Haddad no Ceará, ao vivo

O discurso de Roberto Viana em defesa de Ciro Gomes

Por Miguel do Rosário

11 de fevereiro de 2019 : 23h44

No dia 7 de fevereiro, após Ciro ser vaiado e xingado por militantes petistas em Salvador, o presidente do Movimento Darcy Ribeiro, Roberto Viana, subiu ao palco e fez uma emocionante defesa de Ciro Gomes, que ainda estava no palco, sentado.

Viana lembrou todos os anos de luta do trabalhismo pelas causas sociais no Brasil, desde Getúlio Vargas, Jango e Brizola, e que hoje tem Ciro como porta-voz principal.

Assista e comente.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

31 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

nelson

13 de fevereiro de 2019 às 16h35

ciro é LIXO TÓXICO nada mais.

Responder

Berenice

12 de fevereiro de 2019 às 23h33

É Miguel, votei em Ciro, porém, me arrependi odeio covardes, como é que viaja para Paris sem ao menos se preocupar com o futuro do país, desculpa aí, mas, não dá para perdoa lo.

Responder

Pantaneiro

12 de fevereiro de 2019 às 15h36

É engraçado ouvir críticas ao Ciro sobre “não ser de esquerda o suficiente”.

Todos temos contradições.

O PSOL transformou-se em uma extensão do Partido Democrata dos EUA, identitário de cabo a rabo e rei da (somente só) da lacrosfera. Não ganhará jamais cargos no executivo porque não sabe lidar com a realidade da administração pública. É mais fácil falar, gravar e postar na internet. A hype é ganhar um ou outro cargo eletivo proporcional, propor centenas de projetos de lei que jamais serão aprovados e buscar incessantemente esvaziar as sessões (é mais fácil não dar quórum do que aprovar/reprovar alguma proposição, né?). Tudo isso à base de muitos e muitos views e emojis.

O PT, depois de anos surfando na onda do moralização da política, virou maioria em todos os espaços institucionais do país e não mudou em absolutamente NADA as velhas práticas. Preferiu incluir pelo consumo os milhões que alegadamente saíram da pobreza (meia crise depois, todos lá de volta, abaixo da linha da miséria). Insiste em culpar todos os outros dos seus próprios erros. Lula, uma das maiores lideranças populares da história, cagou nas calças, fez negociatas baratas (das quais não precisava) e bovinamente encaminhou-se pras masmorras de Curitiba. Isso pra não falar na presepada da Carta aos Brasileiros e a sua pronta realização nos anos de governo (também conhecida como o “O boquetinho nos banqueiros”). Por fim, colocando uma pá de cal na história do movimento operário de verdade, afeiçoou-se aos identitários, nos apresentando o bizarro espetáculo de um monte de velho morfético babão falando de feminismo e racismo.

Mas tá ok. Só o Ciro tem contradições, né?

Fodam-se as contradições dele. Tô com ele e não abro.

Responder

    Carlos Eduardo

    12 de fevereiro de 2019 às 17h44

    Excelente comentário.

    Responder

Marcus Vinicius Machado Padilha

12 de fevereiro de 2019 às 13h43

O PDT de hoje tem muito pouco a ver com o PDT do passado. Acho que Brizola teria até vergonha! Ou já esqueceu do Lasier Martins (dentre outros) votando a favor do impeachment?

Responder

Justiceiro

12 de fevereiro de 2019 às 12h18

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

Cada dia tá mais gostoso de ver a briga da vermelhada.

Matem-se a todos que o Brasil vira uma Dinamarca.

Responder

    Alan Cepile

    12 de fevereiro de 2019 às 13h17

    Foi uma Dinamarca até 2003 né??

    kkk

    Responder

Wilton Santos

12 de fevereiro de 2019 às 12h00

Se os cirominions fossem tão raivosos assim contra o Bolsonaro como são com o PT, certamente esse governo não teria vida fácil. Antes o PSOL era antipetista raivoso, agora são são os ciromínions. O PDT e o Ciro quer crescer na onda antipetista e atrair os votos dos bolsomínions arrependidos.

Responder

    Zé Maconha

    12 de fevereiro de 2019 às 13h05

    Não compare o PSOL ao Ciro.
    O PSOL era crítico ao PT quando Lula tinha 90% de aprovação e Ciro bajulava Lula.
    O apoio na hora difícil é o que vale , também é válido ser crítico nas horas em que tudo vai bem.
    O comportamento do PSOL é coerente desde o começo , já Ciro é uma biruta que segue os ventos , não tem convicção sobre nada.
    Quantos partidos você já ouviu dizer que fizeram oposição a um homem quando ele tinha poder e depois ficaram ao lado dele no momento mais difícil?Como o PSOL fez.
    Ciro fez exatamente o oposto.

    Responder

      Wilton Santos

      12 de fevereiro de 2019 às 15h41

      O PSOL da Luciana Genro e do NIldo Oriques não tem nada a ver com o PSOL do Boulos e do Juliano Medeiros. Antes era um partido extremamente sectário e com discurso antipetista virulento.

      Responder

CezarR

12 de fevereiro de 2019 às 11h24

Que espetáculo! É isso mesmo! O PT só quer o vinde a mim. Como se apequenou esse partido. Sou como esse cara aí, estive com o PT em quase todos os momentos, briguei com amigos e familiares por conta desse partido, aí, quando eu esperava um gesto de grandeza do Lula, o gesto não vem. Pior, em seguida vem a rasteira, a traição e os ataques. É fácil dizer que o Lula não diz um pio sobre o Ciro, quando tem um monte de dirigentes, influenciadores digitais e blogs que fazem esse trabalho sujo por ele.

Responder

Zé Maconha

12 de fevereiro de 2019 às 11h03

Roberto quem?
Sobre o fim do décimo terceiro , nada.
Sobre os laranjas do PSL , nada.
Sobre a espionagem que a ditadura miliciana fez contra a Igreja Católica , nada.
Pra que informar os leitores né Miguel?
Melhor bombardea-los com opinões pró Ciro.
Enquanto isso quem lê veículos que realmente informam sabe que Ciro liberou aliado do PDT para ajudar o governo anti-católico e miliciano a aprovar a reforma da previdência.
Ciro , que nunca trabalhou , quer que vocês trabalhem 52 anos para capitalizar o suficiente pra ganhar um salário mínimo.

Responder

Socorro

12 de fevereiro de 2019 às 11h02

Decreto do desgoverno bolsonarisa autoriza “transferir” 600 bilhões da previdencia para pagar dívidas. O pato tá custando caro ao povo.

Responder

Socorro

12 de fevereiro de 2019 às 10h57

Pai do chanceler do desgoverno bolsonarista se opôs a extradição de nazista que se escondia no Brasil..O ministro da reforma da previdencia é fã do general Pinochet.

Responder

Luiz

12 de fevereiro de 2019 às 10h29

MIguel, está ficando difícil ver você nesse defesa indefensável de Ciro. Ciro tem um projeto pessoal de poder e mais nada. Ciro nunca será uma liderança confiável. Já defendeu Temer e agora se agarra aos milicianos. Ciro tem um projeto próprio que nunca passou perto do Brasil.

Responder

    Carlos

    12 de fevereiro de 2019 às 11h59

    O ex- presidente Lula escolheu pessoalmente a ex- presidente Dilma Roussef pra ser a sua sucessora nas eleições de 2010, assim como a apoiou na campanha vitoriosa de 2014. Da mesma forma o ex- presidente Lula escolheu pessoalmente o Michel Temer para ser vice da Dilma Roussef e assim acabou o colocando na linha sucessória da ex- presidente Dilma Roussef. O Michel Temer acabou depois assumindo a presidência da República em um processo de impeachment amplamente apoiado pela população brasileira. O poste escolhido pelo ex- presidente Lula (a ex- presidente Dilma Roussef) deixou o governo com altos índices de impopularidade e com a maior crise econômica da história brasileira, gerando milhões de desempregados. O ex- presidente Michel Temer (que também é um fruto do PT), acabou deixando a presidência da República com baixos índices de popularidade.

    Responder

luiz mendonça

12 de fevereiro de 2019 às 09h46

O rapaz parece esquecer que o PT convidou Ciro p/ participar das eleições, como vice,e, consequentemente
cabeça de chapa com a inviabilidade de LULA concorrer.Mas a VAIDADE DE CIRO não permitiu que isso ocorresse.

Responder

Alan Cepile

12 de fevereiro de 2019 às 09h32

Não adianta, boa parte da petezada colocou a viseira de cavalo e protetor auricular, não quer enxergar, nem ouvir, depois reclamam que os radicais são os bozominions, vai entender….

