Cafezinho das 3: por que as manifestações de domingo floparam?

Bolsonaro admite derrota humilhante da PEC do Voto Impresso na Câmara

Por Redação

23 de julho de 2021 : 11h41

Na manhã desta sexta-feira, 23, Jair Bolsonaro admitiu que não acredita mais na aprovação da PEC do Voto Impresso na Comissão Especial instalada na Câmara dos Deputados. A ideia do governo era que esse sistema retrógrado já voltasse nas eleições de 2022.

“Eleições que não sejam limpas não são eleições. Essa bandeira não é defendida por mim. Sempre foi defendida por, pelo menos 90% dos parlamentares. Por que, de uma hora para a outra, alguns parlamentares mudaram de opinião? Foi depois de receber a visita do presidente do TSE Luís Barroso. Hoje em dia, se botar em votação, ele não passa na comissão”, disse em entrevista à Rádio Grande FM, do Mato Grosso do Sul.

De acordo com Bolsonaro, seu governo sempre trabalhou em favor da “transparência” no pleito.

“Geralmente, quem está no governo é que trabalha contra a confiabilidade para garantir, em uma possível fraude, a sua própria eleição. Eu estou fazendo exatamente o contrário. Eu quero transparência nas eleições”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Carlos Jose

23 de julho de 2021 às 21h10

Bolsonaro não chega ao 2º turno

Responder

Gil

23 de julho de 2021 às 18h03

Se fosse cédula de papel o Bolsonaro ia querer eletrônico. Isso é só conversa pra gado dormir, pois sabe que pode perder ainda no primeiro turno de lavada.

Responder

franco

23 de julho de 2021 às 12h37

Ninguem acreditava que isso pudesse passar nem Bolsonaro.

Mesmo assim ele irà ganhar as eleiçoes em 2022, com STF contra, Globo e toda grande imprensa contra, Pandemia, desemprego…

Nao mencionei a oposiçào pois nao existe.

Responder

Deixe um comentário