Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Câmara aprova urgência da “PL da Grilagem”; veja como orientaram os partidos

Por Redação

13 de julho de 2021 : 23h36

No início da noite desta terça-feira, 13, a Câmara dos Deputados aprovou por 330 votos contra 109 o regime de urgência para o Projeto de Lei 2633/20, o PL da Grilagem. O projeto passa a boiada para regularização de terras públicas sem vistoria prévia.

Cerca de 15 partidos orientaram que suas bancadas votassem sim pelo regime de urgência da PL, incluindo o PDT, único partido de oposição que foi favorável a medida.

Confira aqui como votaram os parlamantares e orientaram os partidos.

Fonte: Câmara dos Deputados

Na sessão, o líder do PDT na Câmara, Pompeo de Mattos (RS), disse o seguinte:

“Presidente [Arthur Lira], o PDT vai orientar ‘sim’ e deixar consignado que, na verdade, nós vivemos no país uma narrativa de cada vez mais ocuparem terras públicas invasão, ocupação, enfim, é uma situação que não termina nunca. Então, nós temos que fechar essa porteira. Temos que regrar, regulamentar, regularizar. E esse é o propósito.

Esse é o desafio, esse é o propósito, esse é o debate do qual nós não vamos fugir. Embora nós possamos divergir no jeito de fazer, vamos debater para que o assunto seja, finalmente, dirimido e decidido”, justificou.

O projeto é de autoria do deputado Zé Silva (Solidariedade-MG) e expande o tamanho de terras da União sem vistoria prévia. Na prática, os que já ocupam terra pública só vai apresentar uma declaração do ocupante de que segue a legislação ambiental.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário