Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Rovena Rosa/Agência Brasil

Covid-19: Brasil tem 22,9 milhões de casos e 620,9 mil mortes

Por Redação

15 de janeiro de 2022 : 21h07

Segundo Ministério da Saúde, 21.697.818 pessoas já se recuperaram

Publicado em 15/01/2022 – 19:29

Por Agência Brasil – Brasília

Agência Brasil — Balanço divulgado neste sábado (15) pelo Ministério da Saúde registra 48.520 novos casos de covid-19 em 24 horas. O dado eleva para 22.975.723 o número de pessoas infectadas pela doença no país desde o início da pandemia. Ontem (14), o painel de estatísticas marcava 22.927.203 casos acumulados.

As mortes pelo novo coronavírus ao longo da pandemia aproximam-se de 621 mil. Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971. Ontem, o painel de informações marcava 620.796 mortes acumuladas.

O balanço apontou também 656.934 pacientes em acompanhamento e 21.697.818 recuperados da doença.

Estados

Os estados com mais mortes são os seguintes: São Paulo (155.707), Rio de Janeiro (69.579), Minas Gerais (56.810), Paraná (40.931) e Rio Grande do Sul (36.521).

Já as unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.854), Amapá (2.030), Roraima (2.078), Tocantins (3.967) e Sergipe (6.065).

Edição: Paula Laboissière

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

16 de janeiro de 2022 às 09h56

Eu quero fazer, um agradecimento, a figura impoluta , do presidente da Anvisa dr. Barra Torres, que teve seu trabalho posto em cheque, o tempo mostrou que se algo de errado não foi com a Anvisa, está provado, por a+b , nada melhor do que o tempo.

Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil