Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Campanha SOS Cafezinho!

Por Miguel do Rosário

27 de março de 2014 : 21h42

Estimados amigos e queridas amigas, lá venho eu de novo para minha campanha mensal em prol do blog. Dessa vez, porém, eu trago um desconto de preços.

Se quiser ser poupado do esclarecimento abaixo, e assinar logo, clique aqui.

Com o aumento da visitação, que agora beira 50 mil ao dia, e crescendo, o adsense do google já está dando um retorno mais consistente. Mas ainda não dá para sustentar os custos de um blog com o nível de visitação do Cafezinho. Esse mês, por exemplo, entrou R$ 1.200,00 de adsense. Eu gasto mais R$ 600 só com servidor, que tem de ser dedicado e exclusivo.

Preço do servidor. Valores em dólar.

Preço do servidor. Valores em dólar.

O mercado publicitário ainda é muito fechado para os blogs. E o governo nunca fez a necessária regulamentação para que a gente pudesse respirar mais tranquilamente. É engraçado e triste ao mesmo tempo: os norte-americanos acreditam mais nos blogs brasileiros do que as agências publicitárias e o governo… brasileiros!

Nem precisava fazer uma Lei da Mídia. Bastava vontade e coragem do governo: liderar uma política republicana para que as estatais e o Executivo anunciassem nas pequenas mídias digitais. Uma política republicana e democrática, que seguisse a orientação constitucional de estimular a pluralidade.

Infelizmente, o governo segue amarrado a uma lógica reacionária, concentradora e injusta, que só beneficia os grandes grupos.

A política de redistribuição de verba, da qual a Secom se orgulha, revelou-se absolutamente insossa. Aumentaram recursos para pequenos jornais do interior, mas nunca fizeram nada para o jornalismo digital de opinião, o único que faz realmente o contraponto à grande mídia, e pode influenciar os grandes debates públicos.

Eu queria uma política republicana, que desse recursos para blogs de vários matizes ideológicos, ou que ao menos refletisse a composição política dos parlamentos, assegurando direito às minorias. Hoje, o grosso dos recursos federais para a internet vão para blogs e sites da direita. A Secom dá dinheiro para o site da Fox, a mídia que representa a mais extrema direita golpista norte-americana, e não dá quase nada aos blogs!

(Tabela tirada desse post do Cafezinho).

Reinaldo Azevedo e Noblat, por exemplo, recebem generosas verbas do governo federal. Os blogs de esquerda que recebem algum recurso são exceção: apenas o Conversa Afiada e o Nassif, porque são jornalistas famosos, que trabalharam ou trabalham ainda na grande mídia. Ou seja, a lógica da grande mídia também prevalece nesse caso.

A grande mídia recebe bilhões do governo federal, e ainda nos ataca. Tem sido constrangedor o número de matérias e editoriais nos atacando. Sempre que se referem a nós, falam que recebemos recursos públicos. Mentira. Eles é que recebem. Sempre receberam. Deram golpe para ganharem bilhões. Bilhões que roubaram do povo, que roubaram da democracia.

Ou seja, o governo paga para a mídia atacar o próprio governo, e atacar de forma desonesta, e paga para a mídia atacar os blogs, e atacar de forma igualmente desonesta.

Paga a grande mídia para atacar a própria democracia, como vimos no caso da Ação Penal 470.

Paga para atacar o interesse nacional, como vemos diariamente nessas campanhas de terrorismo econômico.

O golpe está fazendo 50 anos, e vemos as mesmas empresas que apoiaram o golpe, e ganharam muito dinheiro com esse apoio, agora dedicando extensos cadernos especiais para lembrar o golpe, num viés falsamente crítico, e novamente ganhando muito dinheiro com isso.

É um ciclo vicioso que não se romperá jamais?

Falta vontade política, porque o  governo podia ampliar a publicidade para centenas, milhares de blogs e sites. Uma gotinha do que vai para a grande mídia já poderia sustentar duzentos blogs, e esses blogs, em pouco tempo, teriam condições de produzir conteúdo próprio e fazer um jornalismo muito mais competente e honesto do que vemos hoje nos meios tradicionais. E a partir desse jornalismo, ganharíamos independência financeira, com assinaturas e publicidade privada.

Haveria enorme geração de empregos na área da comunicação. Qualquer jornalista teria a opção digna de poder trabalhar por conta própria na internet, especializando-se em algum tema: política, esportes, medicina, educação, sem precisar viver o terrorismo diário vigente nas grandes redações atuais, com os trabalhadores sempre atemorizados com o próximo “passaralho” (apelido para demissão em massa).

Antes de continuar, quero fazer um agradecimento público. A blogosfera, entendida como o público que acompanha o nosso trabalho, alguns há muitos anos, outros mais recentemente, jamais me deixou na mão.

O leitor sempre fez assinaturas, doações, deu uma palavra de solidariedade, um comentário gentil.

Sou eternamente grato.

Lembro-me que, há uns cinco anos, eu estava tendo muitos problemas com minha cadeira, precisava de um modelo ergonométrico, e mencionei isso num post. No dia seguinte um leitor depositou o valor correspondente para comprar uma nova.

Sempre foi assim. E isso me manteve vivo até hoje.

Por isso sigo confiante no valor do meu trabalho.

Eu tenho atualmente 249 assinantes pagantes. Observe a imagem abaixo. Os assinantes pagantes são os inscritos no tipo “S2Member Level 1”, que é o software que eu uso para controlar as assinaturas.

ScreenHunter_3553 Mar. 27 20.58

Esses assinantes têm acesso exclusivo a alguns posts.

Os posts para assinantes podem ser vistos nesse link.

Para não ferir os brios dos não-assinantes e, mais importante, para continuar participando do debate político nacional, que é público e livre, eu adotei a política de conceder acesso livre a todos os posts novos, e fechar para assinantes apenas os posts mais antigos.

Quero continuar assim, porque é o que está dando mais certo. De vez em quando, contudo, publicarei um post novo apenas para assinantes, de forma a estimular a entrada de assinaturas.

Mas eu preciso aumentar o número para, pelo menos, 1.000 assinantes, para pagar os custos do blog e investir um pouquinho na melhora de sua estrutura.

Então eu estou iniciando uma grande campanha. Fiz alguns descontos importantes no preço das assinaturas para os períodos trimestral, semestral e, sobretudo, para o período anual.

A assinatura anual, por exemplo, foi de R$ 250 para R$ 190, um desconto de 24%. Isso corresponde a um gasto de apenas R$ 0,52 por dia para ficar bem informado e manter a blogosfera forte!

A promoção é por tempo limitado. Aproveite a chance!

Para assinar clique aqui.

SOS

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

LuisCP

30 de março de 2014 às 21h58

Miguel,
eu quero participar, mas não sei porque o Paypall cancelou meu pagamento mensal a outro blog do mesmo estilo do seu, que tbm comecei a ajudar. Já enviei mensagem pedindo para que me passe a conta, pois depositaria diretamente, mas, nada.
Informe onde posso depositar que o farei amanhã. Reforçando: Paypall, não dá.

No aguardo.

Responder

Nick abreu

30 de março de 2014 às 21h26

Seu blog vale mais q a assinatura da folha estado veja e epoca juntos. Amanha faco minha assinatura

Responder

    Miguel do Rosário

    31 de março de 2014 às 00h35

    obrigado

    Responder

Celso Orrico

29 de março de 2014 às 16h33

ficamos assim então..só não podemos é deixar o Cafezinho esfriar..
Bom fim de semana
Abraços

Responder

Miguel do Rosário

28 de março de 2014 às 20h03

Fica assim mesmo, Celso. Está ótimo. Abs

Responder

Celso Orrico

28 de março de 2014 às 14h09

Miguel, eu já tinha optado por fazer uma assinatura mensal no Paypal de R$ 30,00 o que no final de um ano R$360,00, caso vc necessite desse valor (360,00) adiantado pra mim não tem problema, cancelo a antiga e faço uma nova..
Aguardo sua opção.
Abraços

Responder

Pedro Barbosa

28 de março de 2014 às 03h50

ja aceita Bitcoins? rs

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?