Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Foto: Reprodução

Anitta critica cantora gospel após ataque a comunidade LGBTQIA+

Por Redação

19 de junho de 2022 : 09h14

Uma entrevista de 2021 da cantora gospel Bruna Karla viralizou nos últimos dias pela série de declarações anti-LGBTQI+

No programa, a cantora declarou que “teve um amigo que me perguntou: ‘Bruna, quando eu me casar, você vai no meu casamento?'”, questionou.

“Eu olhei para ele, fui bem sincera e disse: ‘Ah, quando você se casar com uma mulher linda e cheia de poder de Deus, eu vou, sim'”, respondeu ela.

A cantora prosseguiu dizendo: “E ele falou assim: ‘você sabe que não é isso que eu tô perguntando’. Estou falando de um amigo, homossexual, que a gente tem essa liberdade. E eu falei que o dia que eu aceitar cantar no seu casamento com outro homem, eu posso parar de cantar sobre a Bíblia e sobre Jesus”. 

Após ficar sabendo dessas declarações, Anitta foi ao Twitter para criticar a postura da cantora gospel.

“Gente… de uma vez por todas. Repudiar LGBTQ+, desejar a “cura ou morte”, desejar o fim, a aniquilação de pessoas LGBTQ ou proibir pessoas LGBTQ+ de transitar num ambiente ou de serem eles mesmos NÃO É CULTURA. Não existe “respeite a cultura do outro” pq isso não é cultura”, repudiou Anitta.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

19 de junho de 2022 às 11h26

“Apoiado na Sagrada Escritura, Francisco considera as relações homossexuais ‘depravações graves’, ‘atos intrinsecamente desordenados, contrários à lei natural e que não podem receber aprovação em nenhum caso’.”

“No entanto, o papa Bergoglio seguiu com a frase: ‘o catecismo da Igreja católica diz que não se deve marginalizar essas pessoas e que elas devem ser integradas à sociedade’, o que demonstra que não há nada novo em suas palavras, salvo a forma de dizê-las e o tom mais tranquilo do papa.

O catecismo diz que um número considerável de homens e mulheres apresenta tendências homossexuais e que ‘esta inclinação, objetivamente desordenada, constitui para a maioria deles uma autêntica prova’.

‘Devem ser amparados com respeito, compaixão e delicadeza. Se evitará, em relação a eles, todo tipo de discriminação injusta. Estas pessoas foram chamadas para realizar a vontade de Deus em sua vida, e, se são cristãs, para unir as dificuldades que podem encontrar por causa de sua condição ao sacrifício da cruz do Senhor’, diz o catecismo.

E olhem que o Papa está longe de ser um conservador…

Responder

    Paulo

    19 de junho de 2022 às 11h27

    Fonte: O Globo.

    Responder

Ronei

19 de junho de 2022 às 10h54

Poruqe nao chamar logo de curral ou granja KEJFKMRFJFVKKK+ para completar a obra de discriminaçào…?

Responder

Partagas

19 de junho de 2022 às 10h51

Essa mulher vai cantar onde ela quer e se ela nao é a favor de casamento entre pessoas do mesmo sexo nao se vé onde està o problema.

E’ obrigatorio ser a favor ou contra…?

Responder

Jonathan

19 de junho de 2022 às 10h39

O que é uma comunidade DKFSVMDFIVDMVFK+/*…?

Porque cercar, examinar e carimbar as pessoas com siglas…? Isso é nojento, vergonhoso, é pura homofobia.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina