A alegria doentia da mídia com a angústia dos brasileiros diante da crise - O Cafezinho

O Cafezinho

sábado

11

março 2017

51

COMENTÁRIOS

A alegria doentia da mídia com a angústia dos brasileiros diante da crise

Escrito por , Postado em Redação



Na semana em que o IBGE divulga que o golpe resultou no maior fracasso econômico da história brasileira, a grande mídia, que foi uma das principais articuladoras desse mesmo golpe, faz uma cobertura “otimista” da economia nacional.

A capa da Época fala, por exemplo, por si mesma. A revista transforma, graficamente, a angústia e o desespero de milhões de brasileiros, numa festa visual, numa “oportunidade” de ampliar ainda mais o fosso social entre ricos e pobres.

Agora eu fico sabendo, pelo companheiro Assis, que a Veja também fez matéria ufanista sobre a economia brasileira, fazendo pouco caso do sofrimento de milhões de brasileiros, causado justamente pela instabilidade política e econômica trazida pelo golpe, que teve início em 2014, com a operação Lava Jato, chegou ao ápice com o impeachment ilegal da presidenta Dilma e se consolida agora, com a gradual retirada dos direitos sociais.

É muito chocante constatar que a mídia fica alegre quando o Brasil está mal, e os brasileiros estão desesperados e deprimidos com o desemprego e a falta de perspectiva – e fica triste quando havia grandes esperanças, crescimento econômico, emprego pleno e contas públicas em dia.

***

Movimento Brasil Agora

Motor emperrado na retomada do desenvolvimento de “Veja”

Por J. Carlos de Assis

O mais poderoso motor de retomada da economia brasileira comunicado ao país nesta semana está na revista “Veja”. Sua atual edição vem dedicada a demonstrar à sociedade que a crise econômica acabou. Não é preciso ler para conferir. Como Cândido, de Voltaire, “Veja” descobriu que estamos no melhor dos mundos. Seus argumentos são pífios e parciais. Tecnicamente não significam nada. Assim mesmo insistem na técnica nazista de repetir uma mentira tantas vezes, e com tanta ênfase, que se espera venham a convencer.

O motor de crescimento de “Veja” tem um problema: ele não funciona. Está simplesmente engastado. E não há como consertá-lo a não ser mudando de mecânico. Os indicadores selecionados pela revista para concluir que começou a retomada são irrelevantes. Para a sociedade só há dois indicadores estatísticos que revelam as tendências essenciais da economia: o crescimento ou contração do PIB e a taxa de desemprego. Ambos vão de mal a pior. E não há nenhuma indicação de que revertam a curto e médio prazo.

Em termos prospectivos, há outro indicador que assinala as tendências de médio e longo prazo da economia: a taxa de crescimento do investimento, seja público, seja privado. Na situação em que estamos não há uma coisa nem outra. O investimentos público – por exemplo, o da Petrobrás – está estagnado desde que a Lava Jato deu início ao teatro de transformar o Brasil num país incorruptível, porém pobre. Já o investimento privado desabou. Um investidor privado que destina seu dinheiro a expandir a produção sem demanda é um idiota.

Estamos numa armadilha político-econômica de proporções catastróficas. A maior parte dessa tragédia se deve a ação insistente de órgãos da grande imprensa como “Veja” no seu empenho em desconstruir as bases estruturais da economia brasileira. Do meu ponto de vista, nada foi mais destrutivo que o ataque à Engenharia Nacional, que foi historicamente o maior instrumento de desenvolvimento da economia brasileira em termos de geração de emprego, de tecnologia nacional e de expansão do mercado.

No momento, estamos inteiramente desarmados enquanto economia nacional. Não é difícil reconhecer as manobras do Governo Temer no sentido de reduzir o espaço do setor público e do setor nacional, em todas as áreas, a fim de abrir espaço para o capital financeiro e as empresas de serviço (previdência, saúde) do exterior. O setor da Engenharia Nacional, como observado antes, está virtualmente destruído. A única coisa que nos resta é o agronegócio, com pífia geração de emprego, baixos salários e altíssima concentração de renda.

É esse espólio miserável que “Veja” aponta como em fase inicial de retomada do crescimento. Se fosse um problema de bom entendimento, seria o caso de contestar a racionalidade das análises. Entretanto, não é problema de entendimento. É uma questão de poder. O que está em jogo é a distribuição de renda da sociedade, a partir do esmagamento dos salários em favor de “investidores” especulativos estrangeiros. Em essência, trata-se de extrair o máximo de mais valia do trabalhador e do Estado para entupir os ricos de dinheiro.

Em meados dos anos 70, quando a economia dos EUA oscilava entre baixo crescimento e estagnação, os governos recorriam a estímulos verbais para tentar empurrar a retomada. É claro que isso nunca funcionou. Aqui também não tem como funcionar, a despeito dos esforços de “Veja”. A economia é um jogo de interesses. Do lado privado, só investe quem tem perspectiva de ganhar dinheiro. Já, de seu lado, o Estado está sendo contraído supostamente em favor do privado. É claro que isso não tem como dar crescimento.

Loading...
Miguel do Rosário

Miguel do Rosário

Editor em Cafezinho
Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.
Miguel do Rosário

sábado

11

março 2017

51

COMENTÁRIOS

Favor seja cuidadoso com as palavras. Em alguns casos, haverá moderação. Seja paciente.

51 Comentários em "A alegria doentia da mídia com a angústia dos brasileiros diante da crise"

Avise-me quando
avatar
JULIO CEZAR DE OLIVEIRA
Visitante

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKESSA ÉPOCA É BOA MESMO DE PIADA,DEVERIA SER UMA REVISTA DE HUMORKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Pedro Augusto Pinho
Visitante
MÁXIMA CORRUPÇÃO COM O DOMÍNIO DA BANCA O PODER INVISÍVEL QUE CORROMPE SEU PENSAMENTO “Chegará, enfim, um tempo em que tudo o que os homens haviam considerado inalienável se tornará objeto de troca, de tráfico e se poderá vender. O tempo em que as próprias coisas que até então eram compartilhadas, mas jamais feitas objeto de troca; dadas, mais jamais vendidas; adquiridas, mas jamais compradas – virtudes, amor, opinião, ciência, consciência etc – agora tudo isso se faz comércio”. Quem escreveu este período? Papa Francisco? Papa Paulo VI? Leão XIII, da precursora encíclica sobre a condição operária Rerum Novarum (1891)?… Read more »
Visitante

Mesmo estilo MBL! Como o dinheiro para essa propaganda enganosa está saindo do povo e repassado pelos usurpadores, será que o marqueteiro é o mesmo? :/

Visitante

Esgoto, fossa , revista lixo.

Visitante

As organizações Globo me dá nojo…

Sidnei
Visitante

A direita está cavando sua propria sepultura.
Infelizmente junto com a de milhoes de brasileiros

Visitante

Por isto que estes lixos não vendem mais revistas, só escrevem merdas nestes folhetins!

Visitante

Imprensa maldita a serviço do Inferno!!!

Visitante

Querem te enganar, pura propaganda.

Visitante

A primeira reformaFORA TEMER

Visitante

Bom mesmo seria uma Guerra Civil!

Visitante

A louca!!!!!

Visitante

D7ft7797777

Visitante

Crise criada pelo juiz Moro, não podemos esquecer

Visitante

Lucas Ribeiro que nojo de capa!

Visitante

AS REVISTAS EPOCA SEM ACENTO , A REVISTA MILITAR VEJA , A REVISTA ISTO É , SEM SER, MAIS JORNALECOS MARROSISTAS, FOLHA SECA , ESTA-DÃO , O GLOBOBO ETC… SE COLOCADOS NA BANHEIROS DOS POBRES DAS MASSAS ATACAM ATÉ SUAS HOMÓRROIDAS ,AS MÍDIAS FALADAS AS 05 EMISSORAS DE DESINFORMAÇÕES , SÃO OS VERMES QUE ATACAM OS DENTES DOS POBRES,, FORMANDO AS CÁRIES??

Visitante

Bando de FDP malditos! Os bolsos cheios de grana nossa, dada pelo Drácula golpista. Essa grande Mídia, mostra a faceta mais nojenta do ser humano, que é a ganância extrema a qualquer preço!

MARICA
Visitante

I$$O É JORNALI$MO .

Visitante

Mídia podre.

Visitante

A REVISTA ÉPOCA GOLPISTA, VIVE NA IDADE MÉDIA? ONDE OS SENHORES FEUDAIS ABUSAVAM DO PODER , PRA DETONAR SEUS SÚDITOS, SEM TER UMA RESPOSTA ADEQUADA , REFORMA DA DEMOCRÁTICA DAS IMPRENSAS ESCRITAS AS E FALADAS , AS 05 FAMÍLIAS DAS MÍDIAS QUE COMANDAM AS DESINFORMAÇÕES AO POVO , E COOPTADAS POR GOVERNOS DITADORES E SEM VOTOS ? FORA , DO BRASIL?

Visitante

Só falta pedir a volta da Dilma,,

Visitante

Hahahah,. Paga o pato ai seu trouxa!!!

Visitante

Feio lamentável Bete

Visitante

Guerra é paz.
Liberdade é escravidão.
Ignorância é força.

Visitante

Globo fascista!

Visitante

Isso não é mídia é DIÁRIO OFICIAL!!! Kkk

Torreal
Visitante

reformas são necessárias e todos sabemos.
Dilma sabia, não teve vontade política.
Lula sabia, tinha poder para isso e foi covarde o suficiente para não encarar as questões impopulares.

emerson57
Visitante

“foi covarde o suficiente para não encarar”
Então tá. E o povo coxa foi patriota e inteligente para acabar com a kurrupissaum e com suas panelas e camisa da seleção eleger esse time “onesto” que ora nos desgoverna.
Povo desconhecedor de história, amestrado pelo PLIMPIG que viu na globobo o “pais que vai pra frente” salve a seleção… e agora implanta o “ame-o ou deixe-o”.

Torreal
Visitante

O pmdb é o partido mais corrupto do Brasil.
Mas infelizmente isso não impediu o Pt de formar um governo com eles em cargos importantes chegando à vice presidência.
O povo coxa quis o capeta, mais não quis o Pt.
Não se engane, os apoiadores do Pt aceitaram o pmdb e fizeram vista grossa durante anos, apenas porque eram aliados.
Depois fingem que descobriram a realidade.
Lamentável.

Visitante

Editor vagabundo a serviço do capital vagabundo…

Visitante

Politica nada né? É a única necessária.

Visitante

A capa tá parecendo o PPT do Lula

Visitante

Essa capa é muito Ridícula … O pior é pensar que talvez tenha sido produzida com dinheiro do povo … Parece um panfleto do governo que quer fuder o povo !!!

Visitante

50% do orçamento para pagamento de juros da dívida . . . Então colocar na capa redução drástica de pagamento de juros da dívida em momento de séria crise não pode? . . . Cortar direitos de trabalhadores pode? . . . Época . . . mais uma porcaria da mídia golpista.

Visitante

O dó kkkkk dementes

Visitante

Editorial do Globo de ontem, sempre contra os trabalhadores. No texto, a desfaçatez, covardia e cinismo que sempre caracterizou esse jornal.

ari
Visitante

Em 2014, o país praticamente vivia a pleno emprego. A CLT era a mesma, bem como o arcabouço de proteção ao trabalhador. De repente, vende-se a ideia de que, com a reforma trabalhista, o emprego voltará. Rodrigo Maia, que eu saiba, nunca trabalhou a não ser por um curto período. Vi ontem um debate na TV onde um procurador da justiça do trabalho afirmou que 90% das ações trabalhistas referem-se a um estrito grupo de setores, sobretudo bancos, e ao próprio governo. Se com a justiça do trabalho temos tantos abusos, imagine-se sem ela.

Anônimo
Visitante

O POVO NÃO PRECISA PAGAR IMPOSTOS TAMBÉM, NEM PREVIDÊNCIA , NEM PLANO DE SAÚDE. PRECISAMOS DE ANARQUIA INSTITUCIONAL, SEM POLÍTICO E LIBERAÇÃO DA COMPRA DE REMÉDIO POR CONTA PRÓPRIA , SEM OBRIGATORIEDADE DE ESTUDAR. SE PARA AVACANHAR , QUE SEJA BEM TRANSPARENTE. VIVA A ANARQUIA INSTITUICIONALIZADA. PARA QUE POLITICA? CORTE TUDO, QUEBRAR A FEDERAÇÃO É O PRIMEIRO PASSO. CADA UM POR SI.

Visitante

Tem razão? Argh

Ana Souza
Visitante

O presidente da Camara Rodrigo Maia, nessa fala, me lembra aquele personagem da novela Escrava Isaura: o comendador Leoncio Almeida…….tal e qual. Pra que direito trabalhista? Esse pessoal tem que trabalhar até morrer, ser esfolado sem dó e se reclamar levar uma surra no tronco…. E as Organizações Globo aplaudem…… Nossas elites adorariam revogar a Lei Áurea.

Visitante

Tá na hora do povo começar a cobrar a conta dessa mídia irresponsável que age contra ele.

Visitante

Lamentável.

Visitante

O Brasil só será reconstruído a sangue e fogo.

Visitante

Não tem crise para a midia…tá recebendo mais depois da queda da Dilma…ainda estão aproveitando para conseguir o que em uma eleição ninguém consegue…menos para o povo …mais para eles..

José X.
Visitante

Quinta feira estava num consultório médico de manhã, e apesar de sempre procurar ficar longe da televisão, invariavelmente ligada na Globo, pude ouvir a pouca vergonha da Ana Maria Braga fazendo propaganda descarada das “clínicas populares” e do “cartão de saúde pré-pago”…a Globo é uma imundície, uma imoralidade, é preciso uma revolução prá acabar com esse câncer

Visitante

Queria ver essa alegria toda na fila da guilhotina.

Visitante

É revoltante, mídia nojenta e apátrida.

Visitante

Sacanas

Visitante

É cacete para todo mundo essa capa

Anônimo
Visitante

I$$O É JORNALISMO COM PADRÃO DE QUALIDADE

Visitante
wpDiscuz