Lançamento do livro “Lawfare: uma introdução”, com Lula

Imagem cedida pela Memphis Tours

CRUZEIROS NO RIO NILO: CONHEÇA OS GRANDES TESOUROS DA HISTÓRIA NO SUL DO EGITO

Por Redação

28 de novembro de 2019 : 11h17

O rio Nilo não só é o mais longo do mundo, como é de enorme importância para o Egito, especialmente na antiguidade. Pois no período das cheias, o Rio Nilo chegava a transbordar, e portanto fertilizada o terreno, contribuindo para o desenvolvimento da região. Por isso, visitar o Egito é ainda hoje receber essas vibrações. E visitar o Egito sem fazer um cruzeiro no rio Nilo é quase imperdoável.

Uma viagem para o Egito é o sonho de qualquer um. Quem nunca ouviu falar de Cleópatra ou do grande Tutancamon? Obviamente que as pirâmides são o grande ex-libris do país, mas percorrer o rio Nilo é uma experiência única, porque permite mergulhar em milénios de História. Além disso, os tesouros do sul do Egito são alguns dos mais bem guardados de todo o norte de África.

São várias as vantagens em fazer um cruzeiro no rio Nilo. Primeiro porque permite ver vários locais de grande valor histórico e patrimonial, erguidos durante o tempo dos faraós; depois porque estamos falando de um dos mais importantes rios do mundo, com uma biodiversidade incrível; e último porque permite que você possa relaxar e se sentir extremamente confortável, ao mesmo tempo que desvenda o melhor do Egito.

Uma dos momentos mais interessantes durante os Cruzeiros Rio Nilo é a passagem por Esna, onde o navio espera até que o nível da água suba e iguale ao do outro lado da comporta para que o barco possa atravessar. Durante esses minutos, vendedores aproximam-se em pequenos barcos e atiram sacos com roupa para o cruzeiro, se não estiver interessado em comprar nada poderá atirar a roupa de volta para os vendedores. Caso queira adquirir uma peça, pode pagar a um dos funcionários do navio.

A rota da maioria dos cruzeiros no rio Nilo faz o trajeto entre Luxor e Aswan ou vice-versa. Independente da rota que você escolher, poderá conhecer as mesmas atrações – os grandes tesouros egípcios. Começando logo por Karnak, o maior complexo de templos do mundo, e claro, o Templo de Luxor. Aliás, em Luxor você também não pode deixar de ver o Templo de Hatshepsut e o Vale dos Reis, onde eram enterrados os grandes faraós da Antiguidade Egípcia.

Em Aswan, os tesouros do Egito irão deixar você também surpreendido(a). O Obelisco Inacabado é, provavelmente, um dos destaques da cidade. Este nunca foi concluído porque começaram a surgir rachas na rocha, o que colocava em causa a sua estabilidade. Ele permanece assim tombado na pedreira da cidade, intacto no seu granito cor-de-rosa. São 42 metros de comprimento, o que faria dele o maior do mundo se tivesse sido completado.

Ainda na cidade de Aswan, não poderá perder o Templo Philae, dedicado à deusa Ísis. Esta era a deusa da fertilidade para os antigos egípcios e era o favorito de Cleópatra. Para evitar inundações, a UNESCO elaborou um plano para o relocar para uma pequena ilha, onde agora está totalmente preservado e salvaguardado dessas intempéries mais rigorosas.

Além disso, você deve aproveitar a parada em Aswan para fazer o típico passeio de felluca. Esta é uma das experiências mais marcantes de quem desce o rio Nilo num cruzeiro até Aswan. A felluca, que em Portugal originou a típica falua, é um barco à vela tradicional de madeira muito utilizado no Nilo, mas também em zonas como o Iraque e Sudão. Passear pelo Nilo de felluca é uma viagem de tranquilidade e paz, ao mesmo tempo que pode absorver o melhor do Egito.

Mas um cruzeiro pelo rio Nilo também é feito de pequenos gestos. A monumentalidade das grandes construções dos faraós são impressionantes, mas absorver a cultura e a vida dos locais são uma experiência impagável. Por isso, durante o cruzeiro, você terá oportunidade, por exemplo, de visitar uma fábrica de papiros, para ver como era produzida essa obra prima, que permitiu o desenvolvimento da escrita e do alfabeto egípcio.

Ou então, para os amantes de óleos essenciais e de perfumes, uma ida a uma perfumaria é algo de único. Afinal, Cleópatra e os faraós eram amantes dos aromas dos perfumes e nestes estabelecimentos pode descobrir quais eram os aromas favoritos desses nomes da História.

Como vê, não faltam razões para ir ao Egito. Mas se o fizer já sabe, não perca um cruzeiro pelo rio Nilo e pelos tesouros do sul do país.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta