Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Foto: Sérgio Lima / Poder360

Para Alckmin, MDB e PSD apoiarão Lula no 1° turno

Por Redação

11 de janeiro de 2022 : 11h43

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, tem dito a seus interlocutores que mais cedo ou tarde, partidos de centro como MDB e PSD apoiarão a candidatura do ex-presidente Lula logo no 1° turno das eleições deste ano.

Alckmin também avalia que as candidaturas dos senadores Simone Tebet (MDB-MS) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG), respectivamente, não devem empolgar, fazendo com que seus partidos não entrem na disputa para apoiar o líder progressista.

Para ele, a famigerada terceira via será um fracasso nas pesquisas, e que outras candidaturas desse campo devem recuar e apoiar um dos dois principais candidatos, Lula ou Jair Bolsonaro.

Vale ressaltar que Alckmin é cotado para ser vice na chapa de Lula e isso tem gerado animação no ex-governador. Ele pensa que, caso seja realmente o candidato à vice-presidência, o líder progressista tem boas chances de ganhar em um segundo turno.

Com informações do Metrópoles

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuíz.

15 de janeiro de 2022 às 03h23

Você é um despreparado encardido mesmo, alexandre bolsoneris. Não foi à toa que contei os seus neurônios em um e meio, mas você deve ter menos que isso!

Em escola tem que haver muita discussão política, alexandre bolsoneris. Discussão aberta, desarmada, bem-interessada.

Política é tudo! Até o amor é político! E até o desamor!

Política tem que estar na escola, no clube de futebol, na mesa do bar, no timinho de bolinha de gude e até nas escolas de samba!

Ocorre que atualmente, de fato, muitas vezes não é de um modo democrático e fundamentado que acontece a discussão política nas escolas.

Se você tivesse mais alguns neurônios verificaria facilmente que, no recorte que fiz quando escrevi, eu fiz referência da escola exatamente porque eu acho que política deve estar em todo lugar, mas principalmente na escola, que deve ser, ou deveria, o espaço privilegiado da discussão de ideias, daí ter ilustrado com a escola.

Autoritários são autoritários! Totalitários são totalitários! Jagunços políticos, como você, são jagunços políticos!

Claro que, no que escrevi, eu fiz um recorte, observando a natureza doutrinária que ocorre dentro das escolas por parte desses “marxistas”. Fazem essa doutrinação nas escolas e fazem onde eles mais atuem! E claro que eu não concordo com isso!

Se você tivesse um pouquinho mais de neurônios que certamente a doutrinação que você sofre diariamente lhe retira, você veria que em nenhum momento eu estou falando que em escola não é lugar de política.

O que eu estou falando é exatamente como está escrito: gente que doutrina, e que aliás eles mesmos são também doutrinados – e eu até acho mesmo que eles não deveriam estar ali fazendo suas narrativas ideologizadas, mas não chego a falar isso, foi você que quiz entender assim – espalham suas ignorâncias políticas que tanto mal tem feito à sociedade, sem conseguirem um passo para mudarmos os muitos erros políticos, como vemos ao observar a hustória: Chile do Pinochet, Argentina do general Videla, Cuba de Fidel, Argentina do Peronismo, Venezuela do Hugo Chaves, Brasil do bolsonaro (e o risco de um populismo corrupto lulista reforçado), Hungria atual, União Soviética de ontem, Rússia expandida por Pútin de hoje, e a lista de maluquices, ignorâncias, fascismos xe ezquerda e fascusmos de direita não acabam!

Nas escolas isso ocorre mais por parte dos ditos “marxistas”, que certamente você, não conhecendo minimamente a filosofia de Marx, como de resto não conhece nenhuma filosofia, acha que são marxistas mesmo. Mas Marx jamais invadiria o espaço da escola ou qualquer outro espaço para considerar a escola como extensão ideológica de qualquer segmento. E outra coisa: Marx detestava ideologia.

Mas cultura política tem nuances e por isso você eu noto que você mistura e confunde muitas coisas: eu reclamo mais de ideologismos, não de ideologias. Só que eu tenho certeza, por outras confusões que eu vejo você fazer, de que você não consegue nem perceber que eu falo, quando é afeto a certos aspectos, de ideologismos, e não de ideologias. E vai confundindo outras nuances mais, sem tef condições de entender. E você, como quase todos nessa cultura que estamos fabricando aqui no Brasil, não possui a menor isenção de julgamento para conseguir separar as cousas. Isso leva você a não perseber que eu tenho muito mais discordância com Sérgio Moro, por exemplo, quecom o bom petismo. E tenho uma concordância inteira com ele quanto a não dar espaço para corruptos em uma sociedade tão maltratada por corrupção.

Mas Marx, como eu, consideraria a escola como um dos locais mais privilegiados para a discussão de ideias, e um dos menos adequados para ideologismos. Se persistir o uso que vocês, abusados e tapados fazem da escola, perdere.os a escola comk espaço de discusão política. E perderemos as redes sociais, os bares, o lar, a rua. Perderemos todos os espaços para discusão política se vocês insistirem em impor suas verdades dicotômicas e o completo despreparo que vocês têm para lidar com diferenças. Essa ignorância, misturada com autoritarismo e doutrinação, e o que leva você a ver no que eu escrevi uma coisa toda fora do recorte que eu realmente fiz.

O aparelhamento do Estado, dos aparelhos de Estado, das instituições da sociedade em geral e a instrumentalização de movimentos sociais para servirem os interesses abusados de tendências políticas é um deserviço ao progresso humano, à democracia e ao exercício da boa política. Mas é sempre isso que é feito pelos menos preparados para a discussão. E a única forma que essa gente, de quem você é um gado bem magrinho querendo engordar no grito, com repetidas acusações sem fundamento e com inferências inspiradas só por sua ignorância alimentada por ideologismos, a única forma dessa gente exercitar o seu maniqueísmo e dicotomia do certo e errado, é impondo suas verdades aos que eles consideram vulneráveis à doutrinação barata e sacana.

Isso os binários políticos da ultra-esquerda e da ultra-direita fazem, abusadamente. E isso é o que denuncio, não a boa discussão política na escola, que essa eu quero sempre!
Mas hoje, quem quer que a discussão política aconteça, precisa primeiro enfrentar esses doutrinários truculentos. E eles são tapados pensando serem iluminados. E são bem jagunços!

Eles fazem muitas manobras acusatórias usando inferências descabidas, por pura leviandade. Mas as suas, tão repetidas aqui, são igualmente levianas, como essa de agora, mas eu sei que você faz isso mais por ignorância e menos por leviandade.

Discussão política na escola, sempre!
Doutrinação política alienada, seja de ultra-esquerda ou de ultra-direita, nunca!

Alexandre bolsonéris, se aceitar um conselho, preste atenção no Tiago, que sempre escreve aqui. Tiago é petista raiz, bem mais radical que você. Tiago se coloca sem reservas, com autenticiadade e franqueza. Mas Tiago nunca incorre na pessoalização, na ignorância, na leviandade e na má educação.

Você, nos seus ataques infundados, só atrapalha.

E, outra cousa: você fica com raiva quando eu denuncio a corrupção de Lula. Alexandre bolsonéris, eu denuncio a corrupção de qualquer corrupto. Pode sef a minha mãe, eu denuncio. Estou no meu direito. Só tomo o cuidado de estar muito certo no que denuncio.

Responder

Alexandre Neres

13 de janeiro de 2022 às 22h52

“alexandre bolsoNéris: mesmo esses “marxistas” que você vê distribuindo receitas nas faculdades e doutrinando, têm já o antolho do ideologismo, que sempre cega.” (EdsonLuiz.)

Olhe o discurso desse infeliz permeado de escola com partido. Como todo bolsominion que se preze, pra ele quem desencaminha os jovens hoje em dia são os profis vermelhinhos. Aff. Só falta falar de mamadeira de piroca. EdsonLuiz., por que tu não assume de uma vez que compartilha das opiniões da Valeriana, do Querlon, Fanta, Zulu, Kleiton, Tony, Ronei, Efrem Ventura, Justiceiro, Galinzé e que tais, a ponto de ser defensor estrênuo da segunda via do bolsonarismo? Sai do armário, rapá

Responder

EdsonLuíz.

13 de janeiro de 2022 às 00h51

Esse alexandre bolsoNéris é isso, de um neurônio e meio e nenhuma formação política um pouquinho melhor.

alexandre bolsoNéris: mesmo esses “marxistas” que você vê distribuindo receitas nas faculdades e doutrinando, têm já o antolho do ideologismo, que sempre cega.

Uma parte dos militantes petistas são destes ideologizados e dos seus doutrinados sim! E essa parte do petismo não é pequena.

Outra coisa: TODOS osconceitos e valores provressistas surgiram com o capitalismo e são valores capitalistas.

Alternativas ao capitalismo, socialismo, isso nem existe, a não ser como alucinação. E olha: é impossível defender os avanços capitalistas e, ao mesmo tempo, defender Cuba, Nicarágua, Venezuela, …

Lula não é mesmo anticapitalista ideologicamente posicionado por um motivo: Lula não é nada a não ser um frio populista. Mas um populista tem muitas outras porcarias em seu entorno, no caso do PT, muita porcaria que se diz leninista.

Quanto a você, alexandre bolsoNéris? Desculpe! Você se doutrinou nas telas171. Fora esse ser doutrinado, você não é nada e não entende porra nenhuma!

