Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Ciro Gomes diz que Lula é “criminoso” e “pôs dinheiro no bolso”

Por Miguel do Rosário

14 de julho de 2021 : 13h30

Em entrevista ao jornalista Roberto D`Ávila, que foi ao ar na Globonews nesta terça-feira à noite, Ciro Gomes voltou a fazer ataques pesados ao ex-presidente Lula.

É relativamente fácil provocar Ciro. Basta mexer um pouquinho onde lhe dói, como a história de Paris.

Numa entrevista com youtubers despolitizados, sem formação jornalística e sem malícia, como são os apresentadores do Flow Podcast, Ciro Gomes consegue falar durante quatro horas quase sem falar em Lula, PT ou Paris, e manter uma postura sempre equilibrada.

Mas o grande teste de políticos que aspiram cargos executivos de grande responsabilidade é justamente seu jogo de cintura para fugir de cascas de banana e manter a serenidade em qualquer circunstância.

Roberto D`Ávila, entrevistador experiente, com a necessária malícia de um jornalista profissional que não está ali para dar “palanque” a político, conseguiu desestabilizar Ciro logo nos primeiros minutos, ao dizer que ele, ao sair do Brasil no segundo turno de 2018, “ajudou a eleger Bolsonaro”.

O pedetista fechou a cara e respondeu violentamente, dizendo que isso era uma narrativa do PT, e que ele, “como democrata”, não tinha obrigação de participar de uma campanha liderada por um “criminoso”

Ciro não parou aí.

Logo em seguida, ele voltou a dizer que “Lula é o maior corruptor da história moderna”; dessa vez acrescentou que o petista “pôs dinheiro no bolso”, ao se referir aos cachês de palestra que a  Odebrecht pagava ao ex-presidente. “Eu também faço palestra, eu cobro 15 ou 20 mil reais. Eu posso não ter o charme do Lula, mas tenho muito mais conteúdo do que o Lula tem. E o mundo tem um padrão.”

Segundo informações públicas na internet, o ex-presidente dos EUA, Barack Obama, cobra US$ 400 mil por palestra. Os Clinton faturaram mais de $150 milhões de dólares em palestras entre 2001 e 2015. Realmente o mundo das palestras tem um padrão alto para ex-presidentes. Se Ciro Gomes se eleger presidente da república por duas vezes, e sair do governo com altos níveis de aprovação popular, provavelmente conseguirá elevar seu cachê.

Ao ouvir as acusações tão pesadas ao ex-presidente Lula, o entrevistador comenta – notei ironia?- que Ciro, com esse discurso, deverá “perder uma parte, pelo menos, dos votos da esquerda, e que na “direita empedernida ou na extrema direita, o senhor não terá votos, onde é que o senhor pretende buscar seus votos?”

O ex-ministro diz que a esquerda brasileira é muito “confusa”, sobretudo a “esquerda petista, ou “psolista”, ou “pecedobista”, e que irá procurar construir alianças. O apresentador o interrompe para perguntar se ele não teme que suas falas não atrapalhem essas alianças. Ciro rebate que é “preciso qualificar essas alianças, senão é ajuntamento ou formação de quadrilha”. Ele ri ao mencionar “formação de quadrilha”.

Opinião do blog: parece-me evidente que Ciro chutou o pau da barraca. Suas falas não correspondem a um político com perspectivas reais de poder. Porque não faz sentido. Um projeto nacional de desenvolvimento, aos moldes do que ele defende, apenas seria possível com apoio dos partidos, quadros, movimentos e organizações de esquerda. Os partidos de direita não dariam sustentação a esse projeto.

Além disso, suas referências a Lula se tornaram simplesmente difamatórias, e podem lhe render condenações judiciais pesadas.

De certa forma, a coragem de Ciro Gomes é realmente um fenômeno, embora nem sempre ela venha acompanhada de inteligência política. Quando Lula estava condenado e na iminência de ser preso, e era execrado pela maioria da opinião pública, Ciro vinha a público fazer uma defesa feroz do ex-presidente, afirmando que o petista teria sido vítima de uma sentença injusta. Não havia, ao tempo, nenhuma fala de Ciro que desabonasse Lula pessoalmente. Não lhe chamava de corrupto, e jamais diria que “Lula pôs dinheiro no bolso”, que é uma acusação vulgar.

Hoje, quando Lula se vê livre de todos os processos judiciais, quando sua rejeição despenca a cada pesquisa, quando passa a ser disputado pela imprensa internacional e nacional, além de liderar as pesquisas de intenção de voto, o ex-ministro Ciro Gomes parte para ataques de baixo calão a Lula?

Esta semana, circulou a notícia de que o apartamento de Ciro, no valor aproximado de 400 mil reais, foi leiloado em função de um processo de difamação movido pelo ex-presidente Collor. O imóvel foi comprado por um inimigo político de Ciro, o ex-senador Eunício Oliveira. Ciro tem outras condenações por difamação. Não surpreenderia se mais um processo, dessa vez de Lula, se somasse a essa lista. Por mais que a militância cirista tente transformar esses processos numa espécie de “heroísmo político” do ex-ministro, está claro que eles também revelam uma postura no mínimo imprudente, quase irresponsável. O próprio Ciro cunhou um slogan político bonito: ideia, exemplo, militância. Xingar gratuitamente adversários políticos, abrindo o flanco para condenações judiciais, não é exemplo para ninguém. 

A crítica póstuma do professor Wanderley

Lembro-me do meu amigo, o professor Wanderley Guilherme dos Santos, que era um fã, um eleitor e um defensor de Ciro Gomes, nas eleições de 2018. Uma das razões que o professor Wanderley dava para seu apoio a Ciro era que o resto da esquerda, principalmente o PT, tinha “perdido a compostura”. O golpe de 2016, a condenação e depois a prisão de Lula tinham desestabilizado boa parte da esquerda, que passara a cometer alguns erros políticos, na opinião do professor, além de ter perdido a capacidade de diálogo com as principais forças econômicas da sociedade.

