Karnal tropeça e escolhe cair do lado opressor - O Cafezinho

O Cafezinho

sábado

11

março 2017

772

COMENTÁRIOS

Karnal tropeça e escolhe cair do lado opressor

Escrito por , Postado em Tadeu Porto



Por Tadeu Porto*, colunista do Cafezinho

“Se ficarmos neutros perante uma injustiça, escolhemos o lado do opressor”, já dizia o bispo sul africano Desmond Tutu, Nobel da Paz em 1984 e ícone na luta contra o apartheid.

Essa é uma frase que vira e mexe aparece nossas timelines cotidianas, e hoje é dia dela dar o ar de sua graça novamente,  afinal, o “isentão” dos novos tempos, o historiador Leandro Karnal, postou uma foto em seu Facebook ao lado de Sérgio Moro o chamando de amigo e dizendo apreciar a inteligência do juiz.

Não conheço o histórico do Leandro com Sérgio, às vezes a amizade dos dois consegue fazer com que o professor consiga enxergar alguma capacidade intelectual no magistrado de maneira a conseguir apreciá-la. Contudo, confesso que nesses três anos de Lava-Jato e bombardeio midiático de Moro, eu o observo como uma pessoa totalmente limitada e que, se não fosse o interesse da mídia por essas figuras intermediárias para fazer o trabalho sujo do manutenção de poder, não teria sequer destaque em transmissões ao vivo no Facebook.

A limitação do “herói das pessoas de bem” fica clara em diversas falas e posicionamentos dele: desdes os destemperos com as defesas de seus investigados (o que é um claro absurdo, pois juiz tem que ser imparcial), até posturas extremamente arrogantes (e ignorantes, pois não cabe prepotência na sabedoria) como mandar advogado fazer concurso pra juiz ou ironizar a estratégia de defesa de algum investigado.

Moro é fruto da mídia golpista, pilar essencial da aristocracia brasileira e, por isso, consegue destaque nacional mesmo sendo tão medíocre.

Nesse sentido, justiça seja feita, o caminho midiático do Sérgio é completamente diferente do Karnal. O professor é consequência de uma nova maneira de se comunicar, fortemente ancorada pelo streaming de videos na internet, processo que é infinitamente mais democrático do que a imposição midiática que a velha imprensa nos impõe e que sustenta o juiz curitibano.

Eu já havia me decepcionado com Karnal no Roda Viva que ele participou em 2016 quando ele teve a oportunidade de explicar o Golpe de Estado que o Brasil sofria – como seu colega Mário Cortella o fez no mesmo espaço – e escolheu ficar em cima do muro, medindo com a mesma régua a presidenta Dilma, mulher eleita pelo voto popular e dificílima de imputar alguma conduta corrupta, e Michel Temer que, todos sabem por fatos e áudios, é irmão siamês de Eduardo Cunha, hoje considerado a figura mais corrupta da política partidária nacional.

Entretanto, naquele mesmo Roda Viva, Leandro deu respostas incríveis, principalmente sobre a “asneira sem tamanho” que é a escola sem partido e sobre o fascismo, o que me fez dar um certo crédito para ele, apesar de ter “marinado” sobre o Golpe.

E é por aí que a decepção com a foto de ontem aumenta por demais.

Primeiro, pois o professor falou com muita propriedade que o “fascismo é uma cadela que está sempre no cio” e, no contexto atual, não enxergar que Sérgio Moro é um dos pilares do neofascismo brasileiro (mesmo que ele não queira ser) é de uma cegueira inaceitável. Eu aposto com toda tranquilidade meu PS4 com o FIFA 17 dentro que qualquer retrato do fascismo atual brasileiro que a gente for analisar, terá um “viva Sérgio Moro” estampado e destacado de verde limão e amarelo fluorescente, e é imperdoável que Leandro não leve isso em consideração.

Segundo, pois por ser um defensor assíduo da educação, Karnal deveria estar amplamente ligado na destruição que presidente golpista promove na área, patrocinando uma PEC que diminui investimentos e uma reforma que recebe Alexandre Frota (porta voz da tal escola sem partido), com a devida proteção que Moro lhe fornece para continuar no cargo cometendo essas atrocidades (basta ver que o juiz não teve o menor pudor de expor Dilma em áudios ilegais mas não deixou Cunha fazer algumas perguntinhas ao Temer).

Karnal escolheu ser isento. Escolheu a face midiática de Moro na qual ele “combate a corrupção” (sei, Andréa Neves e Cláudia Cruz estão de boas andando por aí) para lhe fazer um elogio, deixando de lado ações altamente controversas do juiz que não cabem, sob nenhuma ótica, na coerência do historiador.

Leandro escolheu se abster, num país que a desigualdade mata todo dia e que a plutocracia avança a passos largos. E espero, de coração, que a dinâmica da vida faça com que ele pende para o lado dos oprimidos, pois o inverno que se desenha num futuro próximo não será nada fácil e, particularmente, tenho certa admiração pelo caminho democrático da internet que promove pessoas como ele, Clóvis Barros ou Mário Cortella.

Todavia, hoje, Karnal escolhe o lado do opressor, e enquanto posar sorridente ao lado de fascistas em potencial como Moro, infelizmente, minhas curtidas, minhas citações e meu respeito ele não mais terá.

Tadeu Porto é diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense. Sigam-o no Facebook! ;)



Tadeu Porto
Pra seguir:

Tadeu Porto

Editor Sênior do Cafezinho e integrante do conselho editorial dos sites Brasil Debate e Diálogo Petroleiro. É, também, mineiro de sonhos eternos, petroleiro de alma barulhenta e diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.
Tadeu Porto
Pra seguir:

sábado

11

março 2017

772

COMENTÁRIOS

Favor seja cuidadoso com as palavras. Em alguns casos, haverá moderação. Seja paciente.

772 Comentários em "Karnal tropeça e escolhe cair do lado opressor"

Avise-me quando
avatar
Visitante

Depois dessa, Karnal já era.

Visitante

Eu acho que o comentário que ele colocou na foto foi o problema e não a foto em si. Fossem outras as palavras o gosto não teria sido de decepção. Mas ele não é burro e sabe exatamente o que queria com isso.

Visitante

Façam chegar esse texto na página dele… Meus comentários foram excluídos e fui banida da.pagina dele..
O facista saiu do armário e está cruzando com a cadela!

Visitante
Texto Maravilhoso do Wilson Ramos Filho , Leiam !! “Karnal, Moro e o ódio. Durmo tarde. Espiei o feice e me surpreendeu o grande número de amigos que compartilhavam a foto do Karnal com o Moro, geralmente acompanhados de curtas lamúrias a indicar decepções diversas. Acordei e, espiando novamente, entrou-me um desassossego. Pela manhã contavam-se às dezenas tais postagens. Curioso – quem mandou? – me detive nos comentários dos amigos dos meus amigos. Se é certo que “a cadela do fascismo está sempre no cio” (frase atribuída a Brecht) seu alimento é um tipo peculiar de ódio que não deriva… Read more »
Visitante

O problema nem é a foto…mas a legenda “Dia intenso em Curitiba. Encerro com um jantar com dois bons amigos: juiz Furlan e juiz Sergio Moro. Talvez não faça sentido para alguns. O mundo não é linear . A noite e os vinhos foram ótimos. Amo ouvir gente inteligente. Discutimos possibilidades de projetos em comum.”
Lamentável…espero q tenha sido apenas efeito do vinho…ou uma invasão da page…
:(

Visitante

Não acho que ele seja cínico ou falso a esse ponto, mas parece que gosta mais de dinheiro do que eu imaginava.

Visitante

Ganhou a direita que ele tanto chamou de acéfala… Perdeu a ESQUERDA que lê e coloca em prática…

Visitante

Não há virgens na zona.

Visitante

O problema são os “projetos em comum”.

Visitante

Acho que depende do contexto. Almoço todo dia com amigos que pensam de forma diametralmente oposta a mim e nem por isso deixamos de ser amigos. Nesse caso a legenda é que me decepionou.

Visitante

Com quem sentamos à mesa diz mais sobre nós que uma legenda.

Visitante

Estes filósofos POP encontraram um filão da sociedade onde podem levantar uma grana que é a classe média idiotizada pelos meios de comunicação. Nada mais natural ele se juntar ao herói dos idiotas…

Visitante

Nem as minhas…

Visitante

Admito que essa foto do Karnal me soa estranho, devido suas críticas, mas é só relembrar que estamos falando de um professor acadêmico, me redesigno, ele sempre conviveu muito bem com o contraditório, tanto que tem uma obra com o ultra liberal e capitalista Pondé, fico pensando se realmente alguns aqui se vice o Moro o sairia Xingando? Pra mim se resumiu em uma boa conversa, com certeza com perguntas ásperas de Karnal.

Visitante

A questão não é agredir ninguém! Mas você se sentaria a mesa ou se deixaria fotografar ao lado de pessoas que você reprova a conduta???

Visitante

Tirar foto está demais, né

Visitante

acorda colega……

Visitante

Ata.

Visitante

O que me preocupa, é que moro não é pessoa com quem alguém realmente conectado com o que acontece aqui posaria pra uma foto. Mas Karnal sempre se disse centrão. Ele vinha sofrendo críticas da direita, o que, pra mim, só piora tudo.

Visitante

Xingar talvez não, mas questionar o porquê de uma perseguição seletiva com certeza sim.

Visitante

Trata-se de um seguidor de Protágoras. Qualquer causa pode ser aceita pela maioria, tornando-se uma verdade, se defendida por um orador competente. (Mesmo as causas injustas e cruéis.)

Visitante

“Bons amigos” ele disse

Visitante

Carnal, Karnal, não sei não me engana mais….

Visitante

“Bons amigos” e ” projetos em comum”???? Suponho, como vc está supondo, que a amizade seja antiga. Talvez, agora que é famoso, virou pop, queira se apoderar de si mesmo. Não precise mais parecer. Basta ser. É uma escolha dele, e só dele. Bom para todos. Para ele que tira o peso da farsa e para seus seguidores que conheceram sua nova faceta, antes velada. Toda escolha traz conequências. Todo ganho gera uma perda. E a vaidade é um dos grandes pecados capitais, como ele bem disse em uma palestra.

Visitante

O problema não é de encontrar, mas se fazer de relações públicas. Publicar foto, elogiar e ainda ficar de provocações com a fita esquerda. Mas é o papel esperado dele, que assumidamente diz que o dinheiro vem antes. Vai ver é o amor pelo dinheiro o permite, supostamente, dormir apenas 4h por dia.

Visitante

Duvido e muito. Esse juiz não é bem o exemplo de pessoa que convive bem com contraditório

Visitante

Será, Que foi macho pra fazer algumas perguntas que todos queremos saber?

wpDiscuz