Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

CNT mostra pequeno declínio de Dilma

Por Miguel do Rosário

12 de junho de 2013 : 00h10

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]
A pesquisa da CNT/MDA com avaliação do governo, aprovação da presidente e intenção de voto para 2014, cuja íntegra já está disponível na internet, confirma o Datafolha divulgado há pouco. O governo e a presidente perderam alguns pontos, e as causas foram mesmo um declínio do otimismo dos brasileiros.

Não é nada fora do normal, contudo. Lula também enfrentou diversas oscilações parecidas ao longo de seu mandato, conforme se pode observar num dos gráficos da pesquisa:

[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (no alto à direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

A aprovação da presidente, de qualquer forma, segue um padrão completamente distinto daquele de FHC, o qual mal conseguia obter 20% de positivo nos primeiros dois anos de seu segundo mandato.

 

De qualquer forma, a pesquisa da CNT traz informações mais esclarecedoras sobre as causas da queda na aprovação do governo. Mais de 40% dos brasileiros acreditam que o Brasil pode ter “problemas com apagão de energia elétrica ainda este ano”.

Na tabela abaixo, observe que Lula, no segundo ano de seu primeiro mandato (2004), jamais alcançou 70% de aprovação.

Nas pesquisas de intenção de voto, eu me interessei particularmente pelas projeções para o segundo turno.  As tabelas oferecem um cenário bastante lógico, com Aécio Neves sendo o concorrente mais forte e Eduardo Campos, o mais fraco.

Sobre Campos, sua presença de fato serve à oposição, mas é forçoso admitir, com base nas pesquisas, que a simples participação no pleito confere aos participantes um importante recall na eleição seguinte.   Vide a força continuada de Marina Silva.

 

 

 

 

 

Para o primeiro turno, as pesquisas apontam um cenário diferente do mostrado no Datafolha, com Aécio Neves bastante à frente de Marina. Campos tem uma pontuação medíocre, bem menor do que o percentual dos que não sabem ou votam nulo.

 

 

 

 

 

Na tabela 2, abaixo, vemos o maior problema da oposição no Brasil. O PT conseguiu se isolar na preferência dos brasileiros, de uma forma desequilibrado em relação aos outros partidos. Eles deveriam, em vista disso, investir fortemente na construção partidária, antes de pretenderem ganhar o poder.

 

 

 

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?