Entretanto, em 2019, o professor Wanderley Guilherme, assim como muitos eleitores de Ciro Gomes, já começava a se espantar com o caminho seguido pelo pedetista, especialmente com as críticas exageradas, udenistas, ao PT e a Lula.

Eu costumava visitar o professor com alguma frequência, sob variados pretextos, como entrevistá-lo, pegar livros emprestados. E aí conversávamos sobre séries, filmes, literatura e política. A decepção com Ciro já era notória, tanto que nem falávamos muito dele, ambos levemente constrangidos. Uma vez ele mencionou uma entrevista de Ciro em que se referia ao PT como “bando de ladrão”. Seu comentário foi apenas uma careta. Eu ergui os ombros.

Em outra oportunidade, enquanto me servia um café expresso na cozinha, ele disse que Ciro estava “perdendo votos”, provavelmente pensando em amigos ou familiares que haviam votado no pedetista, mas que agora haviam se distanciado, ainda em virtude das críticas muito emotivas, abaixo da cintura, a Lula.

O professor faleceu em outubro de 2020, e fui privado de um grande amigo e de sua opinião. Mas acho que seus últimos comentários deixam bem claro que ele não aprovaria a postura atual de Ciro Gomes.

Uma consequência extremamente nociva dessa postura de Ciro é alimentar uma cultura fortemente udenista junto a sua militância. Se Lula é um “criminoso”, e se Lula é seu principal adversário dentro do campo progressista, então qualquer um que faça críticas a Ciro é automaticamente tratado por essa militância como cúmplice de um bandido. 

Se esse udenismo se radicalizar, ele pode flertar com o fascismo, que é a criminalização gratuita de qualquer divergência política. 

Voto impresso e PL da Grilagem

Os problemas de Ciro Gomes não se resumem às cascas de banana que ele mesmo joga à sua frente. 

Ele ainda tem de lidar com um partido incrivelmente desconectado da realidade. No exato momento em que Bolsonaro ameaça um golpe de Estado, ao dizer que “não haverá eleições”, caso não seja aprovado o voto impresso, e fazer inúmeras acusações contra a integridade do nosso sistema eleitoral, os dois deputados do PDT que integram a Comissão do Voto Impresso tem manifestado uma defesa entusiástica do projeto. Um deles, o deputado Pompeu de Mattos, do Rio Grande do Sul, fez uma postagem, dias atrás, na véspera da última ameaça de Bolsonaro às eleições, dizendo que o sistema eleitoral brasileiro “é o pior do mundo”. 

 

A posição do deputado não é dissidente; ao contrário, é a posição oficial do partido, pois o próprio presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, fez postagem há pouco tempo dizendo que “sem impressão do voto, a fraude impera”. Após a repercussão negativa, o próprio Ciro veio em sua defesa, somando-se à mesma bandeira.

E agora, nessa terça-feira, o PDT orienta seus deputados a votarem em favor da Urgência do chamado “PL da Grilagem”, um projeto execrado pelas organizações ambientalistas e pelo público progressista de maneira em geral. A própria militância cirista reagiu com perplexidade.

Não adianta se alegar que o PDT não votou propriamente a favor do projeto, mas apenas em favor da urgência da votação, porque isso não faz sentido. Quando se vota a urgência de um PL, impede-se a formação de comissões e audiências, que dariam tempo para a sociedade se mobilizar e discutir o teor dos projetos. Votar em favor da urgência de um projeto é a mesma coisa que votar em favor de sua aprovação.

Há momentos em que um partido progressista precisa tomar decisões duras, inclusive na contramão de sua própria militância, em virtude de cálculos pragmáticos. Fazer isso estando na oposição, porém, é a primeira vez que vejo. Fazer isso quando se tem um candidato a presidência da república, é outro exotismo.

Além disso, dar qualquer espaço para que o governo Bolsonaro amplie a destruição de nossas florestas é um erro terrível, do ponto-de-vista ético e político. Um projeto nacional de desenvolvimento moderno precisa ser, antes de tudo, sustentável e ambientalista!

Ciro Gomes se vê hoje num momento bem difícil. Parece que o PDT, de tanto ver Ciro dando tiro no próprio pé, transformou isso numa estratégia e resolveu fazer o mesmo.

A propósito, a íntegra da entrevista de Ciro pode ser assistida aqui:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

52 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo Durães

09 de dezembro de 2021 às 17h34

Provo que o Triplex era do Lula: Creio ser de conhecimento público que o Triplex estava registrado no cartório em nome da OAS. E por isto, a primeira vista a posse parece ser da OAS. A questão da acusação era o de demonstrar que apesar da escritura ainda estar em nome da OAS o réu era o REAL PROPRIETÁRIO. Por isto, o termo de que a “propriedade de fato” era do réu. Ao analisarmos mais detalhadamente o Código Civil (CC) nos artigos 107, 110, 113, 1196, 1198, 1201, 1204, 1209 e 1228, o LAUDO de Perícia Criminal Federal n. 375/2016 e a senteça considero que ficou demonstrado que a POSSE era do réu. .. O art. 1198-CC considera que é DETENTOR (OAS) aquele que, achando-se em relação de dependência para com outro, conserva a posse EM NOME deste e em cumprimento de ordens ou instruções do POSSUIDOR. E que aquele que começou a COMPORTAR-SE, em relação ao bem e à outra pessoa, presume-se DETENTOR. Como OBEDECER ao POSSUIDOR (Lula) sobre COMO deveria ser a REFORMA. O art. 1196-CC diz que é POSSUIDOR (Lula) todo aquele que tem de FATO o exercício, pleno OU NÃO, de ALGUM dos poderes inerentes à propriedade. Como é o caso de DECIDIR sobre uma REFORMA. O art. 1204-CC diz que adquire-se a posse no momento em que SE TORNA POSSÍVEL o EXERCÍCIO de QUALQUER dos poderes inerentes à propriedade. Como é o caso de DECIDIR sobre uma REFORMA. .. O LAUDO de Perícia Criminal Federal n. 375/2016 mostra que além de várias reformas, entre elas uma de difícil execução e de valor expressivo que é a instalação de um elevador hidráulico de 3 andares, havia móveis e eletrodomésticos. Destaco os principais: armários, duas camas de casal, cama de solteiro, dois beliches, roupeiros, cômoda, criados-mudo, micro-ondas, refrigerador e fogão. Vale destacar que numa praia há uma névoa fina e úmida, formada por bilhões de gotículas de água com sais, que ajudam a transportar os eletróns e facilitam a oxidação do ferro, chamada de maresia. Acrescento que a umidade, aliada às temperaturas mais altas das regiões litorâneas, favorece o crescimento de mofo nas residências. Por isto, ter móveis e eletrodomésticos dentro do Triplex chamam a atenção. O Art. 1209-CC aborda que a posse do imóvel se faz presumir, até prova contrária, também pelos objetos móveis que nele estiverem. .. Destaco da sentença do Triplex os eventos 39, 301, 379, 393, 400, 401, 405, 408, 409 e 431 para esta análise de DECIDIR sobre uma REFORMA e que carracteriza a POSSE. A Defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (ev.301) afirma que o apartamento 164-A, triplex, jamais lhe pertenceu e, embora TIVESSE sido a ele OFERECIDO no ano de 2014, não houve interesse na aquisição e, portanto, não houve a compra. O réu admitiu que, em fevereiro de 2014, esteve no apartamento triplex 164-A, a convite de José Adelmário Pinheiro Filho e que este “estava querendo vender o apartamento”. E que na ocasião, estava acompanhado de sua esposa e declarou que o apartamento teria vários defeitos (ev.429). A Defesa do réu, no item “r” das alegações finais, diz que o réu era visto como um potencial cliente e as reformas visaram FOMENTAR SEU INTERESSE sobre o imóvel; s) que os custos da reforma do apartamento foram incluídos nos custos do empreendimento, conforme documento apresentado por José Adelmário Pinheiro Filho, e não se lança propina em contabilidade (ev.39). Sobre o Negócio Jurídico (Compra e Venda) o Art. 107-CC expressa que a validade da DECLARAÇÃO de VONTADE não dependerá de forma especial, senão quando a lei expressamente a exigir e o art. 110-CC diz que a MANIFESTAÇÃO de VONTADE SUBSISTE ainda que o seu AUTOR haja feito a RESERVA MENTAL de NÃO QUERER o que manifestou. Os aparelhos celulares de executivos da OAS foram apreendidos (ev.393) e periciados. E entre as MENSAGENS escritas encontradas nestes aparelhos destaco da sentença as do dia 12 e 13/02/2014 (ev.400 e 401) que falam que o projeto da cozinha está pronto e que aguarda uma reunião com Marisa para às 19hrs, mas o Fábio desmarcou e remarcou para a próxima segunda às 14hrs. A do dia 26/02/2014 (ev.405 e 406) sobre abrir dois centros de custos: 1º zeca pagodinho (Sítio) e 2º zeca pagodinho (Praia), de que Fernando Bittar e Marisa aprovaram os projetos tanto de Guarujá quanto do Sítio e de que Marisa pediu para que as pessoas que iriam executar a obra do sítio ficassem hospedadas no sítio. E a mensagem do dia 21/08/2014 (ev.408 e 409) cita expressamente o número do celular de Fábio Luis Lula da Silva e a secretária Cláudia sobre reunião às 10:30. O réu admitiu que Marisa Letícia Lula da Silva teria estado no triplex em agosto de 2014 e chegado a conclusão de que não teria interesse no apartamento (ev.431). As mensagens dos celulares mostram que há duas reuniões sobre projeto da cozinha em fevereiro/2014 e outra reunião em agosto/2014. São sete meses em que a família Lula estiveram diretamente em contato com a OAS para falar sobre o Triplex e que em 26/02/2014 Marisa TOMOU DECISÃO (aprovação) sobre o projeto da cozinha. Considero que em 26/02/2014 Marisa exerceu alguns de seus PODERES INERENTES à PROPRIEDADE, o que atende ao Art. 1196-CC e ao Art. 1204-CC. Colabora com esta situação o fato de que a OAS Empreendimentos vendeu o antigo apartamento 141, Edifício Navia, do Empreendimento Mar Cantábrico, depois alterado para apartamento 131-A, Edifício Salinas, do Condomínio Solaris, em 05/08/2014 (ev.367). E que durante todo o ano de 2014, foi constatado que a OAS Empreendimentos, por determinação do Presidente do Grupo OAS, passou a realizar REFORMAS EXPRESSIVAS no apartamento 164-A, Triplex, Edifício Salinas, Condomínio Solaris, no Guarujá (ev.379). O art. 113-CC, §1º, inciso I, diz que o COMPORTAMENTO das partes posterior à celebração do negócio CONFIRMA o negócio. O art. 1201-CC diz que se o possuidor IGNORA o vício (registro em cartório em nome da OAS), ou o OBSTÁCULO, que impede a aquisição da coisa de boa-fé, existe a posse.

Responder

Aroldo Costa

15 de julho de 2021 às 22h16

Excelente análise sobre este artigo: https://youtu.be/cu10E7iEyIg

Responder

Wilson Junior

15 de julho de 2021 às 22h14

Muito bom ver que Ciro Gomes está incomodando o lulapetismo.

Responder

MARIO ERICO

15 de julho de 2021 às 21h19

Considero politicamente imprudente, anunciar a intenção de não “fulanizar” o debate, em favor de propor as bases de um novo projeto nacional de desenvolvimento, o que seria louvável, e na sequência, fazer ataques diretos a figuras políticas do campo progressistas, como se dessas representações ou de seus respectivos eleitores, nunca dependesse de apoio, senão na campanha, seguramente em seu eventual governo. Ciro Gomes, representa um projeto de desenvolvimento, de implementação extraordinariamente desafiadora, exigindo um grande esforço de agregação e articulação política e francamente não se consegue isso apontando o dedo, na cara de seus opositores e adversários. Seria totalmente viável, limitar-se às políticas de resultados equivocados do passado e do presente, para se distinguir, como ele mesmo sabe fazer, sem partir para a “fulanização”. Essa atitude equivocadamente midiática, o enfraquece politicamente, no médio e longo prazo, convertendo-se ao seu esporte ainda preferido, o tiro no próprio pé.

Responder

DAMIÃO BONFIM DOS SANTOS

15 de julho de 2021 às 21h10

Impressão minha, ou o Cafezinho de 2018 era outro?

Responder

ROBERTO SCORSAFAVA GARCIA

15 de julho de 2021 às 20h28

Quanta hipocrisia e as picuinhas, começou o show para derrubar quem tem projetos estruturais de fato, progressista, sem proteger a Aristocracia…Os PTistas são iguais aos Bolsoninions, ou is boksoninions são iguais aos Ptistas…A trave nos olhos é cruel…

Responder

    Francisco*

    16 de julho de 2021 às 13h07

    Cruel é, sem trave ou argueiro, pensar Ciro solução para o Brasil profundo, do patrimonialismo e desigualdade, com tantas fotos e fatos esparramados pela jornada de mais de quarenta anos de vida política, a escancara-lo sem nada abraçar, algo ou alguém, que não fosse abraçar a si e a desagregar estupidamente quando lhe contraria, desagrada ou foge o controle, terminando e falando, só, e viajando, literal e virtualmente.

    A não novidade nesse sempre, é a velha retomada da jornada em busca da sonhada presidência que possa chamar de sua, repaginando antes o mesmo surrado discurso estrutural, para seguir seduzindo novos devotos para apoio no novo ciclo eleitoral, quer no circuito universitário, quer na nova safra de cidadãos ‘nem-nem’ à procura do ‘diferente’, como ‘o novo’.

    E assim segue Ciro, próximo de fazer 64 anos, em sétima temporada, para encerrar o atual ciclo eleitoral ‘trabalhista progressista’, sem ter aprendido nada, tanto que até o maior inimigo durante toda essa longa jornada, continua sendo o mesmo, ele, solitariamente.

    Responder

Francisco

15 de julho de 2021 às 19h20

Matéria tendenciosa, infundada e inconsistente. Infelizmente ficou claro que esse blog perdeu completamente a imparcialidade tornando-se mais um puxadinho do PT.

Responder

João Alexandre

15 de julho de 2021 às 17h18

Ciro Gomes sempre falando as verdades que alguns não gostam de ouvir, principalmente os petistas. As contradições e corrupções praticadas pelo PT tem que ser mostradas mesmo, quem não gosta ou aceita isso são pessoas que passam panos pra isso. Embora isso não seja nenhuma supresa para quem está de novo aliado aos golpistas Renan Calheiros, Eunício Oliveira e outros. Por fim são por muitos motivos que o Lula é minha penúltima alternativa de voto, perdendo apenas para o Genocida Bolsonaro.

Responder

Alexandre Neres

15 de julho de 2021 às 16h47

“Há momentos em que um partido progressista precisa tomar decisões duras, inclusive na contramão de sua própria militância, em virtude de cálculos pragmáticos. Fazer isso estando na oposição, porém, é a primeira vez que vejo. Fazer isso quando se tem um candidato a presidência da república, é outro exotismo.”

Essa frase é um primor. Quem já esteve no governo, sabe bem o que é isso. É triste ver as manifestações dos ciristas abaixo, eivadas de lavajatismo e de udenismo. São assertivas somente possíveis para quem passa ao largo do sistema político brasileiro. Quiçá a única saída para esses comentaristas seja lembrar que também Bolsonaro era um outsider. Vale registrar as exceções de praxe, como meu chapa Alan C que não quer dourar a pílula.

Essa história de Cuba foi uma casca de banana que jogaram para Lula e ele saiu com muita dignidade. Hoje em dia, estamos acostumados com um playboy, apresentador de tevê, que quando alguém cai em desgraça ele simplesmente apaga a fotinha, como ocorreu com seu parça Aécio Neves. A saída mais fácil para quem quer angariar votos é renegar o passado, na maior cara dura. Simples assim.

Lula, contra tudo e contra todos, acreditou na sua inocência, na Justiça e decidiu levar até a última instância a máxima de que quem não deve, não teme. Foi até um ato temerário, pois a Lula foi dispensado um tratamento totalmente diferente das demais autoridades do país, como FHC, Sarney, Temer etc. Será por ser um retirante nordestino egresso da senzala? Sua vida foi esquadrinhada como ninguém, seu processo caminhou a jato. Sua luta não foi em vão, conseguiu reverter a condenação e daqui até a eternidade está consagrada em decisão definitiva a parcialidade do marreco de Maringá, que conspurcou o bem jurídico mais nobre a ser tutelado pelo poder judiciário. Nada como um dia após o outro. Tantã Dinheirol e Sergio Morto foram fragorosamente derrotados e condenados ao lixo da história, restando a este último se abrigar sob as asas da águia do Tio Sam.

Responder

Gerson Henrique Silva Sousa

15 de julho de 2021 às 15h41

Ciro é temperamental? Concordo. Porém, quero votar no projeto dele. Não o quero para casar com minha filha.
PT ficou 16 anos no poder e o Brasil, nesse período, só concentrou ainda mais a renda, não houve reforma tributária, não houve industrialização, os bancos nunca ganharam tanto dinheiro como no governo do PT etc. E nem vou falar na corrupção. Então já deu.
Vamos dar passagem para outro…

Responder

Sebastião

15 de julho de 2021 às 15h17

Ciro se vendeu, e muitos compraram a ideia de um candidato da esquerda. Mas, perdeu apoio de muitos, após os ataques a Lula e ao PT. Ataques a um governo, que ele e o irmão dele fizeram partes. Fizeram partes, mesmo após o Mensalão.

