Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Ipea: investimentos fecharam 2019 com alta de 2,1%

Por Redação

07 de fevereiro de 2020 : 09h34

06/02/2020 08:15
Indicador Ipea registra recuo de 2% nos investimentos em dezembro

O ano de 2019, porém, fechou com alta de 2,1%

Agência IPEA — O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) apontou queda de 2% no mês de dezembro na comparação com novembro, com ajuste sazonal. O mesmo comportamento foi observado no acumulado do quarto trimestre de 2019, que fechou com retração de 2,7%. Os dados foram divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quinta-feira, 06. O indicador mede os investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação do seu estoque de capital fixo.

Máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos são os segmentos que compõem a FBCF. Em dezembro, os investimentos de máquinas e equipamentos tiveram retração de 6,8%. A construção civil teve variação negativa de 1,6% e os outros ativos fixos, queda de 1,2%.

No acumulado em doze meses, os investimentos encerraram o ano de 2019 com avanço de 2,1% e a demanda interna por máquinas e equipamentos com alta de 3,1%. Os investimentos por meio de construção civil, por sua vez, fecharam o ano passado com alta de 0,5%, o primeiro resultado positivo nessa base de comparação desde 2013.

Na comparação com dezembro de 2018, o FBCF registrou queda de 2,2%. Na avaliação por segmento, na comparação com dezembro de 2018, o desempenho negativo foi bastante disseminado. Enquanto a construção civil recuou 3,7%, máquinas e equipamentos tiveram retração de 1,7%. Apenas os outros ativos fixos tiveram desempenho positivo: cresceram 1,7%.

Acesse a íntegra do indicador no blog da Carta de Conjuntura

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

chichano goncalvez

07 de fevereiro de 2020 às 11h05

É um crescimento pifiu, onde estão os grandes investimentos ? Os empresarios que iriam investir no pais para melhorias ? Muitas perguntas e poucas respostas, enquanto isso o custo de vida da classe pobre segue subindo vertiginosamente, já não pode comer carne, entre outros produtos.

Responder

Deixe um comentário