Responder

Júlio César

12 de fevereiro de 2019 às 08h43

O problema que uma parte da esquerda, o PT, pensa que são os únicos defensores das causas sociais. Sempre! Votei no Lula, .meu voto seria dele se fosse candidato. Mas o poder lhe subiu à cabeça, o fez pensar que com seu nome elegeria qualquer um a presidente. E diante de todo cenário possível e contrário lançou o Adad, quando todas as pesquisas mostrando que o único que superaria o Bolsonaro era o Ciro. Mas não demonstraria a força do Lula, que à duras penas viu se que não era tanto assim. Agora atacam o Ciro. Eu pergunto: de que lado estão esses que atacam o Ciro?

Responder

    Dilbert

    12 de fevereiro de 2019 às 10h58

    Ainda essa neura de que Ciro era o único que venceria no segundo turno mesmo não conseguindo chegar lá???

    É quase como um atleta sem índice olímpico pedir a outro com índice que abandone as olimpíadas pq ele seria o único em condições de ser medalhista…

    Responder

FR Albuquerque

12 de fevereiro de 2019 às 07h21

O Ciro Gomes nunca me enganou. Está no PDT por pura conveniência pois no PDT, como na maioria dos outros partidos, entra qualquer um. Quando o Ciro faz discurso defendendo alguma bandeira progressista, o faz não por compromisso, faz mirando votos dos trabalhadores. O que mais se destaca nele e ninguém pode negar é um hercúleo esforço de se credenciar junto aos grandes capitalistas na busca de viabilizar-se como candidato, com chances de ganhar. Não foi dessa vez, pois a chamada classe média a serviço do grande Capital, partiu para o extremo e preferiu uma candidatura que se apresentou com identidade, abertamente contra direitos históricos dos trabalhadores, das mulheres, negros, índios, inclusão social, etc, classe média que logo vai se dar conta que carrega nas costas um escorpião que foi eleito!!!

Responder

    Rafael

    12 de fevereiro de 2019 às 13h03

    Lembrei da Carta ao Povo Brasileiro do Lula…

    Responder

Leonardo

12 de fevereiro de 2019 às 07h18

Teu canal esta infestado por uma audiência de petistas dos mais doentes. E triste de ver. Tomara que eles sejam pagos pelo pt para fazer estes comentários, pois senão fico ate deprimido de saber que podem existir humanos tão burros. Ja pensou se eles são de verdade e realmente vem o mundo desta forma? Pqp.

Responder

    Nelson

    12 de fevereiro de 2019 às 09h21

    Nossa Leonardo, como você é inteligente!

    Responder

    Paulo Rogério

    12 de fevereiro de 2019 às 09h24

    É um movimento coordenado. Pode prestar atenção. As frases são, fundamentalmente, idênticas: “Coroné”; “Ciro nunca foi esquerda”; ” Ciro nunca me enganou”; “Amigo do tasso”; “Ciro oportunista”. E outras tantas demonstrações de centralidade nos ataques.

    Tenhamos paciência. Eles só perceberão o tamanho da repulsa ao partido, nas eleições do ano que vem. Especialmente, quando perceberem que perderam o apoio dos 13 milhões de “ciristas” que votaram no Haddad por desencargo de consciência. Terão que se contentar com os identitaristas do PSOL, esses “progressistas neoliberais”, extensão ideológica do Partido Democrata americano.

    Responder

    Rafael

    12 de fevereiro de 2019 às 13h04

    Concordo. Estou desconfiado que são todos infiltrados

    Responder

Ademir B. Oliveira

12 de fevereiro de 2019 às 07h09

Lula preso…
Está nomlugar certo. Quem defende bandido, ou é advogado ou é da mesma estirpe. Acorda Darcy

Responder

Fábio maia

12 de fevereiro de 2019 às 05h59

A bela defesa de quem nunca foi atacado. E quando mais se precisava foi descansar em Paris.

Responder

Heu

12 de fevereiro de 2019 às 04h52

(canga)Ciro Gomes, o futuro do passado do Brasil. Deveria cumprir sua melhor promessa de campanha e deixar o país. Vamos ver se ele passa dos 12% desta vez.

Responder

Olinto

12 de fevereiro de 2019 às 01h33

O Cafezinho não cansa de endeusar Ciro! Vira o disco!

Responder

Eddie Vaz

12 de fevereiro de 2019 às 00h58

Que belo desabafo e reinvindicação de um posto que nenhum fanático vai tirar. São anos de luta da esquerda histórica pra não ser tutelado por qqr partido político, tampouco pela UDN de macacão.

Responder

Deixe uma resposta