitando. Tem comentário próprio que afirma que a esquerda isso aquilo e o escambau, que o PT idem, que a intriga começa sempre lá do outro lado. Mentira deslavada. Isso não é nada oficial, é apenas opinião pessoalíssima e equivocadíssima! Quando verem a foto de Lula e Ciro abraçados vão engolir a língua. Parecem primatas da política! Ou são infiltrados.

      Lula Livre! Lula ou nada!

      Responder

Fábio Ribeiro

21 de julho de 2018 às 10h10

No painel da Falha de São Paulo, muito citada aqui, diz que o PDT tem medo do Ciro ser visto como o Bolsonaro da esquerda. Sintomático!

Responder

    Dio

    21 de julho de 2018 às 10h22

    Ciro quis ser visto como candidato do centrão, que tem como ideologia o fisiologismo.
    Perdeu!
    Pq desde o início ele deveria saber q só tinha vaga pra ele na esquerda, a qual ele rejeita ainda. A esquerda até q enfim se afastou do centrão e ciro tentou arrastá-la de volta, faltou-lhe força
    Logo, fisiologismo puro.

    Responder

      Ultra Mario

      22 de julho de 2018 às 02h45

      Como que um candidato que anuncia, aos 4 ventos, um programa de governo 10x mais progressista do que o do PT, quer ser visto como centrão?

      Pára com essa birrinha contra o Ciro cara. Vai ver o programa do PT. Não tem nem uma palavra sobre cobrar mais impostos dos ricos e menos dos pobres. Coisa que o Boulos, a Manuela e o Ciro já se comprometeram a fazer. Quer dizer, o PT pode xingar e humilhar o Ciro a vontade por anos, mas ele não tem direito de tocar o seu barco? Fala sério né.

      Responder

        Alan Cepile

        22 de julho de 2018 às 13h11

        “Como que um candidato que anuncia, aos 4 ventos, um programa de governo 10x mais progressista do que o do PT, quer ser visto como centrão?”

        Não me surpreende que nenhum petista respondeu…

        Responder

        Marcelo Abb

        23 de julho de 2018 às 08h02

        É isso aí.

        Uma vergonha essa militância petista ferrenha de 2018 que saiu do armário.

        De repente começaram a querer bancar os esquerdistas puro sangue. Só faltam sair nas ruas com boina de che guevara e camisa de Marx.

        Para que tá feio, companheirada.

        O PT em 13 anos não fez reforma tributária.

        No programa de governo atual nem sequer é citado o imposto sobre os mais ricos.

        Vão ler o programa, as propostas, o histórico, a experiência e o discurso do Ciro.

        Me digam se existe uma falha sequer, uma mácula que o desabone como candidato progressista.

        Vocês vão morrer e levar o brasil junto com vocês neste suicídio político. Vão ser obrigados a ir para o segundo turno com a foto do Lula embaixo do braço, a bandeira do PT pendurada no pescoço, mas tendo que votar em Alckmin ou Bolsonaro.

        Aliás, deve ser isso que vocês querem. Se é LULA OU NADA.

        ALCKMIN + BOLSONARO = NADA.

        Deve ser isso, tá explicado.

        Responder

          Marcus Padilha

          23 de julho de 2018 às 13h33

          Ah claro, e o imperador Ciro primeiro fará a reforma tributaria “nos 6 primeiros meses”…

          rodrigo silva

          23 de julho de 2018 às 14h58

          Oooh, meu fio, ai tb não! Acho importante, sim, que Ciro se posicione nos 6 primeiros meses. Mesmo se tirarem ele de lá, fica claro pra todo mundo que o atual Legislativo não aprova uma agenda progressista no Brasil. Se isso acontecer, ai a briga é com o povo, pois assim ele começa a entender o seu papel, começa a participar diretamente da gestão do país.

          Esse mesmo povo é muito explorado e não teve a intermediação necessária do PT, enquanto o mesmo estava no poder(talvez o PT estava muito ocupado negociando eternamente com nossas oligarquias). O povo não entende como uma partido da Esquerda seguiu uma agenda de governo conservadora, aliás, mais à direita que os próprios republicanos norte-americanos. E não venham me dizer que política compensatória é política progressista, pois até Milton Friedman as recomendava dentro de certas condições.

          Durante a greve, foi hilário ver os caminhoneiros xingando um governo extramente neoliberal, com o golpista Temer, de comunistas e socialistas. E se Dilma não sai, essa mesma agenda conservadora continuaria por mais um mandato, só que agora na versão “FIESP”.

          Por falta dessa comunicação direta com o povo na gestão do país, pois o PT infelizmente negligenciou a pauta durante seu governo, é que temos baixa consciência de classe. Aí temos monstrengos políticos das mais variadas naturezas: petistas raivosos e ressentidos, bolsominions raivosos e ressentidos… e por aí vai!

          rodrigo silva

          23 de julho de 2018 às 17h54

          Dada à baixa consciência de classe, acho que o PT e Ciro erraram em suas estratégias.

          O PT acreditou acreditou que dançar por 13 anos com a oligarquia renderia frutos para classe trabalhadora, “deu no que deu…”

          E Ciro acreditou que seu projeto de país, que na verdade é uma síntese de muitos especialistas progressistas, seria bem acolhido pela “Esquerda” devido à ousadia em enfrentar nossa oligarquia que tanto enfraquece nossa democracia. Acreditou que seu pragmatismo poderia dar forma à tão “contraditória e sonhadora Esquerda”.

          Assim, um partido progressista governou por 13 anos com um política econômica conservadora. E não venham me dizer que política compensatória é coisa de esquerda, pois até Milton Friedman as recomendava em determinadas circunstâncias econômicas. E hoje, o povo não consegue entender mais nada. Até os caminhoneiros grevistas insultavam o Governo Ultraliberal Temer de “comunistas”, “socialistas”.

          Enquanto não existir um governo que dialogue com o povo sobre o rumo do país e eleve a consciência de classe, teremos esse Fla-Flu, esse ptminions x ciristas…

Jair de Souza

21 de julho de 2018 às 10h03

Só uma perguntinha para o Sorrentino: Por que Ciro, um candidato com baixa projeção entre os eleitores, com insignificante inserção popular, inscrito num partido quase insignificante (PDT), teria de ser a prioridade para os demais partidos de esquerda? Se Ciro tivesse algum peso real não dependeria do centrão (na verdade, direitão) para ser levado em conta. Não quero lançar Ciro Gomes de volta aos braços da direita, gostaria muito de contar com sua participação ao lado das demais forças progressistas na luta para pôr fim à ditadura judiciário-midiática que se instalou no país. Mas, ele deve estar disposto a servir como mais um elemento de soma para viabilizar esta conquista, e não esperar que todas as outras forças progressistas se coloquem a serviço de seus interesses. Fosse ele, de fato, uma verdadeira expressão política com raízes sólidas entre o povo, não haveria porque não segui-lo.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?