Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Assassino de Marielle deu nome de Bolsonaro na portaria

Por Redação

30 de outubro de 2019 : 10h06

Nome de Bolsonaro surge em investigação da morte de Marielle

Porteiro disse que suspeito de matar a vereadora pediu para ir à casa do então deputado no dia do crime, segundo depoimento obtido pelo Jornal Nacional. Bolsonaro estava em Brasília naquela data. STF vai analisar o caso.

DW — O nome do presidente Jair Bolsonaro apareceu nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco, segundo informações obtidas pelo Jornal Nacional, da TV Globo, e reveladas nesta terça-feira (29/10). O caso será analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o jornal, o porteiro do condomínio no Rio de Janeiro onde mora o presidente afirmou, em depoimento à polícia, que um dos principais suspeitos de matar Marielle, o ex-policial Élcio Queiroz, buscou a casa de Bolsonaro na mesma data do crime, em 14 de março de 2018.

Naquele dia, Élcio se reuniu com Ronnie Lessa, outro acusado de cometer o assassinato, no condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, onde Lessa também têm casa.

De acordo com o Jornal Nacional, Élcio chegou à portaria do condomínio, solicitou entrada no local e foi autorizado por alguém na casa de Bolsonaro, então deputado federal. O livro de visitantes mostra que, às 17h10, o ex-PM informou que iria à casa 58, mas acabou se dirigindo para a propriedade de número 66, que é de Lessa.

O portal G1 informou que, no registro geral de imóveis, a casa 58 está em nome de Jair Messias Bolsonaro. O presidente também é proprietário do imóvel de número 36 naquele condomínio, onde mora um de seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

Ao observar pelas câmeras do condomínio que o visitante não se dirigia ao número que informara, o porteiro teria ligado novamente à casa 58. Segundo ele, a pessoa que atendeu disse que sabia para onde Élcio estava indo.

Ainda em depoimento à polícia, o porteiro teria dito que, nas duas vezes em que ligou para a casa 58, identificou a voz no interfone como sendo a do “Seu Jair”. No entanto, os registros de presença da Câmara dos Deputados constam que Bolsonaro estava em Brasília na data.

A investigação está recuperando os arquivos de áudio da guarita do condomínio para saber com quem o porteiro conversou e quem estava na casa 58, afirmou o telejornal.

Questionado pelo Jornal Nacional, o advogado do presidente, Frederick Wassef, afirmou que o depoimento “é uma mentira, uma fraude, é uma farsa”.

Mais tarde, o presidente apareceu em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, proferindo ataques à TV Globo. Ele disse que quer prestar depoimento ao delegado que comanda a investigação e disse que não pedirá sigilo. “O porteiro é vítima de uma farsa”, declarou.

Élcio e Lessa estão presos desde março deste ano e foram denunciados pelo Ministério Público (MP) sob acusação de terem executado Marielle. Após a reunião na casa de Lessa, os dois teriam deixado o condomínio e cometido o crime contra a vereadora do Psol.

Como houve menção ao nome do presidente da República, a lei requer que o caso seja analisado pelo STF. Segundo o Jornal Nacional, representantes do MP do Rio foram até Brasília para uma consulta com o ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo.

Eles teriam questionado se poderiam continuar a investigação após o nome de Bolsonaro ter sido mencionado. Toffoli ainda não se pronunciou sobre a questão.

EK/ots

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gonçalves

01 de novembro de 2019 às 15h32

Já está mais que provado que tudo não passa de factóides essa notícia, pois já apresentou o MP provas que Bolsonaro sequer estava na cidade no dia do fato, além das gravações do próprio condomínio,, a Globo quis lacrar com notícias fale, e se deu mal. Assim como outros jornalecos que só Control c Control v…

Responder

Paulo Cesar Cabelo

30 de outubro de 2019 às 15h07

Prendam esse assassino antes que ele mate mais gente.

Responder

Hoyo de Monterrey

30 de outubro de 2019 às 14h18

Judiciário e Globo fazendo oposição a esse governo…pois se depender da esquerda ficam até 2048.

Responder

Claudio Santos

30 de outubro de 2019 às 12h34

Ah, gente! Acho que a Globo, ao usar do mesmo expediente que usou para apear o PT do poder, vai acabar transformando Biroliro num mártir. Diferentemente do PT, o clã Bolsonaro e seus asseclas não estão nem aí pro republicanismo. Eles saem atirando pra todo lado e acabam acertando aquilo que nem tinham visto.

O irônico de tudo isso é ver a revolta de petistas e bolsonaristas contra a Globo. Só que na época do PT, a Globo mamava com fartura nas tetas do Estado e agora com Biroliro tá passando o pão que o diabo amassou pra pagar as contas.

Responder

    LUPE

    30 de outubro de 2019 às 13h16

    Caro Claudio Santos

    Você ainda vai sacar que com este episódio a Globo vai criar uma espécie de Lava Jato contra o sentador da presidência.
    Vinte e quatro horas por dia de ataques e mais ataques.

    Com isso vai jogar o povo em ódio contra o sentador.
    Como fez com Lula e o petismo.

    Está aceso o rastilho de pólvora que vai levar ao depósito de munição que, ao explodir, vai culminar com um impeachment.
    Dentro de uns seis meses no máximo.
    É ver para crer se estarei enganado….

    Responder

      Claudio Santos

      31 de outubro de 2019 às 00h13

      Poxa, amigo Lupe! Queria estar tão otimista quanto você. Mas o problema que eu vejo é que tanto o establishment quanto a “esquerda” estão subestimando o fenômeno Bolsonaro.

      Pegue o episódio de hoje, por exemplo. Fez-se todo um alvoroço em torno dessa notícia pra no final das contas a própria imprensa constatar que o porteiro mentiu em seu depoimento.

      A teatral indignação do presidente, que pra “esquerda” foi motivo de merecida zombaria, pro cidadão mediano, que não está o tempo todo conectado ao noticiário, acabou soando genuína diante da notícia de que era mesmo “mentira”.

      A rede Globo, por sua vez, já não conta mais com o mesmo prestígio de outrora desde da popularização da internet e pra piorar perdeu a conexão direta com Sérgio Moro, o qual por algum tempo ocupou o posto de “xerife” da nação.

      Basta que a economia dê sinais de vida (e vai acabar dando, a despeito de todos os erros sendo cometidos) pra que a população entre novamente no modo “soneca”.

      Nós da “esquerda” estamos tão ansiosos que essa fase macabra acabe logo que nos agarramos a qualquer fiozinho de esperança pra que o ditocujo seja limado da vida pública, nos esquecendo que quem entra pra jogo, em caso de substituição, é um indivíduo ainda mais perigoso.

      Eu enxergo a realidade brasileira como um reflexo pobre e atrasado da realidade americana. Trump está causando um curto-circuito na política no país do Tio Sam. O establishment não sabe o que fazer com ele.

      Já fizeram várias tentativas pra derrubar o miserável e ele, infelizmente, permanece firme a ponto de os democratas apostarem, agora na reta final, num impeachment pra tentar tirá-lo das próximas eleições.

      Infelizmente, nosso lado do espectro político está sofrendo por falta de credibilidade junto ao “povão” e vamos ter que trabalhar arduamente pra tentar recuperá-la.

      Mas acho que ainda estamos muito longe disso. Antes, ainda amargaremos algumas derrotas e desilusões com nossos líderes e campeões. Espero que valha pelo aprendizado.

      Responder

    Jardel

    30 de outubro de 2019 às 14h49

    É, amigo, não sei se a Globo que derrubar o Bozo, mas o fato é que o cara tá envolvido no assassinato da Marielle até o pescoço, isso com a Globo querendo ou não.
    Mártir assassino? Mártir defensor de torturador? Não creio.

    Responder

      Claudio Santos

      31 de outubro de 2019 às 00h32

      Caro Jardel, eu não duvido nada que o clã Bolsonaro esteja ligado a esse e muitos outros crimes perpetrados por milicianos do RJ, mas vamos combinar que órgãos da “grande” imprensa dando “barrigadas” como essa num momento como esse dificulta bastante o trabalho de ajudar as pessoas a verem quem eles realmente são.

      Biroliro e seus asseclas estão apostando na descredibilização da “mídia hostil” a eles e endeusamento das “mídias amigas”. Tenho visto muitas pessoas que antes endeusavam o jornalismo da Globo trocar de canal na hora do Jornal Nacional.

      Essas pessoas vão acabar se informando pelo “zapzap” e lá, pro nosso desespero, é a lei da selva.

      E não é demais lembrar que foi com essa postura de vítima, no incidente da tal facada, que ele disparou nas intenções de votos e quase levou a eleição no primeiro turno.

      Infelizmente, o cidadão mediano, que não está constantemente ligado no noticiário, acaba tendo uma percepção mais distorcida dessa realidade tão distante que é o ambiente político.

      Enfim, aqui torcendo pra eu estar completamente equivocado.

      Responder

    Paulo Cesar Cabelo

    30 de outubro de 2019 às 15h05

    Você é um defensor de assassino Claudio.
    Parece um eleitor do Ciro , o que mostra a decadência moral de vocês.
    Devem estar lamentando e morrendo de medo que isso beneficie o PT e os verdadeiros partidos de esquerda que chegam a defender o meliante assassino.

    Responder

LUPE

30 de outubro de 2019 às 12h23

Caros leitores

Além de agente
dos nossos superpoderosos inimigos,
principalmente estrangeiros,
entregando e destruindo o País
em proveito destes,
é bandido criminoso,
ligado a perigosos bandidos criminosos.
Querem mais ?????

Responder

chichano goncalvez

30 de outubro de 2019 às 12h05

Sempre tive a certeza absoluta, de que o povo analfabeto politico elegeu um assassino, sim porque o cara que tem como idolo um corrupto, torturador não pode ser outra coisa, senão um estrume da humanidade.

Responder

Deixe um comentário