Coletiva de Rodrigo Maia (ao vivo) sobre medidas contra a crise

A audácia de Cid e o silêncio estranho e hostil de setores da esquerda

Por Miguel do Rosário

20 de fevereiro de 2020 : 18h35

Danton, o grande revolucionário, tinha uma máxima que se tornou uma das frases mais emblemáticas da revolução francesa: é preciso audácia, mais audácia e sempre audácia!

A diferença de audácia para coragem, me parece, é que o termo agrega alguma coisa de criatividade. Uma pessoa audaciosa não é apenas corajosa; ela também é inventiva!

O debate de hoje é sobre loucura, audácia e heroísmo.

Uns falam que Cid Gomes foi um destemperado, um louco, mas que fez o certo, interrompendo um processo golpista em curso, em que lideranças da milícia fomentavam movimentos subversivos dentro dos batalhões de polícia militar, visando fomentar um clima de desordem que apenas seria apaziguado com a entrada em cena, triunfante, do presidente Jair Bolsonaro.

Se havia um plano ardiloso desse tipo, seus organizadores não esperavam bater de frente com alguém como Cid Gomes.

Outros adotam uma posição curiosa: Cid não é louco nem heroi, dizem, como se essas qualidades fossem excludentes entre si, como se, na história do mundo, houvesse algum heroi que não tenha sido também um louco!

Há circunstâncias em que o louco é o único são!

Afinal, o que é ser louco?

O revolucionário, o santo, o gênio, não são quase sempre loucos?

É exatamente o que aconteceu em Sobral. Cid Gomes pode ter sido imprudente, mas este é um daqueles momentos em que os surrados versos de William Blake se aplicam com todo o seu esplendor:

“A prudência é uma velha solteirona rica e feia, cortejada pela impotência”.

Eu queria saber onde estava essa prudência toda em 2018, quando alguns levaram adiante estratégias que não foram exatamente um modelo de bom senso… e que resultaram numa vitória esmagadora de Jair Bolsonaro nos estados mais populosos do país.

As críticas que se fazem à atitude de Cid Gomes tentam empurrar falácias que é preciso neutralizar. A primeira delas é que ele tivesse intenção de machucar qualquer pessoa com sua escavadeira.

Pelo que se pode ver nos vídeos, sua intenção era apenas deslocar o portão, para que o acesso à área pública próxima ao Batalhão, mantida sob isolamento ilegal pelos delinquentes, fosse liberada, permitindo que os cidadãos de Sobral a ocupassem e pusessem fim ao terror.

Essa mentira serve para “justificar” os tiros que ele levou como um ato de “legítima defesa” dos policiais.

Não foi assim. A retroescavadeira, operada por Cid, move o portão, sem machucar ninguém, e pára.

Os tiros são disparados na direção do senador DEPOIS da retroescavadeira ter sido desligada.

Cid Gomes não foi louco. Foi um heroi.

Tem sido tão raro testemunharmos atos de heroísmo nos últimos anos que as pessoas perderam a capacidade de reconhecê-los quando se deparam com um.

Em determinadas crises, como essa das polícias militares, é exatamente disso que precisamos, de um pouco de heroísmo e suas inevitáveis pitadas de loucura.

É curioso assistir a todos aqueles partidos e lideranças de esquerda, que vem, desde a campanha eleitoral de 2018, denunciando o avanço do fascismo, algumas vezes com algum fundamento, mas frequentemente apenas como retórica de mobilização política, agora mantenham um silêncio constrangido, quase hostil, em relação a um atentado brutal que por pouco não mata um senador que enfrentou, praticamente sozinho, um bando de fascistas encapuzados e armados!

O PT divulgou uma nota muito curiosa sobre o episódio, na qual o Cid é mencionado no subtítulo, mas o título é… “Nota do PT em solidariedade a Camilo Santana”.

Camilo não levou nenhum tiro e não precisa de “solidariedade”. Como governador, ele precisa de ação política do partido para resolver o problema. Quem está no hospital é Cid, quem levou tiro foi ele, então a solidariedade deveria ser destinada a ele! A ele, ou então ao povo cearense, que vive mais uma crise de segurança pública!

Haddad divulgou dois tweets tão carregados de cálculo político que soaram simplesmente falsos: no primeiro, afirma que “há clara tentativa de desestabilizar um dos melhores governos da história do Ceará. Camilo Santana, com sua habitual firmeza e sobriedade, saberá enfrentar mais esse desafio. Todo apoio ao governador”.

O ex-prefeito preferiu fazer política partidária (a “sobriedade” é obviamente um contraponto à “loucura” de Cid) a denunciar a tentativa de homicídio de um velho companheiro de luta.

No segundo tweet, diz que deseja “pronto restabelecimento ao senador Cid Gomes, um dos melhores quadros políticos do Nordeste”.

Mais tarde, Haddad irá retuitar novamente o primeiro tweet, que fala de Camilo, mas não o segundo, que fala de Cid…

Nem na nota do PT, nem na mensagem de Haddad, não há o menor traço de indignação contra uma tentativa de assassinato de um senador da república.

O desejo de “pronto restabelecimento” poderia ser dito no caso do senador Cid Gomes ter contraído uma pneumonia. Não foi o caso: ele foi vítima de uma tentativa de homicídio qualificado, por parte da polícia militar do Ceará, um estado governado pelo PT!

O silêncio mais hostil e constrangedor, no entanto, veio do PSOL. Nenhuma de suas lideranças fez qualquer menção a um episódio que está na capa de todos os grandes jornais do país. É capa do Globo, da Folha, do Estadão, e ocupa todos os telejornais importantes desde ontem à noite.

O seu presidente, Juliano Medeiros, seguiu a linha petista (como de praxe, aliás), usando inclusive a mesma expressão: desejou “restabelecimento” de Cid Gomes, como se ele tivesse contraído o Coronavírus. Nenhuma palavra sobre o fato dele ter sido atingido por dois tiros de arma de fogo, disparados por policiais encapuzados que estavam aterrorizando uma cidade inteira.

Nenhuma palavra igualmente contra o terrorismo promovido pelos policiais em Sobral.  Hoje sabemos que não foi apenas em Sobral. O movimento roubou dezenas de viaturas em Fortaleza e estava promovendo ações de sabotagem em todo o estado.

Num segundo tweet, Medeiros atua como “gourmet” de milícia.

A frase de Medeiros soou quase como uma desses ridículas acusações identitárias de “apropriação cultural”.

Ora, se havia diversos representantes do Rio com ligações com a milícia, como a deputada Major Fabiana (PSL-RJ) (ver este link, que achei em 10 segundos de pesquisa), atuando junto aos delinquentes do Ceará, se os encapuzados agiram exatamente como fazem milicianos no Rio de Janeiro, intimidando o comércio local,  como assim não se falar em milícia?

Além disso, é um tanto ridículo achar que a única polícia corrupta no Brasil é a do Rio de Janeiro.  Se outras polícias são corruptas, e mandam matar gente, se participam de operações de queima de arquivo, temos características claramente milicianas.

Com base numa pesquisa feita em 2019, com dados atualizados até 2017, pelo Ministério da Justiça, sobre a situação de policiais militares e bombeiros, podemos ver que o efetivo das PMs de todos os estados constituem o maior contingente armado do país: são 403 mil policiais, contra 359,38 mil servidores nas Forças Armadas, 13,7 mil policiais federais, 10 mil policiais rodoviários federais e  109,9 mil bombeiros militares.

Se a polícia adere ao crime, e se o Estado se omite, nem que por um dia ou dois, cabe aos cidadãos organizar a resistência, para proteger suas próprias vidas e patrimônios, que ficam expostos, na ausência da polícia, a ações de criminosos. Foi isso que Cid fez. Sua primeira ação foi organizar (ou tentar, ao menos) um sistema de autodefesa, onde os próprios moradores de Sobral, trajando camisas laranjas (que foram providenciadas), fariam a segurança pública dos bairros mais vulneráveis. Essa é a única reação digna de uma comunidade independente, orgulhosa e democrática, como parece ser a comunidade de Sobral, e serve também para criar um fato político que obrigue as autoridades a tomarem atitudes enérgicas contra a subversão policial.

Para ser justo, a única nota decente do PT veio da ex-presidente Dilma, que deu o tom correto:

Horas depois do enfrentamento, os fascistas desocuparam o Batalhão, e a vida de Sobral voltou imediatamente ao normal. Os fascistas deverão ser demitidos, presos, processados – essa é a promessa do secretário de Segurança do governo. Sobral amanheceu repleta de agentes federais, da PF, da Força Nacional e da PRF, enviados pelo Ministro da Justiça. Agora falta normalizar outras regiões do estado, incluindo Fortaleza.

Uma das balas que atingiram o senador ainda se encontra alojada em seu peito. Apesar dos médicos terem afirmado que ele não corre mais riscos, a verdade é que ainda haverá riscos enquanto ele não for submetido a uma cirurgia, retirar o projétil, e passar bem.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

129 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sambista

26 de fevereiro de 2020 às 12h08

Samba enredo da Escola de samba Águia de Ouro, de SP, campeã de 2020, comemorando a chegada de Bolsonaro: “É nova era, o futuro começou, é tempo de paz, resgatar o valor!”

Responder

Alan C

25 de fevereiro de 2020 às 19h08

Mas alguém tava esperando alguma coisa dessa pseudo esquerda????

O Lulopetismo é igual uma criança, é tudo dele, pra ele e por ele… Melhor nem comentar.

A tal “blogosfera” só tem ex-Veja, ex- Globo, Tijolaços, DCMs e PT247 da vida.

Só quem fica esperando é a criançada do PT choramingando que Ciro foi curtir as férias.

Choradeira que não tem fim…

Responder

Ioiô de Iaiá

25 de fevereiro de 2020 às 16h48

Desculpe, Miguel, mas a esquerda foi em grande parte solidária ao Cid.
Não vi nenhuma declaração do tipo “O Cid foi baleado, babaca”.

Responder

    Andressa

    26 de fevereiro de 2020 às 10h34

    Se solidarizar com uma coisa dessa é um sinal do nivél de civilizaçào da esquerda brasileira.

    Essas coisas se condenam ou se pegam as devidas distancias de todos os lados pois a politica nào tem nada a ver com a violencia…mas isso vale sò para paises civilizados.

    Responder

Francisco

25 de fevereiro de 2020 às 12h59

A cada dia torna-se mais divertido apreciar interessados a definirem ideologicamente o PT conforme interesses próprios, inclusive no Cafezinho, vejamos então a novidade:

Se a pista iluminada já estava lotada com o bloco da ‘classe dominante’ empurrando-o à ‘extrema esquerda radical’, com apoio do tripé, Ciro, ora no PDT, Maia do DEM e Huck do PSDB, essa gente de bem que se diz de centro e pensa genial a estratégia de botar o PT num extremo radical e as falanges bolsonáuricas no outro, restando eles, os equilibrados, sensatos e responsáveis, no centro, como única alternativa para mudar sem que nada mude, a não ser para voltar ao que sempre foi, antes da passagem do PT pelo governo central, sem esquecer os falangistas de Deus, da Famílicia e dos Bois, que também o querem na extrema esquerda radical, para assustar o pretenso centro, de forma que não nasça candidato aí, de forma a aderirem ao ‘capetão’ como única forma do PT não voltar, repetindo 2018.

Sabendo-se haver também os que necessitam-no ‘revisionista’ e/ou ‘lulo-populista’, de centro-esquerda, temos agora uma surpresa ainda mais extrema, à extrema, uma novidade, de um autodenominado ‘Titoista’, cuja grande obra a Iugoslávia não resistiu a sua morte e rapidamente esfacelou-se através de guerras civis que retalharam-na e a fizeram desaparecer do mapa, anuncia, para desespero da classe dominante, adjacentes e falangistas, que o PT nunca foi ‘de esquerda’ e se bobearem entrega que o comandante em chefe oculto, sempre foi o Erasmo Dias e após sua morte, Maluf, com Delfim por conselheiro.

Durma-se com um barulho salada-de-frutas ideológicas interesseira dessas, né, Cafezinho?
Seria o PT um ET da política, uma bolha complacente ou o objeto do desejo de quem nunca teve um partido de fato, para chamar de seu?

Enquanto as Aeroespaciais, os Gineconomistas e Freud não explicam, segue o desfile dos blocos anti-petistas: “Quanto riso, oh, quanta alegria! Mais de mil palhaços no salão…”

Responder

John Jahnes

25 de fevereiro de 2020 às 03h00

O Clâ Gomes é corporativista. Cid não estava lá para defender o povo de Sobral ou o Governado Camilo do PT, estAva lava lá para defender seu irmão IVO, o prefeito de Sobral.

Responder

    Carlos Marighella

    25 de fevereiro de 2020 às 23h15

    Colocou o peito pra receber dois tiros que não o mataram por vontade divina só pra “defender” o prefeito??

    Tem algo errado na sua tese companheiro…

    Responder

Carlos Eduardo

24 de fevereiro de 2020 às 18h15

Calma que aconteceu nada tem 3 anos pra sangrar.

Responder

Tiago

24 de fevereiro de 2020 às 14h06

Quantos abisurdos de um texto de quem se diz de esquerda, os policiais estavam em greve afim de conseguirem um aumento saliral, atualmente, um soudado inicial ganha apenas r$ 3200 menos de um déssimo do salário de Cid, ou seja, esta situação demonstra a estrema desigualdade de renda do sistema capitalista, claro que existem grupos radicais que devem ser punidos, que fecham comércios, que furam pneus de viaturas, mas os protestos por melhores salários e condições de trabalho são legítimos, o autor do texto deveria ler o germinal, de Hémile Zola, verá que muitas vezes existem atos violentos por parte de grevistas desesperados por melhores condições de vida, vide o domingo sangrento da Rússia de 1905 liderada pelo padre George Gapon, uma retroescavadeira não deve ser usada neste tipo de situação, se ele tivesse descontrolado este veículo poderia ter havido um banho de sangue. A esquerda brasileira é ignorante, se dirige aos policiais amotinados como terroristas, bandidos, mesmos adgetivos que Jair Bolsonaro usa para se referir aos sem terra, os trabalhadores que ganham pouco deveriam se unir para revindicar melhores salários, a esquerda é ignorante ao não apoiar os policiais e ao ficar do lado do PT que nunca foi de esquerda. Sou titoísta, defendo o socialismo de autogestão.

Responder

caio

24 de fevereiro de 2020 às 14h00

“vai tratar da sua mae com essa conversinha aì”

Se liga no nivèl desse animal…https://www.facebook.com/diegomendes.mendesdealmeida/videos/2527354544054535/

Responder

    tonico de medeiros

    24 de fevereiro de 2020 às 20h12

    “Ela não quer tratamento ennhum, deixa ela se virar.”

    Fantastico…

    Responder

João Ferreira Bastos

24 de fevereiro de 2020 às 13h26

Será que depois de 2 tiros a família Gomes entendeu porque não deveria ter ido para Paris ????

O Miguel ainda não entendeu

Responder

    Miramar

    24 de fevereiro de 2020 às 19h52

    Nos, os eleitores do Ciro, consideramos o Bolsonaro e os postes petistas demônios gêmeos.

    Responder

      Alan C

      25 de fevereiro de 2020 às 15h42

      O amadorismo e a corrupção são idênticos.

      Bozolândia e lulopetismo shiita, duas faces da mesma moeda.

      Responder

        Xuranha

        25 de fevereiro de 2020 às 15h50

        Olha a birra…kkkkkk

        Responder

          Alan C

          26 de fevereiro de 2020 às 00h28

          E o seu melhor comentário é esse??? hahaha

Ulisses

24 de fevereiro de 2020 às 11h58

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/carta-a-ciro-gomes-agora-voce-sabe-por-que-nao-deveria-ter-ido-a-paris-por-bernardo-mendes/?fbclid=IwAR1pFmzMBEzsIDb2vkvD8l-nbx1rYeH9L-vKlSfkQnKBoJZVT6b_zIaaSBU

Vi que você tá radicalizando nas palavras depois dos tiros que o seu irmão levou. Logo você, que dá entrevista quase todos os dias se dizendo acima da polarização, criticando fortemente o PT e os petistas por fazerem parte do outro extremo que dividiu o país.

Tá doendo, né? A gente sabe. A gente sabe também que você não teria ido a Paris hoje e deixado seu irmão pra trás como fez no passado. Pois foi exatamente esse o sentimento de todos quando você virou as costas pros problemas dos menos favorecidos e se achou digno demais pra participar dessa guerra suja.

Eu também lembro quando você chamou Bolsonaro de ‘ilustre colega’ no debate. Ilustre colega! Taí uma certeza que todos temos: essas não seriam suas palavras hoje. Esses tiros que o seu irmão levou, saiba, as pessoas negras e pobres desse país levam todos os dias. Foram elas que você esqueceu enquanto esteve aí, com as mãos limpas.

Quando eu for assistir a seus vídeos, posso apostar que não verei mais aquele tom lacrador e aquele personagem preocupado em parecer ‘more presidential’, pra usar as suas palavras, personagem esse que você sustentou até ontem. Seu tom está em outro patamar agora, eu posso perceber. Você quer guerra também

Lembra quando seu irmão disse que o Lula estava preso e que nós éramos todos babacas? A gente quase já esqueceu aquilo, ainda que tenha sido uma bela surfada na onda antipetista, no que você faz de melhor, esse fisiologismo ’em nome de um bem maior’, mas que tem muito de querer parecer mais sensato do que o resto das pessoas normais. Pois foram discursos como esse que ajudaram a nos colocar onde estamos agora. Pelo menos uma das balas que atingiram o seu irmão foi disparada naquele dia, em cima daquele palco.

Mas eu não vou dizer que ‘seu irmão tá baleado, babaca’, porque eu sei o preço que a gente paga por bater de frente com os opressores. Foi o preço que o Lula precisou pagar, acho que agora você entende.

Eu sei que você vai pegar toda essa dor e toda essa raiva – e que nós, extremistas, estamos passando desde 2016 – e vai sair desse limbo em que você se meteu, dessa coisa de querer ser luz em meio à escuridão. Tá na hora de sujar as mãos, não é mesmo?

Seja bem-vindo.

Responder

    Miramar

    25 de fevereiro de 2020 às 13h07

    A minha resposta dada a Helena serve para você também.

    Responder

caio

24 de fevereiro de 2020 às 11h03

Vixe…https://www.youtube.com/watch?v=7hvRmbODCwg

Mais um processo para esse verme…a Hilux jà se foi, agora vai a moto. Kkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

caio

24 de fevereiro de 2020 às 10h47

Esse é palhaço que chama os outos de fascistas e canalhas….Kkkkkkkkkkkkkkkk

https://www.facebook.com/sobralmarcio/videos/2553546744914244/

Responder

    Ronei

    24 de fevereiro de 2020 às 10h50

    Cirolpia…Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Faltou quando ele chamou o jornalista de filho da puta e mandou prender !! Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

Ivan Lima

24 de fevereiro de 2020 às 10h08

Quando os irmão Gomes representarem minimamente a esquerda, talvez o silêncio acabe.

Responder

    simon

    24 de fevereiro de 2020 às 10h16

    Os coitados dos irmãos Gomes não conseguem representar nem a si proprios. Kkkkkkkkkk

    Para quem tem como modelo a “democracia” do partido comunista chines passar por cima de policias com uma escavadeira é um lazer dominical como outro.

    Responder

    Oblivion

    24 de fevereiro de 2020 às 13h45

    Muito engraçado. Não sei se são bolsominions tentando semear intriga no campo progressista ou se são fanáticos do pt alimentados pelo 157 ou dcmer… Outra coisa engraçada é que esses dois folhetins adoram usar as falas contundentes do ciro contra o palhaço miliciano mas ao mesmo tempo não perdem a chance de atacar ele. Tudo isso porque o ciro usou os adjetivos corretos para descrever esses coitados… Coitados porque o “serviço” deles é servir a burocracia podre do pt, por isso vivem fazendo acrobacias para conviver com suas contradiçōes.
    Se realmente são bolsominions, normal… Afinal seguem um cara que fracassou totalmente na vida (como militar – ridicularizado e expulso do exército; como legislador – pelo que sei não teve um projeto de sua autoria aprovado em 30 anos; como Pai – precisa dizer algo?), fracassar na presidência é só uma consequencia. Unica coisa que ele tem é dinheiro…

    Responder

      Fragolino

      25 de fevereiro de 2020 às 14h02

      Coitado do ex “político” Cirolipa Gomes, um perdente nato.

      Responder

Helena

24 de fevereiro de 2020 às 09h25

Quero colocar aqui um desabafo de um professor direcionado a Ciro Gomes, que li na página do Face do grupo Resistência Zé Dirceu:

“Carta de um Professor ao Ciro Gomes:

Oi, Ciro.

Vi que você tá radicalizando nas palavras depois dos tiros que o seu irmão levou. Logo você, que dá entrevista quase todos os dias se dizendo acima da polarização, criticando fortemente o PT e os petistas por fazerem parte do outro extremo que dividiu o país.

Tá doendo, né? A gente sabe. A gente sabe também que você não teria ido a Paris hoje e deixado seu irmão pra trás como fez no passado. Pois foi exatamente esse o sentimento de todos quando você virou as costas pros problemas dos menos favorecidos e se achou digno demais pra participar dessa guerra suja.

Eu também lembro quando você chamou Bolsonaro de ‘ilustre colega’ no debate. Ilustre colega! Taí uma certeza que todos temos: essas não seriam suas palavras hoje. Esses tiros que o seu irmão levou, saiba, as pessoas negras e pobres desse país levam todos os dias. Foram elas que você esqueceu enquanto esteve aí, com as mãos limpas.

Quando eu for assistir a seus vídeos, posso apostar que não verei mais aquele tom lacrador e aquele personagem preocupado em parecer ‘more presidential’, pra usar as suas palavras, personagem esse que você sustentou até ontem. Seu tom está em outro patamar agora, eu posso perceber. Você quer guerra também.

Lembra quando seu irmão disse que o Lula estava preso e que nós éramos todos babacas? A gente quase já esqueceu aquilo, ainda que tenha sido uma bela surfada na onda antipetista, no que você faz de melhor, esse fisiologismo ’em nome de um bem maior’, mas que tem muito de querer parecer mais sensato do que o resto das pessoas normais. Pois foram discursos como esse que ajudaram a nos colocar onde estamos agora. Pelo menos uma das balas que atingiram o seu irmão foi disparada naquele dia, em cima daquele palco.

Mas eu não vou dizer que ‘seu irmão tá baleado, babaca’, porque eu sei o preço que a gente paga por bater de frente com os opressores. Foi o preço que o Lula precisou pagar, acho que agora você entende.

Eu sei que você vai pegar toda essa dor e toda essa raiva – e que nós, extremistas, estamos passando desde 2016 – e vai sair desse limbo em que você se meteu, dessa coisa de querer ser luz em meio à escuridão. Tá na hora de sujar as mãos, não é mesmo?

Seja bem-vindo.

Assinado, um babaca.

Bernardo Mendes — Professor

Responder

    Miramar

    25 de fevereiro de 2020 às 13h02

    Essa carta não foi dirigida ao Ciro. Foi dirigida aos próprios petistas como um manual de autoajuda.
    Seja como for, o Ciro já a respondeu quando se referiu aos fascistas e a “esquerda bandida que lamentavelmente ainda existe no Brasil”. De qualquer forma, se o Bolsonaro é essa praga, lamento o fato dos petistas se curvarem a estratégia lulista de não fazer uma única crítica ao Bolsonaro no primeiro turno, acreditando que os não bolsonaristas aceitam se aliar aos bandidos do PT simplesmente para combater os bandidos bolsonaristas.Não voto no Ciro para vê -lo pegar na mãozinha da ala bandida da direção do PT e trata-los como se fossem pessoas comuns.(Claro que estou excluindo as óbvias exceções como Suplicy e Tarso Genro.)

    Responder

Miramar

23 de fevereiro de 2020 às 23h00

Gostaria de propor um pequeno exercício mental aos militantes e simpatizantes da esquerda verdadeira: leiam a recente entrevista de Lula concedida ao jornalista Jamil Chade. Atentem para declaração que este faz sobre a relação dos militares com o trato constitucional. Depois imaginem que a mesma declaração foi feita pelo Ciro Gomes, o coronel segundo vocês. Obrigado.

Responder

Ribeiro Ramos

23 de fevereiro de 2020 às 19h51

Herói morto não serve para nada.
Usa a caneta que é mais letal que uma bala.
Corta o salário dos grevistas. A greve deles é totalmente ilegal e não vi Gandra Filho fazer nada, dizer nada.
Qdo faltar comida para os filhos de policiais eles voltam ao trabalho rápido.
Foi uma loucura que quase custou a vida dele. Que culpa o PT tem dos atos do Cid e Ciro Gomes. Cada um faz suas escolhas.
Deu sorte de não tomar uns 50 tiros. Foi uma burrada dele e não heroísmo.
Pergunta se ele quer fazer de novo o que fez.
Mais 10 dias de greve e a população estará toda contra a PM.

Responder

Sidnei

23 de fevereiro de 2020 às 17h15

Prezado Miguel,
O “Coroné Cid Gomes” foi um temendo de um burrão, para dizer o mínimo.
A bala tinha endereço….
Escapou por pouco!
Dito isto, penso que os psicopatas que estavam amotinados formarão, ou fortalecerão, definitivamente, a milícia cearense! Expulsos ou não!
O clã Bozo plantou com a população brasileira, esse mal. Os “Gomes” ajudaram na semeadura e no cuidado…se existe alguma coisa difícil de extirpar é o mal, depois de implantado.
Quanto ao PDT e aos “Coroné” cearences ..nunca foram de esquerda. Ao contrário, o Cirão tá louco pra ser um Alckmin “com sabor”. Precisa procurar a maçonaria, Ciro
O Ciro deseja ser o verdadeiro representante deste Centrão que é uma direita mais podre que a do Bozo, só que passaram um perfume nela.
Quanto a esquerda… aliás, há esquerda?
Não, o que existe é um antro de bandidos que brincam de narrar mentiras. A história oficial do brasil. Ou do Brazil?….sei lá…
Enfim, tá todo mundo “direito”, “endireitado”, a favor da barbárie!, ou melhor, contra….sei lá…
Desculpe-me a palavra, mas “merda por merda” não poderia haver a ruptura institucional. Não sou petista (mais). Agora está tudo bem “embaçado” pra todo lado.
E ficou fácil demais, dominado demais. Agora a neocolonia está sob os cuidados diretos da banca.
Para ser preposto dela tem que fazer estágio no fmi e estudar em Harvard.
Aliás, o Ciro encontrou um desses…

Responder

Pablo

23 de fevereiro de 2020 às 15h32

Se só tentou remover o portão. Miguel deveria explicar o que tem isso de heroísmo.
Não lembro Miguelito chamando de heróis os populares ( sem nomes conhecidos,sem interesses eleitorais próprios e ação conjunta, não de “herói isolado”)que fecharam o portão do sindicato quando a PF do Moro fascista foi prender Lula.

Responder

Miramar

23 de fevereiro de 2020 às 13h48

Prezados, um esclarecimento:
A pedido de alguns amigos petistas, venho esclarecer que, diferente dos bolsonaristas, nem todos os petistas são uma ralé. A ala ralé do partido, porém, se não é a maioria, é muito mais organizada e barulhenta.

Responder

Darcy Brasil

23 de fevereiro de 2020 às 12h14

Como diz o ditado: “vivendo e aprendendo”. Hoje, acabei de ser informado, lendo um comentário na língua tupi, que “milicianos não usam capuzes nem lutam por melhores salários”. Assim, temos que reconhecer que aqueles milicianos cearenses encapuzados usaram esses capuzes não para esconder o rosto, mas, sim, para tentar se passar por black blocks, pois, alguém entre eles, tentando nos enganar a todos, propôs que todos os milicianos cearenses usassem capuzes para simular serem do movimento anarquista black block. E mais: outro miliciano, tão maquiavélico quanto o primeiro, sugeriu, na mesma ocasião, mais um ardil: a de que fizessem também reivindicações salariais, pois, como todo mundo sabe, milicianos não lutam por melhores salários, e, desse modo, todos pensariam que eles eram honestos trabalhadores da segurança publica, e não milicianos tentando desestabilizar um governo de esquerda, participando em uma trama golpista que visa implantar uma ditadura bolsonarista. Foram tão espertos, tão maquiavélicos, que acabaram iludindo muita gente que se diz de esquerda, como o nosso amigo da tribo tupi.

Responder

    NeoTupi

    24 de fevereiro de 2020 às 01h13

    O melhor caminho para a derrota é querer enfrentar um inimigo sem conhecê-lo. Diagnósticos errados levam a agravar nossos problemas e não à solução.
    Milicianos é uma banda podre da polícia, ainda em minoria entre a tropa, mesmo que tolerada pelo corporativismo, mas tanto é minoria ainda que muitos são processador, denunciados, presos, expulsos da polícia. Não é só milícianos que está querendo desestabilizar governadores, eleger os seus e implantar um estado fascista policial. A insurgência no Ceará é da grande maioria da tropa policial, mas mesmo assim a maioria volta ao trabalho normal se receber aumentos e anistia. O governador de Minas cedeu o aumento aos PMs e eles ficaram quietos. Se fosse só milicianos se insurgindo, seria fácil o governador Camilo reprimir com o resto da tropa.
    Ou sabemos ler e entender essa realidade para enfrentá-la, ou seremos jantados pelo fascismo muito facilmente.

    Responder

NeoTupi

23 de fevereiro de 2020 às 00h36

Haja plantação de cizania. Todas as manifestações da esquerda foram de solidariedade a Cid, mesmo diante de uma decisão idiota de querer resolver um motim, uma insurreição como se fosse uma briga de rua ou como se fosse um “general” D. Quixote. E não vi ninguém da esquerda dizendo “O Cid está hospitalizado, babaca”. Aliás, o que disseram Ciro e Cid quando a caravana Lula sofreu um atentado a bala?

E o presidente do PSol está certo. Milícias não fazem motim por salários, pois ganham dinheiro é explorando negócios ilícitos paralelos. As táticas dos amotinados de fechar comercio é de traficantes e não de milícias. Usar máscaras é tática de traficante ou black block e não de milícia. Milícia age nas sombras, corrompe ou embosca, não confronta autoridades diretamente. Ocupar batalhões é insurreição de tropa e não ação de milícia. Milícia é uma coisa, motim e insurreição é outra, que pode empoderar milícias se emparedar o poder de controlar as polícias, mas são coisas diferentes.

Responder

    Miramar

    23 de fevereiro de 2020 às 13h25

    “Se os elegantes da imprensa e dessa esquerda bandida que lamentavelmente ainda existe no Brasil…nós avisamos que enfrentaremos o fascismo com a arma que for necessária.”
    “Unidade é o cacete,eu conheço vocês.”
    E parafraseando: “O Lula não está mis preso. Mas certos petistas continuam babacas. E canalhas.”

    Responder

      NeoTupi

      24 de fevereiro de 2020 às 00h53

      Declarações de Ciro afrouxando sua oposição diante do Bozo:
      Maio de 2019, Ciro ao Valor Econômico:
      “Não vi nenhuma violação da democracia, mas a campanha do PT incitou ao terror, como se a eleição do Bolsonaro em si, por definição, fosse uma ruptura da democracia”.

      Agosto de 2019, em Universidade de Divinópolis:
      “impeachment não é remédio para governo ruim”

      Foi preciso 2 tiros no peito do irmão para entender que fascismo não aceita oposição, nem moderada, nem propositiva.

      Quando a “unidade da esquerda é o cacete”, normal vindo do Ciro. Ele não é de esquerda. Rodrigo Maia disse que defendeu nome único do centro entre Doria, Huck e Ciro. Ciro não respondeu. E em política, em casos como esse, pode-se dizer quem cala concorda, mesmo que parcialmente.

      Responder

        Miramar

        25 de fevereiro de 2020 às 12h45

        Todas as frases citadas são absolutamente verdadeiras. A ideia de um impeachment não ser remédio para governo ruim, ela também foi dita durante o governo Dilma sem reclamação da petezada. A eleição de Bolsonaro, a despeito do fato deste odiar a democracia, só se torna uma ameaça para a mesma na medida em UE não encontra resistência na intensidade necessária por parte das instituições. Lembrando que não é porque alguém se opõe a Bolsonaro que se torna democrata, vide a “esquerda verdadeira”.
        Quanto a ideia do Rodrigo Maia apoiar e trazer o centro para apoiar o Ciro, louvo seu otimismo. Duvido que aconteça, mas eu gostaria muito que acontecesse. Por mais que eu não tenha nenhuma afinidade ideológica com Rodrigo Maia, tenho muito mais confiança nele do que em qualquer canalha da “esquerda verdadeira”, gente com que muito teoricamente eu deveria ter alguma afinidade, não fossem canalhas na sua maioria.
        Obrigado por dizer que o Ciro, a despeito da sua posição sobre direitos trabalhistas, sociais, e do papel do estado em uma economia em desenvolvimento, não é de esquerda. Isso quer dizer que com certeza ele não é um dos canalhas da “esquerda verdadeira”.
        Agora, seja honesto e aceite o desafio proposto. Se você for honesto.

        Responder

          NeoTupi

          25 de fevereiro de 2020 às 22h51

          É a aplicação da frase ao governo Bozo que está incorreta. Não se trata apenas de um governo ruim, se trata de um presidente que comete seguidos crimes de responsabilidade, desde seguidas quebra do decoro até comportamento contrario a ordem constitucional democratica.
          Vou achar engraçado Ciro aceitar ser vice de Doria ou Huck. Ou não ir a Paris para apoia-los no 2o. Turno contra um candidato de esquerda.

        Miramar

        26 de fevereiro de 2020 às 00h14

        Pesquise as opiniões do Ciro sobre Doria e Huck antes de falar besteiras. Não é porque que queremos distância da cambada do PT que temos qualquer afinidade ideológica com os sujeitos citados. Aliás antes de falar do Ciro conheça suas ideias e biografia. Tente ser honesto e não apele para essas mentiras de Arena e coronelismo. É descubra que é possível defender direitos trabalhistas e participação ativa do estado no desenvolvimento econômico sem ser condescendente com as ações da quadrilha.

        Responder

Wellington

22 de fevereiro de 2020 às 22h39

Einstein era de esquerda, os irmãos Gomes e Boulos também…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Genilson

22 de fevereiro de 2020 às 22h28

https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/videos/2634328336854451/
Levem Lula ou qualquer outro líder de esquerda em lugar público sem pré-aviso e vejam o que acontece. Boa sorte.

Responder

    Helena

    23 de fevereiro de 2020 às 13h26

    Duvido que essa gente que estava no local não tenha sido paga para bajular Bozzo! Alguém ainda acha que Bozzo goza de popularidade depois de tudo que estamos passando com esse governo?

    Responder

    Ulisses

    24 de fevereiro de 2020 às 07h24

    Coisa ridícula! Só vi imagens fechadas, por que não fizeram panorâmicas?

    Responder

Periferia extrema

22 de fevereiro de 2020 às 18h27

Senador do pmdb no desgoverno fernando henrique faz a estatuto da elitizaçao das armas famoso desarmamento de pobre
A lei vira uma burrocracia e aumenta o valores de compra e manter a peça
Entra o governo do pt a qual votei e ele continua a responder a essa perrogativa globalista de desarmar o povo e assim
Poderem fazer reforma da previdencia reformas onde derrubam colunas e deixas apenas tijolos
Com isso a periferia continuou a ser morta em chacinas
Dando força para PCC comando vermelhos etc
Armaram a policia e a policia agora com poder de fogo sabe que pode tudo pois o povo nao pode nada
E hoje alem de mandarem fecharem comercios essa nova milicia pois ja existia faz tempo nas periferias ela chega a esquerda cheirosa ok
Povo desarmado da nisso ai policia amotinada e comandos de ladroes
O texto apenas cutuca o lula famosinho paz e amor vive na gosolandia coitado pensa que é o cara melo cara mujo etc
Povo desarmado. Milicia folgada matando a ermo para que suas refindicaçoes sejam aceitas o quanto antes
Quem faz sua segurança é vc mesmo

Responder

Pedro Silva

22 de fevereiro de 2020 às 09h26

Discordo Miguel, deslocar um portão com uma retroescavadeira aonde havia pessoas segurando do outro lado não é heroísmo, é burrice. Nada justifica um tiro, assim como nada justifica fazer o que ele fez. Ele assumiu o risco de matar, quando o outro lado não recuou e ele se manteve a avançar.

Responder

    Rodrigo Silva

    22 de fevereiro de 2020 às 12h21

    Parece que estamos condenados a sermos uma eterna colônia como povo (ainda bem que só parece…). Quando um dos seus não aceita o abuso contra a Constituição (o consenso maior de uma nação), não cede a tentativa de coerção do mais baixo nível de corporativismo (nem a máfia usava capuz), os militantes encontram os mais variados argumentos para desaprovar a ação.

    Se vcs não têm a coragem do Cid, tudo bem. Mas que fique claro, como a história já demonstrou, fascistas não se enfrentam com flores. Já é hora de fazer valer nossa Constituição!

    Responder

    Gualter Jose Ribeiro

    24 de fevereiro de 2020 às 02h16

    Cid babaca, achou que um trator tinha mais forca que balas, se ao menos tivesse erguido a pa, mesmo assim teria dado motivos para revide na mesma proporcionalidade.

    Responder

Sepulveda

22 de fevereiro de 2020 às 08h33

Assim percebemos que não há diferença na conduta de petistas e bolsonarista em relação ao motim miliciano. O Psol que é um departamento do PT, teve uma vereadora assinada pela milícia e fez dela símbolo de sua “luta”, mas pelo visto essa luta é um emblório eleitoreiro diante do silêncio do partido ao ataque criminoso a Cid.
Não há nessa esquerda elitizada ninguém de coragem e postura sincera capaz de enfrentar esses bandidos de peito aberto como faz os Gomes. Tudo pilantra fazendo politicagem e cag@ndo pra população.

Responder

Helena

22 de fevereiro de 2020 às 08h30

Toda essa crise no Ceará foi articulada pelo bolsonarismo. Agora começamos a deduzir o que o miliciano morto Adriano da Nóbrega estava fazendo no Ceará e na Bahia: “milicianização das polícias”, segundo o jornalista Reinaldo Azevedo. https://noticias.uol.com.br/colunas/reinaldo-azevedo/2020/02/20/tiros-em-sobral-trata-se-de-um-capitulo-da-milicianizacao-das-policias.htm
E olha só quem vai comandar a Força Nacional para dominar o Estado: o general Teophilo que foi candidato do PSDB para o governo do Ceará em 2018 e perdeu para Camilo Santana do PT. E o 2° no comando é o coronel Antonio Aginaldo de Oliveira, que vem a ser o marido da deputada Carla Zambelli do PSL. https://revistaforum.com.br/blogs/blogdorovai/marido-de-carla-zambelli-e-diretor-da-forca-nacional-que-vai-intervir-no-ceara/

Responder

José Ricardo Romero

22 de fevereiro de 2020 às 08h20

A estratégia do pt e partidos afiliados é empurrar com a barriga e a alma extravazando covardia para que nada aconteça até 2022 onde esperam o milagre de Lula ser inocentado e possa ele se tornar candidato novamente (ganhar são outros quinhentos!).

Responder

Abdel Romenia

22 de fevereiro de 2020 às 06h38

Foi um motim de policiais e nada mais do que isso, o resto são as invenções ridículas de sempre para tentar jogar isso no colo de alguém e tentar justificar a porcaria que esse louco fez…isso é ridículo como de costume.

Condenar o que o senador fez (sem nenhum direito e colocando a vida de dezenas de pessoas em risco) não é uma questão política mas civilizatória.
Em qualquer outro país minimamente normal todo mundo condenaria essa barbárie animalescas e ele mesmo se demitiria do cargo ou eventualmente seria afastado logo depois pelo próprio partido e em seguida pelos órgãos judiciários afastando da vida pública para sempre…mas aqui (onde os partidos políticos mais parecem com as gangues do Afeganistão ou da Libia) a falta de vergonha não possui limites e por tanto nada acontecerá como sempre.

A esquerda tentar se juntar como uma milícia em defesa disso tudo em vez de se juntar para condenar é simplesmente o espelho do nível educacional e civilizatório catastrófico em que o Brasil se encontra e bem representam. Assistindo a tudo isso de fora percebe-se que não enxergam minimamente a que ponto sem volta chegaram por causa da ideologia.

Não é desse jeito indecente que se vai pra frente.

Resumindo, isso que a gente foi obrigado a assistir nos últimos dias é simplesmente vomitevol.

Responder

Wellington

22 de fevereiro de 2020 às 06h06

A única milícia que a gente vê aqui são vocês que se juntaram como as mesmas criando uma tese paralela completamente louca para defender e tentar justificar uma barbárie dessa que nem miliciano de verdade faz.

Vocês são um bando de loucos que nem esse tal de Cid e esquerdismo é um transtorno mental.

Responder

Francisco

22 de fevereiro de 2020 às 02h43

Muito bem, Miguel, agora rasgaste a fantasia de vez, mostrando ‘o distintivo’, o que é pra lá de salutar para todas as partes que frequentam, mais ou menos, o Cafezinho.

Assim que deve ser, a realidade sem dissimulações, sem hipocrisia, sem falsidades, como fazem esses jornalistas esportivos que dizem não ter time e escondem o distintivo com que se orientam ao fazer ‘jornalismo’ opinativo.

É bem mais honesto e a partir de agora sentirá-se mais à vontade, como cirista declarado, para escrever sobre Ciro, pois o fato passa a ser sabido por todos e portanto, ninguém poderá alegar mais que seja desonesto e/ou enrustido.

Antes tarde, que nunca.

Parabéns!

Responder

    Francisco

    23 de fevereiro de 2020 às 12h32

    Faltou dizer que o ato de Cid está feito e é positivo para o Brasil não fascista, porém poderia ter sido negativo, caso um dos civis colocados como escudos humanos, atrás do portão, tivesse se ferido ou morto, como Cid, se uma das balas atinge-se-lhe o coração.

    Mas para o bem ou para o mal, sucesso ou insucesso, os atos heroicos que ficam na história, acontecem assim.

    Vida que segue, rumo ao Brasil de fato e direito, democrático.

    Responder

Miramar

22 de fevereiro de 2020 às 00h56

Para ser justo, a Luciana Santos e o Orlando Silva publicaram declarações louváveis, com destaque para o valente Orlando. Senti falta da fala do Dino, talvez ele esteja sob influência de más companhias.
O Requião também fez um respeitável comentário. Idem a solitária Dilma.
Meus admirados Randolfe Rodrigues e Marina Silva também. Lembrando que o Randolfe é simplesmente o melhor senador da atualidade. Ao lado do Cidão evidentemente.
Quanto “a verdadera izquerda” confesso que, diferente de outros ciristas,me senti honrado com sua ausência. Gostaria de dizer que temos diferenças de opinião e meios de conduta (além da diferença intelectual óbvia, um têm projeto e conhecimento do que é o Brasil, os outros não), mas a maior divergência é de caráter. Tirando as exceções óbvias (Suplicy, Tarso Genro,Rui Costa, Camilo Santana) manter distância de certo tipo de gente é uma questão de decência e assepsia.
Fica , porém, registrado na memória para usar como argumento na próxima vez que algum bobão falar em “unidade”.

Responder

André

21 de fevereiro de 2020 às 22h45

PT, partido caudilhista, Psol, puxadinho, Pco, partido dos alienados, não dav pra esperar nada mais do que isso. #ciro2022

Responder

    Miramar

    22 de fevereiro de 2020 às 00h38

    Você está enganado, amigo. O PCO não é um partido, é uma trupe de humor. Têm quem goste. Eu prefiro Chaves.

    Responder

Dolores Pieraccini

21 de fevereiro de 2020 às 19h37

Será que foi ato de loucura ou um ato de quem queria demonstrar macheza!
O cabra da peste, nordestino é macho e enfrenta miliciano bolsonarista! Que lindo 👏👏👏
A meu ver não passou de uma atitude idiota de alguém que se diz culto.

Responder

    Miramar

    22 de fevereiro de 2020 às 00h36

    Agradecemos a solidariedade. É o que de melhor podemos esperar de gente com o (a ausência de) caráter de petistas e agregados.

    Responder

    Browser

    22 de fevereiro de 2020 às 09h47

    Foi de uma ignorancia sem limite (nào é novidade pois està no DNA da familia desses coroneis milicianos que se acham donos do Cearà)…provavelmente estava embriagado ou drogado, quem sabe.

    O irmao Ciro Gomes è o que chama reportes filhos da puta, da um tapa e manda prender…sào os que chamam os outros de fascistas e autoritarios a cada 3 minutos pois nào sabem minimamente o que dizer por falta absoluta de preparo.

    O Cirollipa nunca teve a minima chance para a presdiencia da republica mas depois dessa pelo menos pode tentar alcançar uma vaga para fazer limpezas na fabrica da Caterpillar. Kkkkkkkkkk

    Responder

Clever Mendes de Oliveira

21 de fevereiro de 2020 às 14h07

Miguel do Rosário,
Não sou a favor das ideias dos jornalistas. Jornalistas são escritores. Escritores têm valores que não são os meus. Os escritores valorizam a coragem, a audácia. Eu não. Para mim, o leão, o rei dos animais, é corajoso, é audacioso e o homem não. O homem é medroso. O medo para mim é sinônimo de inteligência. Este é o valor que o homem racional deve perseguir: agir com racionalidade inteligente.
Não se pode esquecer que o Cid Gomes ajudou a enfraquecer ainda mais a ex-presidenta as custas do golpe quando foi ao Congresso, como ministro da Educação da ex-presidenta às custas do golpe, Dilma Rousseff, falar mal do presidente da Câmara, Eduardo Cunha.
No caso não precisou de coragem, mas apenas desapego ao cargo e destempero. Com a saída dele necessária para não criar mais animosidade com o Congresso, a ex-presidenta às custas do golpe, Dilma Rousseff, ficou mais isolada no Planalto, e teve que apelar a Renato Janine Ribeiro para substituir o Cid Gomes, que politicamente nada acrescentou ao governo.
A escolha de Renato Janine Ribeiro, de quem eu gosto, foi culpa da ex-presidenta às custas do golpe, Dilma Rousseff, mas é preciso ver as circunstâncias em que ela se deu.
É preciso por vendas nos olhos para não ver que não se pode apoiar o uso da retroescavadeira em uma aglomeração como aquela. Se fosse chamado o Exército para derrubar o portão com um tanque de guerra, as pessoas poderiam alegar violência desmedida, mas seria um ato racional. O ato de Cid Gomes não foi racional. Pode vir a produzir resultado positivo para a esquerda, mas pode ser que não.
Enfim, avalio que para não critica o Cid Gomes, você teve que se portar como jornalista escritor em que o ofício pode ser exercido com o exagerado elogio a valores que não são propriamente valores que uma esquerda racional deveria adotar.
Abraços,
Clever Mendes de Oliveira
BH, 21/02/2020

Responder

Alexandre Neres

21 de fevereiro de 2020 às 13h41

É realmente surreal. Os neotrabalhistas atacam o PT o tempo inteiro, o PSOL, e até o PCO, pasmem. Mais até do que o bozo ou a Globo, por mais incrível que se possa parecer. Aí quando algo acontece com o Cid Gomes, reclamam do silêncio estranho e hostil da esquerda. Ora, só de não estarem atacando, se utilizando da mesma tática que vocês (Lula tá preso, ô babaca), já estariam no lucro. Só que não. Dilma defendeu o Cid, Haddad prestou solidariedade. Porém, os meninos briguentos e chorões não se contentam, querem tudo, tal qual uma criança mimada ou o garoto dono da bola. São especialistas em dinamitar pontes e ainda se dão ao luxo de cobrar atitude dos outros sem se olharem no espelho. Você escolheram o caminho da terceira via, não cobrem da esquerda. O destino de vocês é ser Marina Silva, é ser Christóvam Buarque.

Responder

    Miramar

    21 de fevereiro de 2020 às 19h27

    Obrigado por nos comparar a Marina Silva.

    Responder

Esmael

21 de fevereiro de 2020 às 12h59

O PT tem as costas largas, a direita, extrema direita, a mídia golpista, os jornalistas que alugam suas penas, todos eles independente de que faz a ação, sempre colocam a culpa no PT, não importam os fatos. As Pautas Bombas eram do Cunha, mas a culpa era da Dilma do PT que não soube negociar e apoiar o bandido Cunha no conselho de ética. Usaram a Teoria do Domínio do Fato para culpabilizar o PT, a culpa é do PT, Se outros partidos (PMDB, PP, PR, PTB, SD ….) roubaram em administrações e autarquias federais a culpa é do PT, mesmo que não tenham prova nenhuma a culpa é do PT. Isto tem de ser dito até que a demonização do PT seja completa, é muito importante que isto aconteça. A grande mídia sempre dá um jeito, em qualquer que seja a situação em que algo negativo aconteça, de aliar o nome do PT e vincula-lo ao fato. Por exemplo:Pergunta: A que partido pertence o Senador? reposta – PDT pergunta : Qual o partido que lidera o movimento dos amotinados armados? resposta – PSL:. pergunta quais as partes envolvidas na questão? resposta – O governo do PT e amotinados da PM do Ceará.. pergunta – O governo do PT e a PM chegaram a um acordo com os representantes da PM do Ceará? Resposta :Sim Pergunta O acordo foi firmado, carimbado, protocolado,publicado no diário oficial? resposta: Sim. Pergunta básica: A quem cabe negociar ou reprimir se necessário com os amotinados armados? Resposta : Ao Governo do PT. Pergunta: A quem cabe estabelecer a estratégia, as formas de lidar com a situação? Resposta: Ao governo do PT. Pergunta mais do que básica: Que diabos o Cid Gomes foi fazer lá com uma escavadeira? resposta: Resolver um problema que não era da alçada dele, de forma incorreta, com ferramentas e estrategia inadequadas Pegunta básica: Qual o resultado que ele esperava? Resposta: aparecer na mídia como herói ( Aliás é nítido a fala dele se autodenominado como herói enquanto ele era socorrido.). Pergunta : Ele resolveu o problema? resposta Não, o problema se alastrou outros grupos de policiais motivados pelo corporativismo se somaram aos amotinados armados e ocuparam outras bases militares. Em fim este ato insensato e desastrado do senador Cid Gomes que agravou a situação não é culpa dele, é culpa do PT que não escreveu uma nota sobre o fato de acordo com o gosto do jornalista Miguel do Rosário, nem o Merval faria melhor, muito esclarecedor seu artigo. Valeu

Responder

    Redação

    21 de fevereiro de 2020 às 13h32

    A culpa não é do PT. É do bolsonarismo. O bolsonarismo, ele sim, é culpa do PT, que elegeu Bolsonaro.

    Responder

      Robert

      21 de fevereiro de 2020 às 14h32

      Meu irmãozinho, dá um tempo.

      Responder

      Clever Mendes de Oliveira

      21 de fevereiro de 2020 às 14h38

      Redação,
      E no resto do mundo onde figuras semelhantes a Bolsonaro estão sendo eleitas (há outros exemplos comparáveis, mas Duterte parece ser o melhor exemplo porque ele tem história de vínculo com a milícia muito semelhante a de Bolsonaro e conta, como Bolsonaro, com o apoio do setor policial) foi também culpa do PT ou há outra razão mais fundamentada para se apontar?
      Eu até admito que a culpa da eleição do Bolsonaro é do PT. O PT teria calculado mal a sua força e acabou sendo derrotado pelo Bolsonaro. Só que a pergunta que se faz é não haveria culpa maior no tercius que não foi capaz de vencer nem Bolsonaro, nem o PT.
      Agora, a por a culpa no PT, o que é um exercício de ficção, pois não há como provar que houve a culpa ou que não houve, surge também outra possibilidade. Talvez se consiga provar que o PT, como todo partido de esquerda seja ele de tendência marxista, seja ele de tendência religiosa, estava insatisfeito com o mando e desmando dos nossos políticos tradicionais e resolveu dar o golpe com o Exército mediante o títere do Bolsonaro de tal modo a passar sobre os nossos políticos como Cid Gomes pareceu querer fazer com a retroescavadeira.
      Eu considero que Lula ainda está vinculado à frase de que há 300 picaretas no Congresso. A escolha da ex-presidenta às custas do golpe, Dilma Rousseff, é uma prova disso. Ele teria escolhido uma técnica que não saberia negociar para tentar impor a correção do pais. O fracasso da ex-presidenta às custas do golpe, Dilma Rousseff, levou Lula a apoiar o Exército.
      Esta ojeriza que parte da esquerda tem a atividade política e que pode ter contaminado a direção do PT, sempre teve a minha crítica. Apesar da sua disfuncionalidade, disfuncionalidade que aumenta com o crescimento da desigualdade, o processo democrático representativo é o que eu defendo. E para o defender é preciso aceitar que se trata de um processo lento em que as mudanças para melhor só se efetivam no longo prazo.
      Enfim, a crer em um PT com um viés contrário a atividade política tradicional, a possibilidade de o PT ser culpado pela eleição de Bolsonaro é real, uma vez que na verdade estaria elegendo o Exército, pois Bolsonaro é apenas um títere do Exército. E um títere sobre quem o Exército tem completo domínio porque sempre soube quem ele é.
      Abraços,
      Clever Mendes de Oliveira
      BH, 21/02/2020

      Responder

      Ugo

      22 de fevereiro de 2020 às 22h04

      Aceita e democracia Redação, passou da hora e se o Brasil é o esgoto do mundo a culpa é dos brasileiros.

      Essa de culpar o presidente da república da vez é uma pseudo espertice ridícula.

      Responder

Rodolpho

21 de fevereiro de 2020 às 12h28

O texto é preciso para expor a hipocrisia da esquerda brasileira, no final das contas a briga é sempre por protagonismo. Com a exceção da Dilma e de alguns outros nomes (Orlando Silva e Luciana Santos e alguns nomes do PcdoB). Vi apoio de nomes improváveis como Cristovam Buarque, Kajuru e até mensagem de Serra, mas os principais lideres que vivem clamando a “união das esquerdas” (Lula, Dino, Boulos, Freixo) ficaram todos calados, justamente em algo que também vai afetá-los em algum momento (a milicialização das policias militares nos país).

Responder

José Zimmermann Filho

21 de fevereiro de 2020 às 12h07

Com todo respeito à opinião, mas jogar um trator em direção a um grupo de pessoas é heroísmo? Lembrando que são trabalhadores reivindicado melhores salários. Ganham pouco e não são “parasitas”

Responder

    Redação

    21 de fevereiro de 2020 às 12h57

    O trator foi para deslocar o portão. Não havia nenhum objetivo de machucar ninguém.

    Responder

      Andressa

      21 de fevereiro de 2020 às 13h04

      Redaçào,

      menos por favor, vamos respeitar a inteligencia dos outros.

      Poderia ter sido uma tragedia, na bagunça do momento basta um nada para acontecer qualquer coisa, a escavadeira ir pra frente mais um metro e esmagar pais de familia. Ela anunciou claramente que teria partido para violencia “voces tem 5 minutos para sair com filhos e familias em paz”. A tentativa foi boa (ridicula) mas essa da grade nào tem como passar.

      Se uma pessoa do grupo tivesse caido no chào todos os outros teriam caido junto e nesse momento basta um nada para aconteçer um desastre.

      Faço uma pergunta…se alguem tivesse conseguido entrar os policias ficariam olhando e ofereçendo um cafè para todo mundo ou surgeria um confronto entre os mesmos armados e civis…?

      Tentar passar uma coisa dessa como um ato heroico è estimular a violencia e a barbarie que tanto apontam nos outros.

      A chegada do Bope e o esvaziamento do quartel demostra claramente o que deveria ter sido feito e que qualquer pessoa com equilibrio mental faria desde o começo dos tumultos e nào tentar pasar em cima de pais de familia com um trator.

      Foi uma cena barbara e vergonhosa de pleno terçeiro mundo que de heroico nào tem asbolutamente nada…..esse coronèl maluco nào se tornarà o novo Battisti. Vamos poupar a palavra heroi para quem mereçe, pelo menos isso.

      Responder

        Redação

        21 de fevereiro de 2020 às 13h31

        O bope chegou mais tarde. E não se sabia quando iria chegar. E quando a própria polícia vira bandido, não dá para confiar cegamente… na polícia. A população tem o direito de se defender. Cid Gomes fez muito bem.

        Responder

          Andressa

          21 de fevereiro de 2020 às 13h35

          Civilização é outra coisa, sinto muito pela situação de atraso biblico na qual se encontram. Não é defendendo esses atos por interesses políticos e ideológicos que irão pra frente, pelo contrário continuam indo para trás.

    Alan C

    21 de fevereiro de 2020 às 13h07

    Apenas lembrando que o que vc chama de pessoas, talvez numa conotação de que estavam apenas fazendo uma reivindicação normal, eram milicianos, encapuzados, que estavam dando toque de recolher para a população, abordando de forma bandida viaturas, ameaçando policiais em serviço com arma em punho.
    Vc queria o que? Que o Cid pedisse por obséquio????

    Responder

      Carlos Chagas

      22 de fevereiro de 2020 às 06h01

      Isso autoriza a fazer uma coisa dessa…?

      Jogaram o nome de milicianos (que nada tem a ver com isso) para tentar associar isso a alguém e na cabeça louca de vocês justificar…?

      Você já viu milicianos do Rio fazer isso …?

      Não cansam de serem ridículos ?

      Responder

Ronei

21 de fevereiro de 2020 às 12h01

Sò os comentarios dos amigos apòs o episodio do Cid Gomes…?

E’ assim que funciona ?

Responder

    Redação

    21 de fevereiro de 2020 às 12h58

    Não. Publicamos críticas. Mas há invasão de bolsominions mau educados. Se for educado, publicamos tudo. Quem acompanha o Cafezinho, sabe que aqui não tem censura.

    Responder

      Ronei

      21 de fevereiro de 2020 às 13h12

      Pelos comentarios que a gente vè a mà educaçào tem de todos os lados.

      Tem alguma diferença entre quem tem uma opiniào ou outra…?

      Responder

      O Demolidor

      23 de fevereiro de 2020 às 02h28

      Ah…tem censura sim…..sem cinismo por favor…..

      Responder

        Redação

        23 de fevereiro de 2020 às 09h30

        Não. Tem moderação. É diferente.

        Responder

        Andressa

        23 de fevereiro de 2020 às 10h07

        Tem sim.

        Responder

Petista Inconformado

21 de fevereiro de 2020 às 11h28

Todo apoio ao Cid Gomes e a sua família.

Responder

Lúcio

21 de fevereiro de 2020 às 11h13

“A retroescavadeira, operada por Cid, move o portão, sem machucar ninguém, e pára”

Se fosse o Bolsonaro avançando em cima dos sindicalistas da Petrobras, para acabar na marra com uma greve já declarada e redeclarada ilegal e abusiva pela justiça, você não estaria defendendo essa narrativa de “o cara é bonzinho e não quis machucar ninguém ao avançar com um trator para cima das pessoas.”

E não estou nem defendendo os PMs fazerem greve ilegal. Estou dizendo que, se você começa a aplaudir o uso da força para debelar greve ilegal, quem você acha que vai ser mais prejudicado com isso – algum coroné cearense tresloucado que tem o apoio do resto da oligarquia, ou o trabalhador que não tem nada?

Responder

    Redação

    21 de fevereiro de 2020 às 12h59

    Não é greve de petroleiros. Não é greve. É terrorismo de encampuzados bandidos.

    Responder

      Tulipa

      21 de fevereiro de 2020 às 13h14

      Redaçào,

      “A retroescavadeira, operada por Cid, move o portão, sem machucar ninguém, e pára”.

      No é assim que se vai pra frente… sejamos mais serios e menos ridiculos é uma questào de civildade e nào de politica.

      Menos…

      Responder

        Álvaro

        21 de fevereiro de 2020 às 15h33

        E qual a sua sugestão para resolver o problema naquele instante? Esperar o exército? Os policiais que não aderiram ao motim, que foram impedidos de trabalhar, chegarem dias depois?

        Responder

          Tulipa

          22 de fevereiro de 2020 às 22h13

          Infelizmente não posso fazer nada por seus problemas, sinto muito.

Ademir da Guia

21 de fevereiro de 2020 às 10h58

Esta turma do PT é muito prepotente. Cambada de canalhas. Define-se quem é de esquerda na prática, quem está mais alinhado na prática com os interesses e direitos da classe trabalhadora. Seus malditos, se valem da indumentária de esquerda, do vermelho, da estrela, mas só servem de fato pra desorganizar a classe trabalhadora, papél que este partido e suas lideranças cumprem muito bem desde sua fundação. Parece uma contradição muito grande dizer que o PDT é muito mais alinhado com os interesses dos trabalhadores do que o PT, não parece? Pois é, parece mesmo. Isto só pra quem desconhece a história recente de nosso País. O PDT não é um partido revolucionário. É um partido da ordem, como o PT. No entanto sua prática e sua história, desde o antigo PTB está muito mais alinhada com os interesses da classe trabalhadora do que jamais fez o PT no tempo em que esteve no Poder. No Poder, porra! E não fez porra nenhuma estruturalmente e vêm estes merdas prepotentes dizendo quem é de esquerda e quem não é.

”Pois é, pena que na hora do pega pra capar, resolveu sartar fora do seu país e ir flanar na Europa, colaborando para que um fascista trouxesse os porões da ditadura para o poder pelo voto. As pessoas precisam entender que uma ação gera uma reação.”

Aí este sujeito vem com essa. Na hora do pega pra capar? O Lula estava preso caralho! Prenderam o Lula pra não levar as eleições; e o Lula se entregou! Acharam o quê? Que com recursos e sabe-se lá mais o que a Justiça burguesa ia soltá-lo pra disputar? A cúpula do PT não é tão ingênua quanto a sua militância mais fanática. Sabiam o que estavam fazendo muito bem. O Haddad perdeu em sua própria cidade para João Dória! Não queriam entregar o País ao Bolsonaro? Ué, e quem depois do Lula seria a liderança popular óbvia para disputar o pleito se não o PDT de Ciro Gomes? Todas as pesquisas davam Ciro Gomes ganhando de Bolsonaro. O PT desarticulou as alianças do PDT com o PSB, com o PCdoB e isto só favoreceu Bolsonaro. Só pra não perder a hegemonia no campo popular. Canalhas malditos. A elegância uspiana do Haddad é que levou este protofascista ao Poder. Eis aí a esquerda que a direita gosta!

Sempre desarticulando! Falsa esquerda! Mereciam ser desmascarados para a militância mais lúcida e consciente abrir os olhos.

Viva Brizola! Viva Prestes! PDT e velho Partidão, estes com suas diferenças teóricas e práticas, foram e continuam sendo os genuínos guardiões dos interesses da classe trabalhadora!

Em governo voltado pra classe trabalhadora a banca não lucra como lucrou com a conciliação NA PRATICA do PT no Poder! Sem mais.

Responder

CezarR

21 de fevereiro de 2020 às 10h58

A Dilma tem muitos defeitos, mas era, é e morrerá como uma mulher brava, honesta e decente. Os militantes digitais do PT, após o fato, logo começaram a contabilizar politicamente o fato, como se não houvesse do outro lado um ser humano que numa posição de inferioridade, deu uma lição de coragem. A Rússia tem um Putin, que com todos os defeitos e contradições, restabeleceu o poderio dessa grande nação. O Brasil tem dois Putins, Ciro e Cid,.se dá ao luxo de esnobá-los. Como diz Mino Carta: O Brasileiro é valente, adora uma briga, se for onze contra um, melhor ainda!

Responder

Mateus

21 de fevereiro de 2020 às 10h50

Bom dia

Sempre leio suas análises, vc escreve muito bem. Mas tudo tem limite, um episódio como esse que ainda não acabou, que definitivamente não apareceu nenhum herói pra resolver, não pode virar ataque ao PT e a esquerda que não fecha com os Gomes. Chega ser surreal essa coisa de justificar as cagadas dos gomes botando culpa no PT e nas “esquerdas”

O que tá acontecendo no ceará e algo muito mais profundo e tem raízes bem complexas pra ser resolvida com um “herói” e uma retroescavadeira, isso quase ceifou sua vida.

Tenho profundo respeito por Ciro e Cid, o que não significa dizer que tenho que concordar com tudo que eles falam e fazem, assim como tenho profundo respeito por Lula e regra vale pra ele.

Tá muito chato esse insistente apregoamento pela divisão, já passou da hora de tocar que caldo desandou

Responder

    Mateus

    21 de fevereiro de 2020 às 10h57

    Só queira acrescentar que, apesar ter uma visão crítica sobre o ocorrido, me solidarizo com Cid Gomes, e sim a atitude dos “pm’s” foi inescrupulosa

    Responder

Márcio Nogueira

21 de fevereiro de 2020 às 09h08

Todos os Partidos e Sites de esquerda estão solidários com o Senador Cid.
Estamos bem atentos com esta escalada de violência. Frentes Ampla pela Democracia sempre!!!

Responder

    Alan C

    21 de fevereiro de 2020 às 12h28

    Respeito o comentário do colega mas discordo veementemente.
    O Tijolaço não disse absolutamente nada, apenas hoje publicou breve comentário sobre a coletiva do Ciro e ainda fez piadinha.
    O PT247 falou apenas de forma muito breve sem dar a importância que o assunto merece.
    O GGN, do Nassif, fez algo ridículo, publicou um vídeo com título “Cid Gomes inaugura reação nacional contra as milícias”, o título é ótimo né, mas é só um caça-clique, pq acredite, em nenhum momento ele falou do Cid, só falou da greve ilegal da PM, ou seja, além de não ter falado nada, foi desonesto e oportunista.
    Isso sem falar nas atitudes grotescas do PT e do PSOL.

    Responder

Zeca

21 de fevereiro de 2020 às 08h58

A esquerda se preocupa mais em disputar a hegemionia nas suas hostes do que em se unir nas questões concretas. Nem este site escapa dessa lógica. O silêncio – equivocado – reflete o ressentimento com Ciro Gomes pela viagem a Paris. Dentro da esquerda a intolerância é maior entre seus pares do que com os adversários da direita na hora de fazer alianças. Tá no DNA da esquerda, moldada na idéia de “vanguarda” expressa por Leni em “o que fazer”. Todos se acham “a vanguarda” e os demais são fruto de desvios pequenos burgueses e que portanto dvem ser “liderados”.. Isso não muda tão cedo. Outra coisa é o ressentimento do PT com o PSOL (este site idem) . A coragem do Cid é admirável, Mas e a de Freixo eTalíria, que não sabem se estarão vivos na semana que vem ? (são alvo permanente das milicias). De fato esperava uma reação célere/contundente deles nesse caso. É fácil pinçar um twiiter infeliz do Juliano, mas fica dificil esquecer do massacre que os professores em greve no ceará sofreram dessa mesma PM durante o governo dos Gomes….Enfim…estamos ferrados.

Responder

Heitor

21 de fevereiro de 2020 às 08h45

Cabe a blogosfera denunciar com mais força o fascismo no pais.
Por pouco o senador Cid Gomes não morreu na ação fascita da ppm do Ceará.

Responder

Ze

21 de fevereiro de 2020 às 08h42

Triste a falta de menção ao Cid nas referidas notas. Mas a Dilma publicou uma em solidariedade ao Cid.
Todavia, é de se entender q uma família q chama o PT de partido de bandidos não ter a solidariedade deste mesmo partido.
O problema é que no meio disso tem o futuro do Brasil.

Responder

UILIO OLIVEIRA SILVA

21 de fevereiro de 2020 às 06h57

Apenas uma pergunta: por mais autoridade que tenha um Senador, o Ceará num tem um Governador?Rapaz, no central, acho que Cid falhou apenas numa minúscula atitude. No momento em que lá de dentro do quartel se retruca contra Cid dizendo-lhe que ele …”não tem autoridade”.. para dá ordens aos amotinados e prazo de cinco minutos para saírem com seus familiares…. Ali, e bem ali, naquele momento a atitude de Cid num deveria ser outra senão responder que não tinha autoridade, realmente, no entanto o povo de Sobral, aquela multidão que ali estava com ele, tinha sim. E daí em diante partir com tudo e com todos. Faço do comentário da Minha Presidenta, deposta, minhas palavras. Desejo pronta recuperação ao Senador.

Responder

Paulo

21 de fevereiro de 2020 às 03h48

Rosário, qual é a solidariedade nesta frase: “Lula está preso, babaca!”?
Qual solidariedade foi prestada pelo irmão, Ciro, durante a última campanha presidencial? Ir para Paris?
Ciro Gomes tem torpedeado o PT a cada oportunidade. Não poupa Lula, não poupa o PT em ostensiva campanha a presidente (totalmente fora de hora, diga-se de passagem).
Mesmo assim, solidariedades foram declaradas, para vc insuficientes. Queria o quê? Vassalagem incondicional?
Cara, vc é mto engraçado msm! Morro de rir, mas não acho graça alguma.

Responder

    Redação

    21 de fevereiro de 2020 às 10h36

    Paulo, não houve nenhum candidato que prestasse mais solidariedade a Lula do que Ciro Gomes durante a campanha eleitoral. Em inúmeras entrevistas, chegou a quase brigar com repórteres para denunciar a fragilidade do processo que levou o ex-presidente à prisão. Quanto a frase de Cid, era um recado de última hora, para petistas fanáticos, que não entendiam a gravidade da situação e o estavam atacando num evento em que ele tinha ido para apoiar a campanha de Haddad. No dia seguinte, aliás, o próprio Cid postou vídeo explicando e reiterando seu apoio a Haddad. Vai ser mal agradecido assim nos infernos!

    Responder

    Alan C

    21 de fevereiro de 2020 às 12h41

    Paulo, vc diz que não é de esquerda mas se comporta como um lulopetista dos mais fanáticos, aqueles bem cegos que compram aquele livro ridículo que só vende no site do PT247 elevando Lula a uma verdadeira divindade… Surreal…

    “Qual solidariedade foi prestada pelo irmão, Ciro, durante a última campanha presidencial? Ir para Paris?”
    Não! Ter defendido Lula nas acusações fracas e golpistas que sofreu e ter se colocado à disposição para levar Lula para uma embaixada, coisa que Lula, com o muito estranho argumento de que não queria fugir se dizendo inocente, não aceitou.

    “Ciro Gomes tem torpedeado o PT a cada oportunidade. Não poupa Lula, não poupa o PT”
    Chumbo trocado, simples assim!

    “Mesmo assim, solidariedades foram declaradas”
    Quais????? Pronto restabelecimento??? Cid tá gripado?? Ah, tenha dó…

    Responder

      Paulo

      21 de fevereiro de 2020 às 19h43

      Alan, não se se você confundiu esse fake comigo…

      Responder

Nelsonz

21 de fevereiro de 2020 às 00h59

Olha vou ser honesto, pelo título já descartei perder meu tempo em ler, até porque sei q o Miguel escreve bem e não escreveria nada q contratante com o título!! Ainda mais pra seus políticos preferidos!! Chamar o ato tresloucado de Cid da tresloucada dinastia Gomes de ousado e uma desonestidade intelectual sem tamanho e não um eufemismo ingênuo. Este louco licenciatura ajudou mais o movimento radical q qualquer forcinha miliciana do planalto!! Polarização e violência e todo q este governo quer pra bagunçar mais ainda o coreto a seu favor. Este governo vive de crises e de virar a mesa quando está acuado!! Isto mostra q embora tenham qualidades os Gomes são tão perigosos, arrogantes, destemperados e violentos quanto os Minions milicianos nos quartéis e no governo!! O pau vai comer no Ceará e o governo federal vai capitalizar isto pra si e pro milico candidato a prefeito!! Lamento q o cafezinho e os direitistas q comentam aqui neste sítio dito de esquerda com a maior militância de direita q já vi. O PDT e os Gomes nunca foram e nunca serão esquerda!! Não adianta mentirem e contarem está mentira centenas de vezes q não se tornará verdade!!

Responder

    Álvaro

    21 de fevereiro de 2020 às 07h01

    Por que você não se coloca no lugar da população sobralense, que ficou refém naquele dia por bandidos que ameaçaram armados os comerciantes da cidade, que ficou sem segurança pública alguma por terem seus policiais de bem que estavam tentando trabalhar sendo rendidos, assaltados?
    Se você tivesse na situação terrível a que o sobralense foi submetido, você iria no mínimo entender a atitude do Cid em apenas derrubar o portão (como se dá pra ver claramente no vídeo e explicitado no texto) e expulsar os terroristas.
    O que você sugeriria que fosse feito? Que a população esperasse pacientemente pela ajuda do Governo do Estado do governador petista (que tentou fazer o que pode) mesmo após serem submetidos a uma violência canalha como aquela?

    Responder

    Darcy Brasil

    21 de fevereiro de 2020 às 09h04

    Se o partido de pequeno-burgueses, exclusivistas, pleno de sociais-liberais, como você e a corrente que hegemoniza o PT, tivesse, por uma questão de compromisso com a nação brasileira, pelo dever de evitar o mal infinitamente maior que seria a eleição de um miliciano abjeto, apátrida e protofascista, mesmo tendo que ajudar a eleger alguém que, em sua opinião, não pertence ao campo da esquerda, teria apoiado INCONDICIONALMENTE Ciro Gomes no 1° turno, que, com toda certeza, teria sido eleito, como apontavam todas as pesquisas, que indicavam que a única corrente incapaz de derrotar Bolsonaro era a petista. Hoje, você teria muito mais liberdade para atacar o Presidente Ciro Gomes politicamente; os direitos trabalhistas não teriam sido destruídos; os movimentos sociais e o movimento sindical atacados; a Reforma da Previdência neoliberal não teria sido aprovada; o número de assassinatos de militantes no campo não teria se multiplicado por 3; o processo de grilagem de terras e desmatamento não teria se acelerado; a universidade pública, o ensino público, laico e desmilitarizado, e a Ciência e Tecnologia sucateadas, a pobreza e a pobreza extrema aumentado, o Bolsa Família, debilitado, o emprego informal, sem direitos, não teria se multiplicado, a Petrobrás não estaria sendo privatizada, a Embraer, vendida a preço de banana, o assasssinato de individuos LGBT, de mulheres e negros não teriam crescido assustadoramente, pois o governo de alguém como Ciro seria sensível às pressões para defender os Direitos Humanos e, o que é mais importante, as milícias estariam sendo combatidas e quem mandou matar Marielle provavelmente já seria conhecido oficialmente. Internacionalmente, o Brasil continuaria priorizando suas relações com os Brics, e não teria assumido a agenda politica e econômica de Donald Trump…e etc, etc, etc. Estou de saco cheio dessa desonestidade intelectual dos petistas, que fingem que Haddad perdeu as eleições porque Ciro viajou para Paris (esse foi um erro político grave de Ciro, mas apenas por ter estimulado as richas entre petistas e pedetistas, e não porque, se Ciro não tivesse ido para Paris, seu apoio a Haddad seria suficiente para superar o antipetismo vigente). Detalhe: não sou do PDT e, muito menos, cirista. Sequer acredito que o Brasil será transformado por eleições, mas dou algum peso às lutas institucionais na democracia burguesa, entendendo que as condições para a luta de classes e as condições de vida do povo não teriam piorado tanto como pioraram, fosse Ciro Presidente e não o miliciano.

    Responder

Alexandre Neres

21 de fevereiro de 2020 às 00h20

Desde o começo me solidarizei com Cid Gomes aqui neste blogue. Diga-se de passagem, meus textos costumam ficar retidos por horas, dias e às vezes nem são publicados. Neste caso específico, apesar de o Miguel dizer que nem sabe o porquê de os textos ficarem retidos e falar que é aleatório, coincidente e curiosamente meus textos foram publicados instantaneamente.

As pessoas que eu vejo conversando sobre o assunto, descem o malho no Cid, dizem que dois tiros foi pouco, que foi pra cima das famílias dos caras, que um prazo de cinco minutos não é nem um pouco razoável, que é um destemperado, que deve ser processado. O próprio Alan C achou deplorável a conduta do Cid. Eu fiquei rebatendo e tentando argumentar o contrário, o que foi tão difícil quanto tentar dialogar com um bolsominion.

Ciro diz que não se enfrenta o fascismo com flores. Pois é, pena que na hora do pega pra capar, resolveu sartar fora do seu país e ir flanar na Europa, colaborando para que um fascista trouxesse os porões da ditadura para o poder pelo voto. As pessoas precisam entender que uma ação gera uma reação. Na hora em que o maior líder popular da história do país foi atacado diuturnamente e vítima de lawfare, foi chamado de criminoso. corrupto, apesar de fazer a ressalva que o processo continha irregularidades, parte que não aparecia nas manchetes e era colocada embaixo do tapete pela Globo. Então, Miguel do Rosário, não venha cobrar da esquerda um apoio, pois estão colhendo o divisionismo que vocês próprios plantaram.

Você não deveria aproveitar esse momento delicado para tentar fazer proselitismo político. Se Ciro Gomes e o próprio Cid, naquele episódio deplorável que ocorreu no Ceará na campanha do segundo turno, tivessem um pouco da elegância do Haddad, talvez a situação do país estivesse um pouco melhor.

Vocês não têm o menor direito de cobrar o que quer que seja da esquerda, talvez do DEM ou do Centrão. Já que tanto gostam de falar de autocrítica, deveriam pôr em prática e se dar conta de quais atitudes do grupo político ao qual pertencem foram responsáveis por isso. Sem mais.

Responder

    Rodrigo Silva

    21 de fevereiro de 2020 às 09h03

    Palavras e mais palavras… nossos intelectuais orgânicos adoram as palavras. E dentro da sua “bolha das palavras” não reconhecem o valor simbólico da ousadia de Cid sobre as pessoas deste país. Com palavras e mais palavras, justificam suas derrotas a terceiros. O certo é que toda essa narrativa “crítica” servirá para mantê-los dentro de sua confortável bolha, falando de uma Esquerda que existe apenas dentro de suas cabeças, sem lastro social.

    Faça, então, o que Ciro não recomenda: envie flores aos fascistas!!!

    Responder

Sergio

20 de fevereiro de 2020 às 23h01

A esquerda se solidarizou, tal qual Ciro,de Paris. Não se finja de desirientado, teu partido teve inúmeros votos pró impeachment e reforma trabalhista e da previdência.

Responder

    CezarR

    21 de fevereiro de 2020 às 11h03

    É impressionante como os canalhas bolsonaristas são siameses aos canalhas petistas. Que comparação há entre um ato político de se abster de fazer campanha no segundo turno, MESMO DECLARANDO VOTO NO HADDAD e levar um tiro enfrentando bandidos???????????? CANALHA!

    Responder

Paulo

20 de fevereiro de 2020 às 22h19

Duas coisas:

1) É estranha, de fato, a presença – se confirmada – dessa deputada do PSL-RJ entre os grevistas;

2) Salvo se estão sem reajuste há muitos anos, e se, realmente, o percentual oferecido é de 40% (a imprensa costuma ser leviana e sensacionalista, nesse tipo de matéria), é muito para o padrão do serviço público. Meu último reajuste foi em 2015, abaixo disso, e Dilmadrasta ainda parcelou em 4 vezes, sendo que Temerário e Bolsonabo conseguiram postergar os compromissos, sucessivamente, até o ano passado…

Responder

Vitor

20 de fevereiro de 2020 às 22h09

Parabéns pelo texto! Foi exatamente isso o que aconteceu… Um silêncio que machuca… Cid e Ciro se esqueceram muitas vezes da política para se solidarizar com o Lula, mas o mesmo não o fez agora…

Responder

    Paulo

    21 de fevereiro de 2020 às 08h53

    Temos que lembrar que nossos atos trazem consequências. Ciro foi pra Paris e deixou o caminho livre pra milícia. O resultado é ano país está nas mãos do talibã tupiniquim. O estrago econômico, social e de direitos humanos foram feitos. Agora a força tem q ser dobrado pra mudar o cenário.

    Responder

      Alan C

      21 de fevereiro de 2020 às 12h44

      Peraí…. Aquele poste inútil perdeu a eleição pq Ciro foi pra Paris???

      rs… Paulo, na boa, agora sou eu que desejo um pronto restabelecimento ao lulopetismo shiita viu rsrsrs

      Responder

    Paulo

    21 de fevereiro de 2020 às 09h07

    Temos que lembrar que nossos atos trazem consequências. Ciro foi pra Paris e deixou o caminho livre pra milícia. O resultado é que o país está nas mãos do talibã tupiniquim. Os estragos econômico, social e de direitos humanos foram feitos. Agora a força tem q ser dobrado pra mudar o cenário.

    Responder

Alan C

20 de fevereiro de 2020 às 21h48

A vida é mesmo curiosa, reparem bem (usando o jargão do Ciro), quem mais defendeu Cid na “esquerda” (e bota aspas nisso) foi exatamente a pessoa que ficou contra Cid e a favor do Eduardo Cunha, cujo Cid chamou praticamente de bandido.

Responder

    Alan C

    20 de fevereiro de 2020 às 21h50

    Esse é o PT…. Aliás, Miguel, parabéns pelo posicionamento com coragem e caráter, estava sentindo falta disso no Cafezinho.

    Responder

      Francisco Souza

      21 de fevereiro de 2020 às 07h43

      Mais triste que tudo é observar os petistas fanáticos comentando para defender a apatia da dita “esquerda” brasileira. Tem gente que não admite o Miguel ter assumido posição crítica e independente mas não para de perder tempo para vir falar asneiras aqui.

      Além de não ajudarem ainda querem atrapalhar.

      Que fase.

      Responder

Luiz

20 de fevereiro de 2020 às 21h46

Não é hora para falar da corrupção, do tamanho do estado e da subversão das diretrizes constitucionais, pois o cidadão, o indivíduo humano, é fundamental. Desejo pronto restabelecimento ao senador.

Responder

Marcos Videira

20 de fevereiro de 2020 às 20h53

Parabéns Miguel ! Você foi preciso.
PT e PSol (o novo puxadinho do PT) continuam agindo mesquinhamente, colocando seus interesses partidários ACIMA dos interesses nacionais. Para eles, atacar Bolsonaro tem limites: o PT não pode perder o seu malvado favorito.

Responder

Miramar

20 de fevereiro de 2020 às 19h53

Já critiquei muito a “esquerda verdadeira” do Brasil. Hoje não farei isso. Ficará porém na memória…

Responder

Ana de Hollanda

20 de fevereiro de 2020 às 19h23

Miguel, você não poderia ser mais preciso. Disse tudo e tocou em todas as feridas dos omissos que faltam em oposição, mas na hora H, vão pra cima do muro.
Parabéns!

Responder

    Zeh Vidal

    20 de fevereiro de 2020 às 22h00

    O Miguel tá afinadíssimo.

    Responder

Deixe uma resposta