Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

No encontro com Alckmin, Paulinho disse que centrais sindicais não querem revogação da reforma trabalhista

Por Redação

11 de janeiro de 2022 : 13h24

O deputado federal e dirigente do Solidariedade, Paulinho da Força, disse durante seu encontro com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que as “centrais [sindicais] brasileiras não defendem a revogação da reforma, mas sim mudanças”.

É bom lembrar que Paulinho é presidente da Força Sindical e teria dito isso após ser questionado pelo ex-governador sobre os pontos que poderiam ser alterados da reforma trabalhista, sancionada durante o governo do ex-presidente Michel Temer (MDB).

O parlamentar e dirigente sindical falou sobre o assunto durante entrevista ao Valor Econômico.

“Ele falou muito sobre o cenário nacional, sobre o que fazer para gerar mais emprego e disse que as eleições e um novo governo podem ajudar a atrair investimentos estrangeiros para o país”, declarou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Nelson

12 de janeiro de 2022 às 00h15

Depois de quase dez anos, a Espanha se deu conta de que a tal “reforma” Trabalhista lá imposta só piorou as condições de sua eocnomia. Demorou quase dez anos para se convencer de uma coisa mais do que óbvia.

Espero que aqui aprendamos a lição e não demoremos tanto tempo assim.

Responder

Paulo

11 de janeiro de 2022 às 22h50

Não, meu caro xará! A CLT ainda é necessária, lamentavelmente…

Responder

Paulo

11 de janeiro de 2022 às 21h38

Queremos é a revogação da CLT, aquele cancro getulista mussolinista.

Responder

Kleiton

11 de janeiro de 2022 às 17h17

A volta do imposto sindical já seria suficiente…

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade