Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Reprodução

Santos Cruz defende ‘reação forte’ da sociedade contra os delírios golpistas de Bolsonaro

Por Redação

12 de julho de 2021 : 08h54

Na noite deste domingo, 11, o general Santos Cruz afirmou em uma live promovida pelo Grupo Parlatório que é necessário uma “reação forte das pessoas e das instituições” contra os ataques e delírios golpistas de Jair Bolsonaro.

“Algumas ameaças são absurdas, como de o presidente da República dizer que talvez não tenha eleição. Eleição é fundamento básico da democracia”, lembrou.

Sobre a entrevista do comandante da Aeronáutica no O Globo, onde ameaçou explicitamente os trabalhos da CPI da Pandemia, Santos Cruz revelou que não leu a entrevista pelo tamanho absurdo.

“Nem li. É uma situação confusa que não contribui em nada para o país. O país não está precisando de mais confusão, já tem confusão demais”, disse.

O general também deixou claro que não acredita em nenhum outro caminho fora da Constituição Federal e que não acredito num rompimento institucional.

“Não acredito. Não acredito na insensatez de qualquer caminho que não seja o constitucional. Fora do caminho constitucional, tudo é insensatez”, declarou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jose

13 de julho de 2021 às 15h46

Não podemos banalizar esse tipo de discurso,estão ressuscitando uma resistência com marcas profundas,sem limites,ou eles param de ameaças ou a coisa pode mudar e sem volta.A história se repete.
Passeatas estilo Mussolini,sinais de supremacia branca,,gritos de guerra nazista,com oque realmente eles pensam que estão brincando?

Responder

Marco Vitis

12 de julho de 2021 às 15h10

Penso que o General Santos Cruz precisa compartilhar seus valores democráticos aos colegas de farda. Os atuais comandantes estão apresentado sintomas de uma doença mortal: fascismo ignorante.

Responder

Paulo

12 de julho de 2021 às 09h56

Esse seria um bom nome para a presidência da República…Com a vantagem de acalmar os militares, ou dar-lhes uma saída honrosa…

Responder

Deixe um comentário