Responder

Alexandre Neres

11 de janeiro de 2022 às 23h02

“Lula e o lulismo apoiam ditaduras e líderes autoritários! Lula e o lulismo não conseguem conviver com uma imprensa livre e os autoritários que eles apoiam também não conseguem! Lula e o lulismo são anticapitalistas, portanto, antiprogresso por definição.” (EdsonLuiz., não o Kober)

Paciência tem limite. Olha o silogismo que esse paspalho desenvolve. Donde vem o argumento para esse asno concluir que Lula e o lulismo são anticapitalistas? Estou abordando aqui apenas sob o ângulo de que as ideias não estão minimamente concatenadas como de costume. Não preciso nem entrar no mérito de que esse asno está sendo leviano, haja vista que Lula já governou de forma extremamente democrática, muito mais do que nos demais governos ao dialogar com amplos espectros ideológicos, e não pode ser tachado de anticapitalista, na medida em que seus governos foram reformistas fracos. Ademais, todos os movimentos progressistas neste século mundo afora foram anticapitalistas. Mas como debater com um comentarista que só sabe distribuir platitudes e doxa? Quem dera Lula fosse anticapitalista! Não podemos perder de vista que o comentarista nessa altura do campeonato tentou associar capitalismo com progresso. Será progresso o que podemos constatar a olho nu, este modelo de desenvolvimento que está produzindo uma quantidade ingente de bugiganga e inutensílios, consumindo matéria-prima a rodo e gerando lixo e mais lixo, inclusive o que está sendo promovido pelo capitalismo ultraliberal do posto Ipiranga, que destrói o meio ambiente a nossa volta, causando inúmeros desastres? Por último, mas não menos relevante, qualquer beócio saberá responder: afinal de contas, o capitalismo contribuiu sobremaneira para a emancipação ou para a exploração do homem? Sem mais.

Responder

EdsonLuíz.

11 de janeiro de 2022 às 13h20

O líder progressista mencionado neste post é Lula?

Lula e o lulismo apoiam ditaduras e líderes autoritários! Lula e o lulismo não conseguem conviver com uma imprensa livre e os autoritários que eles apoiam também não conseguem! Lula e o lulismo são anticapitalistas, portanto, antiprogresso por definição.

Esses militantes antissistema defendem o que entendem por alternativa ao capitalismo, ao que até dão um nome e chamam de socialismo e que não existe a não ser por desejo e imaginação, visto que
sistemas sociais reais são históricos, sendo assim processos. Sistemas sociais são baseados sempre em modos existentes de estabelecimento de relações e não podem ser artificiais, como se pudessem ser artificialmente estabelecidos por seus adeptos, formulados primeiro como modelos, como sistemas de pensamento, para depois serem implantados na sociedade por seus adeptos. Sistemas sociais são inventos práticos, surgidos quase naturalmente da experiência material humana e depois, só depois de existentes, podem ser sistematizados como sistemas de pensamento, com a ideologia que compõe sua ordem surgindo da visão de mundo engendrada pela experiência prática desse sistema social.

Assim, não é o sistema social que surge de uma ideologia urdida artificialmente, mas é a ideologia que surge da prática do sistema, passando a constituir parte de sua superestrutura.

Líderes populistas como Lula só seriam progressistas se a visão alargada que define o progressismo fossem convenientemente restringidas, excluindo os que querem o progresso da humanidade, sendo os objetivos do progressismo sendo sequestrados pelos que, em prática e em pensamento, defendem valores antiprogresso, caracterizando completa inversão do significado do que é ser progressista.

A história mostrou que anticapitalistas são antissistema e que não é das experiências impostas por eles que surge e se implanta o progresso humano. Ilustra esse fato histórico as experiências autoritárias vividas pela humanidade na Rússia e nas demais repúblicas soviéticas
e nas outras experiências alternativas e artificiais ao capitalismo, do que hoje resta o autoritarismo e antiprogressismo em Cuba e na Coreia do Norte. E sempre surgem outras tentativas iguais, sempre apoiadas por Lula e pelo PT, e que sempre fracassam, como atualmente estão em andamento a criminosa experiência e antiprogressista experiência na Venezuela e na Nicarágua.

Também em chave ideologicamente inversa o autoritarismo é sempre experimentado com retórica de ultra-direita e sempre fracassa também. Mas ao menos os autoritários de direita não cometem a impostura de se reivindicarem progressistas. Pelo menos até aqui esses autoritários de direita não cometem essa impostura de se dizerem progressistas.

Os objetivos grandes do progressismo é a conquista da autonomia humana e a possibilidade de realização da humanidade de cada um. Autoritários, demagogos, populistas e corruptos como Lula não são progressistas; são impostores!

Edson Luiz Pianca
edsonmaverick@yahoo.com.br

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?