Incêndios na Amazonia mobilizam governos do mundo inteiro

Brasil entra em recessão econômica

Por Redação

12 de agosto de 2019 : 11h38

Diz-se que uma economia entrou em recessão, quando o PIB acumula quedas por dois trimestres seguidos. A julgar pelo IBC-BR, índice do Banco Central que é também chamado de “prévia do PIB”, é o que já está acontecendo.

No primeiro trimestre a atividade econômica medida pelo IBC-BR recuou 0,52%.

E agora, no segundo trimestre, recusou mais 0,13%.

O boletim semanal Focus, do Banco Central, que traz uma média das projeções do “mercado”, reduziu ainda mais sua estimativa para o crescimento do PIB este ano, de 0,82% na semana passada, para 0,81% agora.

O crescimento do PIB industrial, estimado em 0,23% na semana passada, foi rebaixado  para 0,19% hoje.

***

Atividade econômica registra retração de 0,13% no segundo trimestre

Publicado em 12/08/2019 – 09:20

Por Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil Brasília

Agência Brasil — A economia apresentou retração no segundo trimestre deste ano. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) apresentou queda de 0,13% no segundo trimestre, comparado com o período de janeiro a março deste ano. As informações foram divulgadas hoje (12), em Brasília, pelo Banco Central.

Esse é o segundo trimestre seguido com retração da atividade econômica. De acordo com dados revisados, o IBC-Br apresentou retração de 0,52% no primeiro trimestre, comparado ao período de outubro a dezembro de 2018.

De janeiro a junho deste ano, o indicador acumula crescimento de 0,62% (sem ajustes), na comparação com o primeiro semestre de 2018. Em 12 meses, a expansão chegou a 1,08%.

Em junho, o IBC-Br registrou crescimento de 0,30% na comparação com maio (dado dessazonalizado). Na comparação com junho de 2018, houve queda de 1,75%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

No entanto, o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No mês passado, o governo revisou a previsão de crescimento do PIB deste ano de 1,6% para 0,8%.

Edição: Kleber Sampaio

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alan C

12 de agosto de 2019 às 17h21

VAI BOZO!!!!!!

Responder

Deixe uma resposta