Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Bolsonaro é pior que Temer: PIB de 2019 é menor que de 2018

Por Redação

04 de março de 2020 : 09h33

PIB cresce 1,1% e fecha 2019 em R$ 7,3 trilhões

Editoria: Estatísticas Econômicas | Carmen Nery
04/03/2020 09h00 | Última Atualização: 04/03/2020 09h01

Agência IBGE — O Produto Interno Bruto (PIB), divulgado hoje pelo IBGE, fechou 2019 com crescimento de 1,1%, totalizando R$ 7.256,9 bilhões. Trata-se do terceiro resultado positivo, após as altas de 1,3% de 2017 e de 2018, que interromperam as quedas de 2015 e 2016. O PIB per capita variou 0,3%, em termos reais, alcançando R$ 34.533 em 2019.

“São três anos de resultados positivos, mas o PIB ainda não anulou a queda de 2015 e 2016 e está no mesmo patamar do terceiro trimestre de 2013”, analisa Rebeca Palis, coordenadora das Contas Nacionais do IBGE. “A maior contribuição para o avanço do PIB vem do consumo das famílias, que cresceu 1,8%. Pelo lado da oferta, o destaque foi o setor de serviços, que representa dois terços da economia”.

Ela esclarece que a inclusão dos dados do setor externo, que foram enviados com atraso no terceiro trimestre, não teve impacto no resultado do PIB em 2019. “Afetou apenas as exportações, pois o setor externo continuou contribuindo negativamente. Enquanto a demanda interna contribuiu com 1,7% do resultado, o setor externo apresentou queda de 0,5%”, explica Rebeca.

O setor de serviços cresceu 1,3%, puxado por atividades de informação e comunicação (4,1%), atividades imobiliárias (2,3%), comércio (1,8%), outras atividades de serviços (1,3%), atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados (1,0%) e transporte, armazenagem e correio (0,2%). A atividade de administração, defesa, saúde e educação públicas e seguridade social (0,0%) se manteve estagnada no ano.

Na indústria, a atividade de eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos cresceu 1,9% em relação a 2018, puxada pelo crescimento de 1,6% na construção. Já o destaque negativo ocorreu em indústrias extrativas, com queda de 1,1% no ano. Indústrias de transformação ficaram estáveis em, 0,1%.

“A indústria teve um comportamento diferente em relação a 2018, puxada pelo crescimento na construção, após cinco anos de desempenho negativo. Já a indústria de transformação, que havia crescido mais em 2018, ficou estagnada em 2019”, ressalta Rebeca Palis.

Na agropecuária, que tem um peso de apenas 5% no cálculo do PIB, os destaques foram lavouras como o milho, que registrou crescimento de 23,6% e expressivo ganho de produtividade; algodão (39,8%), laranja (5,6%) e feijão (2,2%). Em contrapartida, houve variação negativa em culturas como café (-16,6%), arroz (-12,6%), soja (-3,7%) e cana (-1,0%). O desempenho da pecuária em 2019 foi influenciado positivamente pelo estreitamento da relação comercial com a China, por conta da peste suína no país asiático.

Investimento sobe e poupança cai em 2019

A taxa de investimento no ano de 2019 foi de 15,4% do PIB, ligeiramente acima do observado no ano anterior (15,2%). A taxa de poupança foi de 12,2% em 2019 (ante 12,4% em 2018). Entre os componentes da demanda interna, houve avanço no consumo das famílias (1,8%), e na formação bruta de capital fixo, em 2,2%. O consumo do governo recuou 0,4%.

PIB avança 0,5% na comparação trimestral

No quarto trimestre de 2019, o PIB avançou 0,5% na comparação com o terceiro trimestre do ano, registrando o nono resultado positivo consecutivo nesta comparação. Os serviços e a indústria tiveram variação positiva de 0,6% e 0,2%, respectivamente, enquanto a agropecuária recuou 0,4%. Quando comparado ao quarto trimestre de 2018, o PIB avançou 1,7%, no décimo segundo resultado positivo consecutivo, após onze trimestres de queda nesta base de comparação.

PS Cafezinho: Abaixo, um gráfico divulgado hoje pelo economista Paulo Morceiro, que mostra a indústria de transformação em sua pior fase na história.

Abaixo, mais alguns gráficos divulgados pelo IBGE.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

60 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

David Guerra

07 de março de 2020 às 09h56

Enquanto se discute qual governo fez isto ou aquilo, estamos sendo vendido por um falso patriota. Pior é constatar a falta de caráter dos revoltados com a corrupção apoiando a cegueira seletiva de um ex juiz, atual cachorro de vigia, sem o mínimo de decência para incobrir todo o tipo de falcatrua da “famiglia” e haja crimes… Estão sabotando empresas nacionais que em tempos serviam a população, incentivando a cultura e projetos sociais (social agora é confusão na certa). Torço para que ao menos saibam distinguir o significado de gestão à esquerda e gestão à direita e parem de pateticamente brigarem entre sí, pensem numa cena de dois jumentos presos a mesma corda, cada qual puxando para sentidos opostos e no centro o que realmente importa aos dois, viveriamos num país bem melhor

Responder

    Gilmar Tranquilão

    05 de março de 2020 às 16h55

    Rindo litros dos bozotários kkkkk

    Responder

    Camargo e Camarguinho

    05 de março de 2020 às 17h41

    A inflação é praticamente zero e os brasileiros estão se lixando altamente se o dolar está 4.50 R$. A coxinhada radical chique continuará viajando para Europa e Estados Unidos sem problemas.

    Até porque o valor do dólar depende mais de fatores externos que do resto; agradeçam a China nesse caso.

    Os especuladores que não produzem nada mas vivem nas costas dos brasileiros que acordam cedo que se fodam altamente entre eles.

    Responder

Abraham Imprecionante

05 de março de 2020 às 13h34

Pib menor que minúsculo temer é imprecionente!

Responder

putin

04 de março de 2020 às 17h45

para refrescar a memoria dos lobotomizados falidos que comentam aqui, pib na era PT:
2003 +1.1 (guerra do iraque)
2004 +5.8
2005 +3.2
2006 +4.0
2007 +6.1
2008 +5.1
2009 +0.1 (super crise mundial)
2010 +7.5
2011 +4.0
2012 +1.9
2013 +3.0

a partir de 2014 quem governou foi a republiqueta de curitiba com o objetivo mandado de destruir a economia do pais. se nao o povo teria votado pt para sempre, era preciso causar uma grave crisi economica e foi feito impedindo as empresas envolvidas em escandalos de assinar contratos (coisa nunca vista mundo a fora).
este governo, na melhor das hipotesis, nao vai realizar nem um terço de quanto feito pelo pt em tema de pib. como pode o pib bombar cortando os salarios, entregando ao exterior lucros bilhonarios de empresas nacionais, fechando refinerias e outras industrias e aumentando as importaçoes dos EUA?
e se em 2019 nao foi pior é só graças a china que ainda investe no pais: os comunista salvaram bozoneuro, kkkkkk.

Responder

    Batista

    04 de março de 2020 às 18h39

    Em março de 2014 instalaram a lavajateira para elegerem Aécio, com aquela edição da Veja, só capa, ‘Eles Sabiam de Tudo’, mas falharam, levaram a quarta sapatada popular pelo voto e partiram já em outubro para o golpe, com Aécio, Serra, Eduardo Cunha e a lavajateira no cangote da Petrobras, mas só sobre ocorrências após o ano de 2002 (por que será, né?).

    Responder

      Andressa

      04 de março de 2020 às 19h13

      “Super Aécio” lembra? kkkkk

      Responder

    Gilmar Tranquilão

    05 de março de 2020 às 16h57

    Putin acaba de ganhar o troféu “Comentário que pobre de direita odeia”, parabéns!!! kkkkkk

    Responder

putin

04 de março de 2020 às 16h54

sempre é bom verificar a realizaçao das previsoes. um ano atras previam um pib de +2.55%, kkkkkkkkkkkk

https://g1.globo.com/economia/noticia/2018/12/31/mercado-estima-menos-inflacao-e-alta-maior-do-pib-em-2019.ghtml

Responder

Wellington

04 de março de 2020 às 16h39

Pibinho ridículo.

Responder

    Renato

    04 de março de 2020 às 17h28

    Saudades do Pibão negativo (-3,8%) de Dilma ? kkkkkk

    Responder

      Andressa

      04 de março de 2020 às 17h39

      É muito amor pelo PT

      Responder

      NeoTupi

      04 de março de 2020 às 17h53

      No 1o. ano de Dilma o PIB subiu 4%. No 1o. de Bozo 1,1%.
      Quando chegar o 4o. ano de Bozo (se ele não cair antes) aí você pode comparar o conjunto da obras.
      Nos 4 anos do primeiro governo de Dilma o PIB cresceu 14,6%.
      Só no 5o. ano, depois de reeleita, em 2015, o PIB caiu 3,8% depois de subir 14,6%. E quem derrubou o PIB em 2015 não foi Dilma, foi a lava jato, Eduardo Cunha e Aécio.

      Responder

      Batista

      04 de março de 2020 às 18h31

      ‘Esqueceu’ do Eduardo Cunha e das ‘pautas bombas’, para detonarem a economia e criarem a situação ideal para o golpeachment das pedaladas.

      A história é contada abrangendo o todo, seletivos são destinados a lata de lixo, sempre, assim que chegada a hora.

      Responder

Vera Magalhães

04 de março de 2020 às 13h21

Depende, o vídeo é de 2015 ou 2018???

Responder

tonico de medeiros

04 de março de 2020 às 12h59

Os Presidentes com o tempo passam mas os brasileiros continuam os mesmos.

Responder

    Sonia Garcia

    04 de março de 2020 às 14h12

    Suponho que isso inclui vc tb, certo?

    Responder

Renato

04 de março de 2020 às 12h51

Bolsonaro é pior que Temer, mas é bem melhor que Dilma e seu pibão negativo : -3,8% !

Responder

    Luizzz

    04 de março de 2020 às 16h16

    Mas pelo menos foi depois de subir 6% né?

    Responder

      Renato

      04 de março de 2020 às 17h46

      Se é pra fazer contas, que as contas sejam feitas corretamente ,,,Levou 4 anos para subir 6% e apenas dois para cair 7,4%. Imaginem onde o Brasil estaria se Dilma,. a estúpida, tivesse ficado até o fim do governo !

      Responder

        Wellington

        04 de março de 2020 às 18h14

        Esstaria comendo a Michelle Bozo, esposa de um korno otario.

        Responder

        Andressa

        04 de março de 2020 às 18h29

        Sem duvida alguma o ponto da largada desse Governo é o pior dos ultimos 40 anos pelo menos.

        A situaçào é tragica e se como a gente vem dizendo a masi de anos o Brasil morreu.

        Responder

          Wellington

          04 de março de 2020 às 19h14

          e a chifrada doeu…

Gilmar Tranquilão

04 de março de 2020 às 12h32

bozoasno só não é pior que a sonia!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

chichano goncalvez

04 de março de 2020 às 10h42

Não se preocupem, sempre se pode piorar, e vai piorar mais, ainda bem que falta menos de tres anos, para essa quadrilha deixar o poder.

Responder

    Evandro Garcia

    04 de março de 2020 às 12h18

    Sim Rodolpho Lupe…kkkkkkkkkkkkkk

    Responder

chichano goncalvez

04 de março de 2020 às 10h35

Todas essas crises foram previstas por um cara que escreveu um manifesto em 1848, ainda não aprenderam ? Só povo analfabeto politico vota na direita, ela é responsavel por todas as crises quer aconteceram e irão acontecer no futuro.

Responder

Paulo

04 de março de 2020 às 09h50

Chama o Porco Guedes! Ele prometeu que cresceríamos a olhos vistos se passassem as Reformas. Pensando bem, melhor deixar quieto, pois ele dirá que ainda precisa passar mais Reformas. Eles estão destruindo o Estado brasileiro a troco de nada (se tiver troco, é só pra eles e ninguém saberá o quanto embolsaram)…

Responder

    Renato

    04 de março de 2020 às 13h27

    Acho melhor chamar o genial e honestíssimo Guido Mantega; o criador da bem sucedida nova matriz econômica e dono de cerca de 2 milhões de dólares escondidinhos na Suíça ! kkkk

    Responder

      Paulo

      04 de março de 2020 às 17h04

      Que percam os dois!

      Responder

      Gilmar Tranquilão

      04 de março de 2020 às 17h47

      Deixa de ser animal, quem inventou essa porcaria foi Armínio Fraga, presidente do BC da direitosca.

      Responder

        Gilmar Tranquilão

        04 de março de 2020 às 17h48

        Agora pode continuar a passar vergonha no forum do cafezinho asno kkkk

        Responder

          Andressa

          04 de março de 2020 às 18h17

          Mantega Livre, Todos os Companheiros Livres jà e Viva la Revolucion !!

          Gilmar Tranquilão

          05 de março de 2020 às 13h31

          Qualquer coisa pra não explicar o pibinho kkkkkkkkkkkkkk

Abdel Romenia

04 de março de 2020 às 09h50

Fiquei com uma duvida aquì Redaçào…

…se o valor do PIB, os problemas disso e daquilo, a chuva, o sol, o mar ser salgado, etc…. ficam nas costas de Governo porque o que acontece nos estado (o Cearà por exemplo…) nào é responsabilidade direta dos Governados dos Estado…?

Responder

    chichano goncalvez

    04 de março de 2020 às 10h31

    O que aconteceu no Ceara foi financiado e apoiado plea quadrilha do Bolsomerda, só isso.

    Responder

      Monique

      04 de março de 2020 às 12h20

      Grande Rodolfo Boulos…kkkkkkkkkkkkk

      Responder

      Lupin

      04 de março de 2020 às 16h33

      Eu pensei que tivesse sido a CIA de novo, menos mal….kkkkkkkkkkkkkkkk

      Responder

tonico de medeiros

04 de março de 2020 às 09h48

O PIB foi o que era previsto desde o começo do ano, esse ano de 2020 ninguem sabe.

Aquì na Europa està todo mundo com “as nadegas na mào”, principalmente a Italia que està paralizada.

Responder

Luiz Schmitz

04 de março de 2020 às 09h42

Agora vai (pro buraco). Não é torcida, é constatação. Depois o problema é a esquerda!

Responder

    Renato

    04 de março de 2020 às 13h13

    Ainda falta muito para retornarmos ao buraco que Lula, Dilma e o Petê nos enfiaram : Pibão negativo : -3,8%….rombo fiscal 120 bi em 2015 e 162 bi em 2016…..14,25% de taxa selic ( alegria dos rentistas)….inflação de 10,67%…Petrobras..endividada em 400bi. Não vou nem comentar a roubalheira que aí é covardia !

    Responder

      yuri canastra

      04 de março de 2020 às 13h16

      As esquerdetes sabem melhor de todos nòs que o Brasil jà era.

      Responder

      Luiz Schmitz

      04 de março de 2020 às 16h13

      PIB médio de Lula foi de 4% com pico de 7%! Para de falar besteira!

      Responder

        Renato

        04 de março de 2020 às 18h09

        Se é para “falarmos” em números, vamos aos números : PIB médio de Médici de 68 a 73, 10% com pico de 14%! Continue escrevendo besteiras ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Responder

          Luiz Schmitz

          05 de março de 2020 às 08h49

          Aí tu jogas com os números? E a inflação? E a distribuição de renda?

      Luiz Schmitz

      04 de março de 2020 às 16h36

      O PIB negativo foi depois de várias altas, mas mesmo assim, não ia melhor tudo?

      Responder

      Luiz Schmitz

      04 de março de 2020 às 16h49

      Negativo depois de vários PIBs altos. Mas não ia melhorar?

      Responder

        Renato

        04 de março de 2020 às 17h54

        E melhorou, caro militonto : Pibão de Dilma : 2,3%, 0,1% – 3,8% …- 3,6%….Pib Temer/Bolonaro :1,00% , 1,1% , 1,1%….Isso não é melhorar ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Responder

          Wellington

          04 de março de 2020 às 18h04

          Concordo, o vampiro e o korno são do mesmo time.

          Batista

          04 de março de 2020 às 18h11

          Fala sério!
          Em tempo de informações e fontes confiáveis, disponíveis, essas lacrações não mais colam fora do contexto, por mais que se repitam para tornarem-nas verdades, conforme receitava Goebbels.

          Como o ato de ofício INDETERMINADO e o bem ATRIBUÍDO no processo utilizado para tirar Lula da eleição em 2018, as PAUTAS BOMBAS do então presidente da câmara, na preparação do golpe, para debilitar a economia, combinadas com impedimentos e bloqueios à implementação das medidas necessárias à correção de rota da economia, estão bem registradas para contar a verdadeira história do golpe, que inicia-se em 2013 com as tais jornadas de junho, passando pela lavajateira em 2014 para elegerem Aécio e o prosseguimento do golpe, pós quarta derrota eleitoral, até o golpeachment ser efetivado em 2016.
          Passaram-se 2016, 2017, 2018, 2019 e agora o 2020 já perdido, para os iludidos pelos golpistas perceberem que o estrago além da conta, que fizeram na economia, para criarem as condições para o golpe, somada a crise política artificial criada, são as verdadeiras razões de fato e não de direito, para o Brasil estar atolado no brejo do atraso desde então e agora com o desgoverno do estagiário, afundando no dito.

          Renato

          04 de março de 2020 às 18h26

          O que não falta no Petê é corno . Marta e Gleise que o digam. Ou você acha que a piriquita de Janja ficava dentro da gaiola enquanto Lula estava no xilindró ? Se há uma coisa que chifre não respeita é ideologia ! kkkkkkkkkkkkkkkkk

          Renato

          04 de março de 2020 às 18h30

          “conforme receitava Goebbels.”. A esquerda e seu eterno mimimi de Goebbels ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          Capanga da Milícia

          04 de março de 2020 às 18h33

          O korno miliciano é uma ameba, fim!

          Luiz Schmitz

          05 de março de 2020 às 08h53

          2010: 7,6%, 2011: 3,9%, 2012:1,8%, 2013: 2,7%. Se o negócio é escolher. Ah, este ano não fechou ainda.

          Luiz Schmitz

          06 de março de 2020 às 08h47

          PIB Brasil, em dólares, em 2019: -4,8% (menos 4,8%)


Deixe uma resposta