Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Ministro da Educação é denunciado por crime de homofobia

Por Redação

31 de janeiro de 2022 : 20h17

Nesta segunda-feira, 31, a Procuradoria-Geral da República apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra o ministro da Educação, Milton Ribeiro, pelo crime de homofobia.

Durante entrevista ao Estadão, concedida em setembro do ano passado, o titular da pasta que também é pastor disse que “não concordava” com o “homossexualismo” e atribuiu a sexualidade com “famílias desajustadas”.

Vale ressaltar que a denúncia foi elaborada pelo ministro Humberto Jacques de Medeiros. No despacho, ele aponta que “ao afirmar que adolescentes homossexuais procedem de famílias desajustadas, (…) discrimina jovens por sua orientação sexual e preconceituosamente desqualifica as famílias”.

Com a peça apresentada, o próximo passo é saber se a Suprema Corte vai decidir se aceita a denúncia, tornando o ministro bolsonarista réu no processo. O relator do caso é Dias Toffoli.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuíz.

01 de fevereiro de 2022 às 23h46

Não posso concordar em nada com você quanto a isto, Amigo Paulo. Não posso mesmo concordar em nada!

Um Viva para os Negros!
Um Viva para os Homossexuais!
Um Viva para todas as letrinhas do
arco-íris LGBT+

Um Viva para as Mulheres!
Um Viva para os Homens também!
(e podem incluir até Lula e bolsonaro nesse Viva para os Homens).

Um Viva para os Católicos!
Abaixo a Igreja Católica!

Um Viva para os adeptos de todas as outras denominações religiosas!
Abaixo todas as outras denominações religiosas!

Um Viva para Marx!
Abaixo a religião marxista!

Um Viva para Gramsci!
Abaixo a religião gramicista!

Abaixo o lulismo!
Um Viva para cada um lulista!

Abaixo o bolsonarismo!
Um Viva para cada um bolsonarista!

Vivam todos, todas e todes!!!! Tod@s querem viver!

Mesmo hoje, que eu por vários motivos, alguns talvez por minha culpa, estou, como diziam Jaceguay Lins e Sérgio Sampaio, “amarrando um grande bode”:..e em todos os dias dessa merda dessa vida…

…Um Viva para tod@s!

Para mim, para Paulo e para você que está lendo agora, também!

Responder

Paulo

01 de fevereiro de 2022 às 22h47

E mais um tonto bolsonarista – ou finge ser – que não percebe que o homossexualismo não é opção, é inclinação pessoal, hereditária ou congênita, e que não pode ser mudada. Mas pode, segundo entendo, ser reprimida, conscientemente, com vistas a obter uma plácida abstinência. Como reza o Catecismo da Igreja Católica, o ato homossexual é um ato intrinsecamente desordenado, que a nada visa, que não a satisfação de uma desordem psíquica. Por outro lado, essa militância homossexual (assim como as militâncias raciais, cotistas e feministas) já atinge níveis insuportáveis para a manutenção de certa ordem social. Tudo isso é responsabilidade da esquerda, que, com suas pautas irresponsáveis e impensadas (ou o contrário, estrategicamente elaboradas, na esteira do pensamento de Marx e Gramsci), lança o país numa desunião que não poderá nunca ter bons resultados…A semente separatista foi lançada…

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro