Coletiva de Rodrigo Maia (ao vivo) sobre medidas contra a crise

Camilo Santana diz que não vai negociar com “bandidos mascarados” da PM

Por Redação

21 de fevereiro de 2020 : 13h28

O governador do Ceará, Camilo Santana, deixou claro que não haverá nenhum tipo de “anistia” ou qualquer negociação com as facções criminosas da polícia militar, que organizaram um motim em Sobral e outras cidades.

Aliás, assistam o vídeo do governador sobre a PM do Ceará.

Trecho de matéria publicada há pouco na Folha:

Com Exército na rua, governador do CE endurece e descarta chance de anistia a policiais
Líderes do motim querem anistia administrativa para evitar punições previstas em lei

21.fev.2020 às 11h48

João Valadares

Em mais um sinal de endurecimento contra os policiais que participam de um motim no Ceará, o governador Camilo Santana (PT-CE) avisou que não vai conceder nenhum tipo de anistia administrativa para os envolvidos em atos de vandalismo e insubordinação.

Com o motim e desmobilização das forcas policiais, o Ceará registrou alta no índice de homicídios entre 6h desta quarta-feira (19) e 6h desta quinta-feira (20). Em 24 horas, foram 29 assassinatos. A média diária, considerando o período de 1º de janeiro a 18 de fevereiro, é de seis crimes violentos letais intencionais.

“Anistia para quem fizer motim na polícia é inegociável”, declarou o governador. Nos bastidores, Camilo Santana tem dito a secretários mais próximos que não vai negociar “com bandidos mascarados e armados”.

(…)

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

21 de fevereiro de 2020 às 15h00

É isso aí. Tratamento implacável contra policiais bandidos associados ao bolsonarismo. O que fizeram foi gravíssimo: criaram motim usando armas de fogo de serviço para intimidar a população e fragilizar o governo. Menos que isso seria absurdo.

Responder

Alan C

21 de fevereiro de 2020 às 13h52

Tanto pq a negociação já foi feita a pouco tempo e a corporação aceitou.

Responder

Deixe uma resposta