Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Barroso derruba portaria do Governo Bolsonaro que proibia demissão de não vacinados

Por Redação

12 de novembro de 2021 : 21h46

O ministro Luís Roberto Barroso (STF) decidiu suspender por liminar a portaria editada pelo Ministério do Trabalho e Previdência que proibia as empresas de demitirem funcionários que se recusam a tomar vacina contra a Covid-19. O próximo passo é levar o caso ao Plenário da Suprema Corte.

Na decisão, Barroso fez uma exceção para aqueles que tem alguma contra indicação médica ao imunizante contra Covid-19. Mas mesmo assim, essas pessoas precisam passar por testagens diárias.

Ainda no despacho, Barroso diz que “a Portaria MTPS nº 620/2021 proíbe o empregador de exigir documentos comprobatórios de vacinação para a contratação ou manutenção da relação de emprego, equiparando a medida a práticas discriminatórias em razão de sexo, origem, raça, entre outros. No entanto, a exigência de vacinação não é equiparável às referidas práticas, uma vez que se volta à proteção da saúde e da vida dos demais empregados e do público em geral”.

Quando publicou a portaria, o Ministério do Trabalho chefiado pelo bolsonarista Onyx Lorenzoni (DEM-RS) se ancorou no artigo 7º da Constituição Federal que proíbe qualquer prática discriminatória no ato de contratação por motivos de “sexo, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar, deficiência, reabilitação profissional, idade, entre outros”.

Com isso, a pasta considerou que o pedido de certificado de vacinação e a demissão por justa causa motivada pela negação em tomar a vacina são práticas “segregacionistas”.

“Complementarmente, os requerentes observam, ainda, que a exigência de comprovante de vacinação para fins de contratação trabalhista constitui medida determinada pelo art. 5º, §5º, da Portaria nº 597/2004, do Ministério da Saúde, vigente, portanto, há 17 (dezessete) anos”, lembra Barroso.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Saulo

12 de novembro de 2021 às 22h25

O advogado de Battisti.

Responder

Kleiton

12 de novembro de 2021 às 22h23

Partidos de esquerda a favor da eventual dimissao de trabalhadores que escolhem não se vacinar já que não é obrigatório….

Partidos de esquerda votando contra o aumento do novo ” bolsa família” ou como se chama.

Serà que essa tal de esquerda tupiniquim é de esquerda mesmo ?

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?