Os entusiastas de Ciro, tem se comportado como eleitores fanáticos petistas e de eleitores bolsonaristas. Usam da mesma estratégia bolsonarista de inflar as redes e de postarem conteúdos a favor de Ciro, e críticas aos adversários.

Criaram um messianismo na figura de Ciro, e não aceitam comparações, achando exagero. Mas é só olhar as ofensas que Miguel sofreu no Twitter, e ver o nível de fanatismos em que eles se encontram.

Ciro foi usado pela mídia, pra atacar Lula e o PT. E como não surtiu efeito, a mídia parou de dar palanque. E talvez, o ego dele esteja tão inflado, que nem ele nem os eleitores fanáticos dele, tenham notado que a estratégia não tem dado certo.

Responder

Gabriela Barros

15 de julho de 2021 às 14h41

Você é um idiota. Assistiu a mesma entrevista que eu com o Ciro na Globonews? O homem sereno o tempo inteiro, falando de seus projetos com propriedade, trazendo verdades e não caindo em provocações. Tá recebendo quanto pra se prestar a esse papel de queimar a reputação do único candidato que realmente possui um projeto de país para o Brasil , só pra beneficiar Lulinha? Você faz um péssimo trabalho em desinformar as pessoas.

Responder

DAMIÃO BONFIM DOS SANTOS

15 de julho de 2021 às 14h05

Ciro é pré-candidato, assim como Lula. Imaginar ou querer que ele, nessa condição promova o Lula ou que tenha obrigação de fazê-lo é ABSURDO!

Responder

William

15 de julho de 2021 às 13h48

O Ciro não tem que pagar pau pro PT, tem que criticar mesmo, como tem feito desde 2018, PT é um partido apodrecido, basta ver a presidente do partido quem é, larga de ser petista enrustido e se assume logo

Responder

William

15 de julho de 2021 às 13h45

A Odebrechet pagou propina através de cache de palestras e o cara passa pano comparando com Obama, petista enrustido é foda, PT tem Belo Monte no currículo e tem petista criticando o PDT

Responder

Sr Cashanova

15 de julho de 2021 às 13h25

Rapaz, o blog ta petista de mais viu kkkkk. de boa. O ciro fala do PT quando é perguntado, pessoal. De boa, superem isso, superem isso de Paris, o Haddad perdeu pelo antipetismo e pelo governo ruim da Dilma. O resto é campanha politica e vcs vão ter de aguentar criticas.

Responder

Eli

15 de julho de 2021 às 12h51

Me lembro como se fosse ontem de ouvir Ciro dizer que se tentassem prender o Lula era preciso levá-lo para alguma embaixada. Ele sabe que Lula não é nada disso que afirma agora, que Lula sofreu lawfare. Ciro não teve força para fazer as alianças que queria e passou a culpar e odiar Lula e o PT. Minha filha votou nele no primeiro turno em 2018. Agora vai de Lula direto, diz ter se decepcionado muito por ele ter saído fora do país no segundo turno e mais ainda pelo discurso de ódio que adotou. E assim Ciro perdeu muito voto de quem é de esquerda. E a direita não vota nele, podem esquecer.

Responder

jefferson torquato

15 de julho de 2021 às 12h19

Ciro está correto, e a ausência de uma mea culpa por parte de certo setor da esquerda nos trouxe a essa situação. Alçar novamente Lula ao poder sem nenhuma projeto sustentável de país, tende a desmoralizar de vez o discurso – cada vez mais vazio – da esquerda. Votar por mero endeusamento e idolatria é o pior dos mundos agora. Ciro é preparado, tem projeto concreto e detalhado e não tem esqueletos no armário. Uma pena que esse veículo – sabe-se lá por quais desígnios – ajude a cevar a cegueira do movimento progressista. O populismo demagógico e caudilhesco representa a completa ruína do desenvolvimentismo, maquiada pontualmente sob o falso manto de uma vitória utópica em cima do maior aborto gestado pela nossa desastrada democracia.

Responder

Saint

15 de julho de 2021 às 11h26

Caro Miguel,
O saudoso professor Wanderley Guilherme dos Santos foi bem enfático ao dizer que o PT perdeu a compostura.Para quem sabe ler ou conhece o sinônimo de compostura….
A bem da verdade,aprendi com Terêncio: “Nada do que é humano me é estranho.”Um ideal tão
esquecido em tempos de egoísmo e individualismo exacerbados.
Saudações!

Responder

Sergio

15 de julho de 2021 às 07h54

As palestras do Lula: 72; 26 pagas por empreiteiras, envolvidas na corrupção; 3 pelo BTG Pactual,o banco fundado por Paulo Guedes; 2 pela Cervejaria Petrópolis, envolvida em corrupção; quem assistiu as palestras, aqui, e fora do país? Trouxeram algum benefício para o povo brasileiro? Aí a Odebrecht, por exemplo, pagava palestra no exterior, e de repente fazia uma obra em alguns dos países onde ocorreram, em parte, ou todo, financiada pelo BNDES; por que o Palocci, todo poderoso petista, devolveu R$ 80/100 milhões? Ele faturou isto sózinho? Ninguém sabia de nada? Não esquecendo lá atrás, o Celso Daniel: segundo consta tinham feito um esquema para arrumar dinheiro para o PT, mas alguns começaram a encher os bolsos…

Responder

Jules Francisco de Melo Borges

15 de julho de 2021 às 02h09

O cara mudou totalmente, abruptamente. Como não acreditar que ele foi comprado? Comparem o que o autor dizia sobre o Ciro com esse lixo de agora. Não tem um pingo de vergonha na cara.

Responder

Neto

14 de julho de 2021 às 23h04

Eu devo ter visto outra entrevista. Pq o que vi foi um Ciro acertivo. Que foi justo nas críticas ao PT é ao Lula. Acho interessante que vc nao.acusa Ciro de mentir. Pq Ciro não mentiu. Mas para alguns criticar Lula e o.PT e um crime. Se eu quisesse grana pro meu blog tbm iria defender o.PT.

Responder

Valdeci Elias

14 de julho de 2021 às 21h49

Só falando besteira, pra conseguir roubar eleitor de Bolsonaro. Espero que Ciro consiga , porque quanto menos votos Bolsonaro tiver , melhor para o Brasil .

Responder

Belchior Medeiros

14 de julho de 2021 às 20h28

Miguel tá perdido. Dizer que Lula está livre das acusações e processos judiciais é realmente uma total alienação ou conivência com o discurso falacioso do PT.
Será que Miguel não sabe que o PT junto com PMDB e PP indicaram gerentes da petrobras que em conluio com empreiteiras desviaram da empresa 6,3 bilhões de reais em contratos superfaturados. Tudo isso calculado pela gestão de Graça Foster, indicada e queridinha de Dilma Rousseff. Não foi valores criados e inventados pela direita.
Isto sem falar de outras empresas e estruturas de governo onde os esquemas de corrupção também existiram.
O grande medo de Bolsonaro e Lula é enfrentar Ciro no segundo turno. Os esquerdistas profissionais, que vivem da política, realmente estão perdidos.
É hora da centro esquerda que tem competência e não se corrompeu.
Ciro presidente.

Responder

    Mario Erico

    15 de julho de 2021 às 21h58

    Belchior, concordo contigo, mas o político Ciro Gomes, pela relevância e abrangência do projeto que ele representa e o extraordinário desafio de implementação que exigirá uma gigantesca articulação e agregação política, precisa equilibrar seu discurso e não ficar gratuitamente apontando dedos e fulanizando discursos. Esse papel pode e deve perfeitamente, ficar para a militância e a mídia. Pelo menos, enquanto ele não for diretamente atacado por algum fulano. Ciro Gomes, precisa focar, senão em converter, convencer seus opositores sobre o projeto. É da implementação de um projeto de desenvolvimento nacional que o país precisa. Nada, deveria ser mais importante nessa campanha. Quero crer que essa seja a razão da sua candidatura.

    Responder

      EdsonLuiz.

      15 de julho de 2021 às 23h25

      Muito bom!
      Muito bom mesmo!
      Belquior vai entender,
      e concordar.

      Responder

O Demolidor

14 de julho de 2021 às 20h26

Ele não havia dito que jamais pisaria na Globo novamente?

Responder

    Marcus Padilha

    15 de julho de 2021 às 15h53

    Rancoroso. Parece um pinscher raivoso. No segundo turno (se houver) esse senhor pode ir pra Paris, pro inferno ou até praquele lugar, não fará a menor falta!

    Responder

    Mario Erico

    15 de julho de 2021 às 22h05

    Em solo brasileiro, Ciro Gomes, precisará ir onde for necessário. O projeto que ele representa exige isso! Mas, infelizmente, ele ainda corre o risco de ter em seu próprio ego, seu maior INIMIGO político.

    Responder

Walfredo Ferreira da Silva

14 de julho de 2021 às 20h21

Ciro virou um fanfarrão . Só daria um foto a ele se disputasse um segundo
turno com Bolsonaro , contra Bolsonaro eu votaria em qualquer um , como eu
sei que Ciro não vai chegar ao segundo turno, então, nenhuma possibilidade
de ter meu voto .

Responder

Bandoleiro Cansado

14 de julho de 2021 às 20h00

Eunicio Oliveira comprou a casa que o Cirolipa perdeu no processo movido por Collor….kkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Felipe

14 de julho de 2021 às 19h56

: )

Responder

Rosinei Brandão

14 de julho de 2021 às 18h52

Desisti de entender o Ciro. Uma pena. Vou mesmo ficar com o operário-estadista, como já disse Delfim Neto. Ciro, ao contrário se tornou um desaglutinador. O que é uma pena.

Responder

Francisco

14 de julho de 2021 às 18h32

Ciro sem dúvida é um bom técnico, com boas teorias. Mas é, e sempre foi, um mau político. Só sabe confrontar e criar conflito. Tenta esconder e compensar sua incapacidade política pelo uso de uma agressividade inconsequente. Não passa de um falastrão. E os errados são sempre os demais, enquanto, por incrível coincidência, a única pessoa que tem o projeto correto para o Brasil se chama, veja só, Ciro Gomes.

Por melhor que seja sua teoria, em seis meses como presidente, Ciro já teria se indisposto com a maioria dos demais atores políticos. O resultado natural seria, ao final de seu governo, um baixo índice de realização. A culpa de seu fracasso seria, como sempre, dos outros.

Responder

Ricardo JC

14 de julho de 2021 às 18h23

Me parece, Miguel, que aquilo que venho comentando a tanto tempo, enfim, começa a se tornar cada vez mais claro e cristalino. Ciro está tão amargurado (vou ser benevolente porque, na verdade, penso outra coisa) que deixa transparecer, de modo inequívoco, que prefere Bolsonaro a Lula. Na verdade, me parece que ele e o próprio PDT, liderado pelo indescritível Carlos Lupi (coitado do Brizola), trabalham incansavelmente para evitar, a qualquer custo, a eleição de Lula. Essa defesa do voto impresso, mesmo sabendo que isso é uma armadilha de Bolsonaro para tentar melar uma eleição que está (praticamente) perdida é a prova cabal de suas intenções. Lamento que aqueles que estão com Ciro de boa fé ainda não tenham percebido isso. Podem estar nos levando ao caos, até mesmo porque não acho que Bolsonaro está morto e enterrado politicamente.

Responder

Manoel

14 de julho de 2021 às 18h02

Quero rever minha opinião ,sobre o desempenho do Ciro para 2022 . Achei que ficasse em torno de 5 a 8% . Revejo para baixo ,tal a vileza ,a descompostura de seus infelizes e maldosos comentários. Não só sobre o Lula ,mas sobre os demais opositores . Acho que o Ciro ,tem problemas com álcool ou outras drogas ,ou então está com problemas psíquicos . Que pena.

Responder

Alan C

14 de julho de 2021 às 17h40

Só ouvi verdades e todo mundo sabe, continua sendo – DE LONGE – o mais preparado, o problema é chamar alguém de bandido que ele não chamava em 2018, essa parte eu não gostei, acho que ele erra, alimenta antipatia e perde votos.

Responder

    Batista

    15 de julho de 2021 às 14h03

    Mais preparado em relação a que, se está mais que provado ser, na política, emérito e contumaz desagregador?

    Aponte um só reconhecido político ou considerada personagem do acontecer da política, excetuando-se relacionados a família Gomes, que estão juntos a Ciro há mais de 6 anos (um ciclo eleitoral completo).

    Mais preparado, apenas se for em relação a capacidade de disparar tiros contra os próprios pés, tentando fazer acontecer o sonho que sonha sozinho, de vir a ser presidente do Brasil, dada a impossibilidade de sê-lo nos Estados Unidos.

    Enfim, o Narciro de sempre..:

    “Construindo muros demais e pontes de menos” (Isaac Newton);

    “Infeliz a pensar que limpa o jardim da sua casa jogando sujeira no jardim do vizinho” (Hélio Ribeiro);

    Afinal, “alguns ouvem com as orelhas, outros com o estômago, outros ainda com o bolso e há aqueles que não ouvem absolutamente nada” (Kahlil Gibran).

    Responder

Francisco*

14 de julho de 2021 às 17h08

“Oh
Desilusão, desilusão
Danço eu, dança você
Na dança da solidão…”

Antes tarde, que nunca, Miguel cada vez mais dentro do seu melhor, acertando à melhor maneira de ajudar Ciro a ser melhor, sem prejudicar-se por aí a fora, compromissado com o pior de Ciro, como vinha sendo para ambos, pior.

A questão é Ciro entender isso, para melhorar e, quem sabe, melhorando, ler e considerar pelo avesso, a tal ‘jogada de mestre’ sugerida a Lula pela mui amiga ‘musa da febre amarela e da massa cheirosa’, para dar cavalo de pau no cenário político brasileiro, propondo-se vice de Lula, quebrando a banca da classe dominante e das forças de ocupação, de forma absoluta e incontornável, contando que em 2026 fará 69 anos, não mais como vice-presidente, presidente eleito do Brasil.

Caso Ciro tivesse prestado atenção que à nova fase de entrevistas do Roberto D’Avila, na Globonews, antes estiveram, em 15/06, estreando, FHC, em 22/06, Mourão, em 29/06, Barroso, em 06/07, Doria e em 13/07, ele o convidado, perceberia e compreenderia a gritante ausência de Lula (sabe-se lá por que, não é mesmo?) até então e evitaria passar o programa tentando chifrar o pano vermelho da estrela solidária, sacudido pelo entrevistador das organizações GloboMarinho.

“Meu pai sempre me dizia
Meu filho, tome cuidado
Quando eu penso no futuro
Não esqueço o meu passado”

Responder

Luciano

14 de julho de 2021 às 16h26

Mas o caro autor parte do pressuposto que fazer críticas a LULA é um erro. É escorregar em cascas de banana. Criticar Lula pode ser uma tática! A única possível! Como deve ser tática de Lula não responder diretamente e deixar que isso seja feito por blogs e jornalistas aliados ao PT.

Responder

Felipe

14 de julho de 2021 às 16h16

Há quem elogie a entrevista e nessa inclusive ele explica, novamente, o por que de suas falas a respeito da eleição 2018, seu palanque e Lula como corruptor, explicações objetivas e sem voltas retóricas diga-se de passagem.
Dado o recorte feito no presente texto que ignorou informações fundamentais sobre a fala de Ciro na entrevista, dada a construção narrativa onde faz-se crer que o cerne da entrevista foi exatamente o Lula, dado o fato de fazer ponte e trazer de volta a baila um tema que já fora bem discutido como o das urnas auditáveis, dado ignorar a crítica objetiva ao modelo econômico( maior problema desta nação) e sua relação com os governos do PT, que diga-se de passagem , tinha Eunicio Oliveira na sua base e agora o traz de volta mesmo após apoiar o golpe.(Isso sem falar nos contratos que recebeu sem licitação na era do PT)
Enfim, aparentemente o Lula cada vez mais fingirá estar levando golpes abaixo da cintura e seguirá como candidato ameno, não por educação, mas por que o time que bate por ele, aparentemente está crescendo na blogosfera.

All’alba vincerò!

Responder

Kleiton

14 de julho de 2021 às 16h01

Todos os brasileiros sabem disso, até os petistas que o defendem por trogloditismo ideológico.

Responder

dcruz

14 de julho de 2021 às 15h50

Essa frase que tanto inferniza a vida de Ciro, que no seu delírio persecutório se recusa a ouvi-la, pode ser que melhore essa culpa sobre sua ida extemporânea a Paris.Talvez ele vendo ( ou revendo) Casablanca, lá está sua frase dita no final do filme por Humphrey Bogart para Ingrid Bergman:”…e sempre haverá Paris, querida”.

Responder

Dilmar Miranda

14 de julho de 2021 às 15h28

Parabéns, Miguel Rosário, pelo texto lúcido e corajoso.

Responder

Hilario

14 de julho de 2021 às 15h26

Que Lula fosse um pilantra nao é novidade nenhuma.

Responder

Marco Vitis

14 de julho de 2021 às 15h09

MIGUEL DO ROSÁRIO: você apresenta críticas pertinentes e que deveriam ser refletidas por Ciro.
Porém, não posso deixar de notar erros graves em seu texto, que parecem propaganda dos fanáticos.
(1) É FALSO quando você afirma: “Hoje, quando Lula se vê livre de todos os processos judiciais”. Você sabe que isso é mentira. Os processos voltaram ao início. Lula não foi inocentado e vai ter que responder aos processos que foram conduzidos fraudulentamente pela República de Curitiba. Ou não é verdade ?
(2) É DESONESTO quando você relaciona “voto impresso de Bolsonaro” com o “voto impresso do PDT, desde Brizola”. O nome é o mesmo, mas as concepções são absolutamente opostas. O voto impresso para auditoria pode ser em apenas 2% das urnas, como qualquer controle estatístico de processo, comum em indústria com garantia da qualidade. Você sabe disso melhor do que eu porque você não é um idiota.
Sugiro que você reveja o seu posicionamento assemelhado ao 247 e DCM, a fim de não jogar na lata do lixo a sua dignidade.

Responder

    Ricardo JC

    15 de julho de 2021 às 22h03

    1) Pela lei brasileira, ninguém será considerado culpado até que se prove a culpa e se tenha sentença transitada em julgado. No caso presente, Lula permanece sendo INOCENTE. Só os idiotas podem imaginar que após um processo fraudulento, que deverá ser instruído totalmente desde o início e cujas sentenças foram tecnicamente rebatidas por vários juristas podem realmente provar a culpa de alguém.

    2) Faz-me rir quem acha que é mais seguro auditar uma eleição feita com urnas eletrônicas com “votos em papel” do que com uma auditoria sobre as próprias urnas. Volte na imprensa da época dos votos em papel e veja a quantidade de fraudes que havia na contagem dos votos. Qualquer pessoa que tenha participado, como fiscal ou mesário, de uma contagem de votos em papel no Brasil pode atestar o que estou dizendo. O roubo de votos em papel era gigantesco, seja na contagem seja no preenchimento dos mapas. Só o puro desconhecimento do que acontecia pode levar alguém a defender essa tese esdrúxula.

    Responder

paulo

14 de julho de 2021 às 14h11

Miguel,
como sempre vc não vai postar o meu comentário, não tem importância.
a alguns anos alertei outro influenciador(que se rendeu ao picareta do attuch) que essas alianças, não imagino a troco de que, com a maquina petista(financiado com recursos que o Ciro denunciou e denuncia a origem) não vai acabar bem para vc, talvez te renda algum dinheiro, isto não duvido, mas sua moral e importância no campo da “verdadeira esquerda nacionalista” será reduzida a nada.
vc já se prestou a papeis bem indignos a serviço do PT(Paulo Pimenta e outros) quando vc cria discrições nos vídeo que desqualificam o que Ciro fala(“olha só ele criticou o LULA”) está na verdade falando ,para essa bolha que estamos, “não vejam, não leiam a carta” pois se prestar atenção no que ele fala darão razão ao Ciro Gomes! desqualifique o carteiro para que não leiam a mensagem!
Parabéns pelo desserviço, e que o financeiro te traga alegria!

Responder

EdsonLuiz.

14 de julho de 2021 às 14h09

É! Realmente o Ciro tem errado por temperamento. Tem errado em mais um pouco também, precisa corrigir.

Há muitos motivos para as suas falas, mas também há formas mais adequadas de famar disso.

Na verdade, quando Ciro faz assim o que ele consegue é repetir os erros de muitos petistas. Olhem aí : muitos petistas não sào ‘os’ petistas, não é ‘o’ PT. Algumas vezes nos enganamis e geneealizamos, mas fazer isso repetidamente não é engano.

Até há coisas que cabem ao PT, mas nem todas são generalizadas. Equívocos de natureza política, como apoio a ditaduras, por exemplo, são decisões partidárias e, portanto, afetas a todo o PT. Não ter pedido a saída ou expulsado dos petistas condenados por corrupçào também afeta todo o PT.

Ciro pode falar que no PT tem corruptos, e deve falar,. Mas enquanto houver gente como Fernando Haddad no PT, não é cabível falar que ‘o’ PT é corrupto.

De qualquer modo, o PT não é, para mim, uma opção. Ciro é competente, Ciro tem um projeto razoável. Eu vou continuar no apoio a Ciro.

Responder

    EdsonLuiz.

    16 de julho de 2021 às 14h36

    Ricardo JC,
    Você envia a mim – e a todos que lerem – um link veiculando matéria sobre desvio de recursos da ordem de 300 milhões. Seria contra Ciro Gomes.

    No próprio link, na abertura, está informado que se trata de matéria antiga que estão repassando como se fosse atual. Informa também que o jornal ‘OGLOBO’ fez um levantamento de atualização junto aos tribunais do Ceará e não encontrou nenhum processo em que Ciro Gomes e Cid Gomes são acusados.

    Se um deles estivesse acusado em processo, isso nào inocência, certo? Também não significaria culpa. Certo também?

    Ocorre que não existe sequer processo contra Ciro Gomes, segundo ‘OGLOBO’ atualizou.

    Então, eu nào entendi o porquê de você ter
    colado o link. Você pode explicar?

    Quero saber porque, se um candidato que eu estiver querendo apoiar aparecer seriamente acusado, eu não o apoio mais: entendo que o candidato, estando acusado, não é culpado, mas também não é inocente. E que deve se defender primeiro e depois, se for considerado inocente (culpado ou inocente é sempre em relação a alguma coisa, a uma acusação que sofra, por exemplo), se for considerado inocente, volta e se candidata. Acho assim mais seguro para o eleitor e para o apoiador. Processo eleitoral, ainda mais para presidente é coisa muto séria e o candidato, ele próprio, não deve submeter o eleitor e o apoiador ao risco de apoiar um corrupto ou ser candidato em um partido que não expulsa corrupto.

    E você, o que acha?

    você interrompe o apoio a candidato em partido que não expulsa corrupto ou ele mesmo, quando seriamente acusado, mesmo assim quer ser candidato? Ou você é dos que não quer nem saber, liga o foda-se e continua apoiando?

    edsonmaverick@yahoo.com.br

    Responder

Deixe um comentário