Cafezinho das 3: por que as manifestações de domingo floparam?

Bolsonaro assume que não tem provas sobre fraude nas eleições, mas volta a atacar Barroso

Por Redação

29 de julho de 2021 : 21h11

Nesta quinta-feira, 29, Jair Bolsonaro convocou a imprensa para acompanhar sua apresentação sobre supostas fraudes nas urnas eletrônicas. O “evento” foi restrito e aconteceu na biblioteca do Palácio do Alvorada, os jornalistas não poderiam fazer perguntas.

Mas ao lado do ministro da Justiça, Anderson Torres, e após defender teorias conspiratórias veiculadas em grupos de Whatsapp, Bolsonaro assumiu que não tem provas para descredibilizar o atual sistema eletrônico de votação e consequentemente a fraude na eleição de 2014. Nas últimas semanas, ele tinha reforçado a tese de que Aécio Neves (PSDB) venceu Dilma Rousseff (PT) naquele pleito.

“Não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas. São indícios. Crime se desvenda como vários indícios”, assumiu.

Na sua “apresentação”, Bolsonaro se limitou a mostrar vídeos sem embasamento veiculados na internet que tentam convencer sobre a possibilidade de fraudar o código fonte da urna eletrônica para alterar o voto em benefício de um candidato.

No entanto, esses vídeos já foram desmentidos tanto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reportagens e especialistas no assunto de que não é possível fraudar as urnas e que esses vídeos de internet não são comprovantes para indicar irregularidade ou que alguma urna tenha sido alterada.

Além do ministro da Justiça, também estavam com Bolsonaro os generais Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral da Presidência), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e o filho ’01’, Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ).

Durante seu discurso de 40 minutos, Bolsonaro também voltou a atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Luís Roberto Barroso (STF), o acusando indiretamente.

“Por que o presidente do TSE quer manter suspeição das eleições? Quem ele é? Por que ele fica interferindo por aí, com que poder? Não quero acusá-lo de nada, mas algo muito esquisito acontece”.

“Onde quer chegar esse homem que atualmente preside o TSE? Quer a inquietação do povo? Quer que movimentos surjam no futuro que não condizem com a democracia?”.

Ainda sob efeito de seus delírios, Bolsonaro disse que a contagem das eleições em 2022 será feita por um homem dentro de uma sala escura no TSE e que esse mesmo sujeito, segundo ele, foi o responsável pela soltura do ex-presidente Lula (PT), que atualmente lidera as pesquisas eleitorais.

“Será que esse modo de se fazer eleições é seguro, é blindado? Os que me acusam de não apresentar provas, eu devolvo a acusação. Me apresente provas de que não é fraudável”, relinchou.

Ele também voltou a mentir quando afirmou que com a urna eletrônica não é possível fazer uma auditagem e que por isso seria necessário a contagem pública dos votos. É bom lembrar que com o atual sistema eletrônico, já é possível fazer uma auditagem através de um boletim impresso.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Francisco*

30 de julho de 2021 às 15h27

Ao ler tais…

Não tem como, de imediato, não exumar da sempre precisa e cirúrgica observação rodrigueana e estender em decúbito frontal na mesa da memória, à autópsia desse nosso tempo, personagens consagradas redivivas nesses tais…, como ‘o cretino fundamental’ e o irmão mais próximo, ‘o idiota da objetividade’, entre outros tantos retratados com maestria e fina ironia, para escancarar a hipocrisia continuada da sociedade dominante, então no período 1930 a 1980.

E não deixar de trespassar ao final, os tais, com esse mais de Nelson Rodrigues:

“Os idiotas ainda vão tomar conta do mundo. Não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos.”

Responder

Kleiton

30 de julho de 2021 às 13h31

Esse infeliz já virou uma figura folclórica, é tipo o Inri Cristo, ninguém nem presta atenção mais nas merdas que diz.

Responder

Galinzé

30 de julho de 2021 às 13h29

“Não precisa de prova nenhuma” hahahahahahahaha…. Cafezinho, chama uma ambulância pro gado!! kkk

Responder

Valeriana

30 de julho de 2021 às 12h02

OS bilhoes que PT e comparsas jogavam pra la e pra cà para manter em pé o aparato, financiar ditaduras amigas, TV, sindicatos, meio de desinformaçào, grandes empresas, rentistas, bancos, congresso, etc…fazem muita falta no bolso de muita gente…dos brasileiros principalmente.

O que a esquerda sao capazes de fazer pelo poder nao é nenhua novidade, tentaram matar Bolsonaro quando viram que ganharia facil as eleiçoes.

Os brasileiros nunca foram de esquerda mas a mesma se elegia explorando a miseria, o analfabetismo, o monopolio da informaçào, a infantilidade e a ingenuidade dos brasilerios, o dinheiro sotraido aos cofres publicos, etc…

A popularidade de Bolsonaro é gritante assim como a impopularidade de quem entra e sai dos tribunais e da cadeia e aparece nas pesquisas em primeiro lugar…

Os brasileiros sabem muito bem da imundicia que Lula e Cia protagonizaram e achar que esse Pilantra tenha alguma chance de genhar algo é brincar com a inteligencia dos brasileiros.

O que resta em 2022 é tentar por as maos nas urnas pois ninguem melhor que a esquerda sabem que as chances de voltar ao poder sao zero.

A esquerda sempre foi a favor do voto impresso mas hoje fingem de mudar de posiçào por interesses particulares e nada mais…coerencia e compromisso com a democracia menos de zero.

Responder

Jean

30 de julho de 2021 às 11h23

Você não passa de um cretino com complexo de inferioridade. Não dá pra esperar nada melhor vindo de um “patriota” bolsonazista. Vocês odeiam esse país.

Sabe o que vai acontecer se essa imbecilidade de voto impresso for adotada? Vocês vão perder e chorar do mesmo jeito. Não tem a ver com o modelo de voto, e sim com a incapacidade que vocês têm de aceitar derrotas.

Então, vá chorar no colo do seu miliciano com problemas intestinais (intestino ligado ao “cérebro”) que você ganha mais, seu otário.

Responder

Gilmar Tranquilão

30 de julho de 2021 às 09h03

Pode Jair deixando nossa risada pra esse otário??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Galinzé

29 de julho de 2021 às 22h27

Vá a cagar cretino, a esquerda sempre foi a favor do voto auditavel e continua sendo.

Já que voto tem consequências coloque a mão no bolso e devolva sua parte do que o PT e comparsas levaram de dinheiro aos cofres públicos…Imbecil.

Responder

    canastra

    30 de julho de 2021 às 13h32

    Votar na urna eletronica é como fazer sexo virtual.

    Responder

Kleiton

29 de julho de 2021 às 22h23

Não precisa de prova nenhuma para dizer que as urnas eletrônicas são uma porcaria de quarto mundo.

Brasil, Bangladesh e Butão… bastaria isso para pegar todas essas urnas, por fogo e votar em papel com um lápis assim como os países decentes fazem e sem sentir necessidade alguma de urnas eletrônicas.

Responder

Marco Vitis

29 de julho de 2021 às 21h24

Está caracterizado mais um Crime de Responsabilidade.
Não faltam razões jurídicas para o impeachment.
Mas os corruptos do centrão não permitirão. Estão com os bolsos cheios de $$$ público.
Quem votou em corrupto tem responsabilidade pelos crimes cometidos, pelas mortes na pandemia.
Voto tem consequências…

Responder

Deixe um comentário