Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Bolsonaro e Pazuello recusaram vacina que estava a 50% do valor pago pela Europa e EUA

Por Redação

07 de junho de 2021 : 10h43

Em agosto de 2020, o Governo Bolsonaro recusou a oferta da Pfizer para adquirir vacinas a 50% do valor pago pelos EUA e a Europa. Na época e de acordo com a Folha, o então ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, achou “caro” o valor de US$ 10 por dose. Se o negócio tivesse sido fechado, o Brasil iria receber 70 milhões de doses a partir de dezembro do ano passado.

Não é preciso ser especialista para saber que a imunização antecipada teria diminuído as mortes e minimizado os rombos bilionários provocados pelo negacionismo de Bolsonaro.

Ao todo, foram 53 e-mails da Pfizer que foram ignorados tanto por Bolsonaro quanto pelo seu ministro e general “especialista em Logística, Eduardo Pazuello. A contagem foi feita pelo vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Daniel

07 de junho de 2021 às 13h38

E a pseudo médica/cantora sem currículum que os cientistas Muhamed Aziz e Abdullah Calheiros levaram no Circo para que ela falasse o que queriam ouvir…kkkkkkkkkkk

Responder

Fanta

07 de junho de 2021 às 13h07

Onde ta escrito que o Brasil deveria ter comprado a vacina da Pfeizer e não outras ?

Responder

alex

07 de junho de 2021 às 13h06

53 email, 2, 28, ou 140…que diferença faz…?

Nao existe sò a vacina da Pfeizer no mercado.

Responder

Willy

07 de junho de 2021 às 11h42

Fake News…mentira:

The Guardian…This is the list of what the EU is paying:

Oxford/AstraZeneca: €1.78 (£1.61).
Johnson & Johnson: $8.50 (£6.30).
Sanofi/GSK: €7.56.
Pfizer/BioNTech: €12.
CureVac: €10.
Moderna: $18.

Por qual motivo o Brasil deveria ter comprado na época as vacinas da Pfeizer que custam 7 vezes mais que as da Astra Zeneca por exemplo…?

Responder

Tony

07 de junho de 2021 às 11h31

“imunização antecipada” é uma falacia, uma cagada a la Renan Calheiros.

A imunizaçào começou assim que as vacinas que pediram a liberaçào passaram todas as fases de testes e foram autorizadas pela ANVISA em via emergencial.

Nao havia como aplicar as vacinas antes disso.

Responder

Hilario

07 de junho de 2021 às 11h27

Na época as vacinas da Pfeizer tinham que serem armazenadas e transportadas com temperaturas entre -90º e -60º…coisa que para um Pais como o Brasil é um problema.

O Brasil preferiu escolher outras vacinas, nao se entende onde està o problema.

Responder

Ronei

07 de junho de 2021 às 11h10

As vacinas sao um produto como qualquer outro e as farmaceuticas oferecem vacinas para o mundo inteiro.

Na epoca o Trump ainda era Presidente dos EUA…a Pfeizer pensou que devido aos raporto entre ele e Bolsonaro pudesse ter vida mais facil para emplacar as proprias vacinas no Brasil.

Ninguem é obrigado a comprar tudo que ilhe é oferecido e nao todos os paises compraram todas as vacinas disponiveis mas escolheram algumas…quem umas e quem outras conforme os proprios interesses.

A vacina da Pfeizer foi aprovada pela Anvisa no final de fevereiro 2021 por tanto era impossivél utilizar a mesma em dezembro 2020; somente paises que desenvolveram as proprias vacinas começaram a aplicar as mesmas em dezembro. Assim que a Anvisa autorizou o uso das vacinas adquiridas pelo governo as mesmas começAram a serem aplicadas normalmente.

Nao é verdade que a Europa pagava 20 $ as vacinas da Pfeizer mas pagava 12 $.

O Brasil jà comprou doses suficientes para imunizar todo mundo até fim do ano ou até antes, invclusive as da Pfeizer.

Uma empresa que envia 53 emails ao mesmo “cliente” para vender os proprios produtos nao me parece ser uma coisa seria.

Essa pseudo CPI é um circo patetico de quarto mundo.

Responder

Deixe um comentário